Feiras e Eventos

K 2013: Cadeia do plástico ganha uma injeção de ânimo na maior feira mundial do setor

Marcelo Furtado
14 de outubro de 2013
    -(reset)+

    Plástico Moderno, Battenfeld_Cincinnati_Pre-K_Packaging_high-speed-extruder

    Extrusora da Battenfeld-Cincinnati garante maior eficiência energética

    Mais com menos energia – Também vai para a K 2013 demonstrando preocupação com a eficiência energética outra grande alemã da área de máquinas, a Battenfeld-Cincinnati. A divisão de infraestrutura da empresa vai apresentar na feira uma nova série das extrusoras monorrosca soIEX GL. São quatro modelos com diâmetros de rosca de 45, 60, 75 e 90 mm, todos com a capacidade de operar sob baixas temperaturas de fusão ao mesmo tempo em que otimizam a produção das máquinas.

    Essas máquinas operam com novo conceito de acionamento que combina transmissão e motor com alto torque. Benefícios adicionais do novo sistema são os níveis baixos de ruído e vibração, com demanda de manutenção quase inexistente, segundo a empresa. Além da ausência de transmissão, o design da nova extrusora é mais compacto.

    Outra linha de extrusoras da Battenfeld-Cincinnati com foco no baixo consumo de energia mostrada na K será voltada para o mercado de embalagens. Trata-se de extrusora monorrosca de 75 mm com alta velocidade e comprimento de processamento de 40 D. Segundo a empresa, a máquina consome 25% menos energia do que equipamento similar convencional de igual desempenho. Além disso, a extrusora também assegura qualidade na fusão de variados materiais, como PS, PET, PP e EVA e também filmes coextrudados. Compacta, a máquina atinge produtividade de até 2 mil kg/h.

    Para a indústria de PET, a empresa também vai mostrar extrusora monorrosca com uma seção de compostos integrada, para produções de 500 a 1.000 kg/h. A extrusora também atinge diminuição de até 16% nos custos de energia pelo fato de poder processar o PET sem prévia secagem.

    Plástico Moderno, Renaudeau põe em funcionamento na feira 23 de seus robôs

    Renaudeau põe em funcionamento na feira 23 de seus robôs

    Robôs – Adiantou também sua exposição na K 2013 a Sepro, fabricante francesa de robôs para automação de máquinas de processamento plástico. Segundo revelou o diretor-geral da empresa, Jean-Michel Renaudeau, serão ao todo 23 robôs em operação na feira, tanto em seu estande como no de seis fabricantes de máquinas, entre eles a brasileira Romi, que já havia mostrado máquina com robô Sepro na Feiplastic. Na K, o estande da Romi contará com dois robôs Sepro Success 33 em uma injetora de 450 t de força de fechamento e um S5-25 em máquina de 300 t.

    No seu estande, a empresa mostrará duas unidades de braços articulados de seis eixos que estarão operando junto com três robôs 5-eixos em uma demonstração automatizada de entretenimento. O sistema foi desenvolvido em cooperação com a Stäubli Robotics e é voltado para aplicações em injeção que demandem manipulação de partes complexas, em máquinas de 20 a 4.000 toneladas de fechamento.

    Outro destaque dos robôs Sepro se dará em unidade injetora vertical da Sumitomo Demag, que processa dois materiais. O Sepro Multi-Inject 20, apresentado pela primeira vez ao mercado, foi especialmente projetado para operar na injetora de 210 t em molde rotativo de duas posições. O sistema estará processando raspadores de gel, e o robô manipulará um selo decorativo a ser colocado no corpo do raspador moldado antes que o segundo material de revestimento seja injetado. O robô também remove o produto final para um transportador.

    Plástico Moderno, Franz aponta as qualidades das suas injetoras made in China

    Franz aponta as qualidades das suas injetoras made in China

    Chineses presentes – Como mostra da força asiática crescente no mundo do plástico, a fabricante de injetoras chinesa Haitian, com faturamento de 850 milhões de euros, também teve direito à apresentação especial durante a prévia para jornalistas da K 2013. Na oportunidade, seu diretor, o alemão Helmar Franz, além de defender a qualidade dos produtos chineses, mostrou os quatro destaques da Haitian apresentados em outubro em Düsseldorf.

    Da série Zhafir Mercury, a ME 550/26/26 vai produzir braçadeiras de cabos de poliamida 12 usando um molde de oito cavidades. A unidade de injeção utiliza sistema de placas inovador que permite alcançar até mais de 70% da superfície do molde, com um design de máquina 30% menor. “O design simétrico concentra toda a força da operação no centro da unidade, garantindo alto paralelismo da placa e melhor tolerância”, disse Franz.

    Também será mostrada pela Haitian uma versão de alta velocidade da série Zhafir Venus II. Trata-se da VE II 1900p, que produzirá em molde de 24 cavidades uma pequena colher para misturar café de 0,6 g, feita de poliestireno, em um ciclo de 2,9 segundos. A máquina, segundo a empresa, tem versão mais compacta e pode ser ofertada para uma faixa de força de fechamento de 1.500 a 3.800 kN e velocidades de até 350 mm/s.

    A terceira máquina é a Haitian Mars II eco Series, cujo modelo MA II 1200 eco produzirá um case em PP transparente que pesa 135 g, em ciclo de 24 segundos. Seu destaque é o acionamento servohidráulico otimizado para consumir menos energia. Por fim, a exposição contará com a Haitian Jupiter II Series, para moldes grandes, cuja versão A JU II 5500/2950, pela primeira vez mostrada, vai produzir uma tampa de motor de PA6-35 GF, com 700 g e duas cavidades, em ciclo de 43 segundos.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *