Injetoras de plástico: descubra tudo sobre!

As máquinas injetoras de plástico aparecem como uma das melhores alternativas para confecção de moldes

Você sabia que com as máquinas injetoras de plástico você tem um processo muito mais simples e prático para fundir e moldar polímeros? Essas máquinas são muito eficientes e trazem uma série de vantagens para quem adquire.

Porém, para comprar, é muito importante que a pessoa conheça os detalhes de funcionamento, as principais características e a configuração ideal para o tipo de equipamento que ela precise.

Por isso, preparamos um estudo completo sobre esse tipo de máquina. Saiba o conceito, o ciclo de funcionamento, os principais tipos e tudo que você precisa saber para fazer a melhor compra. Acompanhe!

Acesso Rápido no post
O que são injetoras de plástico?
Como funciona uma máquina injetora?
O que são polímeros?
O que é polimerização?
O que são moldes?
Qual a diferença entre máquinas injetoras de plástico e injetoras de metal?
Quais são os principais componentes das injetoras de plástico?
Como é o ciclo de funcionamento das injetoras de plástico?
Quais são os principais tipos de máquinas injetoras de plástico?
Como comprar uma máquina injetora de plástico?
Como a Revista Plástico Moderno pode te ajudar?

O que são injetoras de plástico?

As máquinas injetoras de plástico são equipamentos especiais para fundição e moldagem de polímeros sintéticos. É possível trabalhar conforme o molde definido e produzir em grande escala com muito mais precisão e qualidade.

Veremos a frente que há diversos tipos de máquina, portanto, a compra deve se basear nas necessidades do produto a ser fabricado. O funcionamento hidráulico é o mais encontrado no mercado, mas há outras modalidades como:

  • manuais;
  • elétricas; e
  • híbridas.

Há máquinas bicolores ou multicolores. Além disso, normalmente, esses equipamentos têm a capacidade de moldar um produto de cada vez. Mas o principal benefício é a precisão que ela confere ao produto final.

Considerando que o trabalho manual pode apresentar muitas falhas, produtos que exigem alta qualidade como peças automotivas devem ser fabricados com alta precisão. Esse e outros exemplos são facilmente suportados pelas máquinas injetoras de plástico.

Como funciona uma máquina injetora de plástico?

As máquinas injetoras de plástico têm um funil onde são inseridos os polímeros sintéticos. A partir disso, a máquina começa a imprimir a força necessária para converter o polímero de um estado sólido para um estágio de fusão necessário para a injeção do plástico dentro do molde, onde há um aquecimento do material a temperaturas entre 200 e 250ºC.

Após essa moldagem, a temperatura do molde é resfriada até o ponto normal e o produto é extraído da máquina com as características estipuladas pela linha de fabricação.

O que são polímeros?

Os polímeros são materiais da indústria de plástico formados por estruturas chamadas manômeros. Essas estruturas são moléculas de baixa massa molecular. Quando elas passam pelo processo de polimerização, se transformam em uma macromolécula polimérica.

Há diversos polímeros como os naturais, os sintéticos, de condensação, de rearranjo e de adição. Os polímeros sintéticos são aqueles de fabricação laboratorial, com derivação do petróleo. Veja agora alguns exemplos desse material:

E é com esses materiais que as máquinas injetoras conseguem fabricar diversos produtos plásticos como peças automotivas, canos e conexões hidráulicas, embalagens e sacolas, materiais da construção civil, dentre outras.

O que é polimerização?

A polimerização é um processo químico que pode acontecer de forma natural ou sintética e forma macromoléculas, que são as grandes moléculas. O primeiro polímero produzido de forma sintética foi o baquelite, produzido em 1909 por um químico da Bélgica chamado Leo Hendrik Baeleland.

O que são moldes?

Os moldes representam as formas exatas de fabricação de produtos desenvolvidos por indústrias ou designers. É a partir dessa formatação que as máquinas injetoras de plásticos conseguem produzir os itens com alta qualidade e precisão e em grande escala.

É importante ressaltar que o tamanho do molde interfere diretamente no modelo de máquina injetora escolhido. No equipamento, essa peça é chamada de molde de injeção e ela deve ser compatível com a máquina injetora. Esses moldes têm características importantes para a produção como:

  • maior durabilidade;
  • melhor precisão;
  • maior resistência;
  • redução de falhas; dentre outras.

Os moldes são indispensáveis na fabricação dos plásticos. Na elaboração desses moldes, é necessário calma e delicadeza, porém, quando as peças são mais complexas, como as automotivas, esse processo tem que acontecer com muito mais precisão.

A fabricação de moldes já entra em outro detalhamento que conta com tecnologias de computação gráfica, equipamentos como impressoras em 3D, dentre outras inovações, no entanto, é fundamental que essa fabricação, que antecede a polimerização, seja o mais perfeita possível para contribuir com um excelente produto final.

Cada molde para máquinas injetoras de plásticas possui tamanho e características próprias
Cada molde para máquinas injetoras de plásticas possui tamanho e características próprias

Qual a diferença entre máquinas injetoras de plástico e injetoras de metal?

Também é importante saber que nessa linha industrial também existem as máquinas injetoras de metal. São máquinas que realizam o mesmo processo, porém, com material principal distinto.

Os metais também precisam ser fundidos a partir de altas temperaturas e são moldados a partir do resfriamento, mas o plástico é um material de moldagem mais fácil, além de ser mais versátil e econômico.

Quais são os principais componentes das injetoras de plástico?

Vamos a partir de agora conhecer os principais elementos que compõem uma máquina injetora de plástico. Além do molde de injeção, como falamos anteriormente, o ciclo de plastificação recorre a uma série de componentes como veremos a seguir.

Funil

O funil é a porta de entrada dos polímeros para o início do processo de plastificação. A função desse componente é direcionar os grânulos à zona de alimentação da rosca, chamado de cilindro ou canhão. Em máquinas mais modernas e mais caras, esse elemento é substituído por silos que além de direcionar os polímeros, também fazem a secagem do material, otimizando tempo e esforço energético.

Canhão

Após o envio dos polímeros pelo funil ou silos, entra a função do canhão ou cilindro que é responsável por aquecer o plástico em altas temperaturas, para que seja possível o processo de fundição. Esse processo deve durar poucos segundos para não degradar o material e essa peça também deve trabalhar com uma válvula de degasagem para eliminar possíveis gases produzidos no processo de fundição.

Rosca

É dentro do canhão que encontramos a rosca que tem diversas funções no processo de fundição dos materiais plásticos. Nessa rosca temos a zona de alimentação que é o local de recebimento dos polímeros, a zona de compressão e a zona de dosagem. Esses três elementos trabalham para que o estado sólido do material se torne líquido viscoso e permita a plastificação. As funções principais da rosca são:

  • transportar;
  • comprimir;
  • fundir;
  • homogeneizar; e
  • dosar o material plástico.

Bico

O bico é o elemento de ligação entre o canhão e o molde de injeção. Por um simples contato, sem a necessidade de rosqueamentos. Basta apenas que a temperatura esteja no ponto ideal de fusão para gerar a pressão necessária para o esguicho do material para o molde.

Molde de injeção

No molde encontramos as cavidades responsáveis por dar a forma exata ao produto final por meio de placas de aço-ferramenta móveis e estacionárias. Dentro desse elemento trabalham os pinos que ejetam a peça para fora por canais de refrigeração, normalmente à base de água, vapor ou óleo, que reduzem a temperatura do produto entre 40 e 60ºC.

Sistema hidráulico

Além desses componentes anteriores, as máquinas injetoras de plástico também contam com um sistema hidráulico responsável pela movimentação das partes do molde. Ele gera a força necessária para abrir e fechar o molde, além de girar e avançar a rosca empurrando os pinos ejetores. Fazem parte desse sistema:

  • a bomba;
  • o motor;
  • as válvulas;
  • as guarnições;
  • as tubulações; e
  • os reservatórios.

Sistema de controle

Já o sistema de controle é responsável por uniformizar e dar continuidade ao ciclo de funcionamento da máquina por meio de sistemas simples ou mais complexos em microprocessadores. Neste ciclo, que entenderemos melhor no próximo tópico, o sistema de controle tem as funções de:

  • monitorar;
  • controlar parâmetros de temperatura;
  • sinalizar pressão;
  • controlar a velocidade de injeção e da rosca;
  • e verificar o funcionamento do próprio sistema hidráulico.

Como é o ciclo de funcionamento das injetoras de plástico?

Vamos iniciar a explicação sobre o ciclo de funcionamento das máquinas injetoras de plástico. Desde a inserção dos polímeros no funil até o processo de extrusão do material na forma desejada, o ciclo trabalha em ambientes e fases de operação distintas para a fabricação dos produtos.

A máquina deverá estar em modo on para iniciar o ciclo de injeção. Nesse estágio, vários itens devem estar aptos para o funcionamento e a produção do material. Veja agora alguns dos principais pontos que devem estar acionados no exemplo de uma máquina hidráulica::

  • motor ligado;
  • proteções fechadas;
  • aquecimento e temperatura em conformidade com o presset (entre 180 e 260ºC);
  • temperatura de câmara estabilizada;
  • extrator recuado;
  • molde aberto;
  • machos hidráulicos posicionados, caso existam;
  • injeção recuada com a dosagem de material exata para o início do ciclo;
  • unidade injetora posicionada.

A partir desse entendimento inicial, podemos discorrer sobre os ambientes e as fases de operação das máquinas injetoras de plástico. Veja agora como acontecem esses importantes estágios do funcionamento das máquinas.

Ambientes de operação

É importante ressaltar que a máquina pode trabalhar em distintos modos de operação. Em cada um desses modos, o usuário interage de forma diferente com mais ou menos interferências. Veja agora os principais ambientes:

  • no ambiente de manutenção a máquina opera em velocidade reduzida por questões de segurança por meio de comandos manuais e exige um operador para cada movimento;
  • no ambiente manual, também há a necessidade de comandos manuais e operador para cada movimento, porém, a máquina trabalha em velocidade normal;
  • no ambiente semiautomático a máquina opera o ciclo completo precisando do operador apenas para iniciar as etapas;
  • finalmente, no ambiente automático, basta que um operador inicie o ciclo, cabendo à máquina a conclusão de todos os demais processos.

Fases de operação

Finalmente, nas fases de operação das máquinas injetoras de plástico, acontecem as seguintes ações:

  • fechamento do molde até a trava;
  • avanço da unidade injetora até o bico encostar no anel do molde;
  • injeção do material compreendendo preenchimento e recalque;
  • resfriamento e dosagem para o próximo ciclo;
  • plastificação em alta temperatura do granulado;
  • descompressão quando necessário;
  • recuo da unidade injetora quando necessário;
  • abertura do molde;
  • avanço e recuo do extrator para extração da peça;
  • reciclo que representa o tempo de espera para reinício de todas as operações.

Quais são os principais tipos de máquinas injetoras de plástico?

Encontramos no mercado diversos tipos de máquinas injetoras de plástico. As principais são as manuais, as hidráulicas, as híbridas e as elétricas. Atualmente, os modelos hidráulicos são os mais encontrados. Nesse modelo temos subconjuntos como:

  • fechamento;
  • injeção;
  • chassi;
  • sistema hidráulico;
  • sistema eletroeletrônico; e
  • carenagens;

Como comprar uma máquina injetora de plástico?

É importante considerar uma série de elementos para escolher a máquina ideal. As máquinas injetoras de plástico funcionam de diversas maneiras e canalizam o seu funcionamento principalmente a partir do formato dos moldes. Veja agora algumas características que impactam diretamente nessa compra.

Peso

O peso interfere na potência da máquina já que produtos finais mais pesados exigem uma máquina mais forte. No entanto, essa característica deve ser levada em consideração em conjunto com o tamanho da peça produzida como veremos a seguir.

Tamanho

Da mesma forma que o peso impacta na compra da máquina o tamanho também interfere, já que podemos encontrar produtos finais extremamente leves, porém consideravelmente grandes. Portanto, o tamanho do molde deve ser suportado pelo molde de injeção da máquina.

Cores

O outro elemento que impacta na compra é a disposição de cores do produto final desenvolvido pela linha industrial. Algumas máquinas somente suportam a injeção de uma cor por vez, já outras conseguem injetar duas ou mais cores, sendo portanto, mais caras.

Como a Revista Plástico Moderno pode te ajudar?

A Revista Plástico Moderno assume uma posição importantíssima na disseminação de notícias, orientações, inovações e tendências do mundo dos plásticos. Ao se tornar assinante, o cliente pode usufruir durante 2 anos de um material rico e totalmente atualizado

Nós vivenciamos o mundo dos plásticos e compartilhamos o melhor desse universo com você. Você pode ir além das máquinas injetoras de plástico assinando a Revista Plástico Moderno e não perdendo nenhuma informação.

Viu como o processo é bem interessante e contribui significativamente para a qualidade do seu produto. As máquinas injetoras de plástico representam uma das melhores alternativas para confecção de moldes, imprimindo rapidez e precisão nas fabricações.

Neste post você descobriu o que são as máquinas injetoras de plástico, entendeu o seu processo de funcionamento e descobriu a forma correta de investir nesses equipamentos. Além disso, conheceu a Revista Plástico Moderno e entendeu como nós ajudamos empreendedores dessa área.

E então, você já conhecia todo esse processo de fabricação de plásticos? As máquinas injetoras de plástico são realmente um investimento muito bom, concorda? Aproveite a oportunidade e compartilhe este artigo com amigos!

Leia Mais Sobre:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios