Feiras e Eventos

Prévia PLAStech Brasil – Mais atrativa, exposição conquista novas empresas

Fernando C. de Castro
8 de julho de 2009
    -(reset)+

    SICCUS

    A indústria de transformação tem neste espaço oportunidade para conferir diversos equipamentos periféricos. O expositor mostra o Compact Plus, uma nova versão do Compact secador, desumidificador e misturador simultâneo de polímeros. A máquina seca e desumidifica todos os lados do grão, com garantia de alcançar em poucos minutos um resultado diferenciado. A empresa assegura que o grão não oxida nem envelhece prematuramente porque fica pouco tempo exposto ao calor. Assim, a sua estrutura físico-química é totalmente preservada. Entre os avanços incorporados ao equipamento, a Siccus ressalta a isolação térmica, toda blindada com paredes de alumínio. Conta, ainda, com nova arquitetura eletrônica e novo método de acionamento do dosador, agora com motorredutor Bonfiglioli, permitindo maior fluxo do material pela aerovia e redução, com segurança, do tempo de secagem/desumidificação. A empresa dispõe de três tamanhos: 50 kg/h, 300 kg/h e 500 kg/h.

    A exposição ainda conta com uma peneira vibratória Extract Plus. Destinada à retirada de pó dos polímeros ou flakes moídos, consegue combinar a mesma frequência de vibração com o compasso de balanceamento. Disponível em dois tamanhos, para 600 kg/h e 1.000 kg/h, tem operação silenciosa.

    Completam a amostra: o secador/recristalizador/desumidificador Saara-Vera, com capacidade para 300 kg/h e 500 kg/h de flakes de PET; secador e desumidificador para pó de madeira, destinado ao processo de fabricação de WPC (wood plastic composite), com capacidade de 300 kg/h e 500 kg/h; e silos térmicos de armazenamento.

    SULCROMO

    Especializada em revestimentos de cromo duro e metalização, a empresa direcionou fortes investimentos em tecnologia e equipamentos a fim de incrementar sua participação no mercado de fabricação e recuperação de cilindros laminadores para calandras de linhas de extrusão de chapas e flexíveis. Destaca na feira cilindros bimetálicos, com alta dureza superficial, dupla parede interna com helicoidal para troca térmica ou aquecimento, acabamentos fosco, gravado ou espelhado com rugosidade de Ra 0,01 micrômetros.

    SUPERCOR

    Especializada na fabricação e desenvolvimento de pigmentos para plástico, a expositora divulga sua linha de produtos e serviços, com destaque para um aditivo antiultravioleta dimensionado de acordo com a aplicação e necessidade do cliente, e o agente bactericida plus, um aditivo antibacteriano com desempenho de inibição de ploriferação de fungos e bactérias em aplicações plásticas. Pode ser incorporado na extrusão ou injeção. A empresa também aproveita a oportunidade para demonstrar as vantagens de suas linhas de masterbatches, concentrados de pigmentos na forma de pó, diversos outros tipos de aditivos (expansor, antichama, plastificantes, desmoldantes, antiestáticos, dispersantes, antibloqueio, antioxidantes, antiultravioleta, agentes de fluxos), além de compostos de PP e PE. Entre os serviços, executa tingimento de resinas, desenvolvimento de cores e extrusão.

    TERMOCOLOR

    A novidade deste tradicional fabricante de masterbatches fica por conta do superconcentrado de extensores TCEX: uma resina com extensores com o diferencial de conferir melhor homogeneização e cobertura, graças aos aditivos incorporados. A novidade tem por objetivo ampliar a atuação do expositor no mercado de descartáveis e embalagens flexíveis. Além das vantagens já mencionadas, o expositor também assegura que o novo desenvolvimento proporciona redução de custos e torna o produto final mais competitivo. Para completar a exposição, a Termocolor divulga na feira toda a sua linha de masterbatches, compostos, aditivos e beneficiamento.

    ULBRA

    A universidade prestigia o evento com uma exposição dedicada a mostrar como é realizada a formação profissional do engenheiro de plásticos. Habilitado a desempenhar sua função em indústrias de fabricação e transformação de plásticos e borrachas, o profissional pode atuar em planejamento, gerenciamento de produção, otimização do processo produtivo, engenharia de qualidade, pesquisa e desenvolvimento de novos produtos (desde o protótipo às matrizes), com determinação dos materiais poliméricos e dos processos mais adequados. Ainda realiza estudos de viabilidade econômica, racionalização do trabalho e domina softwares aplicados às atividades da área.

    A vivência das rotinas das empresas, unindo o aprendizado teórico com a prática, é exercitada no laboratório e fábrica-escola de processos plásticos, em máquinas como injetoras, sopradoras, extrusoras, termoformadoras, corte e solda e moinho. Os alunos produzem sacos de lixo, copos, estojos, bandejas e outras peças, projetadas e desenvolvidas dentro das disciplinas específicas. O laboratório também conta com equipamentos, como FTIR, DSC, TGA, plastômero, máquina universal de ensaios e queda de dardos, destinados a testes, capacitação dos alunos e execução de projetos de pesquisa.

    USAF FIXAÇÃO

    A empresa lança buchas feitas de PEAD para aplicação na construção (tijolo vazado, blocos ocos e paredes falsas). O produto oferece alta resistência à tensão, compressão e tração e suporta temperaturas entre -40ºC e +80ºC. A expositora também leva para o estande sua linha de buchas tradicionais.

    WORTEX

    A empresa reservou para os visitantes um lançamento que promete agitar o seu estande, fruto de um intenso estudo das tendências para o mercado de granulação. Como resultado, embutiu importantes upgrades em sua linha Challenger Recycler, com a introdução do novo modelo Challenger Recycler WEX 90-38D, com os inovadores sistemas de dupla degasagem (duplo estágio de desgaseificação), alimentação forçada e corte, projetados com base em diversas solicitações e constante procura por parte dos transformadores e recicladores, que buscavam equipamentos de configuração enxuta e versátil, de baixo consumo energético e alta produtividade.

    De acordo com o fabricante, o equipamento, com capacidade produtiva de 300 a 350 kg/h de polietileno, permite o processamento de filmes com maior nível de impressão que a monodegasagem. Essa remoção dos gases, aliada a um design de rosca com capacidade de mistura dispersiva e distributiva, produz um granulado compacto, sem porosidade e com baixo nível de degradação. O sistema de alimentação forçada assegura capacidade de produção mais elevada e estável, enquanto o projeto de corte, além de oferecer maior flexibilidade na escolha do diâmetro e comprimento final do grão, ainda resulta em um granulado extremamente uniforme. A capacidade do equipamento atinge entre 300 e 350 quilos/hora de polietileno.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *