Máquinas e Equipamentos

Transformação: Termoformagem a vácuo une versatilidade e baixo custo

Plastico Moderno
9 de junho de 2017
    -(reset)+

    Plástico Moderno, Transformação: Termoformagem a vácuo une versatilidade e baixo custo

    Alexandre Farhan

    No projeto clássico das máquinas de vacuum forming, sua cinemática de movimentação inclui elementos pneumáticos e mecânicos, todavia com a modernização e automação das máquinas, faz-se necessário o uso de servo motores para determinados acionamentos e movimentos.

    Assim como em todos os processos de transformação, existe a carência da mão de obra qualificada. Talvez isso seja muito mais evidente por aqui, devido à falta de cursos específicos sobre o assunto, demonstrando o funcionamento e características dos equipamentos, comportamento do material, detalhes dos moldes e do processo, além da identificação de defeitos e como corrigi-los.

    Para isso, a Escola LF está criando um curso inovador e inédito para atender esse mercado carente de profissionais qualificados.

    Alexandre Farhan é administrador de empresas e técnico em plásticos pelo Senai-SP, com 30 anos de atuação no setor. Atualmente, é diretor da Escola LF, especializada na formação de profissionais para a indústria de transformação plástica pelos processos de injeção, sopro e extrusão. www.escolalf.com.br – alexandre@escolalf.com.br



    Recomendamos também:








    2 Comentários


    1. Olá, estou entrando agora nesta área , é muito confuso para quem esta gatinhando neste ramo de produção, estava pronto para negociar uma maquina de vacuum forming , em valor bem atrativo R$ 19.000.00 área de trabalho 600mm x 500mm mais depois desta matéria vou perguntar como é processo de aquecimento , cheguei a ver outros modelos de outras empresa mais além de caro , não é compatível para o micro empreendedor , para uma.maquina que faz 1 ou 2 moldes nas medidas 60×60 no máximo produzindo peças de 2 a 3 minutos de cada vez custando R$ 42.000.00 ! Como o micro empreendedor vai conseguir ter competitividade com empresas que tem uma larga escala de produção ? Só compra uma maquina destas que não faz uma pesquisa aprofundada , a coisa é tão ilusório , que através de uma matéria falando de tal produto , se o comprador não ficar em alerta ele não vai notar que esta sendo a induzido a comprar o produto do esclarecedor de qual maquina é a melhor , quem esta engatinhando é for compulsivo compra a maquina de olhos fechados , no final que acaba trabalhando para maquina é o investidor, agora eu estou pensado para quem vou ter que trabalhar para uma maquina que produz 2 formas de 2 a 5 minutos que não tem o infra vermelho que no final do ano vou entender que trabalho para empresa que fabrica a maquina e para o conta de luz ou para uma maquina que produz no mesmo tempo que a primeira mais gasta pouco a luz mais que no final das contas o valor da maquina vai da o mesmo valor de luz que vou pagar no final do ano ? Eu quero alertar o micro empreendedor, pesquisem bem , antes de sair comprando maquinas de produção fictícia ,Pôr que no final das contas os únicos que vão ganhar dinheiro são os fabricantes das maquinas , você paga um valor alto para produzir 2 pecas a cada 2a3 minutos para vender um peças R$ 18.80 para consumidor final sendo que R$ 8.00 da matéria prima , e R$ 00.50 do conta de luz , para no final final você empreendedor perceber que a mesma empresa que te vende a matéria prima produz o mesmo produto que você , e vende a R$ 4.00 com um custo bem.mais baixo que o seu , porque as maquinas de produção produzem em alta escala , Brasil continua sendo o Brasil .


    2. marcos

      Boa noite. Interessante a matéria porém discordo de muitos pontos com relação ao conhecimento dessa tecnologia no Brasil. Infelizmente dou certo credito a essa opinião pois aqui tudo é fruto de exploração, o conhecimento tem um preço que, no Brasil, é utópico e acaba por limitar o conhecimento. Por outro lado, seja por estudos ou tentativas e erros práticos que muitos profissionais acabam pó deter fontes únicas de conhecimentos. Obrigado. Fabrico peças artesanais em vacum forminh e por muitos anos fui processista em industrias aeronáuticas.



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *