Plásticos conquistam mais aplicações, da água até óleo e gás

Borges explica que o início do ano trouxe um alento, mas os negócios ainda não decolaram. “Os clientes têm nos procurado, o número de consultas aumentou”. Por enquanto é só. “Na hora de fechar o negócio eles estão reticentes, estamos concretizando poucas vendas”. O mau desempenho da construção civil é o problema. “Os fabricantes de tubos que têm cinco linhas de produção e, destas, duas ou três estão paradas perdem o interesse em investir”, exemplifica.

Plástico Moderno, Borges: construção civil fraca inibe a venda de equipamentos
Borges: construção civil fraca inibe a venda de equipamentos

A linha da empresa é bastante completa, conta com extrusoras de rosca simples, duplas co-rotantes ou contra rotantes. Também são oferecidos misturadores e demais periféricos, como puxadores, rosqueadeiras e todo o ferramental necessário. “Para o mercado de tubos as máquinas mais recomendadas são as de rosca dupla. Nessa categoria temos modelos para a produção de 80 a 1000 kg/h”, diz Borges. A máquina mais recente da empresa é a com duplas roscas cônicas. “Ela apresenta produtividade em torno de 20% superior à dos modelos com roscas paralelas”.

“O ano começou com sinais de melhora, mas a retomada ainda não está muito forte”, revela Enrico Miotto, presidente da fabricante de extrusoras Miotto. Em relação ao nicho representado pelos transformadores especializados em tubos, a situação é mais grave. “Esse segmento é o que está mais fraco, o setor da construção civil está passando por muitas dificuldades”.

Para fazer frente ao baixo nível das vendas, a empresa investe na reformulação dos equipamentos. “Demos uma enxugada, uma remanejada nos projetos e conseguimos reduzir o custo das extrusoras em 20%. Nem assim houve a melhora nos negócios”. Um efeito colateral positivo anima um pouco o dirigente. “A procura por peças de reposição está boa, as pessoas estão operando com máquinas antigas e é preciso fazer a manutenção”.

Página anterior 1 2 3 4

Um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios