Máquinas e Equipamentos

Rotomoldagem – Determinados a expandir o mercado de atuação, os processadores apostam nos polímeros especiais

Rose de Moraes
16 de fevereiro de 2008
    -(reset)+

    Até que, após várias visitas ao mercado europeu, rumo às feiras de jardinagem, Savazoni e sua esposa Silvana Novaes constataram a possibilidade de continuar atuando no mercado de jardinagem, mas com uma proposta diferente e um pouco mais voltada à decoração: rotomoldar vasos de PE decorados para plantas floríferas e frutíferas, além de pequenos arbustos, para a decoração interna e externa de todo tipo de ambiente.

    “No Brasil, apesar de ser usual a compra de vasos e cachepôs de cerâmica, havia uma grande demanda por produtos mais leves, de fácil transporte, manutenção e limpeza”, afirmou a diretora Silvana. Em pouco tempo, os diretores da Palash concretizaram o projeto ao adquirir a primeira máquina de rotomoldagem da Rotomec, de Americana-SP.

    Em outubro de 2007, os primeiros vasos rotomoldados de PEMDL foram lançados na Fia Flora, uma das maiores feiras do setor, realizada uma vez por ano no pavilhão Imigrantes, em São Paulo. A novidade, 90% mais leve em relação aos vasos cerâmicos e com design diferenciado, encontrou grande receptividade por parte de lojistas, paisagistas e decoradores. As linhas de vasos, jardineiras e cachepôs rotomoldadas em vários tamanhos e em 60 diferentes formatos, seis delas exclusivas, são aditivadas com anti-UV e não perdem as cores como marfim, terra, terracota, chocolate, grafite, oliva, branco e granito. Imitam os diferentes materiais com tamanha fidelidade que é preciso tocar os vasos para perceber que são de plástico.

    Até o momento, a Palash, com fábrica em Barueri-SP, produziu centenas de vasos, jardineiras e cachepôs com várias texturas realizadas no próprio molde e em grandes formatos como trapézio, cônico, redondo, oval etc., enobrecendo os materiais plásticos rotomoldados pela originalidade dos detalhes.

    “Não há concorrentes para o tipo de textura utilizada nos nossos vasos e cachepôs. As revendas, home centers de materiais de construção e os garden centers de todo o Brasil serão nossos alvos de vendas”, informou Savazoni. A partir de fevereiro, os vasos da Palash estarão compondo as áreas de produtos para jardinagem e decoração das redes Cobasi e Leroy Merlin, só esta última composta por dezesseis lojas instaladas em vários estados brasileiros, como São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais, Distrito Federal, Goiás e Rio Grande do Sul.

    Desde que adquiriram a rotomoldadora, as idéias não param de pipocar na cabeça dos empresários, que já planejam ampliar as linhas existentes e lançar produtos para substituir metais, madeiras e cerâmicas. Para continuar inovando no campo da jardinagem, encomendaram um segundo braço para operar com a rotomoldadora, explorando novas possibilidades em produtos.

    Ico em São Paulo – A questão logística de proximidade dos grandes centros de consumo prevaleceu na decisão da Ico Polymers do Brasil de instalar uma nova unidade fabril e um novo centro de distribuição em Americana, no interior de São Paulo.

    Sediada em Contagem-MG, há aproximadamente seis anos, a empresa, uma das maiores fornecedoras globais de especialidades em resinas para rotomoldagem, desde dezembro de 2007 está a apenas 120 quilômetros da capital paulista, no distrito industrial Werner Plaas.

    Aos poucos, a área de cerca de 2 mil m² está sendo ocupada com resinas prontas para uso, micronizadas, coloridas e formuladas para as mais diversas aplicações.

    Único distribuidor mundial do polietileno cross-link fabricado pela Exxon-Mobil, exceto no mercado americano, a empresa tem penetração garantida em dezenas de mercados de alto consumo dessa especialidade, concebida para a fabricação de peças e componentes de maquinários de grande resistência, como tanques para combustíveis rotomoldados, e começa a traçar planos para as operações da nova unidade.

    Plástico Moderno, Márcio Figueiredo, diretor-industrial da Ico Polymers do Brasil, Rotomoldagem - determinados a expandir o mercado de atuação, os processadores apostam nos polímeros especiais

    Figueiredo planeja instalar unidade também na Bahia

    As primeiras ações da companhia estarão voltadas à composição, a mais diversificada possível, de estoques na unidade paulista, de acordo com Márcio Figueiredo, diretor-industrial da Ico Polymers do Brasil. “Vamos transferir parte dos estoques existentes em Contagem para Americana, a começar por algumas especialidades como PE cross-link plus, PE stone effect, e espumas de PE. Também nessa primeira fase, iremos estruturar área para micronização de resinas, micronizando os polietilenos naturais fabricados pela Braskem”, informou o diretor. Na segunda fase, a empresa produzirá na nova unidade especialidades como o PE cross-link plus, além de compostos.

    Em Minas Gerais, a companhia hoje conta com duas áreas, uma delas fabril, de 2 mil m², e outra, de 1,5 mil m², para estoques. “Mas percebemos, na prática, que crescer num único lugar representa criar um problema logístico”, considerou Figueiredo.

    Como fabricante, importador e exportador, a Ico Polymers do Brasil vem selecionando áreas mais estratégicas para instalar novos empreendimentos. “No caso da unidade de Americana, nós nos baseamos em um estudo que constatou que 60% das cargas fracionadas ou ficam em São Paulo ou passam pelo estado e que o remanescente de 40% atende a todos os demais estados brasileiros”, informou o diretor-industrial.

    Como importador e exportador, a proximidade de grandes portos é outro fator determinante para a escolha de áreas para a instalação de novas unidades operacionais e/ou fabris. “Estar próximo dos grandes portos, como os de Santos e Rio de Janeiro, significa reduzir custos de frete, pois todas as exportações que fazíamos até hoje para os países do Mercosul, por exemplo, e procedentes de Minas Gerais, eram feitas via terrestre por caminhões até os portos, encarecendo os custos.”

    Pondo em prática a idéia de tornar mais acessível aos grandes centros de consumo resinas e cerca de 200 especialidades da Ico Polymers, a unidade brasileira já programou uma nova instalação na Bahia, no município de Simões Filho, onde contará com área de 1.500 m². “Nossa intenção é nos aproximarmos cada vez mais dos rotomoldadores, tendo em vista o consumo cada vez maior de especialidades para aplicações mais técnicas”, finalizou Figueiredo.

     

    Saiba mais:



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *