Insertos Metálicos: setor automotivo é maior usuário

O mercado de insertos metálicos é uma boa fonte geradora de negócios

Os transformadores que recebem encomendas de peças com insertos metálicos veem esse mercado como boa fonte geradora de negócios. Um dos segmentos industriais que utiliza bastante o recurso é a indústria automobilística. É o segmento atendido pela Plascar, há seis décadas no mercado, que produz para-choques, painéis de instrumentos, painéis de portas, consoles e componentes de iluminação, entre outras peças para automóveis e caminhões.

A empresa conta com quatro plantas industriais, onde abriga um parque de injetoras com capacidades de força de fechamento de 70 a 3,2 mil toneladas, além de linhas de pintura, cromação, extrusão, termoformagem, prensas SMC e ferramentaria própria.

O uso de insertos metálicos em peças faz parte do dia a dia da empresa. Émerson Pinardi, gerente corporativo de processo, cita um exemplo de aplicação da técnica que dá a ideia da excelência necessária para a realização da tarefa em determinadas situações. Trata-se de um suporte para farol produzido pela empresa que possui um total de vinte insertos. “O conjunto conta com três tipos diferentes de insertos, dois são para fixação de componentes auxiliares na própria peça plástica e o terceiro para a fixação do conjunto pronto no veículo”.

A máquina injetora usada para a produção do suporte do farol trabalha acoplada a um robô CNC e com rotação que faz todos os movimentos necessários para a realização da tarefa. “No molde há sensores e imãs para garantir que todos os insertos estejam presentes, de forma a evitar o risco da falta de algum deles antes do início da injeção”. Em uma primeira etapa, a colocação dos insertos metálicos é feita manualmente em uma máscara auxiliar presente na bancada. “O robô transporta para o molde os insertos através de uma segunda mascara, fazendo a colocação adequada do respectivo inserto em cada orifício”.

Leia mais:

Outro transformador que trabalha com esse tipo de peças é a Primo Industrial, empresa nacional com 53 anos no mercado e planta instalada na capital paulista. A empresa possui dezoito injetoras, com forças de fechamento entre 35 e 420 toneladas. “É comum aparecerem projetos que necessitam da colocação de peças metálicas sobre injeção ou montagens pós-injeção. O segmento que mais solicita esse tipo de produto é o automotivo”, explica Alexandre Machado, engenheiro de vendas.

De acordo com Machado, a empresa utiliza injetoras horizontais e verticais para fabricar esse tipo de peça. ‘A escolha se dá dependendo da característica do produto”. Na fábrica existem duas injetoras equipadas com robôs de três eixos. “Os robôs nos auxiliam na colocação de insertos metálicos quando é possível trabalhar nesse formato e em alguns projetos a colocação dos insertos é feita por um operador”.

A Primo Industrial conta com ferramentaria própria usada para a manutenção preventiva e corretiva dos moldes dos clientes. “Para o desenvolvimento e construção de ferramentas novas temos parcerias com ferramentarias homologadas”.

Veja Também:

Não deixe de consultar o Guia QD, maior plataforma eletrônica de compras e vendas do setor, com mais de 300 mil consultas mensais por produtos e mais de 400 anunciantes ativos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios