Reciclagem de Resinas Termofixas – Projeto de Reciclagem de Resinas atende Indústria de Energia Eólica

Reciclagem de Resinas Termofixas 1

Por conta de uma demanda da indústria de energia eólica, foi desenvolvido um processo de reciclagem química de resinas termofixas, que possuem restrições técnicas de reaproveitamento.

Trata-se de projeto de pesquisa dinamarquês, do qual participa uma das maiores fabricantes de aerogeradores do mundo, a Vestas, e que criou uma rota para permitir a reciclagem das pás das turbinas eólicas, que são feitas de resina epóxi com fibra de vidro ou de carbono.

Já pronto em escala laboratorial, a meta dos envolvidos no projeto é ter o processo pronto em três anos para comercialização.

Reciclagem de Resinas Termofixas 2

O processo dinamarquês, que teve a participação também da produtora de resinas epóxi Olin e da Universidade de Aarhus, tem duas etapas.

Na primeira, os compostos termofixos das pás são desmontados para ter as fibras e as resinas separadas.

Depois disso, é feita a reciclagem química, que permite a divisão do epóxi em seus dois componentes básicos (epicloridrina e bisfenol-A).

Os materiais podem então ser remoldados para produzir novas pás.

Trata-se de grande feito, já que as resinas termofixas são polímeros infusíveis e insolúveis por solventes que, após a cura, constituem estrutura tridimensional não desfeita pelo calor.

Leia mais:

Resinas e Aditivos

Procurando Resinas Termofixas e Termoplásticas para o seu negócio – Consulte o GuiaQD!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios