Máquinas e Equipamentos

Notícias: Empresa israelense anuncia produção nacional de robôs

Maria Aparecida de Sino Reto
24 de Abril de 2014
    -(reset)+

    Plástico Moderno, Robô lateral para fechamento de tampas flip-top para molde de 16 cavidades

    Robô lateral para fechamento de tampas flip-top para molde de 16 cavidades

    Empresa brasileira de representação, a Plastic Solution firmou uma parceria com a fabricante israelense Imdecol, que decidiu trazer para o país a sua bagagem tecnológica em sistemas robóticos, abrangendo mais de vinte anos de atuação no setor. Os equipamentos já são conhecidos do mercado brasileiro pelas mãos da sua representante desde 2009. Para concretizar o acordo e poder comportar uma unidade fabril, a Plastic Solution mudou sua sede para outro bairro da capital paulista. Se tudo correr como o planejado, a produção local começa ainda no primeiro semestre deste ano. O projeto e o software, como explica o responsável técnico da Plastic Solution, Fernando Mezher, ainda serão desenvolvidos em Israel, porém a montagem e a fabricação será nacional. Em suas contas, a fabricante israelense possui mais de 40 sistemas já instalados no Brasil.

    A intenção dos parceiros é fabricar no país robôs laterais e verticais modelos Top Entry, endereçados principalmente para a aplicação de rótulos in mold label (rotulagem dentro do molde). Mas o fabricante ainda possui outras linhas em seu portfólio, entre as quais robôs de seis eixos. “Os robôs Imdecol são conhecidos mundialmente pela qualidade, velocidade e precisão”, elogia.

    A capacidade inicial de produção, prevê Mezher, deve ser de até cinco robôs por ano. Cada manipulador demanda em torno de 16 semanas para ser fabricado. “Esse tipo de equipamento, conhecido como taylor made, é feito sob medida.” O projeto varia de acordo com o produto, a máquina à qual será acoplado, o número de cavidades do molde, aplicação etc.

    O técnico da Plastic Solution acredita que a parceria agrega diversas vantagens para os clientes, atuais e futuros, como isenção do imposto de importação e melhores condições de pagamento (via Finame), ampliação da assistência técnica nacional, além da qualidade embutida em uma marca renomada no mercado internacional.

    A intenção é atender principalmente o segmento de in mold label, considerado o carro-chefe da empresa israelense, mas o especialista da Plastic Solution acredita que o uso de automação lateral apenas para empilhamento e manipulação tende a aumentar bastante. “As perspectivas são ótimas, considerando que um estudo de 2010 apontava que o Brasil representava apenas 2% do mercado de in mold label no mundo.”

    Sinônimo de maior produtividade e competitividade, a automação representa uma oportunidade para os transformadores, não apenas os adeptos do sistema de rotulagem dentro do molde, tecnologia que, por suas características, não prescinde do uso de robôs, mas também para outras indústrias que pretendem ganhar massa muscular competitiva.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *