Feiras e Eventos

Interplast 2018: As atrações e os destaques de alguns expositores

Antonio Carlos Santomauro
10 de agosto de 2018
    -(reset)+

    Pavan Zanetti

    Plástico Moderno, Interplast 2018: As atrações e os destaques de alguns expositores da nova edição do evento

    Duas sopradoras estarão em seu estande. Uma delas, uma máquina automática de pré-formas de PET da linha Petmatic, com capacidade para frascos de 300 ml até 6 litros e produtividade de até 7 mil frascos de 500 ml por hora, com alimentador e extração automática e sistema de reutilização de ar de sopro para economia de ar e energia elétrica. A segunda, uma sopradora da série Bimatic, que permite acoplamento de inúmeros acessórios, com automatização total da linha.
    Exporá ainda sua linha de injetoras HXF, com máquinas entre 58 e 2.100 toneladas de força de fechamento, vários opcionais de roscas, e um CLP que proporciona múltiplas regulagens, além de memória para arquivar as receitas empregadas em cada molde. “Essas injetoras podem ser equipadas com bomba variável, bomba fixa, bomba fixas com inversor ou servo motor”, destaca Leandro Pavan, diretor da empresa.

    Piovan

    Plástico Moderno, Interplast 2018: As atrações e os destaques de alguns expositores da nova edição do evento

    Seus dosadores gravimétricos por batch Quantum, para a faixa de 70 a 800 kg/h, estarão entre suas atrações. “Esses dosadores propiciam homogeneidade perfeita, troca rápida de material e operações de limpeza simplificadas, e são imunes a vibrações, garantindo precisão à mistura mesmo sob condições extremas”, explica Ricardo Prado Santos, vice-presidente da Piovan para a América do Sul.
    Para o segmento de refrigeração industrial, mostrará a nova geração dos chillers Slim, da Aquatech (empresa integrante do mesmo grupo). Resfriados a ar ou água, e capacidade de até 85.000 kcal/h, eles são construídos em aço galvanizado, com dois circuitos frigoríficos independentes, condensadores micro canal e bombas de alto rendimento.

    Polimold

    Apresentará seus sistemas de câmaras quentes Infinity, que se subdividem em duas linhas. Uma delas, denominada Multiplic, para a injeção de moldes multicavidades. “Essa linha combina a delicadeza de nossa série Polifast com a robustez da série Polivalve, resultando em alta performance e qualidade única”, afirma Rodrigo Vizigal, diretor de marketing da empresa. Já a Poliflex, a outra linha Infinity, conta com ampla variedade de bicos e ponteiras, para as mais diversas aplicações. “Essa linha tem facilitadores como bicos rosqueados no próprio manifold, sistema que acompanha a geometria do produto para priorizar a melhor injeção e a adequação a cada injetora, e balanceamentos térmico e volumétrico simulados via software”, relata Vizigal.

    Romi

    Plástico Moderno, Interplast 2018: As atrações e os destaques de alguns expositores da nova edição do evento

    Estarão em seu estande a injetora elétrica EL 300 e a sopradora C 5TS, para embalagens de até 10 litros. A primeira, detalha o gerente de vendas Glauco Machado, além de ter alta capacidade de plastificação, maior área de molde e simultaneidade total de movimentos, permite reduzir em até 30% os tempos de ciclo, e em até 70% o consumo energético, comparativamente com injetoras de bomba variável (relativamente a bombas fixas, essa economia de energia chega a 90%).

    A sopradora C 5TS, por sua vez, destaca-se pela área de molde maior e força de fechamento elevada, enfatiza Machado. “Sua unidade hidráulica conta com acumulador de pressão e servoválvula no programador de parison, que dispõe de até 512 pontos de ajuste no perfil”, acrescenta o profissional da Romi, empresa que em seu estande exibirá também o Centro de Usinagem Vertical D 800, da nova geração de sua Linha D.

    Seibt

    Apresentará suas novas linhas de moinhos A2 e BSC. A primeira, diz Adão Braga Pinto, gerente comercial da empresa, “integra em uma única máquina as funcionalidades de nossas linhas A e GF, agregando avanços tecnológicos em máquinas robustas e versáteis”. Comercializada em uma gama de modelos bastante ampla, essa linha A2 estará representada por um modelo de porte intermediário, de 700 mm. Por sua vez, a Linha BSC, prossegue Pinto, “resultou de um longo trabalho de desenvolvimento, para manter o perfil de qualidade da Seibt em equipamentos que podem ser produzidos com menor investimento”.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *