Plástico

Plástico Brasil 2019 – Retomada econômica anima expositores

Jose Paulo Sant Anna
21 de março de 2019
    -(reset)+

    Plástico Moderno, PLASTICO-BRASIL-FEIRA-2019--LOGOTIPO

    Plástico Moderno, Plástico Brasil 2019 - Programação ampla e retomada econômica animam expositores

    Neste início de ano, os dados da economia ainda não entusiasmam, mas há esperança, entre os empresários ligados à indústria do plástico, de início de um ciclo de recuperação. A segunda edição da feira Plástico Brasil, a ser realizada entre os dias 25 e 29 de março, surge como reforço para o clima de otimismo. O evento será realizado no pavilhão do São Paulo Expo, na capital paulista, e contará com a participação de mais de 600 marcas do Brasil e de outros 13 países – Alemanha, Áustria, China e Itália terão pavilhões exclusivos para reunir suas empresas. A exposição contará com mais de 50 novos expositores e ao menos 20% de área superior à da primeira edição, realizada em 2017. A participação de 69 empresas internacionais supera em 122% a verificada na edição anterior.

    O perfil dos expositores é bastante amplo. Eles prometem apresentar os últimos avanços tecnológicos e as principais tendências globais de toda a cadeia produtiva do setor. A lista abrange fabricantes de máquinas de injeção, sopro, extrusão e termoformagem, periféricos, robôs, moldes e seus acessórios, matérias-primas, aditivos e demais itens utilizados na cadeia produtiva.

    Plástico Moderno, Liliane: expectativa de gerar mais negócios nesta edição

    Liliane: expectativa de gerar mais negócios nesta edição

    Em paralelo às atrações mostradas pelos expositores, a feira contará com eventos dirigidos a outros temas específicos. Estão previstas mais de 80 horas de seminários, palestras e workshops, a maioria deles gratuita, ministrados por especialistas brasileiros e estrangeiros, autoridades, empresários e instituições de ensino. O evento é iniciativa da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim) e de outras entidades ligadas à cadeia produtiva setorial. A realização tem a assinatura da Informa Exhibitions.

    Liliane Bortoluci, diretora da Plástico Brasil 2019, apresenta o evento como ampla janela de oportunidades para os transformadores e demais indústrias renovarem ou ampliarem seus parques para ganhar produtividade e competitividade. “Nossa expectativa é a mais positiva possível”. Ela aguarda presença superior a 45 mil visitantes, entre transformadores de plástico, compradores e profissionais de segmentos usuários do plástico, como os da construção civil, alimentos e bebidas, embalagens, automóveis e autopeças, entre outros.

    Liliane não se arrisca a estimar um valor dos negócios a serem gerados a partir da realização da feira. “Um valor que podemos divulgar com segurança é o da Rodada de Negócios realizada durante a Plástico Brasil 2017”. Na ocasião os compradores convidados vieram de oito países (Argentina, Colômbia, Costa Rica, Egito, EUA, Índia, México e Rússia) e se reuniram com 26 fabricantes do setor durante dois dias da feira. “O resultado superou US$ 30 milhões em negócios projetados para os 12 meses seguintes e abriu possibilidades concretas de ampliação dos horizontes e conquista de mercados antes não previstos pelos fabricantes brasileiros”.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *