Reciclagem

Reciclagem – Resíduos plásticos viram “madeira” de futuro bem promissor

Maria Aparecida de Sino Reto
5 de março de 2011
    -(reset)+

    Plástico Moderno, Reciclagem - Resíduos plásticos viram "madeira" de futuro bem promissor

    Deck flutuante emprega perfis ecológicos

    A tecnologia é exclusiva, mas contou com parceiros como o CNPq e instituições de ensino (Universidade Federal do Paraná, Universidade Estadual de Campinas, Sociesc – Educação Tecnológica e Senai São José dos Pinhais-PR). Inaugurada no ano passado, a primeira fábrica, com capacidade produtiva de 150 toneladas mensais, instalada no polo industrial de Manaus-AM, responde pela produção de duas linhas de decks (Aitá e Tefé). O grupo planeja estrear em abril nova unidade, em Curitiba-PR, de capacidade igual à primeira, com a intenção de ampliar as opções de produtos com o conceito, que já rendeu à Madeplast o Prêmio Nacional Ozires Silva de empreendimento sustentável.

    O superintendente sustenta seus projetos na tendência mundial por tecnologias verdes, de menor impacto ambiental. No entender de Bampi, o reaproveitamento de materiais é uma necessidade, porém, muitas indústrias não conseguem reintegrar seus rejeitos ao processo e buscam uma destinação adequada para eles. “Fazer uso de materiais reciclados para gerar novos produtos abre uma grande oportunidade para avanços tecnológicos que agreguem valor aos produtos para diversas aplicações em setores distintos da indústria”, preconiza.

    Embora chegue a custar até 40% mais em relação à madeira orgânica – uma das dificuldades do negócio –, a derivada de resinas recicladas se endereça a um público diferenciado e disposto a valorizar produtos que contribuem para reduzir o passivo ambiental. A elevada durabilidade e os demais benefícios também pesam a favor e compensam o preço mais elevado.

    O conceito de sustentabilidade se espalhou e sinaliza em todo o mundo o sentido em direção única de avanço. Nesse contexto, a revalorização de materiais ganha novo incentivo. O mercado vislumbrado para os resíduos plásticos na composição da madeira plástica acena como mais uma opção de destinação adequada e oportunidade de negócios.



    Recomendamos também:








    2 Comentários


    1. Thiago

      Olá gostaria de saber uma pouco mais sobre as placas de plástico, trabalho fazendo sercados com madeira mais , mais quero uma matérial mais leve,


    2. Marco Antônio da Silva Ferreira

      Estou a procura de pranchas de madeira e vejo a possibilidade de trocar por plastico reciclado. Procuro no formato retangular de dimensões: 50 milímetros de espessura x 800 milímetros de largura x 1600 milímetros de comprimento.

      Favor entrar em contato.



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *