Termoformagem – Expositores demonstram confiança em recuperação e apresentam novidades

Além da nova SupraVac, a família Lakatos também levou à exposição a termoformadora contínua e automática (TC-C), alimentada por bobinas, para a produção de peças termoformadas, máquina que também agregou algumas inovações, como nova prensa com quatro colunas e maior velocidade operacional, capaz de alcançar ciclos completos em 2 segundos, termoformando, cortando e empilhando 360 pratos com 15 cm de diâmetro por minuto, ou completando até 1.600 ciclos/hora. Capaz de termoformar PS, PVC, PP e PET, em espessuras de 1 mm, o equipamento tem área de molde correspondente a 600 mm x 400 mm e consumo de ar comprimido de 8 kgf/cm².

“A TC-C foi concebida com servomotor no sistema de avanço do filme, tornando-se uma máquina ideal para embalagens descartáveis, podendo moldar por vácuo (vacuum forming) e por ar comprimido (pressure forming)”, explicou Roberto Lakatos, também diretor e um dos filhos de Jorge Lakatos.

Desenvolvendo projetos diferenciados e especiais para a produção de gabinetes de refrigeradores com alta produtividade e que alcançam até o momento 120 contra-portas por hora, a empresa também lançou recentemente máquina especial automática para a fabricação de pré-impressos (Minivac), que também vem sendo bastante requisitada no mercado externo para a produção de materiais para publicidade e propaganda.

Modelos especiais – Com experiência de 47 anos de atuação no ramo, a Hece encurtou os prazos de entrega dos equipamentos para 45 dias ou 60 dias, a depender do modelo, e também promoveu na feira o lançamento de máquina termoformadora especial para a produção em grande escala de copos descartáveis tanto de PP como de PS.

Trata-se da termoformadora pressure forming automática para embalagens HF 750 RSJ, concebida com sistema CNC e sistema de movimento da ponte articulado com curso máximo de 240 mm, acionado por servomotor CA brushless com redutor de engrenagens cônicas, comportando lâminas com larguras até 860 mm.

“Com molde de 35 cavidades, o novo modelo é capaz de produzir 875 copos/minuto de 200 ml de PP e, com molde de 50 cavidades, produz 1.500 copos/minuto de PS”, informou Farid Labaki Junior, gerente-comercial da Hece.

“Além de aumentarmos a área para a entrada das lâminas, a nova máquina termoforma e corta os copos com o auxílio de servomotor e, com a mesma máquina, apenas acrescentando uma pré-estufa, para aquecimento das lâminas, é possível moldar potes de margarinas, entre outras embalagens, com produção de 108 potes/minuto de 1 litro de PP”, exemplificou o gerente.

Pratos e bandejas descartáveis também contam com modelo especial automático para vacuum forming (HVF 600 II) dedicado às produções de PS, e capaz de produzir 120 pratos de 150 mm por minuto. Esse sistema CNC conta com servomotor para o transporte das chapas e estação de moldagem por vácuo e pressão.

Entre as inovações da Hece também consta a termoformadora pressure forming automática para a produção de embalagens industriais, do tipo contêineres. Trata-se do modelo HF 550 RSJ, com três servomotores contemplando os sistemas de movimento da ponte, o transporte de chapas e também com servomotor com redutor de engrenagens helicoidais e fuso de esferas recirculantes no plug.

Termoformadoras para PET – Do Canadá especialmente para a feira, a GN Thermoforming Equipment, representada no Brasil pela Intermarketing Brasil, veio divulgar novos conceitos em máquinas como as termoformadoras da série C, e anunciar previamente o lançamento a ser feito na próxima NPE (National Plastic Exposition), a realizar-se em junho, em Chicago, nos Estados Unidos, a termoformadora 3021 D-APET, especialmente projetada para termoformar PET.

Plástico Moderno, Jerome Romkey, gerente de marketing da GN Thermoforming Equipment, Termoformagem - Expositores demonstram confiança em recuperação e apresentam novidades
Romkey adiantou lançamento de termoformadora de PET

As termoformadoras da série C consistem em sistemas pneumáticos, providos de uma única estação que, com apenas um molde, termoformam e cortam as chapas, na mesma posição.

“Já comercializamos mais de 1.100 máquinas desse tipo no mundo todo pela sua grande versatilidade, por ser um sistema compacto e pelo baixo custo com ferramental, pois, apenas com um molde, a máquina molda e corta, apresentando capacidade máxima de corte de 5,8 m, podendo operar com PS, PVC e PET e realizar entre 14 e 18 ciclos por minuto”, informou Jerome Romkey, gerente de marketing da GN Thermoforming Equipment.

Atenta à nova tendência mundial de termoformar PET, pelas facilidades de reciclagem do material e custos competitivos, a empresa canadense projetou a termoformadora 3021 D-APET, específica para PET. Servoacionada, essa máquina corta e molda num único ciclo espessuras desde 200 mícrons até 600 mícrons, oferecendo grande economia de energia, pois consome apenas 8 kW/hora, além de alta capacidade de corte – até 8,5 metros de comprimento de faca.

Também presente no estande da Intermarketing Brasil, a americana Irwin divulgou ao público termoformadora para embalagens em vários materiais. 

Página anterior 1 2 3 4Próxima página

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios