Seca: Aquapolo abastece polo paulista

Seca – A Braskem merece destaque, entre as empresas do setor do plástico.

É apontada pela Fiesp como case de sucesso entre as empresas preocupadas com a preservação de água.

“Desde sua criação, em 2002, a Braskem tem o compromisso público de contribuir com o meio ambiente”, garante Mário Pino, gerente de desenvolvimento sustentável.

A utilização da água merece atenção especial.

De 2012 a 2014, investiu R$ 250 milhões em projetos de melhoria da eficiência hídrica, que contribuíram para a obtenção de um índice de consumo de água seis vezes inferior à média da indústria química mundial (base ICCA- International Council of Chemical Associations).

Seca – Economia

No período, o índice de geração de efluentes líquidos melhorou 38%.

A empresa também atua em parceria com seus clientes para desenvolver novos produtos ou aplicações que contribuam para a melhoria da eficiência no uso da água, até mesmo construindo soluções intersetoriais como agricultura, saneamento e outras áreas.

Em São Paulo, a Braskem se adiantou ao atual panorama de restrições hídricas com participação no projeto Aquapolo Ambiental, lançado para utilizar esgoto tratado como insumo para atender a produção industrial.

A iniciativa, colocada em prática em novembro de 2012, consumiu investimento da ordem de R$ 364 milhões e foi desenvolvido em parceria com a Sabesp e Odebrecht Ambiental.

“A Braskem consome 65% da capacidade do Aquapolo, reduzindo a demanda por água potável no abastecimento do polo petroquímico de Capuava, em Mauá-SP”, disse.

O índice de reúso médio das plantas da Braskem em São Paulo (ABC + Paulínia + Cubatão) é de 87%. No ABC, ele chega a 97%.

Vale muito a pena! Para Saber sobre Tecnologias de Combate a Seca, Tratamento de Água, Saneamento, Efluentes leia: QD – Meio Ambiente.

 

Para o Setor do Plástico segue algumas sugestões abaixo:

Para Comprar Equipamentos de Refrigeração para redução do consumo de água e outros produtos consulte o GuiaQD

Links Rápidos de Consulta:

 

Leia Mais Sobre Resfriamentos de Água e Economia:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios