Máquinas e Equipamentos

Tecnologia de limpeza acelera trocas de cores – Agentes de Purga

Antonio Carlos Santomauro
29 de março de 2019
    -(reset)+

    Plástico Moderno, Nonno Filho conta com apoio da Neutrex para desenvolvimentos

    Nonno Filho conta com apoio da Neutrex para desenvolvimentos

    Expansores, aglomerantes, cargas – Grãos constituem a forma de apresentação também dos agentes da linha Purgex, que combinam expansores fabricados nos Estados Unidos pela Neutrex e aqui combinados com resinas por uma empresa com o mesmo nome dos agentes (a Neutrex, além de fornecer os expansores, também desenvolve os agentes de purga nos quais eles são utilizados). Inseridos nas máquinas, esses agentes se expandem para atingir todas as áreas a serem limpas. “Temos casos de redução de cerca 20% dos custos diretos e indiretos das trocas com o uso de nossos produtos”, afirma Renato Nonno Filho, gerente da Purgex.

    Esses agentes são oferecidos em cinco opções. “O que diferencia uma de outra é basicamente a quantidade do agente expansor, que pode ser maior ou menor, e assim limpar mais ou menos profundamente”, destaca Nonno Filho, “O processo de expansão leva cerca de cinco minutos, e depois há a purga com arraste dos detritos”, complementa o executivo da Purgex, sediada em Mairiporã-SP.

    O PEAD é a resina mais utilizada nos agentes Purgex. Um deles – o Purgex 456CQ – utiliza o IG58, polietilieno de alta densidade desenvolvido pela Braskem especialmente para moldagem por injeção em moldes de cavidades múltiplas e ciclo rápido, com características de fluidez elevada, boa rigidez e resistência ao impacto. “Colaboramos com a Neutrex no desenvolvimento desse agente de purga, próprio para a limpeza de máquinas que têm saídas de câmera quente com diâmetros inferiores a um milímetro”, afirma o profissional da Purgex.

    A Kalay, em parceria com a empresa suíça Ultra System, disponibiliza ao mercado da América Latina os aditivos de seus agentes de purga. Comercializa esses agentes com a marca UltraPlast, que abrange itens específicos para PET, poliolefinas e diversos plásticos de engenharia – todos na forma de grânulos –, além de uma versão líquida de uso generalizado. “Estudos mostram que esses agentes reduzem entre 50% e 70% os tempos de troca e o scrap”, afirma Luiz Antonio Jardim, vendedor técnico-comercial da Kalay.

    Ele não revela a composição dos ativos da linha UltraPlast, apenas informa que eles contêm “diversos aditivos, como agentes expansores e agentes aglomerantes, entre outros, e trabalham com reação química e mecânica”.

    Os agentes Ultraplast, destaca Jardim, têm certificação do FDA, da Anvisa e do Mercosul, atestando seu uso na produção de itens que terão contato direto com alimentos. A tecnologia UltraPlast não requer nenhum tempo de reação, começando a limpeza assim que inserida na máquina. “São indicados inclusive para moldes de câmeras quentes de 0,1 mm”, ressalta o profissional da Kalay, empresa sediada em Pinhais-PR e que também comercializa outros aditivos, além de produzir concentrados de cor para PET.

    Outros fabricantes de masterbatches produzem também agentes de purga, muitas vezes integrando uma resina compatível com maioria dos processos – importante lembrar que as resinas desses agentes não permanecerão no processo produtivo propriamente dito – com um ativo capaz de acentuar um processo físico de limpeza física: por exemplo, uma carga mineral.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *