Notícias

Notícias – Unipac estréia na área de componentes médicos

Maria Aparecida de Sino Reto
3 de julho de 2007
    -(reset)+

    A Unipac, do grupo Jacto, decidiu diversificar seus negócios e anuncia a sua entrada no campo médico, com a produção de peças bio e hemocompatíveis para unidades de terapia intensiva (UTIs),
    centros cirúrgicos e áreas odontológica, laboratorial e farmacêutica. A idéia surgiu há quatro anos, quando a empresa começou a estudar a dinâmica do setor de equipamentos médicos e constatou tratar-se de um dos que mais apresentam avanços tecnológicos, tanto em relação a novos materiais
    como às aplicações. Os plásticos biocompatíveis e hemocompatíveis constituem frutos dessa alta evolução.

    Após diversas análises e pesquisas, a Unipac optou por entrar no negócio e implantar a Divisão Área Médica, que estreou seus produtos na exposição Hospitalar – 14ª Feira Internacional de Produtos, Equipamentos, Serviços e Tecnologia para Hospitais, Laboratórios, Clínicas e Consultórios, realizada em junho último, em São Paulo. “Ingressamos num segmento que necessita de materiais especiais que atendam a solicitações como biocompatibilidade, hemocompatibilidade, precisão e tolerância térmica por autoclavagem, entre outras”, informa o diretor de negócios, Marcos Antonio Ribeiro.

    Entre as primeiras peças produzidas constam componentes para respiradores e para aparelhos de anestesia. Segundo o diretor, a empresa está apta a produzir peças de alta complexidade técnica,
    em especial as empregadas em equipamentos ou instrumentos para UTIs, centros cirúrgicos e áreas odontológica, farmacêutica e laboratorial. De acordo com a complexidade, o produto poderá ser feito de polissulfona, policarbonato ou silicone. Ribeiro considera que a Unipac está apta a
    atender o mercado doméstico e o internacional.

    Plástico Moderno, Notícias - Unipac estréia na área de componentes médicos

    A empresa criou uma estrutura específica

    A empresa possui um departamento de desenvolvimento de novos produtos, processos e materiais capaz de desenvolver, transformar e testar as peças, sugerindo ao cliente opções de processo, material, peso, geometria e a melhor relação custo/benefício, visando gerar um conjunto completo de soluções.

    A Unipac ainda dispõe de um laboratório moderno para execução de testes e ensaios de acordo com as especificações das normas técnicas vigentes.

    Para ingressar na exigente área médica, a moldadora criou uma estrutura específica para produzir as peças, de acordo com as normas técnicas. Nesse sentido, a Unipac está concluindo a montagem da
    sala limpa, construída de acordo com as Boas Práticas de Fabricação (BPF), em área total de 1.250 m², sendo 625 m² Classe 100 mil (100 partículas/pé cúbico de ar), conforme os critérios da Classe ISO 8. Nesse ambiente haverá espaços destinados à injeção e montagem de sistemas, todos atendendo aos requisitos para uma sala limpa. O local tem de respeitar um rigoroso controle de procedimentos, que envolve desde o acesso à área de trabalho, assepsia do ambiente, dos equipamentos e ferramentas, das pessoas e das roupas etc. A sala limpa deve ser inaugurada em agosto de 2007, logo após a auditoria da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

     

    Leia a reportagem principal:

    Saiba mais:



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *