K 2007 – Fabricantes mostram máquinas “verdes”, velozes e com novas funções no molde

Plástico Moderno, K 2007 - Fabricantes mostram máquinas "verdes", velozes e com novas funções no molde
Evos tem controle individual dos movimentos

Híbridas – O conceito de injetora híbrida, que aproveita o melhor de cada tipo de acionamento, foi também destaque da exposição da suíça Netstal. A empresa aproveitou a plataforma internacional da K, e ainda o fato de comemorar 150 anos em 2007, para lançar a nova família de injetoras híbridas Evos. Havia duas injetoras em operação: uma de 350 t e outra de 500 t de força de fechamento. Essas máquinas possuem acionamento servoelétrico da rosca, que proporciona os ganhos inerentes de energia quando a plastificação possui esse tipo de motor de acionamento. E isso agregada à velocidade do acionamento hidráulico da injeção.

Todos os eixos da linha Evos são controlados individual e digitalmente, incluindo os movimentos secundários da máquina. Segundo a empresa, o controle assegura melhor condução do processo e reprodutibilidade. A alimentação de óleos lubrificantes e água são integradas para garantir maior espaço para a célula de moldagem e para a automação necessária, além de também poderem ser configuradas individualmente.

A injetora de 350 toneladas processava um molde de cavidade 4+4, feito pela francesa Plastisud, de um frasco de 500 g, com ciclo de 5 segundos. A operação usava o processo de injeção de gás MuCell da americana Trexel, responsável pela criação de estrutura microcelular no material plástico, economizando matéria-prima ao mesmo tempo em que gera ganhos de peso sem perder a resistência mecânica da peça. Já a injetora de 500 toneladas produzia peça de sistema de fechamento de embalagem com ciclos de alta velocidade: 3,75 segundos, ou 138 mil peças por hora.

Plástico Moderno, K 2007 - Fabricantes mostram máquinas "verdes", velozes e com novas funções no molde
HM 400: robô co-injeção de gás e IMD

Com o foco de ofertar injetoras para operações complexas com custo produtivo baixo, a alemã Battenfeld Injection Molding levou várias unidades para a feira, nas quais haviam exemplos das suas principais ferramentas para atender ao propósito: moldagem multicomponente, inmold decoration (decoração no molde), injeção assistida com gás e água, integração de etapas, alta precisão em injeção elétrica e produção em larga escala de componentes microinjetados. Isso tudo representa também a revisão de portfólio da empresa, depois da troca de comando acionário ocorrida em 2006, como parte de uma estratégia de recuperação de seguidos déficits fiscais do tradicional grupo alemão (ver a seguir).

Um destaque foi dado para a operação de novo modelo de injetora elétrica, a EM 110/300 Unilog B6, com força de fechamento de 110 toneladas, que injetava um bico de mamadeira de borracha de silicone líquido em um molde de seis cavidades a um ciclo de 25 segundos. De acordo com a relações-públicas da Battenfeld, Petra Wagner, a eficiência dos novos servomotores e a recuperação de energia durante a fase de desaceleração reduzem consideravelmente o consumo de energia, mais do que a linha de elétricas já havia conseguido. A linha EM possui máquinas de 30 a 180 toneladas.

Todas as injetoras expostas pela Battenfeld contavam com o novo sistema de controle Unilog B6, considerado mais rápido e preciso do que as versões anteriores. Dependendo das necessidades de produção, as unidades também contam com robôs Unirob com servoacionamento linear. Um caso que necessitou a automação mais complexa foi em um modelo da série multicomponente HM, a 400/3400H/750S MK, com 400 t de fechamento e que produzia uma caixa de ferramentas de 1,5 kg em PEAD com uma tampa-janela de PP transparente. A robotização foi necessária para fazer a manipulação das partes finais, em uma unidade que também contou com a co-injeção de gás, da patente Airmould da Battenfeld, e a decoração com a técnica IMD para imprimir uma chapa decorativa em 3D.

Da mesma série HM, especialmente indicada para soluções econômicas para injeção multicomponente e cuja faixa vai de 350 a 800 toneladas de força de fechamento, a Battenfeld expôs o modelo HM 210/100S, de 210 toneladas. A injetora moldava uma peça de ajuste de assento de poliamida com a tecnologia de injeção de água Aquamould. Em um ciclo de 48 segundos, a peça produzida era muito leve, em virtude da tecnologia assistida com água, e não pesava mais do que 220 g.

Plástico Moderno, Alexander Müller, diretor-geral, K 2007 - Fabricantes mostram máquinas "verdes", velozes e com novas funções no molde
Müller: Battenfeld se restruturou e voltou a registrar superávit

Também mereceu atenção no sempre lotado estande da empresa alemã a exposição da microinjetora Microsystem 50, de 5 toneladas de força de fechamento, que injetava em molde de duas cavidades plugs de acetal (POM) para equipamentos eletrônicos, com peso de apenas 16 mg em um ciclo de 5 segundos. Os plugs eram completados com a adição de dois pinos metálicos com comprimento de 5 mm e diâmetro de 0,6 mm, tarefa feita por um robô, responsável pela transferência das peças para outro robô linear especialmente projetado para inserir quatro pinos por ciclo no molde (dois em cada cavidade). Era interessante na máquina um sistema de câmeras responsável pelo monitoramento e inserção dos pinos metálicos e pela inspeção visual dos produtos finais.

A realização da K também foi momento para a Battenfeld Injection Molding revelar ao mercado sua atual condição administrativa pós-mudança de controle. Completando um ano desde que o grupo SMS vendeu a divisão para a investidora alemã Adcuram, segundo afirmou o seu diretor-geral, Alexander Müller, houve recuperação de uma situação anteriormente deficitária. De acordo com Müller, houve corte de pessoal e reformulação de estruturas internas obsoletas. “O grupo sempre teve muita reputação no mercado, mas precisava tomar um novo curso”, disse.

Página anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9Próxima página

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios