Plástico na construção – Sistemas construtivos de PVC e de termofixo propõem vantagens técnicas e financeiras para vencer o déficit habitacional brasileiro

Plástico Moderno, Plástico na construção - Sistemas construtivos de PVC e de termofixo propõem vantagens técnicas e financeiras para vencer o déficit habitacional brasileiro
Os módulos fabricados pela Vipal, do tipo macho e fêmea, formam paredes de 75 mm

Sobrados – A Vipal está apta a produzir, por mês, cerca de 500 t de perfis, equivalente a algo como 400 casas de 50 m². Cada unidade construída carrega, em média, 1,2 tonelada de plástico. A empresa vende da ordem de 30 t a 50 t mensais. Os projetos atuais comportam até três pavimentos, mas Amodeo declara ter capacidade técnica para levantar edificações maiores. “Estarão, porém, sujeitas a estudo de engenharia estrutural”, avisa.

A espessura da parede é padrão: 75 mm. “Atende a todos os desempenhos técnicos requeridos pela norma de construção brasileira.” As metragens são customizadas de acordo com o projeto do cliente e embutem serviços de engenharia e apoio, explica o diretor-executivo.

Até o momento, a Vipal soma cerca de 200 casas instaladas no país, referentes a diversos projetos, os principais localizados no Sul, na Grande Porto Alegre. Amodeo destaca duas habitações-modelo instaladas no Senai de Alagoas como exemplo de casa típica da região. “Atende às necessidades climática e cultural.”

O processo da Vipal é todo automatizado e as casas saem prontas da empresa, com todos os perfis identificados e sob medida para a construção de cada unidade. Concreto incluso, o custo da obra gira em torno de R$ 500,00 o m², revela Amodeo.

Ele compartilha a opinião de que o momento é propício para deslanchar o sistema, graças à elevada capitalização das construtoras e aos diversos investimentos, de grande monta, por elas empreendidos. “As construtoras estão criando empresas específicas para atuar no segmento de baixa renda”, comenta o diretor-executivo, que comemora o fato de a Vipal estar sendo muito solicitada para participar desses projetos. “As perspectivas de concretizar negócios, disseminar e consolidar o conceito do Concreto PVC na construção civil são muito boas.” A meta dele é elevar a participação do sistema construtivo no faturamento da empresa de 3% para 5%, ainda neste ano.

Na opinião de Amodeo, os sistemas construtivos da Vipal e da Royal são muito semelhantes, com desempenho técnico similar. Ele aponta como diferenciais de sua empresa a garantia de fornecimento local e a logística. “Temos capacidade de transportar quatro vezes mais kits por carga em relação à concorrente, o que permite reduzir a necessidade de área disponível no canteiro de obras, sinônimo de racionalização e substancial redução no custo logístico.”

Produção argentina – Criada em Toronto, Canadá, há 38 anos, a Royal Group Technologies é renomada mundialmente no campo da extrusão, com atuação em diversos países, Brasil inclusive, onde instalou a sua filial Royal do Brasil Technologies S.A., em Porto Alegre. O diretor-geral da unidade brasileira, Carlos Torres, informa ter investido acima de R$ 4 milhões em desenvolvimento de mercado, desde seu estabelecimento no país, em 2000.

A tecnologia do sistema construtivo da Royal foi criada por sua matriz, bem como a formulação do composto de PVC. De acordo com o diretor, o material passou por ensaios para avaliar as resistências mecânica, química, à umidade, à intempérie, ao fogo, entre outras características, a fim de ser homologado em diversos países. Ele ressalta também o controle de qualidade, compreendido por três tipos de monitoramento, com o objetivo de assegurar qualidade adequada e uniforme. “Também foram feitos testes sobre as paredes terminadas do Concreto PVC, para avaliar seu comportamento e demonstrar sua viabilidade técnica”, declarou Torres.

Na verdade, tanto o composto da Vipal como o da Royal são exclusivos, pois cada empresa desenvolveu sua própria receita. A empresa de origem canadense ressalta algumas características de seu produto, como a ausência de chumbo na formulação e classe A para propriedades antichama. “Não propaga a chama e não goteja.” A proteção contra os raios ultravioleta é assegurada por vinte anos. “Sem perda de cor ou variações de qualquer tipo.”

Às vantagens já alardeadas para o sistema, o diretor da Royal acrescenta, ainda, a simplicidade na construção, a certeza nos custos de obra e a ausência de patologias (tais como cupins e brocas, comuns em madeira). No seu entender, as dificuldades em disseminar a alternativa do PVC consistem em lidar com a mudança de paradigmas no mercado e vencer a resistência ao uso de novas tecnologias na construção.

Os perfis fabricados pela Royal são processados por co-extrusão, propiciando um acabamento de brilho e cor. Montados como um “lego”, essas fôrmas ocas de PVC rígido são preenchidas com concreto, na obra. As paredes podem ter espessura de 64 mm, 100 mm ou 150 mm de acordo com o requerimento do projeto. “É feita uma fundação convencional, em cima são montados os kits ocos, inseridos os reforços de aço e instalações, e preenchidos com concreto. Depois, são feitos o telhado e os acabamentos de pisos, forros, louças e esquadrias”, resume Torres.

Os painéis de 100 mm e 150 mm de espessura suportam construções de até cinco andares, com o uso de concreto estrutural, dispensando vigas e colunas. As lajes podem ser feitas com sistemas convencionais e até mesmo com os painéis de PVC de 100 mm, dispostos na horizontal.

A tecnologia da Royal compreende módulos de duplo encaixe, montados verticalmente na obra. Saem da fábrica todos os perfis para a montagem de paredes, tetos, marcos e pré-marcos de janelas, condutores elétricos, rodapés, molduras e acessórios de acabamento. As instalações elétricas e hidráulicas são convencionais e instaladas no sentido vertical.

Página anterior 1 2 3 4 5Próxima página

3 Comentários

  1. ESSE PRODUTO PARA FAZER PAREDE DE CONCRETO COM PVC, GOSTARIA DE SABER O PREÇO POR METRO E A ESPESSURA QUE FICARÁ A PAREDE.

  2. Gostei do modelo da casa . Gostaria de saber se fazem casa,no sul do este do Paraná .
    se deixa pronta . vejo comentar sobre casas de baixo custo . mais não encontro quem faz casas . Essa casa deve ser limpa não possui muita sujeira .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios