Nova Fábrica da Braskem expande a oferta de Polipropileno PP: Localizada em Paulínia

A Braskem inaugurou, em 25 de abril, sua nova fábrica de 350 mil toneladas de polipropileno, em Paulínia-SP, concluída em prazo recorde – pouco mais de um ano.

O empreendimento, que emprega a tecnologia Spheripol, absorveu recursos da ordem de R$ 700 milhões e eleva a capacidade instalada da empresa para quase 1,2 milhão de toneladas da resina.

A Petroquímica Paulínia S.A. foi concebida originalmente como uma joint venture, constituída por 60% Braskem e 40% Petrobras, mas, pelo acordo de investimentos firmado entre essas empresas, em novembro do ano passado, a produtora da segunda geração petroquímica assumiu o controle da unidade, com 100% do capital.

A Petrobras, porém, passou a deter 25% do capital da Braskem.

A unidade foi projetada para empregar propeno, insumo básico para a produção de polipropileno, proveniente de gás de refinaria, fornecido pela Petrobras, via Replan, em Paulínia; e Revap, em São José dos Campos. Para suprir as necessidades de propeno da nova fábrica, a Petrobras está investindo US$ 450 milhões em ambas refinarias.

Leia Mais:

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios