Borracha

Prévia Expobor 2014: Encontro da borracha promete atrair visitação superior ao evento passado

Maria Aparecida de Sino Reto
7 de maio de 2014
    -(reset)+

    No campo das novidades, a Auriquimica promete diversos lançamentos, entre os quais especialidades minerais de novas empresas representadas, e a última geração de antiaderentes para batch off. A distribuidora ressalta a sua preocupação com o meio ambiente com o lançamento de aceleradores livres de nitrosaminas e plastificantes isentos de ftalatos, e ainda plastificantes para baixíssimas temperaturas. Outra novidade, o óxido de zinco encapsulado promete além de benefícios ambientais, vantagens econômicas. A empresa ainda divulga uma nova geração de NBR/PVC, com grades para baixa temperatura, alta resistência química, e estendidas em óleo; além de novos tipos de peróxidos.

    Presença constante na Expobor e também atuante no ramo da distribuição, além de ofertar produtos de sua fabricação, a Parabor aproveita o evento para divulgar seus 50 anos de atividade, completos neste ano, e comemorados em seu estande com novidades em matérias-primas, produtos e equipamentos. O espaço apresenta um pouco de cada de suas cinco divisões de negócios direcionados para a indústria de borracha e mostra equipamentos em operação. Entre os destaques, a Parabor menciona o Paralink, agente de reciclagem para borracha vulcanizada, para recuperação de rebarbas, de sobras, e de peças refugadas de borracha reciclada.

    Listada entre as líderes mundiais nos negócios de adesivos estruturais, coatings (revestimentos) de alta performance e sistemas para controle de vibração e ruídos, a Lord reservou para a Expobor o lançamento de um adesivo de cura a frio (temperatura ambiente) para a colagem de estruturas do tipo borracha/borracha ou metal/borracha. Trata-se do Chemlok 6111 A/B, desenhado para suprir principalmente o setor de mineração, em aplicações como o reparo de correias transportadoras, ou em revestimentos em geral de tanques e tubulações.

    Plástico Moderno, Sistema da E+L será apresentado como um dos destaques da mostra

    Sistema da E+L será apresentado como um dos destaques da mostra

    Os adesivos de cura a frio são a grande novidade da empresa, que até então, só atuava com adesivos de cura a quente, com autoclave. A entrada no novo segmento oferece vantagens como efetuar o reparo no campo e dispensar o uso de energia. Além disso, a cura a frio atende uma tendência: peças usadas em mineração cada vez maiores, o que as impede de ser colocadas em autoclaves para a cura. Além da novidade, a Lord divulga todo o seu portfólio de adesivos e coatings para o mercado automotivo.

    Tradicional fabricante de poliamidas, a Rhodia, do grupo Solvay, também atua no mercado da borracha com duas atividades principais: sílicas precipitadas de alto desempenho e fios industriais de poliamida. As primeiras atendem à fabricação de artefatos técnicos de borracha e à produção de pneumáticos de elevada performance, os chamados pneus “verdes”, assim denominados por conta da economia de combustível que proporcionam e, por consequência, menos emissões no meio ambiente.

    As sílicas precipitadas de alto desempenho, comercializadas sob a marca Zeosil, ocupam lugar de destaque no estande da empresa, que se considera a principal fornecedora desse insumo para a produção de pneus. Gerente de negócios para a América Latina da área global de negócios sílica, do grupo Solvay, Paulo Garbelotto lembra que a foi Rhodia que inventou a sílica de alta dispersabilidade, apontada por ele como um insumo fundamental na produção dos pneus de alto desempenho. “O uso desse produto da Rhodia permite a redução de até 7% do consumo de combustível e, na mesma proporção, da redução de emissões de CO2.” A empresa possui oito plantas mundiais de sílica, incluindo uma em Paulínia-SP.

    Os fios industriais de poliamida abastecem as indústrias de pneus, de correias transportadoras, de esteiras e de outros equipamentos da área industrial. “O setor da borracha em geral, e o de pneus, em particular, experimenta atualmente um período no qual o fator chave para o seu sucesso pode ser resumido no aumento da competitividade frente à concorrência interna e externa, cada vez mais acirrada; e estamos trabalhando em várias iniciativas de modo a contribuir para o aumento da competitividade de toda a cadeia produtiva.”

    Mais produção – Na ala dos equipamentos, a Alldar Máquinas e Equipamentos expõe o Banbury Kneader 35L. Trata-se de um misturador fechado, equipado com uma câmara de mistura basculante e dois rotores, com quatro asas para homogeneização e dispersão de borrachas. A máquina conta com um volume total de mistura de 35 litros. É equipada com CLP, além de controlador de tempo com até três estágios de mistura e tempos programáveis.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *