K 2007 – Fabricantes mostram máquinas “verdes”, velozes e com novas funções no molde

Plástico Moderno, K 2007 - Fabricantes mostram máquinas "verdes", velozes e com novas funções no molde
Cabeçote da geração X da Hosokawa Alpine

Com um modelo de nove camadas exposto (e vendido na feira), a Brampton revelou ter instalado há dois anos na Finlândia o primeiro sistema Aquafrost para dez camadas do mundo, para produzir filme de PP com alta barreira para embalagem alimentícia.

O mercado de balão, porém, é ainda dominado pelos filmes de três camadas. Prova foi a maior quantidade de expositores com máquinas desse tipo. Até nos estandes dos que anunciavam proezas nesse campo, como na japonesa Hosokawa Alpine, que revelou o recente fornecimento das primeiras linhas de cabeçotes e extrusoras de nove camadas Generation X, a máquina em exposição era de três camadas. Tratava-se de extrusora com cabeçote de 325 mm de diâmetro, cuja bolha era resfriada por anel duplo para facilitar o aumento de produtividade, que pode chegar nessa máquina a 150 m/min de filme.

SOPRADORAS

Plástico Moderno, Shuhei Yokoyama, diretor, K 2007 - Fabricantes mostram máquinas "verdes", velozes e com novas funções no molde
Yokoyama: Nissei lançou ISBN totalmente elétrica

A ênfase na exposição do segmento de sopro foi a economia de energia, seguindo a tendência ocorrida na última década, principalmente entre as injetoras, com o lançamento de modelos totalmente elétricos ou híbridos. Todos eles bem mais econômicos em comparação às versões hidráulicas. A segunda grande atração foi a briga entre os fabricantes de sopradoras de preformas PET (stretch blowmolding) para mostrar quem conseguia produzir a garrafa mais leve do mercado.

Para começar pela questão energética, a japonesa Nissei ASB deu destaque ao seu modelo de injection stretch blown molding (ISBM) totalmente elétrico: a ASB-15N/10E. De acordo com o seu diretor, Shuhei Yokoyama, a máquina emprega 60% menos energia elétrica do que similares hidráulicas. Também com vibração e barulho reduzidos, a versão é, conforme revelou Yokoyama, a primeira ISBM totalmente elétrica do mundo. Embora tenha tido sua premier mundial de lançamento durante a K, três delas já foram vendidas no Japão em novembro de 2007. E em aplicações onde o diretor considera ser seu primeiro foco: para embalagens da indústria cosmética e médico-farmacêutica, em que há muitas exigências referentes a contaminações de óleo, o óleo, o que a máquina garante por não usar acionamento e fechamento hidráulicos.

Plástico Moderno, K 2007 - Fabricantes mostram máquinas "verdes", velozes e com novas funções no molde
UMIB-100: sopradora elétrica reduziu 60% do consumo de energia

Na feira, a máquina elétrica da Nissei processava um pote farmacêutico, de 38 mm e 13 g de PP, em molde de quatro cavidades. A máquina pode injetar-soprar potes desse tipo de até 2 litros. A meta de reduzir consumo de energia, segundo explica Yokoyama, não se limita ao lançamento. A sua ISBM hidráulica mais vendida mundialmente, a ASB-70DPH, foi apresentada na K em nova versão com ganhos de consumo de energia. Comparada com o modelo anterior, a máquina consome 40% menos de eletricidade. E isso com melhorias no tempo de ciclo: 13% mais rápido.

Houve mais expositores destacando sopradoras econômicas em energia, preocupação crescente em todo o mundo. A norte-americana Uniloy Milacron foi um caso especial, porque apresentou uma versão totalmente elétrica e outra híbrida. A primeira é a injetora-sopradora UMIB-100, com 100 toneladas de força de fechamento, cujo consumo de energia foi reduzido entre 40% e 60% em comparação com máquina hidráulica de mesma capacidade. Por ser oil-free, também encontra uso na produção de garrafas de uso cosmético e farmacêutico. Nessas aplicações, aliás, outro detalhe técnico ainda auxilia na prevenção de contaminações: um fluxo de ar acima do molde previne acúmulo de poeira e sujeiras. Durante a feira, a máquina processava frasco para aplicação nasal de 10 ml de PEAD em 12 cavidades. Seu projeto permite sopros de embalagens desde 2 ml até 1 litro.

Plástico Moderno, K 2007 - Fabricantes mostram máquinas "verdes", velozes e com novas funções no molde
Sopradora híbrida da Uniloy: 22% de economia

Já a extrusora-sopradora híbrida, a primeira construída pela Uniloy, era o modelo UMS 16H.S. Todos os movimentos da máquina, com exceção do fechamento, passaram a ser acionados por motores elétricos. Isso permitiu economia de energia de 22% em comparação a similar hidráulica. A Uniloy ainda ressalta outras qualidades do acionamento híbrido: menos ruído e possibilidade de operação em salas limpas. A máquina em exposição processava um frasco de 10 litros com 350 g. Muito rápida, por contar com moldagem resfriada e duas estações pós-resfriamento, a máquina produzia aproximadamente 180 peças por hora.

Plástico Moderno, K 2007 - Fabricantes mostram máquinas "verdes", velozes e com novas funções no molde
Elétrica Bekum economiza 25% e não tem vazamento

O sopro elétrico também foi o centro das atenções do estande da alemã Bekum. Desenvolvida e produzida em sua unidade de Berlim, a nova série Eblow foi representada pelo modelo 206D, o qual soprava pote de iogurte de 200 ml. Por contar com motores independentes, o ciclo da máquina se tornou mais rápido, garantindo também maior precisão e, é lógico, redução no consumo de energia de até 25%, isenção de óleo e vazamentos.

Briga de garrafa – O segundo grande assunto na área do sopro foi, sem dúvida, a continuação das brigas de concorrência entre os fornecedores de máquinas de stretch blowmolding (SBM), empregadas no sopro de preformas de garrafas PET. Se no passado recente, sobretudo a partir da K 2001, a disputa maior entre os fabricantes-líderes era pela máquina mais produtiva, desta vez o motivo da briga foi outro. As competidoras agora destacavam em seus estandes a possibilidade de suas sopradoras produzirem as garrafas mais leves do mercado.

Página anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9Próxima página

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios