Transformação: Plástico para o setor alimentício

O setor alimentício é responsável pelo segundo maior volume de produção de peças plásticas, respondeu por 21,9% do total de plástico transformado em 2022, segundo dados da Abiplast. De acordo com os números preliminares de pesquisa conjuntural realizada pela Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia), as vendas reais e a produção física de alimentos industrializados no ano passado apresentaram evolução de 3,5% e 4,6%, respectivamente, com destaque para as exportações e o food service. A perspectiva para a demanda por alimentos no mercado interno em 2024 é de melhora.

Alguns fatores ajudaram o desempenho do setor em 2023. A safra recorde de grãos 2022/2023, de 321,4 milhões de toneladas (+17,9% em relação à anterior), segundo projeção da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), contribuiu para melhorar a disponibilidade de matérias-primas e reduzir os custos de produção, o que viabilizou a desaceleração dos preços dos alimentos e da inflação geral do país. O controle da inflação também ajudou, incentivou o Banco Central a adotar uma política de gradual redução da taxa de juros. Além disso, houve recuperação na geração de empregos no país.

No plano internacional, o cenário atual apresenta perspectiva de desaceleração do crescimento econômico na maioria dos países. No último levantamento do FMI, de outubro de 2023, a taxa prevista para o PIB mundial permanece em 3,0%, e em 2,9% em 2024, abaixo do observado em 2022, de 3,5%. Este movimento de acomodação reflete a alta dos juros pelos bancos centrais da maioria dos países na tentativa de ancorar as expectativas de inflação, ainda em patamar elevado, e a permanência de conflitos que interferem nas dinâmicas das cadeias de produção. Este processo tem influenciado negativamente os preços dos produtos agrícolas exportados pelo Brasil. O balanço de receita, todavia, permanece positivo graças à expansão dos volumes.

Leia Mais: 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios