Embalagens

Tampas – Alta concorrência incita a criação de peças com maior valor agregado

Alberto Z. Lopes e Simone Ferro
28 de setembro de 2007
    -(reset)+

    Tais características facilitam o manuseio tanto pelo usuário inicial quanto pelo consumidor final e favorecem o uso em outros segmentos industriais, como na indústria veterinária. “Além de agregar valor às embalagens.” De acordo com o fabricante, a adição de reforço no anel de vedação evita a subida do anel do lacre e impede a violação do produto. Já a inclusão de “pinças” para fixação do selo de alumínio de segurança elimina o uso de cola.

    Soluções de design e produção resultaram, ainda, na redução de cerca de 20% do peso da tampa em relação às concorrentes, de acordo com informações do fabricante. “Foram projetadas dentro das normas técnicas vigentes no País e atendem aos requisitos da norma UN, que determina as condições para o armazenamento e transporte marítimo e terrestre de produtos perigosos.”
    Conforme Ribeiro, as tampas foram aprovadas nos testes de pressão, compressão, estanqueidade e queda em baixa, sendo homologadas para o transporte terrestre de produtos perigosos em embalagens de 5 litros a 20 litros. Para o processo de homologação, a Unipac contou com a parceria de alguns clientes.

    A Unipac fabrica tampas injetadas desde 41 mm até 67 mm de diâmetro, para indústrias químicas, fotoquímicas e alimentícias. A linha de produtos inclui modelos com batoque conjugado, selo de alumínio, com discos de vedação em polietileno expandido (Polexan e Polexafil) e válvula.

    A visão estratégica da Unipac está focada no crescimento de novos mercados e nos produtos próprios, especialmente para o segmento de embalagens agrícolas. “No ano passado, tivemos um aumento de produtividade da ordem de 9%, índice que deve se repetir em 2007”, afirma, sem revelar cifras.

    Setor investe em expansão e tecnologia

    A confiança na retomada do crescimento gerou novos investimentos na expansão da capacidade e na melhoria dos sistemas produtivos. No final de agosto, entrou em operação uma nova fábrica da Massucato, destinada à confecção de tampas metálicas para complementar a produção das tampas garra. Serão quatro linhas de produção com capacidade para 7 milhões de unidades/mês.

    No ano passado, a Plasmotec adquiriu seis máquinas injetoras, duas das quais automatizadas por robôs. Recentemente, a Indeplast, de Diadema, adquiriu duas novas máquinas injetoras de alta capacidade. Além disso, a empresa está investindo em logística com a construção de uma unidade para armazenamento de produtos acabados. “Nossa intenção é trabalhar com estoques estratégicos”, revela o diretor de negócios, Rodrigo Gomes da Costa.

    Criada há 28 anos, a empresa fabrica embalagens plásticas injetadas e sopradas, rótulos plásticos, lacres termoencolhíveis e diversos tipos de tampas, ocupando a liderança no mercado de corta-gotas para bebidas destiladas. De acordo com Costa, os produtos se destinam às indústrias alimentícias, de cosméticos, bebidas, higiene e limpeza e
    farmacêuticas.

    Além das tecnologias de sopro, injeção e extrusão, a empresa emprega os processos de serigrafia, dry off-set, flexografia, rotogravura e hot-stamping para a decoração. Entre os produtos, destacam-se as tampas plásticas para as embalagens de achocolatados e para a família de leites em pó e cafés.

    A Indeplast é fabricante exclusiva da embalagem do novo Nescafé Ice, café líquido adoçado, pronto para ser adicionado ao leite gelado. Criado pela FutureBrand, o frasco foi idealizado para garantir conveniência para o consumidor e uso total do produto. “Por isso, produzimos um frasco de cabeça para baixo que facilita o escoamento da mistura e evita desperdícios. Seu formato curvilíneo também garante ótima pega, sem o risco de a embalagem escorregar ou ser difícil de segurar durante o uso”, analisa Costa.

    Os frascos são confeccionados em polietileno de alta densidade (PEAD)“Vale salientar, ainda, que este projeto marca a entrada da Indeplast no segmento de embalagens plásticas sopradas para o mercado de alimentos, pontuando a disposição da empresa de assumir sempre novos desafios”, finaliza o empresário. Até então as embalagens sopradas da Indeplast atendiam o segmento de higiene e limpeza.
    A Sonoco For-Plas também investiu na produção ao adquirir novos equipamentos para a área de injeção nos Estados Unidos, Europa e China. No início deste ano, a planta localizada em Araras-SP foi ampliada em mais 5 mil m2, atingindo o total de 23 mil m2. “Nosso objetivo é ser cada vez mais produtivo e eficiente, e não se pode alcançar essa meta com equipamentos defasados”, afirma a diretora de novos negócios para a América do Sul, Daisy Zakzuki Spaco.

    A empresa é fruto da joint venture entre a Sonoco, fundada em 1899, nos Estados Unidos, e a For-Plas que, há trinta anos, atua no segmento de transformação de plásticos. “A União reafirmou o comprometimento do grupo com o mercado brasileiro.” A Sonoco tem 300 bases operacionais em 85 países.

    A linha de produtos engloba tampas de vários modelos e dimensões, potes e frascos, latas multifolhadas, sistemas de fechamento e vedação, tubos plásticos com tampa lacre e com dessecante. “Desenvolvemos também projetos especiais.” Exemplo típico é o frasco com tampas interna e externa para envase de café torrado, moído ou em grão. De acordo com o fabricante, o sistema preserva o sabor e aroma do café, pois a geometria interna da tampa é capaz de absorver a pressão dos gases liberados pelo café. Em conjunto com a tampa externa, controla a liberação dos gases quando a embalagem é aberta pelo consumidor.

    A Unipac, de Pompéia-SP, investiu cerca de R$ 700 mil na aquisição de novos equipamentos e ampliação do laboratório de testes e ensaios, que passou de 120 m² para 330 m². “Toda a área possui temperatura e umidade do ar controladas”, explica o diretor de negócios, Marcos Antonio Ribeiro.



    Recomendamos também:








    2 Comentários


    1. Bruno Lucena

      Gostaria de receber a revista de plásticos.


    2. marivaldo m nascimento

      Os artigos são ótimos e esclarecedores , informação fácil e de qualidade. Estou estudando entrar no mercado e considero super importante acompanhar toda a movimentação do mercado.



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *