Roscas e Cilindros – Conjuntos precisam ser adequados às demandas

Pioneirismo

 

A Wortex é uma das pioneiras no segmento de roscas e cilindros no Brasil. Para esse nicho de mercado, a empresa hoje conta com experiência de 40 anos.

“Todos projetos são desenvolvidos, elaborados e adequados à matéria-prima, processo e ao equipamento de cada cliente. Eles são executados em equipamentos de alta precisão”, afirma de Fillipis. A grande preocupação é buscar sempre aumentar a produtividade dos clientes, com redução de gastos com energia e mão de obra.

 

Plástico Moderno, Roscas e cilindro duplo produzidos pela Wortex
Roscas e cilindro duplo produzidos pela Wortex

O principal cliente da empresa é o transformador. “No Brasil não realizamos a venda para fabricantes de máquinas, pois a maioria produz as peças para seus equipamentos”. Para ele, o fato de procurar entender o foco dos clientes é o segredo da empresa para alcançar bons resultados, mesmo em cenário negativo. “A crise econômica não costuma afetar as vendas de roscas e cilindros.

 

Plástico Moderno, Wortex se especializou no desenho de roscas de alto desempenho
Wortex se especializou no desenho de roscas de alto desempenho

 

Com relação ao mesmo período do ano passado, as vendas cresceram aproximadamente 30% e a expectativa até o final do ano é atingir um crescimento de 70%”, comentou. As roscas novas com ligas bimetálicas representam 80% das vendas da Wortex e os cilindros bimetálicos, 50%.

O diretor ressalta que a matéria-prima utilizada na fabricação é importada e recebe vários tipos de tratamentos térmicos adequados ao tipo de plástico a ser processado.

“As ligas bimetálicas incorporadas nas roscas são feitas de maneira diferenciada, por meio de máquinas CNC com tocha de plasma”, explicou. Sobre os cilindros, de Fillipis informa que os modelos nitretados (monos e duplos) são fabricados em equipamentos próprios e em peça única.

“Os modelos bimetálicos (monos e duplos) são importados de fornecedores parceiros da Wortex, que atendem o mercado internacional há mais de 50 anos”.

Exclusividade

Bastante conhecida no mercado como fabricante de extrusoras, a Miotto também se encontra entre as principais marcas no ramo de roscas e cilindros.

Plástico Moderno, Miotto produz cilindros com ligas bimetálicas...
Miotto produz cilindros com ligas bimetálicas…

“Somos os únicos no Brasil a fabricar cilindros bimetálicos”, orgulha-se Miotto. Para tanto, a empresa conta com forno específico, no qual é feita a operação.

O processo consiste em aplicar uma quantidade adequada de liga no interior do cilindro, formando uma camada uniforme de 2 a 3 mm em toda a sua extensão. Depois são feitas as ações de acabamento.

As roscas Miotto são fabricadas com diversos tipos de aço e submetidas aos tratamentos térmicos considerados ideais pelos técnicos da empresa.

Além da nitretação, elas podem receber revestimentos especiais nas cristas dos filetes ou em toda a superfície. Alguns casos merecem cuidados especiais.

As roscas duplas corrotantes, por exemplo, são fabricadas pela empresa em segmentos com os mais diversos desenhos, permitindo a fácil alteração de geometria em razão das necessidades do processo.

Plástico Moderno, ...e também roscas de vários tipos para máquinas de plásticos
…e também roscas de vários tipos para máquinas de plásticos

“Todos os projetos são desenvolvidos depois de uma rigorosa análise das necessidades dos clientes”.A empresa tem como principais clientes os transformadores.

“Também trabalhamos para alguns fabricantes de máquinas, em especial no caso de modelos destinados para operações especiais, sejam elas extrusoras, injetoras ou sopradoras”.

Miotto destaca que, em tempos de crise, há boa procura pelos serviços de restauração.

“Avaliamos as condições em que a rosca se encontra. Conforme o caso, aconselhamos o cliente a adotar a troca como melhor solução”.

Prioridade

A preferência dos transformadores, em tempos de crise, de apostar na recuperação ou, quando necessário, na troca das roscas e cilindros é percebida por outras empresas especializadas do setor.

A Multi-União, também fabricante de extrusoras e atuante no mercado desde 1987, apresenta seu perfil de faturamento atual como prova dessa constatação.

Plástico Moderno, Feliputi: transformadores hoje preferem recuperar as roscas
Feliputi: transformadores hoje preferem recuperar as roscas

“Eu diria que hoje 70% de nosso faturamento vem da divisão de roscas e cilindros e 30% da venda de máquinas”, informa o diretor Ailton Feliputi.

Ele atribui esse perfil à recessão e também a um detalhe para lá de importante.

“Está muito difícil obter financiamento para a aquisição de máquinas novas, o Finame está parado”.

A Multi-União produz todos os tipos de roscas, e utiliza o aço 8550 para fabricá-las. “Estamos aptos a realizar a operação de nitretação e, se for o caso, revestir as roscas com ligas bimetálicas a partir do processo de soldagem. Entre as ligas, usamos muito a Comonoy 55”.

A empresa fornece para fabricantes de máquinas, mas o filão principal dos clientes é o dos transformadores. “Temos um departamento de engenharia que avalia cada caso e aconselha o cliente a adotar a melhor solução. Os clientes sempre preferem a recuperação, mas em alguns casos é necessário partir para a substituição”. Feliputi faz questão de fazer uma ressalva. “Nossos produtos não tem nada da China”.

A Cilrus, criada em 1999, tem como especialidade a fabricação e recuperação de cilindros/roscas para todas as máquinas de transformação de plástico.

“Nossa estratégia é atender a necessidade do cliente”, explica o diretor Jarmes Branco. O volume de negócios este ano está próximo do atingido em 2016. “Nosso faturamento está meio a meio, 50% vindo da vendas de conjuntos novos e 50% da prestação de serviços”. Os produtos são oferecidos em aço 8550 nitretados ou com ligas bimetálicas. “As peças feitas com ligas bimetálicas são importadas”, informa.

A Rosciltec atua de maneira similar. “Trabalhamos sob encomenda de acordo com o que os compradores precisam”. Para a empresa, a maioria dos trabalhos vem dos trabalhos de restauração. “A maior parte dos nossos clientes trabalham com injeção, que operam com materiais mais abrasivos.

Pela ordem, depois vem os que operam com extrusão e sopro”. A empresa também usa bastante o aço 8550, nitretado ou com bimetálicas.

Página anterior 1 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios