K antecipa o futuro dos plásticos – Feira de Plásticos na Alemanha

A revista Plástico Moderno sempre antecipa as novidades

Os plásticos moldam o futuro. Esse é tema da K 2016, a mais importe exposição de produtos e serviços do mundo para o setor de plásticos e borrachas, com extensa programação técnica paralela, que será realizada de 19 a 26 de outubro, no centro de exposições de Düsseldorf, na Alemanha.

A Messe Düsseldorf, empresa organizadora, espera receber perto de 300 mil visitantes, meta nada impossível, pois a edição anterior, de 2013, registrou a presença de 217.423 pessoas, vindas de 108 países.

A feira chama a atenção pelo número de expositores (3.220, em 2013, de mais de 50 países, que deve ser ampliado ligeiramente neste ano) mas também pela variedade dos aspectos contemplados, abrangendo toda a cadeia produtiva: das resinas aos produtos transformados, passados pelos equipamentos e máquinas de processo e, principalmente, pelos sistemas de automação, cada vez mais populares.

Nem mesmo serviços de análises e verificação da qualidade, assim como desenvolvedores de tecnologias, ficaram de fora.

Plástico Moderno - Fair K
Pavilhão da Feira K – Feira de Plásticos na Alemanha

O tema deste ano revela o objetivo de proporcionar aos participantes uma visão sobre as pressões que serão exercidas contra a indústria do plástico nos próximos anos.

A escassez de recursos, alterações climáticas, necessidade de encontrar novas fontes mais sustentáveis de energia e o crescimento populacional impõe ao setor a busca de inovações, tanto na área de materiais, quanto nos processos de transformação.

Atualmente, as combinações de novas resinas com design mais avançado de produtos têm conseguido reduzir significativamente o peso de muitos itens importantes, sem prejuízo de seu desempenho. Ao mesmo tempo, a evolução do conceito de indústria 4.0 – a quarta fase da revolução industrial – provoca profundas transformações no chão de fábrica, multiplicando a presença de robôs e de maquinários autocomandados, com elevada repetibilidade e baixa incidência de erros.

Esses aspectos e muitos outros compõe a base para o futuro do setor. Há inovações para muitos segmentos de aplicação, como aeroespacial, embalagens, produtos de uso médico, eletrônicos, fios e cabos, entre muitos outros. Durante a exposição, serão promovidas várias palestras e debates, sob a organização da Plastics Europe e Messe Düsseldorf.

Universidades, institutos de pesquisas e de ensino participarão ativamente do Science Campus, um fórum que reunirá a nata da pesquisa mundial do setor de polímeros e de tecnologia de transformação, em espaço reservado exclusivamente para isso.

Abrigar tantos encontros, pessoas e equipamentos com conforto exigiu contar com 171 mil m² de área, divididos em 19 pavilhões contíguos e especializados por temas.

Recomenda-se ao visitante planejar muito bem sua passagem pela K 2016 para obter o melhor resultado possível.

K 2022 – Para consultar informações atuais o endereço permanece o mesmo.

Os organizadores deixaram aberto o site de relacionamento www.k-online.com para orientações gerais, localização de expositores e programa de conferências. Para facilitar ainda mais a visitação, pode ser baixado um aplicativo gratuito para smartphones (iPhone ou Android) que conta com mapa interativo de todos os pavilhões, facilitando encontrar os expositores mais interessantes, conhecendo seus dados e linha de produtos.

Presença obrigatória Brasileira na K

Braskem

Gigante petroquímica internacional com origem brasileira, a Braskem participa da K desde o início dos anos 2000, mas não se limita a divulgar sua produção de polipropileno instalada na Alemanha.

“Nós estamos nos globalizando cada vez mais e a K nos permite exibir toda a linha de resinas de que dispomos para nossos clientes globais”, comentou Luciano Guidolin, vice-presidente executivo.

Além de reforçar relacionamentos com parceiros mundiais, a Braskem também aproveita a feira para mostrar a evolução de seus produtos e oferecer uma base de apoio e relacionamento para seus clientes de todas as nacionalidades, especialmente os brasileiros, que visitam a K em grande número. “Estarão presentes todas as nossas equipes de negócios de todas as regiões em que atuamos”, afirmou.

Cromex

A Cromex obtém usualmente 25% de seu faturamento no mercado externo. Por isso, a participação na K é considerada fundamental, permitindo estreitar relacionamento com clientes e abrir novas oportunidades. A empresa pretende salientar suas inovações tecnológicas, com avanços em sustentabilidade, a exemplo dos masterbatches isentos de metais pesados, mas com o mesmo potencial colorífico.

A Cromex destacará na K a nova linha de masterbatches específica para BOPP (brancos, aditivos e cargas minerais) que oferece alto desempenho, compatível com as atuais necessidades dos equipamentos de transformação. Isso inclui a produção de efeito perolizado, além de conferir propriedades antiestáticas, antibloqueio e redutora de atrito.

Para a ráfia, usada no agronegócio, a Cromex oferece coloridos, compostos de cargas minerais antifibrilantes e aditivos funcionais para aumentar a vida útil dos produtos finais.

Clariant

A Clariant exibirá a linha Mevopur-LQ de corantes e aditivos líquidos para aplicação na fabricação de dispositivos médicos. O produto pode conferir cor âmbar e transparente a frascos feitos de PET usados por medicamentos, além de proporcionar cor e aditivos concentrados para borrachas de silicone líquidas, sempre de acordo com as normas da farmacopeia americana (USP), tendo sido aprovados em ensaios de migração.

Wacker

A Wacker apresentará ao mercado seus novos elastômeros de silicone para encapsular diodos emissores de luz (LED). Os grades Lumisil 740 e 770 são fornecidos na forma líquida, mas após a cura formam borrachas de silicone com alta transparência, suportando as elevadas temperaturas e radiações emitidas nessa aplicação, sem amarelar ou romper.

Basf

A Basf aproveitará a K para mostrar um desenvolvimento feito em parceria com a montadora Hyundai Motor (Coreia do Sul): o carro conceito RN30. Trata-se de um carro de alto desempenho, com desenho aerodinâmico avançado e baixo peso, em grande parte obtido pela aplicação dos plásticos de engenharia da companhia química alemã.

Plástico Moderno, Carro conceito RN30 Basf/Hyundai
Carro conceito RN30 Basf – Hyundai – Plástico nos automóveis

Victrex

A Victrex levará para a K seus mais recentes desenvolvimentos em resinas PAEK e PEEK (poliarilcetonas), como o composto AE250, criado para atender exigências da indústria aeroespacial, em várias formas de impregnação.

A empresa também divulgará o uso recente de PEEK para confeccionar tubulação submarina para profundidades até 3 mil m, bem como engrenagens de motores e transmissões automotivas.

Borealis – Borouge – Nova Chemicals

As companhias Borealis, Borouge e Nova Chemicals terão participação conjunta na K, na qual poderão apresentar suas novas linhas de desenvolvimento global em poliolefinas, com destaque para avanços tecnológicos e geográficos.

Tomra Sorting Recycling

O segmento de reciclagem materiais plásticos pós-consumo poderá conhecer a linha Autosort Flake, da norueguesa Tomra Sorting Recycling, agora reforçada por sensores de última geração, capazes de separar famílias de poliolefinas, como PET de polietilenos e de PVC, automaticamente, sem intervenção humana, com alta velocidade e segurança, com 99,99% de precisão.

 

Leia Mais:

K 2016: Injetoras aprimoram comandos para seguir maré da indústria 4.0 e proporcionar mais flexibilidade com custos competitivos

K-2016: Poliamidas revelam avanços

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios