Masterbatches – Novos produtos e estratégias melhoram resultados

Opções para substituição

Na Ampacet, entre os lançamentos já realizados este ano aparecem o Paper 2.0 e o SynWrap.

O primeiro é um aditivo capaz de conferir aos filmes flexíveis os apelos táctil e visual do papel, também conferindo a esses materiais vantagens nos quesitos sustentabilidade, preço e simplificação dos processos de produção.

Já o SynWrap decorre de uma aplicação diferenciada do mesmo aditivo utilizado no Paper 2.0, e agrega aos filmes flexíveis a aparência e a sensação táctil do papel de seda.

Plástico Moderno, Master Paper 2.0 da Ampacet reproduz sensorial do papel
Master Paper 2.0 da Ampacet reproduz sensorial do papel

Leone Filho, gerente de vendas da Ampacet, cita como exemplos de possíveis aplicações do Paper 2.0 a substituição do papel em embalagens de alimentos, como açúcar ou farinha.

“Mas pode ser usado também para embalar coisas mais pesadas, como cimento, porque ele tem resistência para isso”, destaca. Já o SynWrap pode ser aplicado para, entre outras coisas, acondicionar alimentos prontos – salgadinhos em uma confeitaria, por exemplo –, tendo nesse caso a vantagem, sobre o papel, de não absorver gordura.

Outro lançamento recentemente realizado pela Ampacet foi o ReptyleFx, que combina aditivo com processo para criar cores e texturas multidimensionais diferenciadas (o nome Reptyle busca criar uma analogia com as peles de répteis que, pela presença de elementos como escamas ou placas, apresentam texturas diferenciadas sobre uma superfície que serve de base).

“É um produto próprio para agregar diferenciais de marketing nas embalagens”, diz Leone.

Aditivos, ele lembra, podem atuar tanto nos processos quanto nos produtos.

No primeiro caso, destacam-se produtos próprios para a otimização e a redução de etapas: antioxidantes, deslizantes e antibloqueios, entre outros. Nos produtos eles devem, entre outras coisas, permitir a diferenciação; algo que, aliás, deve ser feito também pelas cores.

“A Ampacet pode trabalhar com seus clientes no desenvolvimento de cores totalmente customizadas, em uma parceria que chega até ao produto final”, destaca o profissional da Ampacet.

Este ano, a Cristal Master colocou no mercado um aditivo selante destinado a evitar a formação de pintas pretas no início do processo, após a máquina estar parada por um determinado tempo (fim de semana, por exemplo).

Também lançou um aditivo melhorador de fluidez, cuja função é elevar a produtividade em processos de extrusão e injeção de PP reciclado, como explica Luiz Carlos Reinert dos Santos, diretor da Cristal Master.

Ele destaca, no rol de produtos mais procurados pelos clientes da Cristal Master, um aditivo melhorador de ciclo que acelera o processo de cristalização da massa polimérica, possibilitando a redução do tempo do ciclo de injeção.

Indicado para processos dotados de moldes com muitas cavidades, ele aumenta a rigidez das peças, sejam elas espessas ou de paredes finas, minimizando rechupes e empenamento.

Plástico Moderno, Santos registra aumento de vendas até maio de 2017
Luiz Carlos Reinert dos Santos, diretor da Cristal Master

“Esse melhorador de ciclo serve para poliolefinas em geral.

No caso do PPH (polipropileno hompolímero), também pode aumentar a transparência”, salienta o diretor da empresa.

 

Página anterior 1 2 3Próxima página

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios