Pneu usado gera energia, borracha e aço – Economia circular

Em 2019, foram coletados e corretamente destinados 103,5%, equivalentes a 3,1 milhões de toneladas, de pneus usados produzidos no Brasil.

Esse índice superior a 100%, como explica Rafael Martins, gerente da Reciclanip, programa de logística reversa e reciclagem mantido pela Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip), ocorre porque são coletados também pneus importados (que, pela legislação, devem ter a logística reversa feita pelos próprios importadores).

Os pneus coletados, diz Martins, são enviados por revendas e borracheiros para mais de mil postos de recebimento distribuídos pelo país, de onde seguem para quatro destinos principais.

O mais relevante, quantitativamente, é a queima em fornos de cimenteiras. Mas há seu uso também como matéria-prima de novos produtos de borracha, como botas e laminados, entre outros; até o aço da estrutura dos pneus é reaproveitado em siderúrgicas.

“Uma aplicação na qual enxergo bastante potencial é o asfalto de borracha, no qual pó de borracha é misturado à mistura asfáltica”, destaca o gerente do Reciclanip.

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios