Máquinas e Equipamentos

Perspectivas 2014 – Automação: Novos projetos industriais e modernizações são a aposta para aquecer as vendas

Antonio Carlos Santomauro
23 de fevereiro de 2014
    -(reset)+

    Foco na integração – A integração de processos distintos é apontada por Hillal, da ABB, como uma das premissas fundamentais do atual processo de desenvolvimento das tecnologias de automação e controle industrial. Ele cita, especificamente, a integração dos sistemas de controle de processos SDCD com os sistemas de controle elétricos do gênero SCADA. “A maioria das plantas ainda mantém controles separados para processos e energia, mas essa integração está se tornando mais comum, e já é habitual nas plantas novas de setores como papel e celulose, petroquímica e mineração”, comenta.

    Segundo o profissional da ABB, também é cada vez mais buscada a integração dos diversos dispositivos de campo: instrumentos, válvulas, relés de proteção, entre outros. Um grande número desses dispositivos carrega uma parte eletrônica e, com isso, cresce de maneira contínua e acentuada a quantidade de informações passíveis de serem tratadas a fim de permitir, entre outras coisas, avanços na manutenção.

    Principal sistema de controle do atual portfólio da ABB, o 800xA foi desenhado com foco nessa crescente necessidade de integração de processos e dispositivos. “Esse sistema vai além do escopo tradicional de um sistema SDCD, integrando, em uma plataforma única de controle, dados do sistema de informação, históricos de processo, sistema de controle de bateladas, sistema de segurança (SIL), sistemas de gerenciamento de ativos, gerenciamento de alarmes, sistemas de otimização de processo, sistemas de controle de manutenção, controle de sistemas elétricos, dentre outros”, diz. “E é uma plataforma aberta, que permite a integração dos principais protocolos e sistemas com os quais trabalha o mercado”, acrescenta.

    Albuquerque, da Siemens, aposta na integração também entre os sistemas de controle de processo e os softwares de engenharia básica e de detalhamento de projeto. Segundo ele, esse conceito, conhecido como ‘engenharia integrada’, permite que os softwares dos sistemas de controle dos processos sejam automaticamente integrados à plataforma de controle, sem a necessidade de digitação das informações contidas em material impresso. Além de agilizar o trabalho, essa funcionalidade minimiza a possibilidade de erros. Além disso, caso seja introduzida alguma modificação em um software de aplicação de controle, ela é automaticamente integrada à plataforma.

    De acordo com Albuquerque, “a engenharia integrada traz ganhos significativos na redução do tempo de execução de projetos de automação de processos, com maior consistência e confiabilidade tanto no software de aplicação quanto na documentação final atualizada”. A Siemens lançará em 2014 novas versões de seu sistema de controle de processo (SDCD) e de seu software de desenvolvimento de engenharia básica e detalhada (CAE) – denominadas, respectivamente, SIMATIC PCS 7 e COMOS –, ambas concebidas para se associarem mais decididamente a esse conceito da engenharia integrada.

    Mas o profissional da Siemens nota haver hoje também uma significativa expansão dos projetos envolvendo sistemas de controle de processo de batelada conforme a norma ISA 88 (processos de bateladas são processos conduzidos por lotes, utilizados principalmente pelas indústrias química, farmacêutica, alimentícia e de bebidas). “A norma ISA 88 é muito usada em outros países, e começa a ser difundida também no Brasil: ela permite processos mais eficientes, e também aumento da produção”, afirma.

    Além disso, finaliza Albuquerque, “o uso de sistemas instrumentados de segurança (SIS), compatíveis com a norma IEC 61508/61511, e a integração da automação de processos com a automação de energia via protocolo IEC 61850 são demandas cada vez mais presentes nos novos projetos”.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *