Resinas: Distribuidores atacam sonegação

Perspectivas 2023

O volume de resinas comercializado pelos distribuidores registrará este ano um “pequeno crescimento”, relativamente ao realizado em 2022, projeta Laércio Gonçalves, presidente da Adirplast (Associação Brasileira dos Distribuidores de Resinas Plásticas e Afins).

Basicamente, ele ressalta, pelas vendas de commodities. “De um modo geral, o setor está otimista, mas é um otimismo cuidadoso”, enfatiza Gonçalves.

Entre os motivos dessa cautela, ele cita a posse do novo governo federal, cujas medidas de garantia de renda para as classes baixas podem porém estimular o consumo; em contrapartida, a continuidade da guerra na Ucrânia pode seguir impactando negativamente a economia mundial, especialmente nas vertentes ligadas a petróleo e energia.

Mas o maior desafio atual dos distribuidores, destaca o presidente da Adirplast, é a concorrência desleal.

“A sonegação de tributos é corriqueira no setor, prejudicando quem trabalha de forma honesta e respeitosa à legislação”, critica.

Considerando apenas as commodities, em 2022, os distribuidores associados à Adirplast colocaram no mercado cerca de 194,4 mil toneladas de resinas, montante 4,7% superior ao do ano anterior.

No segmento das resinas de engenharia, foram 19,6 mil toneladas (aumento de 0,6%).

Expandiram-se mais as vendas de filmes biorientados, que cresceram 13,3%, atingindo 33,1 mil toneladas (as participações dos diferentes produtos nas vendas está no Quadro 2).

Resinas: Distribuidores atacam sonegação ©QD Foto: iStockPhoto
QUADRO – DIFERENTES RESINAS DISTRIBUÍDAS PELOS ASSOCIADOS DA ADIRPLAST (EM TONELADAS E PARTICIPAÇÃO NO TOTAL)

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios