Notícias – Feira mostra potencial da indústria nordestina

Entre os dias 18 e 21 de agosto, Pernambuco irá sediar a terceira edição do Embala Nordeste.

Cerca de 300 expositores mostrarão o potencial da região para mais de 10 mil visitantes, segundo expectativa da Greenfield – Business Promotion, organizadora do evento.

Esta edição cresceu 60% em relação à anterior, de 2007, e deverá gerar negócios da ordem de R$ 800 milhões, o mesmo montante que as duas primeiras edições somaram juntas.

O cenário está propício para investimentos. De acordo com o diretor da Greenfield, Luiz Fernando Pereira, a facilidade para os financiamentos irá estimular os negócios, pois um dos patrocinadores do evento é o Banco do Nordeste, e este poderá viabilizar a compra de máquinas durante a feira.

Além disso, destinada a usuários de embalagens e equipamentos para embalar, a exposição traz dois eventos agregados com forte poder de atração.

São eles: a Nordeste Plast – Feira de Produtos Plásticos, Tecnologia, Máquinas e Equipamentos (antiga Feiplast), e o Graphium Show – Salão de Fornecedores de Equipamentos, Produtos e Serviços para a Indústria Gráfica.

A área líquida do Centro de Convenções aumentou 45% em comparação à de 2007 e agora soma 10 mil m².

No local, um dos destaques ficará por conta das máquinas. Fabricantes como Romi, LGMT e Deb´Maq irão expor modelos funcionando.

Outras importantes companhias do setor estarão sob a batuta de suas representadas, como é o caso de Maqplás, HGR, Corona Brasil e Altec, no estande da Brasilmaq, e as empresas Refrisat, JPJ, Ibrasopro, Depall, Lorenpet, com a SHS Representações.

Conforme Pereira antecipa, haverá linhas inteiras de produção em funcionamento. Um exemplo será a Narita, que mostrará o ciclo de envase de uma linha de engarrafamento, em área de 300 m².

Da transformação local, os visitantes poderão conferir as novidades de empresas como a Felinto, Europack NE/Norpack, Fiabesa, Ruplast, Plásticos Guararapes, Relevos, Ipeplas e Empesol, entre outras.

Para a organização, o principal atrativo da Embala 2008 será dar ao industrial nordestino a oportunidade de ter acesso facilitado a soluções completas na área de embalagens.

Plástico Moderno, Luiz Fernando Pereira, diretor da Greenfield, Notícias - Feira mostra potencial da indústria nordestina
Pereira: São Paulo não comporta novas exposições

“Existe uma carência na região”, diagnostica Pereira. Além disso, São Paulo estaria saturado para a promoção de feiras, na avaliação do diretor.

“Prevejo a descentralização dos pólos no Brasil. A nova radiografia do país mostra que muitas regiões vêm crescendo e trazendo junto novas indústrias e estas trazem por trás seus fornecedores”, comenta.

Regional – A Greenfield aposta no potencial de feiras regionais. O Programa Embala engloba quatro eventos. Eles ocorrem em: São Paulo (trata-se de um salão dentro da Semana de Embalagem, em março), Belo Horizonte (Minas Gerais, em abril), Campo Grande (Mato Grosso, em maio) e Pernambuco (Recife, em agosto). Projetos prevêem a expansão do programa em curto prazo.

Para o próximo ano, esperam-se uma nova edição da Embala, em Belém do Pará, e outra, no Amazonas. Esta última se refere a um novo conceito de exposição.

O evento apresentará somente empresas de embalagens com projetos voltados à sustentabilidade.

O Nordeste atrai a Greenfield por alguns motivos particulares. De acordo com Pereira, essa região cresce de forma acelerada e há grande demanda por novas instalações industriais.

Dados da empresa também mostram que as vendas, em Pernambuco, de produtos embalados têm crescimento superior à média nacional em três vezes.

Pereira dá alguns exemplos. Para ele, 30% da comercialização nacional da Nestlé concentra-se no Nordeste, além disso, a rede de supermercados Wall Mart tem obtido os melhores resultados de todo o Brasil nas unidades do Norte e Nordeste.

Outro ponto a favor da região se refere ao fato de Pernambuco ter recebido importantes investimentos, como é o caso do Estaleiro Atlântico Sul e do Complexo Petroquímico de Suape.

A Embala Nordeste será realizada no Centro de Convenções de Pernambuco, localizado na Avenida Andrade Bezerra – Salgadinho – Olinda. O horário de visitação é das 16 às 22 horas.

Leia Mais:

Entidades propõem uso consciente de sacolas plásticas

Embalagem: Transformação exige avanço constante em tecnologia

Especial máquinas ; Extrusoras ; Investimentos na cadeia do plástico reforçam os negócios e estimulam apuramento tecnológico

Workshop Embalagem e Sustentabilidade

Indústria de embalagens supera a marca de 1 milhão de toneladas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios