Injetoras aprimoram comandos para seguir maré da indústria 4.0

Feira K - Injetoras aprimoram comandos para seguir maré da indústria 4.0 e proporcionar mais flexibilidade com custos competitivos

Baixo atrito – A linha de injetoras EC SX 2 foi o lançamento da japonesa Toshiba na feira alemã.

No estande foi montada uma máquina de 180 toneladas, que produziu miniaturas de injetoras em duas cores. Com acionamento elétrico, as máquinas da série, que sofreram total remodelação visual, foram projetadas com maior espaço entre as placas, o que permite flexibilidade ao usuário.

“Os transformadores podem usar moldes maiores em uma máquina com menor força de fechamento, o que em vários aspectos proporciona economia”, explica Hercules Piazzo, diretor da Hercx, revendedora exclusiva da marca no Brasil.

Outro diferencial se encontra no fato da placa móvel não contar com buchas, se movimentar por meio de guias lineares.

Plástico Moderno, Piazzo: evolução dos comandos permite monitoramento remoto
Hercules Piazzo, diretor da Hercx – Toshiba

“Essa característica apresenta duas vantagens em relação às máquinas convencionais, o movimento ocorre em regime de baixíssimo atrito e aumenta a aceleração da injeção do plástico”.

A série EC SX é composta por máquinas de 30 a 1,8 mil toneladas de força de fechamento e indicada para a produção de peças de alta precisão e tecnologia, embalagens, produtos para a área médico-hospitalar, automotiva e da indústria eletrônica.

Piazzo diz que a indústria 4.0, embora muito discutida nos tempos atuais, no campo da injeção de plástico tem várias de suas premissas já sendo realizadas há um bom tempo. “Há vinte anos, nos Estados Unidos, eu vi uma fábrica com 24 máquinas injetoras sendo tocada por apenas um operador”, informa.

Para ele, hoje os comandos oferecidos pelos fabricantes de ponta estão muito próximos da perfeição. “Sempre se pode melhorar um ou outro aspecto, como aumentar o tamanho do visor ou proporcionar um pouco de facilidade em termos de interatividade”.

Sob esse aspecto, garante que as máquinas Toshiba estão em dia. “O cliente pode monitorar a produção da fábrica e desligar a injetora mesmo se estiver no Japão”.

Plástico Moderno, Linha EC SX 2: mais espaço entre placas admite moldes grandes
Linha EC SX 2: mais espaço entre placas admite moldes grandes – Injetora Toshiba Machine

Para o diretor da Hercx, a feira alemãs atingiu as expectativas mais otimistas. “O movimento foi excelente. O número de brasileiros foi menor do que na edição anterior, mas eles estavam em bom número e havia muitos empresários nacionais com decisão de compra interessados em conhecer o que há de mais moderno em termos de tecnologia”, resume.

As vendas ainda não estão em patamar normal, mas Piazzo tem detectado um aumento no número de consultas. “Acredito que no ano que vem haverá uma recuperação”.

O maior foco da Toshiba no mercado brasileiro é o da venda de máquinas elétricas, mas a empresa também oferece modelos hidráulicos, com capacidade de 450 a 3 mil toneladas de força de fechamento.

 

Procurando Injetoras para o seu negócio – Consulte o GuiaQD

 

Página anterior 1 2 3 4 5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios