Periféricos Refrigeração – Concorrência acirrada gera equipamentos mais produtivos, econômicos e até de custo menor

Na avaliação  de Camargo, um dos pontos fortes da Körper é a parceria com fabricantes de equipamentos de injeção e sopro. “Com a nova linha ampliamos a participação no mercado nacional. A estratégia é diversificar”, afirmou.

Entre as novidades apresentadas, destacou ainda as torres de resfriamento de água, séries SQ e SQB. Ambas, segundo o fabricante, garantem baixo consumo energético; facilidade de montagem, manutenção e limpeza; estrutura compacta; elevada resistência à corrosão e baixo nível de ruído; variando apenas as capacidades e aplicações finais.

Apresentou também a unidade controladora de temperatura para fornecimento contínuo de água em circuito fechado entre 10°C e 90°C em modelo estandarte ou até 130°C como opcional. “Possui controle microprocessado com diagnóstico de operações e falhas no painel central, reposição automática de água, tubulação e bomba não oxidáveis, entre outros benefícios.”

Mercado – Com a diversificação na linha de produtos, a Körper previa ampliar as vendas em 40% em 2009. “Crescemos 23% no ano anterior, e as expectativas eram muito favoráveis antes da crise.” Embora as previsões sejam menos otimistas, Camargo acredita que deve encerrar o ano com índices superiores aos registrados em 2008. O mercado já começou a reagir.

Dessa opinião compartilha o vice-presidente da Piovan, Ricardo Prado Santos. “Enfrentamos uma queda de investimentos nos primeiros meses de 2009. Recentemente, após a Brasilplast, notamos um aumento de demanda, em parte graças a uma melhora de mercado e em parte por causa do sucesso de alguns desenvolvimentos novos e de soluções que oferecemos no mercado”, afirmou. A meta da Piovan é alcançar resultado semelhante ao de 2008. “Por isso, continuamos investindo muito no desenvolvimento de novos produtos, aplicações e nas pessoas do nosso time da América Latina.”

Na avaliação de Santos, a participação na feira superou todas as expectativas. “O número de visitantes foi igual ou até maior quando comparado ao da última edição. Apesar de enfrentarmos um mercado menos aquecido, estamos bastante otimistas com os negócios gerados durante a exposição.”

A Piovan apresentou na Brasilplast uma área dedicada a soluções para refrigeração que incluía três lançamentos. De acordo com o fabricante, o Dry Cooler, para resfriamento de água industrial em circuito fechado, oferece uma série de vantagens, que garantem temperaturas constantes, sem desperdício de água e baixos custos operacionais de maneira sustentável. “Utiliza ventiladores de baixo consumo energético, sistema de pulverização inteligente sem desperdícios, construção modular de aço inox, e muitos outros benefícios.”

O segundo lançamento, o termocontrolador para resfriamento e aquecimento da água de processo, tem duplo circuito em um único gabinete e temperaturas independentes. “Foi projetado para diminuir o consumo de energia e reduzir custos de investimento, pois seu sistema proporciona o melhor reaproveitamento de energia entre os circuitos de aquecimento e resfriamento”, afirmou Santos.

Plástico Moderno, Periféricos Refrigeração - Concorrência acirrada gera equipamentos mais produtivos, econômicos e até de custo menor
Novo equipamento não desperdiça água e mantém a temperatura

Lançou ainda os trocadores de calor da linha TCP, exclusivos para aplicações específicas na área de extrusão de filmes, cujo principal apelo de vendas é o aumento de até 20% na produtividade. “Proporcionam maior estabilidade do balão, independentemente da temperatura ambiente, aumentando produtividade e qualidade”, justificou Santos. Construídos de aço inox, ocupam menos espaço graças à montagem modular. “A bandeja de condensado é isolada, evitando condensação externa. Esta gama vai até o modelo 800 com vazão máxima de ar de 8 mil m3/h.”

A Piovan possui fábricas no Brasil, Itália, China e Estados Unidos. No Brasil, oferece equipamentos para armazenamento, transporte, alimentação, secagem, dosagem, moagem e controladores de temperatura, além de linha completa para refrigeração industrial, garantindo soluções para os mais diversos processos de transformação de plásticos. “No caso específico da linha de refrigeração industrial, produzimos no Brasil unidades independentes de água gelada, sistemas especiais de refrigeração, dry coolers, termocontroladores para processos de injeção, sopro, extrusão e termoformagem, trocadores de calor para extrusão de filmes balão e sistemas geradores de ar seco, para evitar condensação em moldes.”

Página anterior 1 2 3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios