Notícias

Novo EVA reduz o impacto ambiental no setor calçadista

Maria Aparecida de Sino Reto
1 de fevereiro de 2013
    -(reset)+

    A Braskem promete revolucionar a indústria de calçados com o novo grade de EVA VA3010A, um copolímero de etileno e acetato de vinila inédito em âmbito mundial, desenvolvido no seu Centro de Tecnologia e Inovação. Além de aumentar a produtividade do usuário, o produto ainda assegura uma fabricação mais sustentável ao abolir o processo de cura na colagem de entressolas. O lançamento integra o portfólio do selo Maxio, criado pela empresa para identificar resinas com diferenciais de conferir maior eficiência à cadeia do plástico e redução no impacto ambiental no processo de transformação.

    A novidade, uma tecnologia patenteada, exige um novo primer aplicado a frio, que complementa a colagem da resina em diferentes substratos como borracha, PVC e couro sintético, criado pela Killing, parceira da Braskem no desenvolvimento dessa solução pioneira. Segundo informações da fabricante de resinas, os dois novos componentes, tanto o EVA quanto o primer, são necessários para a aderência.

    A colagem das entressolas à base de EVA consiste em uma etapa importante do processo, segundo explica a produtora da nova resina, pois a durabilidade de um calçado está diretamente atrelada à qualidade de aderência dos seus componentes após o processo de cura. As propriedades da nova resina possibilitam a adesão sem a necessidade da fase de cura por irradiação de luz ultravioleta, dispensando o uso tanto do equipamento que a promove como do gerador da emissão de gás ozônio, nocivo à saúde humana e ao meio ambiente.

    Além de colaborar para a preservação ambiental, o transformador também é beneficiado com redução no consumo de energia no processo produtivo e em outros quesitos. A nova resina permite designs diferenciados na confecção das entressolas e proporciona vantagem adicional de redução de custo de até 26% (de acordo com o tipo de calçado e da configuração de cada linha de produção) na etapa de colagem do processo produtivo do calçado. De acordo com a Braskem, o novo grade de EVA ainda propicia melhor qualidade aos solados, sinônimo de menos devolução de calçados por conta de defeitos e custos ainda menores para os transformadores.

    Com a nova EVA VA3010A, a empresa pretende atingir 60% do mercado nacional do setor calçadista nos dois primeiros anos de atuação. Esse lançamento reforça a proposta de busca contínua por inovações e soluções sustentáveis, alinhadas com a meta de liderança mundial em química sustentável até 2020.



    Recomendamos também:









    1. Bandeira

      Seguidor da Reciclagem de Polmeros, seguidamente estou visitando Sites que me ofereçam novos conhecimentos. Aqui encontrei explicações plausíveis sobre EVA. Estou a procura de informações mais detalhadas sobre reciclo de PET e de PS expandido. Parabenizo pelo site e seus conteúdos.
      Att
      Bandeira.



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *