Periféricos – Fabricantes priorizam mais proximidade com o cliente

Para atuar no patamar da competitividade, tornar a empresa financeiramente viável para enfrentar a realidade do mercado brasileiro, alvo de interesse de players do mundo todo, a primeira exigência para a produção é garantir o abastecimento praticamente ininterrupto de matérias-primas nas injetoras, sopradoras e extrusoras, entre outras máquinas a serviço da transformação plástica.

“Nos dias de hoje, uma indústria para sobreviver precisa produzir pelo menos durante 20 horas por dia, ao passo que, uma máquina parada por apenas dez minutos algumas vezes ao dia – período de tempo calculado para que um funcionário abra e coloque, manualmente, a matéria-prima granulada acondicionada em sacos no funil de uma máquina, subindo e descendo escadas, com risco de queda e de ter problemas ocasionados pelos esforços repetitivos – já acarreta prejuízos à produção”, considerou Nalini. Pelos seus cálculos, as paradas para abastecimento de uma única máquina durante uma hora comprometem a produtividade em mais de 30%.

Prejuízos à produtividade, dificuldades para a obtenção de certificações ISO, acidentes de trabalho, entre outras ocorrências somadas, estão preocupando mais os transformadores e, de certa forma, favorecendo a decisão de implantar sistemas automatizados nas indústrias.

“Com a operação de quatro máquinas, sem sombra de dúvida, vale a pena investir um pouco mais em automação, o que irá trazer muitas vantagens às empresas”, considerou o gerente de vendas.

Por esses motivos, um dos focos da comercialização da Plast-Equip no momento está na oferta de alimentadores automáticos, que transportam desde 1.000 kg/hora de matérias-primas até 3.000 kg/hora, até mesmo materiais mais leves, como flakes de PET.

Ainda na área de alimentação, uma das criações mais bem-sucedidas da empresa está no sistema RMC (Rax Mini Central), que permite alimentar simultaneamente até quatro máquinas injetoras, extrusoras e sopradoras.

Para que uma empresa possa alcançar qualidade e eficiência na produção, também deve estar prevista a instalação de desumidificadores dentro das fábricas, obrigatoriamente quando são processadas matérias-primas higroscópicas, como policarbonatos, PET, PBT, EVA, borrachas termoplásticas, como EPDM, entre outras resinas. Em se tratando de desumidificadores, a empresa oferece modelos com capacidade desde 10 kg/hora até 600 kg/hora, e silos com capacidade para até 3.000 litros.

“Hoje, adotando um sistema que conta com um único motor com potência de dois cv, conseguimos transportar 350 quilos de matérias-primas ao lado da máquina, para o funil, sem precisar subir escadas para efetuar a operação, o que corresponde a uma economia de 16% no consumo de energia elétrica, que não seria contabilizada caso as operações fossem realizadas por quatro torres de alimentação de 0,6 cv, como observávamos no passado.”

Tempos atrás, aliás, para realizar toda a preparação e as misturas das matérias-primas, as indústrias utilizavam os dosadores volumétricos de rosca, substituídos por dosadores volumétricos sem roscas. Desenvolvidos pela Plast-Equip, esses equipamentos também alcançaram sucesso nas vendas.

“Somos os únicos fabricantes no mundo de dosadores volumétricos sem roscas, tendo comercializado mais de 500 unidades. Esses equipamentos revolucionaram o mercado brasileiro, e apresentam a grande vantagem de se tornarem dosadores gravimétricos, com a realização de um upgrade, envolvendo a instalação de novas tecnologias e acessórios nos equipamentos, como balanças e softwares para a elaboração de relatórios de consumo individual de cada tipo de resina utilizada nas misturas e blendas.”

Plástico Moderno, Periféricos - Fabricantes priorizam mais proximidade com o cliente

Plástico Moderno, Periféricos - Fabricantes priorizam mais proximidade com o cliente
Nalini: dosadores volumétricos da Plast-Equip são sucesso de vendas

No passado, era comum instalar um motor elétrico por alimentador, mas, nos últimos anos, esse procedimento vem sendo substituído pela instalação de uma única central de vácuo, que exige apenas um único motor e um único comando, e propicia reduzir o consumo de energia elétrica em até 15%.

Tanto as centrais de alimentação, como as centrais de vácuo, fabricadas pela Plast-Equip, também contam com o servidor de rede Rax Net, que atua como um gerenciador de matérias-primas. O Rax Net permite alimentar automaticamente até 32 injetoras, constituindo um dos sistemas mais inteligentes desenvolvidos para emprego na área de periféricos.

“Para atender às necessidades de uma indústria que conta com uma quantidade de injetoras superior a dez unidades, por exemplo, recomendamos a instalação de centrais de vácuo, e provamos que o investimento é necessário e lucrativo e, a partir daí, montamos as centrais de alimentação, completando a automação da fábrica.”

Integradas pelo comando Rax Net, kit de materiais para instalação das tubulações a vácuo, bomba de vácuo e alimentadores, as centrais de vácuo e as centrais de alimentação, para assegurar maior garantia, contam também com bomba de vácuo reserva, afastando, assim, a ocorrência de paradas na produção que só prejuízos acarretam às empresas.

Centrais de alimentação – Os sistemas automatizados e centralizados de alimentação são, ao que tudo indica, a coqueluche do momento das indústrias de transformação. Na Tecnos, de Limeira-SP, as encomendas não param de chegar e os projetos, cada vez mais audaciosos, envolvem dez, vinte, trinta, quarenta, cinquenta, sessenta ou mais máquinas, em sua maior parte injetoras, mas também sopradoras, entre outros equipamentos.

“Só neste ano já instalamos 40 novos sistemas centralizados, todos contando com silos externos, comportando volumes desde 10 mil litros até 60 mil litros cada um, e estamos dimensionando um novo e mais grandioso projeto, que se encontra em fase de negociação, prevendo a instalação de central de alimentação para cem máquinas injetoras”, informou Maurício Beduschi, diretor executivo do grupo Tecnos.

Página anterior 1 2 3 4 5Próxima página

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios