Aditivos para Polímeros: Mercado de Aditivos Ganha Novo Reforço com a Aquisição da Uniqema pela Croda

Aditivos e Especialidade Química para o setor Plástico

Consolidada em nova estrutura e apresentando inovações em especialidades químicas após a aquisição da Uniqema, realizada um ano atrás, em setembro de 2006, a inglesa Croda, maior produtora mundial de lanolinas e derivados, ingressa em nova fase no mercado global, pretendendo redobrar esforços de vendas e tornar sua ampla linha de aditivos para polímeros ainda mais conhecida no Brasil e em toda a América Latina.

A compra da Uniqema realmente propicia à companhia atuar de maneira mais completa no setor plástico e com oferta mais avançada de produtos, iniciada há mais de oito décadas, em Yorkshire, na Inglaterra.

Ao assumir os negócios da ex-divisão do grupo ICI – Imperial Chemicals Industries, com produção em treze fábricas, a Croda viu triplicar seu faturamento, somando os resultados de seis áreas de negócios destinadas a suprir grandes mercados, como farmacêutico, cosmético, aditivos para polímeros e para produtos de limpeza, e lubrificantes para máquinas e automóveis.

Em 2006, o faturamento global da Croda alcançou 519 milhões de libras esterlinas.

Um ano antes, porém, a rentabilidade da Uniqema já chegaria a US$ 1,127 bilhão em vendas, 66% captados na venda de especialidades e 34% originados pelo fornecimento de oleoquímicos e derivados, como ácidos graxos, ésteres, amidas e surfactantes.

Retornando ao País após ter tomado assento em encontro global, realizado recentemente na sede da companhia, em Cowick, município ao norte da Inglaterra, Lincoln Romero, diretor de vendas e marketing da Croda do Brasil, trouxe na bagagem o novo portfólio de produtos, devidamente unificado, bem como novas estratégias para destacar ainda mais na região a Croda como uma das maiores provedoras da demanda por especialidades químicas, desenvolvidas para otimizar e facilitar a manufatura dos plásticos.

Croda: Comercialização de Aditivos para Polímeros no Brasil

Como responsável pela comercialização de aditivos no Brasil e principal interlocutor com a sede da empresa na tomada das decisões ligadas ao suporte técnico em toda a América Latina, Romero revelou estar bastante confiante na missão a ser cumprida nessa nova fase.

“A Croda atua com aditivos para polímeros há mais de trinta anos, independentemente da Uniqema, que só veio fortalecer a nossa atuação com a inclusão de novas linhas de produtos, acentuando a nossa preocupação em oferecer especialidades que atendam às necessidades dos transformadores de maneira mais efetiva”, afirmou o executivo.

Leque aumentou – Antes da aquisição da Uniqema, a Croda já fabricava agentes deslizantes, desmoldantes, antibloqueio e promotores de torque para tampas em duas unidades instaladas na Inglaterra e na Holanda.

Na nova fase, conta com outra fábrica na Inglaterra, dedicada à produção de aditivos antiembaçamento (antifog) para filmes empregados em embalagens de alimentos, bem como para filmes destinados ao uso agrícola.

Os acréscimos ao portfólio decorrentes da última aquisição representam novas áreas de negócios e abrangem antiestáticos para extrusão e dispersores para pigmentos em pó, utilizados nas colorações dos polímeros.

Fornecidos na forma líquida, os agentes antiembaçamento para filmes, bastante difundidos em mercados mais maduros, ainda são pouco utilizados no mercado brasileiro, mas cumprem função importante nos filmes para embalagens de produtos refrigerados.

Em embalagens de verduras, saladas e legumes, permitem a boa visualização dos alimentos, propriedade também extensiva aos filmes que serão utilizados na fabricação de estufas e coberturas para uso agrícola.

Somente para atender a essas duas aplicações, a Croda fabrica sete diferentes formulações para utilização em poliolefinas, laminações com polietileno, EVA e PVC.

Na área de antiembaçantes para filmes agrícolas, fornecidos em pós e em pequenos grânulos (beads), a empresa atende o mercado com duas formulações.

Uma delas é recomendada para PEBD e PVC e a outra para filmes em EVA. Igualmente originária da Uniqema, a linha de antiestáticos para filmes agora é oferecida em onze diferentes formulações dando cobertura a vários polímeros, apresentando-se nas formas líquida, em microgrânulos e em pastilhas, em várias composições exclusivas.

Fórmulas Prontas: Linhas de Desmoldantes e Deslizantes

Pertencentes à Croda antes da aquisição da Uniqema, as linhas de desmoldantes e deslizantes, compostas por oito diferentes produtos, incorporaram novidades particularmente úteis às moldagens por injeção de poliésteres e policarbonato.

“Desenvolvemos fórmulas que já vêm prontas e pretendem facilitar todo o trabalho de desmoldagem dos transformadores”, acrescentou Romero.

Entre os desenvolvimentos, há desmoldantes para emprego em diferentes injetoras que operam em faixas de temperatura até 230oC, até 280oC ou ainda em faixas superiores.

Uma das formulações prontas e exclusivas, a IncroMax PET 100, segundo Romero, atua como redutor de fricção de pré-formas para embalagens PET e como agente desmoldante nas injeções.

Outra novidade, concebida especialmente para resinas de poliestireno é o IncroMax PS. Trata-se de aditivo com dupla função: desmoldante e redutor de fricção.

As especialidades da Croda também contemplam linhas unificadas na área de aditivos para polímeros.

Nesses casos estão os agentes deslizantes e antibloqueio, representados por quinze diferentes formulações fornecidas em pastilhas/pellets, microgrânulos, pós e grânulos.Além das fórmulas inovadoras, os desenvolvimentos da companhia revelam a preocupação de facilitar aos transformadores as dispersões dos aditivos, com a oferta de ampla variedade nas formas e dimensões dos produtos, apresentados em partículas com diâmetros desde 0,01 mm até 5 mm.

Instalada em Campinas-SP, desde 1974, a fábrica brasileira da Croda representa uma das três plantas dedicadas à produção de lanolina existentes no mundo.

As duas outras estão no Japão e na Inglaterra. Além de produzir lanolina e derivados, em 2006 esse complexo industrial passou a fabricar, em nova unidade, ésteres, inclusive derivados de lanolina, fornecendo também misturas para composições cosméticas e fármacos.

Ao redor do mundo, hoje, a companhia mantém um total de 23 fábricas em operação e com diferentes produções. De 1999 até março de 2007, os aditivos para polímeros da Uniqema foram comercializados pela Ciba.

Com a aquisição da Uniqema, a Croda passou a oferecê-los diretamente ao mercado.

A importância da demanda de especialidades para polímeros faz com que a Croda avalie no momento as oportunidades locais para novos investimentos. A fábrica brasileira, de 8 mil m² construídos, conta com área total de mais de 26 mil m².

“O importante, agora, é desenvolver bem o mercado e entender as necessidades finais dos transformadores brasileiros, bem como das indústrias de transformação de toda a região”, finalizou Romero.

Leia Mais Sobre:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios