Reciclagem busca soluções

– Reciclagem busca soluções: Um dos temas mais comentados pelos participantes da Plástico Brasil foi a preocupação do setor incrementar cada vez a economia circular.

“É um desafio que nossa indústria precisa encarar, trazer à mesa soluções propositivas que se convertam em vantagens competitivas no processo de industrialização verde”, explica José Ricardo Roriz Coelho, presidente da Abiplast.

Ele salienta que tem crescido por parte dos transformadores nacionais a procura por materiais reciclados e essa tendência deve se fortalecer nos próximos anos. Ele vê, no entanto, um fator limitante. “Carecemos de oferta de resinas recicladas de qualidade”.

Reciclagem busca soluções: confira anúncios e lançamentos

Há promessas de investimentos por parte dos fornecedores presentes na feira para reduzir essa carência.

A produtora de resinas recicladas Artplast, de São Ludgero-SC, anunciou a aquisição de nova máquina para sua planta industrial.

Plástico: Reciclagem busca soluções ©QD Foto: iStockPhoto
Thiago Hobold, diretor da Artplast de Santa Catarina

“Ela ampliará em 30% nossa capacidade de produção, atualmente de 800 t/mês”, anunciou o diretor Thiago Hobold.

A Artplast recicla poliolefinas, poliestireno e PET, e destina sua produção à fabricação de peças para construção civil, indústria moveleira e outras aplicações.

A economia circular também oferece oportunidade de negócios para os fornecedores de equipamentos.

A brasileira Wortex, de Campinas-SP, que em sua origem era fabricante de máquinas e acessórios para extrusão, nos últimos anos tem se dedicado ao segmento.

A empresa lançou no evento a linha Challenger Recycler GIII, voltada para materiais plásticos, rígidos, flexíveis e expandidos.

“A máquina processa uma grande variedade de materiais termoplásticos, assim como resíduos de filmes lisos, impressos, metalizados, multicamada entre outros”, garante o diretor Paolo de Filippis.

Ele acrescenta que o equipamento permite fazer a mistura de materiais rígidos e flexíveis em qualquer proporção, de acordo com a necessidade do cliente.

Outro lançamento partiu da Bausano, empresa de origem italiana com fábrica no Brasil, que participa com destaque do mercado de extrusoras para peças rígidas.

“Nossa novidade é a chegada ao mercado de uma linha de reciclagem”, anuncia Chrystalino B. Filho, diretor comercial.

As novas máquinas são fabricadas na Itália e foram apresentadas em caráter mundial na última edição da feira K’, na Alemanha.

“A reciclagem é uma tendência mundial que fez nossa empresa investir nesse ramo”.

Leia Mais:

Não deixe de acessar o Guia QD, maior plataforma eletrônica de compras e vendas do setor, com mais de 300 mil consultas mensais por produtos e mais de 400 anunciantes ativos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios