DOW lança PE de alta resistência

Rigidez e resistência ao abuso – entendida como resistência a quedas, perfurações, propagação de rasgos – superiores àquelas proporcionadas por resinas com densidade similar.

Esse é o benefício mais destacado pela Dow na apresentação do primeiro produto disponível no Brasil de sua linha de resinas para embalagens Innate, recém-lançada em âmbito mundial.

“O desempenho diferenciado dessa resina permite, mantendo as mesmas propriedades, trabalhar com espessuras menores”, observa Gianna Buaszczyk, engenheira de pesquisa e desenvolvimento da companhia.

Comercializada com a sigla XUS 59910.02, a novidade tem densidade de 0,918 g/cm3 e fluidez de 0,85 g/10 minutos (2,16 kg, 190oC).

“Para dar uma ideia da diferenciação desse material, digo que a resistência à queda de dardo para um filme de 25 µm de espessura feito com ela foi 65% superior à de um filme de resina metaloceno comercial de densidade similar”, relata Gianna.

Por enquanto importada de fábricas norte-americanas da Dow, a resina XUS 59910.02 é direcionada para extrusoras de balão.

Plástico Moderno, Gianna: inovação obtida com avanços em catálise e processo
Gianna: inovação obtida com avanços em catálise e processo

Nessa aplicação, complementa Gianna, “ela oferece excelente resistência de fundido, traduzida em boa estabilidade de processo”.

Pode ser utilizada tanto em filmes monocamada quanto em coextrudados. Neste caso, informa a empresa, apresenta resistência ao abuso até duas vezes maior, comparativamente às resinas de PE utilizadas como padrão.

Aqui inaugurada por esse produto, a linha Innate é descrita pela Dow como composta por “resinas para embalagens de precisão”. Além de garantir a possibilidade de redução de espessura e peso sem prejuízo das propriedades mecânicas de resistência, esse primeiro produto anuncia ainda manutenção da rigidez, importante para os processos de envase, armazenamento e disposição dos produtos nas gôndolas do varejo.

Plástico Moderno, XUS supera em 65% as resinas metalocênicas convencionais
XUS supera em 65% as resinas metalocênicas convencionais

 

A resina XUS 59910.02 promete também excelente desempenho de selagem a quente, perfil de sustentabilidade igual ou superior aos requerimentos de desempenho das embalagens, e aumento da produtividade das linhas de produção de convertedores e dos proprietários das marcas que utilizarão essas embalagens.

Plástico Moderno, Aun: resina atende a tendência de reduzir peso de embalagens
Aun: resina atende a tendência de reduzir peso de embalagens

Gianna afirma não poder fornecer mais detalhes sobre isso, mas atribui as propriedades da nova resina a uma combinação entre um catalisador patenteado e controles avançados da tecnologia de processo.

Para ela, as características da linha Innate abrem oportunidades para a criação de novos nichos de mercado a partir do desenvolvimento de embalagens e outros produtos com padrões inovadores.

O primeiro produto dessa linha no mercado brasileiro é um polietileno de baixa densidade, porém, de acordo com Gianna, a família Innate é composta por resinas com ampla faixa de densidade.

A sacaria industrial e a indústria alimentícia – especialmente nos stand up pouches e na embalagem de comida para pets – serão os mercados aos quais a nova resina será inicialmente apresentada de maneira mais incisiva, comenta Adriano Aun, gerente de marketing para a divisão de filmes industriais da Dow na América Latina.

“Mas a versatilidade, que permite seu uso em diversas aplicações, é outra característica desse produto”, afirma Aun.

“Essa resina segue a tendência de embalagens mais sustentáveis, mais leves e eficientes, capazes de gerar valor em toda a cadeia e também de otimizar custos”, finaliza. (A.C.S.)

Leia Mais:

Um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios