Mais de 15 aplicações do PET Polietileno Tereftalato

O PET não é usado apenas para a fabricação de garrafas plásticas, confira outras aplicações importantes

Você sabe de onde vem o Polietileno Tereftalato? E o que ele significa? Vamos ver primeiramente estes conceitos para depois nos aprofundarmos sobre as principais aplicações do PET. Vem com a gente!

A origem do polietileno tereftalato, conhecido como PET, remonta à 1941 na Inglaterra, momento em que o polímero era usado no segmento têxtil para a fabricação de tecidos sintéticos.

Atualmente os tecidos sintéticos podem ser produzidos a partir de diversos polímeros, sendo um deles o poliéster, termo também usado para o PET. Vale ainda destacar que as fibras de poliéster podem ser feitas a partir de filamentos da reciclagem de garrafas.

A utilização do PET para embalagem de bebidas carbonatadas (bebidas gaseificadas) começou a se desenvolver na década de 70 com a marca Coca-Cola e se popularizou no Brasil na década de 90, revolucionando o mundo das embalagens.

Ele consiste em um polímero da família dos poliésteres e é obtido pela reação entre o ácido tereftálico e o etileno glicol. Embora seja produzido a partir do petróleo, uma fonte não renovável, é altamente reciclável.

Também é preciso dizer que o PET é um termoplástico, ou seja, um material que pode ser remoldado sob aquecimento, visto que suas estruturas são menos rígidas. Ele pode passar por esse processo várias vezes.

    Orçamento Rápido

    Informe os produtos que deseja receber cotação.

     

     

    Principais aplicações do PET

    O PET é um dos plásticos mais resistentes para fabricação de embalagens, tanto que substituiu fortemente o vidro nessa função. Enquanto o vidro é pesado e frágil, o PET é leve e resistente, tornando-se ideal para acondicionar uma série de produtos.

    1. Embalagens de bebidas, como garrafas de refrigerante, chás e sucos.
    2. Embalagens de leite UHT.
    3. Embalagens de água.

    4. Filmes flexíveis para embalagens.

    5. Filamentos para a indústria têxtil (tecido, malhas e fios para tapetes e carpetes. Outros exemplos: toalhas, cortinas, edredons, enchimentos de almofadas).

    6. Peças automotivas (peças e componentes para automóveis).

    7. Chapas termoformadas (para fabricação de bandejas de ovos, frutas, bolos).

    8. Peças de computador.

    9. Tubos para hemodiálise.

    10. Embalagens de alimentos, como molhos, conservas e condimentos.

    11. Embalagens de produtos cosméticos (xampus, condicionadores).

     

    12. Embalagens de produtos de limpeza.

    13. Viseiras de proteção facial.

    14. Embalagens de medicamentos.

    15. Cerdas de vassouras.

    16. Frascos.

    Características do PET

    • Resistência mecânica.
    • Resistencia química.
    • Excelente barreira contra gases e odores.
    • Rígido.
    • Transparência.
    • Brilho.
    • Maleável.
    • Leve.
    • Impermeável.
    • Inerte (não reage quimicamente com outros materiais ou substâncias de forma significativa).
    • Reciclável: Embora seja um plástico altamente reciclável, não é utilizado neste processo quando misturado com outros materiais, por exemplo fibras de algodão. Dessa forma, só é reciclado quando está sozinho.
    • Custo baixo da resina.

    O PET Polietileno Tereftalato é identificado nas embalagens com o número 1, no interior de um símbolo triangular formado por setas. A imagem também traz as letras PET embaixo da numeração.

    Onde comprar o PET Polietileno Tereftalato?

    Está precisando encontrar fornecedores de PET Polietileno Tereftalato?  Não perca tempo! Acesse imediatamente o GuiaQD, o principal guia eletrônico de compra e venda do setor.

    Este é o melhor meio para você solicitar rapidamente orçamentos e otimizar o seu negócio. Além de encontrar diversos fornecedores em um só lugar, você pode efetuar as suas consultas de forma ágil e eficiente. Experimente e veja como o Guia QD pode facilitar o seu trabalho!

    Leia Mais:

    PET Polietileno Tereftalato: Síntese e Aplicações – Transformação de Plástico (Resina PET)
    Auto-Suficiência em Resina PET: Nova Produção dá ao País Auto-Suficiência em Polietileno Tereftalato
    PET Biodegradável: Polietileno Tereftalato. O PET Reciclado pode ser Biodegradável
    Transformação – Pet – Sopro correto evita prejuízo
    10 Tipos de plástico que você precisa conhecer
    Mais de 25 aplicações do polipropileno PP
    Origem do plástico: de onde vem, quando surgiu e mais
    O que é plástico?

      Orçamento Rápido

      Informe os produtos que deseja receber cotação.

       

      Deixe um comentário

      O seu endereço de e-mail não será publicado.

      Adblock detectado

      Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios