Aditivos e Masterbatches

Retardantes de chamas: Pressão regulatória abre caminho para mudanças nos aditivos, até nos halogenados

Marcelo Fairbanks
13 de outubro de 2014
    -(reset)+

    Ataque e defesa – Na busca por mais segurança das pessoas e do ambiente, algumas vezes as avaliações acabam sendo feitas com base em dados não apoiados por estudos científicos. A queima de matérias orgânicos, como os plásticos, com halogenados levaria à formação de fumaça densa, escura e tóxica, comprometendo a saúde das pessoas envolvidas em casos de incêndio, entre elas os bombeiros. Em contrapartida, pode ser alegado que os retardantes halogenados são muito eficientes e, por isso, impediriam a maior parte da combustão dos materiais protegidos, diminuindo a formação de fumaça. E, ao menos no caso dos poliuretanos, a sua queima libera gases altamente tóxicos, mais ainda do que os halogenados.

    É preciso considerar todo o ciclo de vida de um produto. O bromo, assim como o cloro, é apontado como uma substância persistente no ambiente, além de apresentar bioacumulação. Assim, sua presença em materiais plásticos pós-consumo poderia representar um risco ambiental, caso sejam aterrados. Também a reciclagem desses materiais se torna mais problemática pela presença dos halogenados.

    Como observa Lilian, da Abichama, bromo, antimônio, fósforo, nitrogênio e cloro são os elementos químicos mais comumente usados em retardantes de chama. “Esses produtos não são facilmente intercambiáveis, já que sua aplicação é frequentemente muito específica”, considerou.

    Ela considera importante observar a avaliação cientifica de cada substância. “Todos os produtos químicos utilizados pelos membros da Abichama são regulamentados pelo Reach, o sistema integrado europeu de registro, avaliação, autorização e restrição de substâncias químicas, e são aprovados para aplicação no mercado nacional, com segurança”, finalizou.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *