Prévia PLAStech Brasil – Mais atrativa, exposição conquista novas empresas

Plástico Moderno, Prévia PLAStech Brasil - Mais atrativa, exposição atrai novas empresas

Apesar do ano nebuloso para os negócios, os ajustes finais para a Plastech 2009, marcada para o novo centro de eventos de Caxias do Sul, entre 28 e 31 de julho, vão de vento em popa. Até o fechamento desta edição de Plástico Moderno, perto de 190 expositores estavam confirmados, de acordo com a organização. A previsão é de que em torno de 20 mil visitantes prestigiem a exposição, também denominada Feira de Tecnologias para Termoplásticos e Termofixos, Moldes e Equipamentos, 12% a mais do que na primeira edição, em 2007.

“Alguns redimensionaram estandes, a fim de reduzir os efeitos da crise. Em compensação, o quadro é de crescimento do número de empresas participantes, em comparação com a primeira edição do evento, realizada em 2007. Muitas estão confirmando pós-Brasilplast”, afirmou o presidente do Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás), Orlando Marin.

Ele calcula que na virada da quinzena, em julho, quando se encerram as adesões, o número de expositores chegue a 220. “Trata-se de um ano atípico e por isso mesmo as empresas precisam mostrar mais ainda seus produtos e serviços”, complementou o presidente do Simplás.

O principal atrativo entre os expositores da Plastech fica por conta da indústria de máquinas para transformação e equipamentos periféricos. Aproximadamente 20 fabricantes de injetoras e outros dez de extrusoras já assinaram contrato. Há ainda fornecedores de sopradoras, máquinas de termoformagem, rotomoldagem, sistemas para resfriamento de água, troca rápida de moldes, automação produtiva, entre outros. Fabricantes e distribuidores de resinas, compostos, reforços, sistemas de cores, fundições voltadas a moldes, matrizes e ferramentas e diversos segmentos de transformadores englobam a lista.

Como as novas instalações para eventos junto aos pavilhões da Festa da Uva, em Caxias do Sul, incluem um prédio com 14 metros de pé-direito, pela primeira vez uma feira do segmento de plásticos no Rio Grande do Sul exibirá extrusoras verticais de grande porte. No total serão 14 mil metros quadrados somente para a exposição de equipamentos e matérias-primas e outros 26 mil metros quadrados de área de apoio, incluindo estacionamento totalmente coberto.

Segundo Marin, a divulgação da Plastech, desde a Argenplás, em Buenos Aires, em 2008, posteriormente na Interplast, de

Plástico Moderno, Orlando Marin, presidente do Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás), Prévia PLAStech Brasil - Mais atrativa, exposição atrai novas empresas
Para Marin, custos dos estandes são otimizados

Joinville, em feiras do Peru, do México e, mais recentemente, na Brasilplast, em maio passado, repercutiu positivamente no mercado brasileiro e do subcontinente. Uma pesquisa realizada pelo Simplás mostra que todos os sindicatos de transformadores brasileiros conhecem a marca Plastech, sendo que as principais entidades representativas do segmento no Mercosul igualmente sabem da existência da feira e sua forma de operação.

Para Marin, a grande vantagem competitiva da Plastech é o modelo de negócio. Por ser uma feira realizada diretamente por entidade de classe, há uma redução de diversos itens de custos, pois os expositores dispõem de uma lista de montadoras de estandes cadastradas e negociam diretamente os valores como forma de barganhar preços. Além disso, a diretoria da Plastech garante que as despesas com energia elétrica e ar comprimido também serão menores.

Na opinião de Marin, a Plastech funciona perfeitamente como um complemento regional ao caráter nacional da Brasilplast, essa última realizada em maio último, justamente por consolidar conversações iniciadas em São Paulo. “Algumas máquinas que virão para Caxias do Sul foram vendidas na Brasilplast e ficarão aqui mesmo”, enfatizou o líder empresarial. Além disso, ressaltou Marin, muitos empresários do sul do Brasil e mesmo da Argentina deixaram negócios alinhavados na Brasilplast. Eles irão a Caxias do Sul para fechar as compras.

Com efeito, a diretoria da Plastech tomou uma série de medidas para facilitar a movimentação de expositores e visitantes. O credenciamento prévio já está disponível no site da feira na internet (www.plastechbrasil.com.br). Além disso, no próprio local de exposição serão instalados equipamentos de autosserviço para impressão de crachás. Os convênios com hotéis e agências de turismo podem gerar economia das despesas com deslocamento e estada em até 30%. A organização do evento promete ainda a melhoria das condições de transporte com possibilidade de pré-agenda de serviços de traslados para os principais aeroportos, hotéis e restaurantes da região.

Para se ter uma ideia do respaldo da Plastech nas organizações empresariais representativas da cadeia produtiva do plástico, constam como parceiras do evento: a Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast), o Instituto Nacional do Plástico (INP), a Associação Nacional da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), o Sindicato da Indústria de Resinas do Estado de São Paulo (Siresp), a Associação Brasileira da Indústria de Materiais Compósitos (Abmaco), a Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Flexíveis (Abief), além dos dois outros Sindicatos de Transformadores do Rio Grande do Sul, o Sinplast-RS e o Sinplavi.

Nos últimos meses, por conta das dificuldades enfrentadas pelo segmento, o Simplás e a comissão organizadora da Plastech receberam diversas manifestações públicas de estímulo e que funcionam como convocação para que a exposição atinja o sucesso planejado: “Em momentos de crise e incertezas, eventos como a Plastech proporcionam momentos de reflexão em relação ao nosso papel neste novo cenário e demonstram com muita clareza a capacidade da indústria brasileira de plásticos de reação, organização e inovação”, afirmou o presidente da Abmaco, Gilmar Lima.

“O apoio e a participação em feiras setoriais como a Plastech 2009 faz parte da estratégia da Abief de regionalização das ações e de promoção do setor em âmbito nacional”, emendou o presidente da Abief e do Sinplast-RS, Alfredo Schmitt. “Esta segunda edição irá consolidar a Plastech como evento da Região Sul por sua localização estratégica”, reforçou o vice-presidente e diretor de feiras da Abimaq, Jayme Bydlowski.

A Plastech engloba ainda uma série de eventos paralelos. Durante o período da feira estão marcados um curso sobre regulagem e parâmetros para processos de injeção, um evento direcionado à qualificação de agentes de segurança do trabalho e uma palestra sobre sistemas de produção baseados no modelo Toyota. No dia 29, a diretoria da Abiplast promove sua reunião mensal ordinária. No mesmo dia será realizada a palestra “Tecnologias Europeias: uma visão realista”, promoção do curso de engenharia de plásticos da Sociesc de Joinville, Santa Catarina.

O Rio Grande do Sul transforma aproximadamente 480 mil toneladas de resinas virgens por ano, as quais correspondem a R$ 4 bilhões de valor de produção. O processo de extrusão responde por 60% da atividade. A injeção fica em 30%. Os demais processos, como sopro, termoformagem e rotomoldagem, atingem 10% em todo o estado.

Entretanto, se a contagem é feita pela base de Caxias do Sul, a segmentação é diferente. Predomina a transformação de peças técnicas e a injeção corresponde a 58%. A extrusão consome 27% das resinas; a termoformagem, outros 11%. Os quatro por cento restantes se dividem em sopro, fibras, acrílicos, spray-up, e rotomoldagem, sendo que 20% das empresas que possuem processos de transformação do plástico promovem mais de um tipo de processo. Em Caxias do Sul está instalado ainda um dos maiores parques de produção de moldes e matrizes do Brasil.

 

Os destaques da feira

[box_light] * O texto desta seção foi editado com base nas informações das empresas, em resposta ao convite enviado por Plástico Moderno a todos os expositores da Plastech 2009[/box_light]

ALCAPLAS

Recuperadora de aparas termoplásticas pós-consumo e fornecedora de reciclados para todo o país, a empresa se considera líder, na Região Sul, nesse ramo de negócios. Com participação institucional, a empresa divulga os principais tipos de resinas revalorizadas que comercializa (polietilenos de alta, média e baixa densidades, poliestireno, polipropileno e acrilonitrila-butadieno-estireno) e as diversas aplicações em injeção, sopro e extrusão do tipo balão.

O expositor ressalta seus produtos destinados à fabricação de peças técnicas, como a linha de PP para injeção e o poliestireno de alto impacto. A empresa também aproveita para divulgar a modernização levada a cabo em seu parque fabril, dotado de uma capacidade produtiva de 700 toneladas mensais, com a aquisição de granuladores de última geração e de um silo homogeneizador com aquecimento.

BAKELITSUL

No estande da empresa, os visitantes podem apreciar os últimos lançamentos em niveladores, dobradiças e fechos, projetados em acordo com padrões de ergonomia e normas internacionais de relação com o meio ambiente, como a Rohs. Quem comparecer ao espaço da Bakelitsul também irá conferir a carroceria de um automóvel de corrida feito de fibra por sua parceira industrial Resiglass. A ideia é demonstrar a versatilidade da expositora no trato com as resinas plásticas em seus variados processos: injeção, termoformagem, prensagem e laminação. A empresa ainda aproveita a oportunidade para divulgar a sua tradicional linha de acessórios para máquinas e equipamentos, composta por manípulos, botões, niveladores, alças, ajustadores, volantes, rodízios, cabos, dobradiças e fechos. A transformadora atua com a injeção de termoplásticos e prensagem de baquelite.

BETTONI

O fabricante de equipamentos de automação para a indústria transformadora de plásticos comparece à feira com a proposta de divulgar sua linha completa de produtos. A série de alimentação engloba equipamentos monofásicos e trifásicos com recipientes construídos de aço inox, de diversos tamanhos e capacidades, com opcional para válvula proporcional. Os dosadores para pigmentos são fabricados em modelos volumétricos e gravimétricos. O expositor também fabrica secadores dotados de silos de aço inox e dupla camada com isolante térmico – projeto, a propósito, também aplicado nos desumidificadores para materiais higroscópicos, estes disponíveis em mono ou dupla-torre. Centrais de distribuição de matéria-prima, secagem e desumidificação; tanques de armazenagem preparados para receber a sonda do alimentador, ao lado da máquina processadora; funis isolados, para a manutenção da temperatura da matéria-prima na entrada da máquina completam a carteira de produtos da Bettoni, que ainda se habilita a desenvolver soluções sob encomenda, de acordo com a necessidade do cliente.

BEVI PLASTIC

Outra expositora com participação institucional voltada à divulgação de sua carteira de produtos, sua flexibilidade, agilidade e personalização no atendimento. A empresa atua no segmento de masterbatches e pigmentos (dry blends) e a principal inovação diz respeito à linha de concentrados “ecológicos”, biodegradáveis, compatíveis com resinas desse gênero (PLA, PHB, PHBV). Entre os destaques da feira, a Bevi Plastic divulga suas pesquisas recentes e especialização no fornecimento de master e pigmentos para resinas de alto desempenho, tais como policarbonato, poliacetal, polissulfeto de fenileno, entre outras. A empresa também divulga sua atuação no mercado das commodities, ressaltando que todos os concentrados são fabricados com os mesmos veículos das resinas a ser aplicadas, evitando incompatibilidade. A exposição se completa com a divulgação da linha de cores perolizadas, com glitter e micropellets, disponível em todo o amplo leque de resinas.

BRDE

Tradicional instituição financeira pública de fomento com atuação na Região Sul do país, o expositor comparece à feira com o propósito de oferecer financiamentos de longo prazo durante o evento, para os setores da indústria e infraestrutura. O financiamento abrange a construção e reforma de prédios e instalações, com encargos de TJLP (atualmente em 6,25% ao ano), acrescida de 4,9% ao ano, com prazo para pagamento de até 96 meses. A taxa é a mesma também no caso de aquisição de máquinas e equipamentos novos nacionais, com prazo de até 60 meses. O BRDE ainda oferece capital de giro associado ao investimento fixo, ou de forma isolada, com encargos de TJLP + 9% ao ano, com prazo de 24 meses.

CHIANG

Dedicada à importação e exportação de máquinas, a expositora atua há oito anos no mercado chinês e representa com exclusividade a fabricante de injetoras Golden Eagle, cuja produção anual supera 4 mil unidades, com capacidades de fechamento desde 60 t até 2.200 t. A empresa destaca a linha GEK, desenvolvida pela Golden Eagle em parceria com a fabricante japonesa Nissei. De acordo com a Chiang, o bloco hidráulico central do equipamento tem característica de alta velocidade, ótima pressão e variáveis de ajustes de cursos controladas por réguas eletrônicas importadas da Alemanha, além de motor hidráulico italiano. A série dispõe de microprocessador de Taiwan e hidráulica japonesa. Outra versão, com bomba de vazão variável, assegura de 40% a 50% de economia no consumo de energia e baixo ruído. Uma extrusora dupla rosca cônica para PVC completa a exposição no campo do plástico.

CQB

Empresa do ramo de componentes para moldes e estampos, a expositora anuncia o lançamento de um conjunto de componentes

Plástico Moderno, Prévia PLAStech Brasil - Mais atrativa, exposição atrai novas empresas
CQB lança insertos do tipo unha de gato

sem rosca para sistemas de refrigeração e aquecimento – um novo conceito para aumentar a eficiência e reduzir os custos na montagem do sistema de refrigeração do molde. Um novo conjunto de insertos do tipo unha de gato também poderá ser apreciado no estande. Segundo o expositor, o produto garante maior segurança durante o processo, dispõe de alta resistência contra desgastes, possibilita dimensões estreitas e sua aplicação é simples. Além dos lançamentos, a empresa leva para a feira ampla linha de produtos com tecnologia europeia de ponta, entre os quais extratores, resistências, engates rápidos, controladores de temperatura, misturadores estáticos, cilindros hidráulicos, molas de compressão, sistemas de câmaras quentes, buchas, punções, elementos de guia, placas isolantes e outros.

DAX RESINAS

Distribuidora oficial no país, e na vizinha Argentina, do composto de carbonato de cálcio da marca Heritage Plastics, a expositora destaca em seu estande esse produto, utilizado para melhorar as propriedades de materiais processados por injeção, extrusão e sopro. Além desse produto, a Dax também distribui aditivos, resinas termoplásticas commodities (todos os tipos de PE, PP, PS e EVA) e o plástico de engenharia ABS.

DEB’MAQ

Plástico Moderno, Prévia PLAStech Brasil - Mais atrativa, exposição atrai novas empresas
Deb’Maq mostra modelo com baixo nível de ruído

Em um estande de 165 m², a empresa expõe diversos equipamentos, entre os quais a sua conhecida linha de injetoras Diplomat, com os modelos Spazio Platinum Plus DW-450V e DW-260V. Os pontos fortes desses equipamentos ficam por conta da alta produtividade, repetibilidade, precisão, baixo consumo de energia e do nível de ruído. A primeira dispõe de 4.500 kN de força de fechamento, sistema de fechamento mecânico com joelho de 5 pontos, maior distância entre as colunas e maior curso de abertura, distância entre colunas de 780 mm x 780 mm, para moldes com alturas mínimas e máximas de 300 mm por 820 mm, entre outras especificações. O painel de comando oferece excelente interface homem/máquina e memória para receita de até 80 moldes, além de vários outros recursos. Igualmente dotada de sistema de fechamento mecânico com joelho de 5 pontos e maior distância entre as colunas e maior curso de abertura, a DW-260V opera com força de fechamento de 2.600 kN, possui distância entre colunas de 580 mm x 580 mm, para moldes com alturas mínimas e máximas de 200 mm por 580 mm, entre outras configurações. Seu painel de comando também comporta receitas de até 80 moldes.

EXPORT PLASTIC

Fruto de uma parceria entre a cadeia do plástico e a Apex Brasil (Agência de Promoção de Exportações e Investimentos do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), o programa se faz presente na feira para fomentar as exportações de produtos transformados plásticos. O Export Plastic conta, hoje, com 76 empresas, de diversos estados do país. As ações estratégicas para incrementar as exportações de suas associadas envolvem promoção comercial, inteligência comercial, capacitação e qualificação de empresas e produtos e suporte operacional. No quesito qualificação de produtos, o programa dispõe de parcerias com entidades e centros de tecnologia capazes de auxiliar na adequação dos produtos brasileiros às normas internacionais e especificações dos clientes, de acordo com a demanda e as normas de cada mercado. Hoje, os principais mercados-alvo são Argentina, União Europeia, Estados Unidos, México, Colômbia, Chile e África do Sul.

ENGISUL

A finalidade desse expositor é orientar os visitantes sobre as várias aplicações dos pós de borracha EG-8 e EG-35, resultado do reciclo de raspa de pneus. A empresa, de Farroupilha-RS, informa que se trata de excelente matéria-prima para a fabricação de grande variedade de produtos usados em equipamentos de transporte, na construção civil, e em componentes para calçados, entre outros.

FARTEC

Parte do estande coletivo de Farroupilha, a distribuidora e representante no mercado de peças para manutenção industrial apresenta seu mix de 12 mil itens e produtos destinados à automação pneumática e hidráulica no segmento de plástico. Autorizada das marcas Dynamics e Tholz, divulga os modelos ERD8, ERD10 e ERD12 da linha de engates rápidos hidráulicos, além de pinos e acessórios de latão para elevar o rendimento da refrigeração dos moldes de injeção. Apresenta, ainda, termopares, controladores de temperatura e relés de estado sólido.

FCS

A fabricante de injetoras de Taiwan, com subsidiária em São Paulo, divulga sua linha de produção constituída por amplas

Plástico Moderno, Prévia PLAStech Brasil - Mais atrativa, exposição atrai novas empresas
Fabricante de Taiwan expõe injetora

opções tecnológicas, tais como injeção horizontal convencional, bicolor, de ciclo rápido, a gás, de PET, de BMC, de termofixos e ainda do tipo vertical para inserto. A expositora ainda dispõe de extensa linha de periféricos: funis secadores, alimentadores, aquecedores de moldes, desumidificadores, válvulas proporcionais para mistura de virgem e moído, dosadores de masterbatch, esteiras, distribuidores de água, misturadores de resinas, moinhos, recicladores de ar quente, grades magnéticas, unidades de água gelada, robôs e manipuladores.

FERGUS

Fabricante de resistências e sistemas elétricos industriais, a empresa expõe um novo sistema de aquecimento para injetoras e extrusoras, um módulo defletor de infravermelho e uma estufa com sistema especial para secagem de material plástico. O primeiro consiste em resistências de alumínio, bipartidas e revestidas com fibra cerâmica, eliminando por completo a inércia de temperatura. O sistema assegura melhor precisão nas peças injetadas ou extrudadas e a não dissipação do calor para o ambiente de trabalho – fato que proporciona total aproveitamento da caloria gerada e redução de 40% no consumo de energia elétrica. Para as linhas de extrusão ainda dispõe de um sistema especial de resistências com dissipador de calor, dispensando o uso de refrigeração forçada.

O módulo defletor consiste também em um novo sistema de aquecimento sem ventilação, capaz de economizar até 40% de energia elétrica. O “pulo do gato” está na homogeneidade da distribuição do calor. O produto se destina a aplicações em vacuum forming, termoformagem, secagem de resinas, cura de resinas epóxi e outras.

Quanto à estufa, opera com circuito fechado e reduz igualmente em até 40% o consumo de energia elétrica, em comparação aos sistemas convencionais. De acordo com explicações do fabricante, o equipamento possui uma câmara desumidificadora, por onde passa o ar úmido, desintegrando as partículas de umidade contra os elementos de aquecimento. Também possui uma turbina de circulação que comprime o ar aspirado do material, jogando-o na câmara onde ocorre a expansão do ar, anulando o retorno da umidade para a câmara de secagem.

HDB

A empresa de representações leva para a feira sua linha de produtos direcionada ao segmento de moldes para injeção de termoplásticos, mas planeja direcionar os holofotes para sua mais nova representada: a alemã Hasco, tradicional fabricante de porta-moldes e acessórios para moldes e já conhecida do mercado brasileiro como sinônimo de qualidade. O cardápio da empresa alemã soma mais de 65 mil itens. A nova série de termorreguladores da empresa suíça HB-Therm, a HB-Therm 5, oferece um novo conceito para medição e monitoração da vazão por meio do sistema de ultrassom. De acordo com o expositor, a novidade assegura maior precisão e rapidez no controle térmico dos moldes. Essa série ainda incorpora nova tela colorida, com fácil navegação em português, disponibilidade para armazenamento interno ou via saída USB dos parâmetros de processo dos moldes, além dos itens tradicionais que compõem a versão Standard do equipamento, tais como esvaziamento de moldes, resfriamento indireto controlado por válvulas proporcionais e dois filtros posicionados na entrada de água e na linha de retorno do molde. A HB-Therm oferece termorreguladores até 160ºC em operações com água e dispõe de equipamentos para pronta entrega dos principais modelos de 100ºC, 140ºC e 160ºC.

A expositora também reservou para seu espaço a divulgação dos consagrados sistemas de microssolda fria, Tig e laser, fabricados pela fornecedora de sistema de polimento Novapaz; e de equipamentos periféricos para injeção de termoplásticos: dosadores gravimétricos, da Movacolor; homogeneizadores estáticos, da Sulzer; o agente limpador Plastoclean de cilindros para injetoras, extrusoras e sopradoras; e bicos valvulados de última geração da Herzog.

INCOE

A empresa reservou como principais atrações os seus últimos lançamentos: o DF Gold Series, o Color Seal, o Multi Tip e o Hot-Half. O primeiro se destaca por inovações projetadas para melhorar o desempenho e a robustez do sistema de câmara quente, reduzindo o tempo de parada de máquina. O produto dispõe de resistência blindada Twin Heater, com dois filamentos separados em cada resistência de bico, redundância que permite uma produção ininterrupta no caso de rompimento de um dos filamentos. A fixação da resistência é feita por um anel elástico e a ponta não precisa ser desmontada para trocar a resistência da bucha. Com esses aperfeiçoamentos, a troca da resistência ficou muito mais simplificada e ágil. Além disso, a possibilidade de vazamentos devido a possíveis erros na montagem da ponta foi eliminada. A Incoe também criou novos tipos de diretores de fluxo, todos com cobertura, o que aumenta a resistência ao desgaste. Insertos de aço facilitam a usinagem do alojamento do molde e possibilitam a refrigeração na área do gate. Como opcional, é possível adicionar um segundo termopar da resistência a fim de elevar a redundância do sistema. Todas as dimensões da série Gold permanecem as mesmas, permitindo a substituição das resistências antigas.

Outro lançamento propõe uma solução para os problemas de troca de cor. Trata-se do Color Seal, desenvolvido para eliminar o material que permanece na região do gate, responsável por causar manchas indesejadas e reprovação de peças.

Para um grande número de cavidades em peças que demandam baixos investimentos, a Incoe oferece uma solução econômica com a nova bucha Multi-Tip. Peças de dimensões reduzidas que usavam parcialmente o canal frio, agora podem ser injetadas totalmente com esse novo produto.

O leque de novidades se completa com as Hot Halves, unidades inteiramente operacionais, montadas, ligadas e pré-testadas para a funcionalidade antes de sair da fábrica. Disponíveis para montagem na placa cavidade do fabricante do molde, reduzem o tempo do teste inicial da ferramenta.

Instalada em Itatiba-SP, onde opera uma unidade fabril, a Incoe conta com vendas e escritórios de suporte técnico na América do Norte, América do Sul, Europa e Ásia. Entre outros serviços, dispõe de componentes-padrão em estoque, para entrega rápida.

INEAL

A empresa divulga na feira toda a sua linha de equipamentos, composta por sistema de alimentação e mistura individuais ou centralizados; sistemas de dosagem volumétricos, pneumáticos e gravimétricos, individuais ou centrais; sistemas de secagem a ar quente; sistemas de desumidificação; moinhos de baixa rotação; trituradores; sistemas de cristalização de flakes de PET e sistemas de pesagem de matéria-prima. Entre os aprimoramentos dignos de ênfase, o expositor ressalta a multiplicidade de recursos do painel de comando touch screen no sistema de desumidificação e nos novos dosadores gravimétricos, aptos para operar com microesferas.

KARINA

A tradicional produtora de compostos de PVC, masterbatches para PVC e especialidades poliolefínicas comparece à feira em estande institucional. Sua linha de produtos abastece diversos segmentos de mercado, entre os quais as indústrias de calçados, de embalagens flexíveis e rígidas, de fios e cabos elétricos, tubos e conexões, mangueiras, perfis diversos, sacolas e outros. A empresa conta com um laboratório de tecnologia considerado de ponta, onde desenvolve e testa os mais diferentes compostos destinados ao consumo doméstico e às exportações.

KÖRPER

Plástico Moderno, Prévia PLAStech Brasil - Mais atrativa, exposição atrai novas empresas
Resfriador conta com ventilador axial centrífugo

Lançada durante a Brasilplast, realizada no início de maio deste ano, a unidade de água gelada segue agora para este novo evento. Com capacidades desde 5 mil kcal/h, os novos resfriadores KRA e KRW atendem todos os setores industriais com necessidade de um processo de refrigeração a água. A linha é fabricada com condensação a ar ou a água, circuito de gás com válvula de expansão, além de pressostato de alta e baixa pressão. Conta, ainda, com reservatório de aço inox, ventilador axial centrífugo, painel de controle microprocessado, by-pass no circuito hidráulico e manômetro de pressão.

LEOPOLYMER

Esse produtor de compostos termoplásticos pretende atrair a atenção dos visitantes para os seus novos compostos desenvolvidos com pó de madeira (WPC, ou wood plastics composites) para aplicação em extrusão e injeção. Soluções em blendas e aditivos também constam do cardápio de produtos da empresa. Além do lançamento, a Leopolymer apresenta seus compostos de PP e de PE, carregados com talco e carbonato de cálcio e reforçados com fibra de vidro. Entre as principais formulações constam produtos carregados com talco entre 20% e 40%, indicados para peças técnicas que requerem maior resistência mecânica e estabilidade térmica, além de bom acabamento e processabilidade; compostos com carbonato de cálcio entre 15% e 75%, com excelente processabilidade e homogeneização; e formulações reforçadas com fibra de vidro que conferem a peças técnicas alta resistência ao impacto e à tração. A expositora divulga, ainda, a linha de aditivos, com destaque para os absorvedores UV e retardantes à chama halogenados. Além dos produtos próprios, a empresa presta serviços em extrusão para recuperação e aditivação.

MAINARD

O maior foco deste expositor se concentra nos instrumentos para medição contínua, de uso indicado na saída da extrusora de

Plástico Moderno, Prévia PLAStech Brasil - Mais atrativa, exposição atrai novas empresas
Mainard exibe medidor digital de alta precisão

filmes flexíveis. De acordo com o fabricante, esses medidores controlam a espessura dos filmes com precisão absoluta. O destaque fica por conta do modelo M-73151DG, rolete duplo superior, com leitura milesimal (0,001), em curso de 12,5 mm. Trata-se de equipamento digital, cujos roletes são formados por rolamentos blindados de alto desempenho com garantia de um deslizamento suave do filme e alta precisão. Os visitantes ainda podem conferir durômetros shore e balanças de gramatura, ambos disponíveis em modelos analógicos e digitais, além do restante da linha de medidores de espessura, com leituras decimal, centesimal ou milesimal, igualmente disponíveis em modelos analógicos ou digitais. A empresa ainda promete descontos e condições especiais de pagamento e produtos de pronta entrega a quem fechar negócio durante o evento. Também se compromete, na feira, a calibrar e consertar medidores de espessura e durômetros shore de qualquer marca e modelo.

MANTOVA

Dedicada à fabricação de tubos flexíveis de poliamida (PA 6 e PA 12), a expositora apresenta produtos para aplicação em diversos segmentos industriais, hidráulicos e pneumáticos. Também destaca tubos de poliuretano, utilizados na automação industrial pneumática; tubos de politetrafluoretileno, indicados para altas temperaturas e sistemas hidráulicos; tubos de polietileno de baixa e de alta densidades, chicotes elétricos e espirais de poliuretano e poliamida, destinados a diversas áreas da indústria automotiva e da automação industrial.

MATRIPEÇAS

Os novos centralizadores cônicos, imãs de alta capacidade magnética, nova linha de buchas e colunas e outras novidades compõem as principais atrações no estande dessa fabricante e distribuidora de componentes especiais para moldes e matrizes. A empresa completa a exposição com exemplares de toda a sua linha de produtos

MCI

Plástico Moderno, Prévia PLAStech Brasil - Mais atrativa, exposição atrai novas empresas
Equipamento da MCI é para soldar peças pequenas

Um equipamento compacto e de baixo custo, indicado para soldar peças pequenas, constitui o lançamento dessa expositora. Dotado de mesa útil de solda de 100 mm por 100 mm, a máquina, batizada GM1000P, dispõe de acionamento por pedal, indicadores de tempo e sintonia digital, além de contador de peças. Os visitantes também poderão conferir a máquina de solda GM 1500DX, na versão padrão, para uso nos mais variados segmentos da indústria; e a pistola de solda ultrassônica manual GPM1000, muito utilizada na indústria automotiva.

MECALOR

O tradicional fabricante de chillers planeja surpreender o público com diversos lançamentos. O Dry Coller Compact chega como uma solução para processos que exigem água industrial limpa, com pouca dureza, evitando incrustrações em trocadores de calor. O equipamento dispõe de capacidade nominal de 40kW e

Plástico Moderno, Prévia PLAStech Brasil - Mais atrativa, exposição atrai novas empresas
Mecalor divulga novo chiller para flexográficas

dimensão reduzida. Totalmente reprojetado, o TMR traz uma nova concepção para facilitar a operação e a manutenção com uma IHM semigráfica com sinalização completa de operação e falhas. A estabilidade chega a mais ou menos 5ºC em toda a faixa de temperatura de operação, variável entre 10ºC e 140ºC, incorporando, ainda, bomba e tubulações de aço inox, sinônimo de maior vida útil para o equipamento.

Outro produto se destina ao mercado de flexografia. O TermoChiller Flexo fornece água com temperatura de 5ºC a 20ºC, para controlar a temperatura dos cilindros de resfriamento; e água com 20ºC a 60ºC, para controle da temperatura do tambor central, com precisão de mais ou menos 0,5ºC e mais ou menos 1,0ºC, respectivamente.

Para processos de injeção que necessitam de temperaturas diferentes em cada uma das fases do molde, a Mecalor apresenta os Termos Chillers Duo e Solo, com garantia de alta precisão no controle de temperatura, na faixa de -5ºC a 90ºC. A versão Duo controla dois fluxos independentes de água de processo, enquanto a versão Solo dispõe de apenas uma saída de água.

A torre de resfriamento de corrente-cruzada completa a lista de lançamentos. O equipamento foi desenvolvido para ser fornecido nas soluções para água industrial, em conjunto com chillers ou outros equipamentos com condensação a água.

METALLI

O foco da empresa na feira se concentra em levar ao conhecimento dos visitantes a qualidade de seus produtos e serviços. Quem passar pelo estande receberá todas as informações sobre aços-ferramenta, aços para construção mecânica e chapas grossas do metal, entre outros produtos comercializados pela expositora para suprir matrizarias, ferramentarias, fabricantes de peças especiais e a indústria em geral. A Metalli também pretende que os visitantes conheçam os equipamentos e serviços diferenciados à sua disposição, como a serra para cortar blocos de metal de até 40 toneladas.

METALÚRGICA WAGNER

Principal destaque desse expositor, o misturador-secador agrega as funções de misturar, secar e pigmentar plásticos. Mas o estande ainda reserva outros produtos diversos para melhorar o dia-a-dia dos transformadores, como carrinhos de transporte de resina e rosca transportadora com moega. Toda a linha de misturadores, composta por modelos verticais, horizontais e duplo-cone, também será divulgada no estande.

MIOTTO

Plástico Moderno, Prévia PLAStech Brasil - Mais atrativa, exposição atrai novas empresas
Miotto realça série Economáquina

Entre outros equipamentos de sua linha de produção presentes na feira, esse tradicional fabricante de extrusoras planeja concentrar maior foco na série monorrosca Economáquina. A extrusora, de concepção padronizada, permite atender à maior parte das aplicações, desde a moldagem de perfis e tubos rígidos e flexíveis, ou revestimento de condutores elétricos, ou, ainda, na fabricação de granulados, em pequenas e médias produções. Disponível nos diâmetros de 45, 60 e 75 mm e LD 25, pode ser adquirida avulsa ou em uma linha de extrusão completa, com os equipamentos periféricos agregados. As tradicionais roscas e cilindros Universaloi, com geometria específica para cada termoplástico, completam a exposição.

NEWSUL

A empresa divulga sua ampla linha de embalagens, ideais para armazenamento e transporte de produtos líquidos e sólidos, com bocais e tampas reforçadas que impedem o seu rompimento em uma eventual queda. A linha abrange bombonas e tambores plásticos moldados com 100% polietileno de alta densidade virgem, em modelos desde 3 L até 240 L, em versões com tampa fixa (TF), removível (TR), e ainda, removível e fixa (TRF). O laboratório da empresa é acreditado pelo Inmetro ISO/IEC 17025 e reconhecido pela rede metrológica para a realização de ensaios de embalagens destinadas ao transporte de produtos perigosos dos grupos I, II e III, conforme resolução 420 (terrestre), IMDG (marítima) e DGR (aérea).

PALLMANN

Um espaço batizado Pallwood e reservado para abordar exclusivamente a produção de composto de plástico com madeira. Esse

Plástico Moderno, Prévia PLAStech Brasil - Mais atrativa, exposição atrai novas empresas
Palltruder é para fazer composto plástico / madeira

constitui o objetivo desse tradicional fabricante de periféricos, que desenvolveu o Palltruder, considerado pela expositora uma nova referência na produção do composto plástico/madeira. A crescente utilização das fibras naturais como carga em termoplásticos confere diversas vantagens finais às peças, como melhoria na estabilidade dimensional; menor taxa de expansão térmica, de empenamento e de encolhimento; baixo teor de abrasividade, sinônimo de menor desgaste dos equipamentos de processamento, baixo custo, e ainda, resistência à umidade, além de aparência de madeira.

O material atende diversos segmentos da indústria de transformação, como a extrusão de perfis (para pisos e decks de piscina, por exemplo), injeção de peças de acabamento, produção de placas para divisórias e portas, entre outros.

A empresa também aproveita a feira para lançar a série PM de micronizadores, ideal para a produção de masterbatches e compostos. Sistema compacto, construído em monobloco e sem cantos vivos, garante uma limpeza completa e eficiente na troca de cores e resinas. Outro destaque fica por conta da nova versão do sistema mecânico de micronização da linha PKM.

PEPASA

A tradicional produtora de especialidades em compostos termoplásticos de engenharia comparece ao evento com a exposição de peças moldadas com os seus produtos. A vitrine exemplifica as mais variadas aplicações em mercados como o automotivo, o de eletroeletrônicos, o agrícola, entre outros.

Entre os desenvolvimentos recentes, a expositora destaca um composto formulado para moldar rotores de bombas para piscina. Trata-se do AACF-8006-L, natural ou cinza, que confere propriedades como precisão dimensional, resistência térmica capaz de suportar o calor gerado pelo atrito nos casos em que a bomba roda a seco, fácil soldagem por ultrassom e elevada resistência mecânica. Em comparação com outros materiais utilizados na aplicação, o produto proporciona 18,5% de redução na temperatura de moldagem e 5% no tempo de solda. A Pepasa desenvolve formulações específicas, de acordo com os requisitos da aplicação ou da necessidade do cliente.

PIRAMIDAL

Com forte presença regional, por meio de uma filial em Caxias, a tradicional distribuidora de resinas prestigia o evento com o objetivo de ampliar o relacionamento com clientes, fornecedores e entidades ligadas ao setor plástico. Os visitantes serão recepcionados por uma equipe de profissionais prontos para orientar a respeito de toda a linha de produtos e aplicações. Da extensa carteira de produtos constam plásticos de engenharia diversos, compostos de PP e resinas commodities.

PLASMAQ

O lançamento de sua própria linha de fabricação de máquinas – Máquinas Premiata – é o ponto alto da exposição dessa empresa de Farroupilha-RS, até então dedicada ao comércio de representação de bens de capital. Misturadores verticais e horizontais, secadores, aglutinadores, afiadora de facas e equipamentos para reciclagem constituem os principais produtos da expositora, que planeja centrar os holofotes no misturador secador. Esse equipamento, destinado a misturar, secar e pigmentar material plástico, dispõe de diversos modelos, com capacidades desde 500 Lts/250 kg até 7.500 Lts/3.750 kg.
autoclave com destinação a produtos médicos, além de outras peças de ABS, PVC, PS e PETG termoformadas, com ênfase na qualidade de acabamento, evidência de que a termoformagem já rivaliza com a injeção em peças técnicas e hospitalares. A empresa também planeja reforçar aos visitantes seus serviços de terceirização para projetos e desenvolvimento em conjunto com os clientes para a produção de bandejas de movimentação de materiais nas linhas de produção, termoformados para conteneirização e transporte de produtos. A expositora fabrica mais de dois mil produtos entre embalagens e peças em vacuum-forming para terceiros, bandejas para gavetas e acabamentos para cadeiras, acabamentos de portas para automóveis, embalagens para doces e tortas e bandejas térmicas para nutrição em hospitais.

PLASTILUB

Os transformadores podem conferir neste estande sistemas para troca rápida de moldes. A empresa disponibiliza modelos para qualquer capacidade de máquina, peso de molde, ou, ainda, matriz em produção. O elemento de fixação é montado em uma base de aço com um cilindro hidráulico. A atuação em alta pressão aciona a alavanca proporcionando a fixação do molde ou da matriz. Os sistemas podem ser concebidos com ação automática comandada a distância – um diferencial da empresa –, semiautomática ou convencional, para abas de moldes, janelas com altura padronizada ou sem padronização de altura.

O expositor ressalta que o sistema elimina os tempos de injetora parada no momento da troca de molde, sinônimo de um aumento expressivo de produtividade e redução de custos operacionais por lotes produzidos.

Os fixadores hidráulicos dispõem de trava de segurança mecânica manual. A capacidade individual de aperto e fixação varia de 1 a 30 toneladas. O fabricante ressalta tratar-se de equipamento não pressurizado quando em operação. Também destaca o torque controlado com atuação simultânea.

POLIFIBRAS

A linha CFP, de compósitos de fibras naturais polimerizadas, e a linha CTA, de compósito termoplástico de alumínio, constituem as atrações deste estande. A primeira família de produtos confere às peças injetadas ou extrudadas aspecto e coloração semelhante à madeira. Atóxico, esse compósito pode ser pigmentado e não requer estufa antes da moldagem. Fruto de extrusão com resina virgem, pode ser adicionado na proporção de 5% até 50% em resinas termoplásticas.

A outra série atende aos transformadores das áreas de injeção e extrusão que necessitam de um produto com propriedades e aspecto de alumínio flocado. Trata-se de um compósito extrudado com alumínio reciclado e resinas termoplásticas.

QUALITERME

O expositor promete preços especiais para os negócios fechados na feira. O estande abrigará toda a sua linha de produtos: unidades de água gelada, chillers e torres de resfriamento de água. A Qualiterme pretende mostrar ao público que é uma empresa inovadora e parceira, quer reforçar os laços com os atuais clientes e prospectar novos durante o evento.

REFARPLAST

A expositora planeja apresentar a sua linha de polímeros 100% reciclados e firmar novas parcerias na feira. Instalada em Farroupilha-RS, sua área de atuação compreende a reciclagem de diversas resinas, tais como polipropileno, poliestireno e polietileno, entre outras.

REFRIGERAÇÃO GREGOLON

A empresa comparece à feira com o intuito de divulgar uma novidade ao mercado: a produção de chillers para refrigeração de moldes. Os equipamentos utilizam trocador de placas brasadas, sinônimo de maior rendimento e economia de espaço físico. Dispõe, ainda, de um tanque pulmão e controle com válvula solenóide, o que reduz a ciclagem do sistema, aumentando a vida útil e proporcionando economia de energia elétrica. A expositora oferece como atestados de confiabilidade para seus chillers o fato de contar com a qualidade dos produtos Danfoss e DuPont.

ROMI

Plástico Moderno, Prévia PLAStech Brasil - Mais atrativa, exposição atrai novas empresas
Máquina Romi JAC sopra peças de 5 I

Em seu estande de 116 m², a injetora Prática 450 deve ocupar espaço de destaque. Com 450 t de força de fechamento, o equipamento se destina a aplicações gerais, desde a injeção de utilidades domésticas até peças técnicas. Entre outros benefícios, oferece acesso remoto – em demonstração na feira. Esse recurso permite visualizar a operação da máquina de qualquer microcomputador e monitorar a sua produção.

Composta por injetoras desde 40 até 450 t de força de fechamento, a série Prática lidera as vendas da Romi. Entre outros benefícios, sai da fábrica com novo painel de comando, gráfico, colorido, com ótima visualização e touch screen (programação direta na tela).

O público ainda poderá conferir a sopradora Romi JAC Premium Light, dotada de extrusora e sistema hidráulico unificados. No entender do expositor, essa configuração facilita a adaptação às necessidades específicas de cada tipo de indústria. O equipamento sopra embalagens de até 5 litros e conta com portas de segurança envolvendo toda a área de moldagem, a fim de oferecer maior proteção ao operador, além de manter limpo o ambiente de circulação. Quem passar pelo estande do Senai também poderá apreciar uma Prática 220.

RONE

Este tradicional fabricante de moinhos planeja mobiliar seu estande para oferecer ao público uma amostra geral de seus equipamentos. Mesmo assim, o expositor planeja dar um destaque especial aos novos moinhos da série C, projetados com encabinamento acústico, para atender aos mais baixos e exigentes níveis de ruído. Esses modelos ainda dispõem de transporte pneumático acoplado e acionamento elétrico com intertravamento dos motores. Outras duas famílias também recebem maior atenção na feira: a linha N, destinada a produções desde 20 até 2 mil quilos por hora, ofertada em tamanhos desde 2 CV até 75 CV; e a T, especialmente projetada para o processamento de peças de formato alongado sem necessidade de corte prévio.

RULLI

O tradicional fabricante de extrusoras participa do evento com dois equipamentos. Exibe uma linha completa de extrusão, modelo EF 2 ½, com largura de 1.800 mm e cabeçote mono. Trata-se da última versão, equipada com um novo anel de ar e excelente perfil de rosca, além de outras melhorias técnicas que proporcionam uma capacidade de plastificação entre 160 e 200 kg/h para a fabricação de filmes de polietileno, com custo de energia entre R$ 0,025 e R$ 0,035 por quilo de material produzido. O cilindro bimetálico, importado da Europa ou dos Estados Unidos, é sinônimo de maior vida útil e menor tempo de parada, com o custo de manutenção bastante reduzido. A mesma máquina também fabrica filmes de PEAD, com produção entre 120 e 160 kg/h. De acordo com o fabricante, trata-se de equipamento projetado para o menor índice de manutenção do mercado. A outra linha exposta tem por destino o mercado de chapas. Com um novo sistema de movimentação no laminador totalmente modificado, a extrusora dispõe de um sistema de acionamento mecânico para os cilindros em substituição aos tradicionais cilindros hidráulicos. Igualmente equipada com canhão bimetálico, a linha proporciona durabilidade superior.

SANDRETTO

O expositor escolheu para exibir na feira um exemplar de injetora de sua série de maior sucesso de vendas: a Logica. O modelo

Prévia PLAStech Brasil - Mais atrativa, exposição atrai novas empresas
Logica tem novo comando eletrônico

para apreciação no estande é o 770/220, de 220 t de força de fechamento, velocidade de injeção de 235 cm³/s e capacidade de plastificação de 48 g/s de PP. Os equipamentos contemplam como inovação um novo comando eletrônico e grande otimização no circuito hidráulico. O fabricante destaca na série a grande velocidade de operação sem perda de rendimento, baixíssimo consumo energético, controle real de pressão e velocidade em todos os movimentos.

SECCO/SCHULZ

A Schulz leva à mostra seus compressores de parafuso, distribuídos pela sua parceira Secco, também presente no estande com soluções completas para ar comprimido: desde a geração, tratamento, armazenagem, preparação e gerenciamento. Além dos compressores, disponíveis desde 5 até 200 HP de velocidade variável (inversor de frequência) e velocidade fixa, os expositores apresentam secadores de ar, filtros coalescentes, reservatórios de ar e gerenciadores de compressores.

SEIBT

Plástico Moderno, Prévia PLAStech Brasil - Mais atrativa, exposição atrai novas empresas
Seibt apresenta moinho compacto

Nova geração de moinhos de baixa rotação, as compactas e completas linhas LR e LRX embutem uma nova concepção que promete atrair a atenção do público. Em total acordo com as normas de segurança NBR 1507, da ABNT, esses equipamentos destinam-se a reaproveitar aparas do processo de sopro e de injeção, com um eficiente sistema de corte em X. Outro benefício dessas máquinas consiste na construção diferenciada, que permite a limpeza rápida em set ups. Os moinhos de alta rotação, as linhas A e N para aplicações diversas, também ganham evidência no estande. Dentre os modelos em exposição, constam os de grande porte, destinados a centrais de moagem, para peças e rebarbas volumosas. Os da série A também atendem muito bem às linhas de reciclagem, com garantia de produtividade e qualidade de moagem. O expositor ainda divulga sua capacidade de atender a configurações diversas, de acordo com a necessidade de cada cliente, e fabricar linhas completas de reciclagem de PE, PP e PET. Os detalhes das linhas de revalorização de PET com sistema de lavagem a quente, em atendimento às exigências da Anvisa quanto à qualidade e limpeza do flake, permitindo sua reutilização na produção de embalagens para alimentos, também estão no foco da exposição da Seibt.

SICCUS

A indústria de transformação tem neste espaço oportunidade para conferir diversos equipamentos periféricos. O expositor mostra o Compact Plus, uma nova versão do Compact secador, desumidificador e misturador simultâneo de polímeros. A máquina seca e desumidifica todos os lados do grão, com garantia de alcançar em poucos minutos um resultado diferenciado. A empresa assegura que o grão não oxida nem envelhece prematuramente porque fica pouco tempo exposto ao calor. Assim, a sua estrutura físico-química é totalmente preservada. Entre os avanços incorporados ao equipamento, a Siccus ressalta a isolação térmica, toda blindada com paredes de alumínio. Conta, ainda, com nova arquitetura eletrônica e novo método de acionamento do dosador, agora com motorredutor Bonfiglioli, permitindo maior fluxo do material pela aerovia e redução, com segurança, do tempo de secagem/desumidificação. A empresa dispõe de três tamanhos: 50 kg/h, 300 kg/h e 500 kg/h.

A exposição ainda conta com uma peneira vibratória Extract Plus. Destinada à retirada de pó dos polímeros ou flakes moídos, consegue combinar a mesma frequência de vibração com o compasso de balanceamento. Disponível em dois tamanhos, para 600 kg/h e 1.000 kg/h, tem operação silenciosa.

Completam a amostra: o secador/recristalizador/desumidificador Saara-Vera, com capacidade para 300 kg/h e 500 kg/h de flakes de PET; secador e desumidificador para pó de madeira, destinado ao processo de fabricação de WPC (wood plastic composite), com capacidade de 300 kg/h e 500 kg/h; e silos térmicos de armazenamento.

SULCROMO

Especializada em revestimentos de cromo duro e metalização, a empresa direcionou fortes investimentos em tecnologia e equipamentos a fim de incrementar sua participação no mercado de fabricação e recuperação de cilindros laminadores para calandras de linhas de extrusão de chapas e flexíveis. Destaca na feira cilindros bimetálicos, com alta dureza superficial, dupla parede interna com helicoidal para troca térmica ou aquecimento, acabamentos fosco, gravado ou espelhado com rugosidade de Ra 0,01 micrômetros.

SUPERCOR

Especializada na fabricação e desenvolvimento de pigmentos para plástico, a expositora divulga sua linha de produtos e serviços, com destaque para um aditivo antiultravioleta dimensionado de acordo com a aplicação e necessidade do cliente, e o agente bactericida plus, um aditivo antibacteriano com desempenho de inibição de ploriferação de fungos e bactérias em aplicações plásticas. Pode ser incorporado na extrusão ou injeção. A empresa também aproveita a oportunidade para demonstrar as vantagens de suas linhas de masterbatches, concentrados de pigmentos na forma de pó, diversos outros tipos de aditivos (expansor, antichama, plastificantes, desmoldantes, antiestáticos, dispersantes, antibloqueio, antioxidantes, antiultravioleta, agentes de fluxos), além de compostos de PP e PE. Entre os serviços, executa tingimento de resinas, desenvolvimento de cores e extrusão.

TERMOCOLOR

A novidade deste tradicional fabricante de masterbatches fica por conta do superconcentrado de extensores TCEX: uma resina com extensores com o diferencial de conferir melhor homogeneização e cobertura, graças aos aditivos incorporados. A novidade tem por objetivo ampliar a atuação do expositor no mercado de descartáveis e embalagens flexíveis. Além das vantagens já mencionadas, o expositor também assegura que o novo desenvolvimento proporciona redução de custos e torna o produto final mais competitivo. Para completar a exposição, a Termocolor divulga na feira toda a sua linha de masterbatches, compostos, aditivos e beneficiamento.

ULBRA

A universidade prestigia o evento com uma exposição dedicada a mostrar como é realizada a formação profissional do engenheiro de plásticos. Habilitado a desempenhar sua função em indústrias de fabricação e transformação de plásticos e borrachas, o profissional pode atuar em planejamento, gerenciamento de produção, otimização do processo produtivo, engenharia de qualidade, pesquisa e desenvolvimento de novos produtos (desde o protótipo às matrizes), com determinação dos materiais poliméricos e dos processos mais adequados. Ainda realiza estudos de viabilidade econômica, racionalização do trabalho e domina softwares aplicados às atividades da área.

A vivência das rotinas das empresas, unindo o aprendizado teórico com a prática, é exercitada no laboratório e fábrica-escola de processos plásticos, em máquinas como injetoras, sopradoras, extrusoras, termoformadoras, corte e solda e moinho. Os alunos produzem sacos de lixo, copos, estojos, bandejas e outras peças, projetadas e desenvolvidas dentro das disciplinas específicas. O laboratório também conta com equipamentos, como FTIR, DSC, TGA, plastômero, máquina universal de ensaios e queda de dardos, destinados a testes, capacitação dos alunos e execução de projetos de pesquisa.

USAF FIXAÇÃO

A empresa lança buchas feitas de PEAD para aplicação na construção (tijolo vazado, blocos ocos e paredes falsas). O produto oferece alta resistência à tensão, compressão e tração e suporta temperaturas entre -40ºC e +80ºC. A expositora também leva para o estande sua linha de buchas tradicionais.

WORTEX

A empresa reservou para os visitantes um lançamento que promete agitar o seu estande, fruto de um intenso estudo das tendências para o mercado de granulação. Como resultado, embutiu importantes upgrades em sua linha Challenger Recycler, com a introdução do novo modelo Challenger Recycler WEX 90-38D, com os inovadores sistemas de dupla degasagem (duplo estágio de desgaseificação), alimentação forçada e corte, projetados com base em diversas solicitações e constante procura por parte dos transformadores e recicladores, que buscavam equipamentos de configuração enxuta e versátil, de baixo consumo energético e alta produtividade.

De acordo com o fabricante, o equipamento, com capacidade produtiva de 300 a 350 kg/h de polietileno, permite o processamento de filmes com maior nível de impressão que a monodegasagem. Essa remoção dos gases, aliada a um design de rosca com capacidade de mistura dispersiva e distributiva, produz um granulado compacto, sem porosidade e com baixo nível de degradação. O sistema de alimentação forçada assegura capacidade de produção mais elevada e estável, enquanto o projeto de corte, além de oferecer maior flexibilidade na escolha do diâmetro e comprimento final do grão, ainda resulta em um granulado extremamente uniforme. A capacidade do equipamento atinge entre 300 e 350 quilos/hora de polietileno.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios