Perspectivas 2009 – Abief – Como a indústria de embalagens plásticas flexíveis se comportará em 2009?

Acredito que a Brasilplast, que acontece no primeiro semestre de 2009, independentemente do cenário atual, será uma das melhores edições, por conta do amadurecimento da cadeia petroquímica. Enfim, apesar de termos muito trabalho ainda pela frente, o Brasil precisa continuar crescendo e a indústria plástica como um todo tem sua grande parcela de contribuição.

Se tivermos uma postura proativa diante da crise, certamente recolocaremos o Brasil e nossa indústria na rota do crescimento sustentável. Temos chance de, em meio à crise, nos tornarmos um player mundial de peso no cenário das embalagens plásticas flexíveis, dividindo espaço com fornecedores como a China, que hoje sofre fortes pressões por conta da incerteza sobre a qualidade de seus produtos.

Ao explorarmos novas regiões de consumo, automaticamente exploraremos novos mercados. Mesmo com investimentos curtos, pela falta de dinheiro circulando no mercado, nossas indústrias estão capacitadas para atender aos pedidos mais exigentes. Temos tecnologia e competência para participar do cenário global. É uma questão de arregaçar as mangas e manter-se focado no fazer e não no lamentar.

*Rogério Mani é presidente da Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Plásticas Flexíveis (Abief).

Página anterior 1 2

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios