Injeção – Mercado de múltiplos componentes esbarra na falta de escala, mas ratifica potencial de crescimento

Plástico Moderno, Injeção - Mercado de múltiplos componentes esbarra na falta de escala, mas ratifica potencial de crescimento
Segundo Korkes, a peça sai pronta desse tipo de injetora

Não há uma modalidade melhor do que a outra, e sim a mais indicada para a aplicação desejada. Os benefícios são diversos: vão desde a diminuição considerável dos tempos do ciclo até a necessidade de menor espaço físico. Ao se falar de economia, basta, segundo Korkes, lembrar de um conceito simples: troca-se no mínimo duas máquinas por uma. Em linhas gerais, a tecnologia possibilita uma produção otimizada, com custos reduzidos e acabamento superficial acima da média. “Não vejo desvantagem na tecnologia de multicomponentes”, reforça.

Aliás, produzir peças de alta qualidade e em diferentes cores ou tipos de resinas é um importante argumento de venda dessas injetoras. A aparência, sem dúvida, é um caso à parte. “A peça sai da máquina pronta”, resume Korkes. Guerra concorda: o principal apelo é o visual. Para ele, a biinjeção se configura como um forte aliado dos projetos mais arrojados de marketing.

Sanduíche – Apesar de praticamente não explorada em âmbito nacional, a modalidade da coinjeção para alguns é uma aposta, sobretudo porque embute o conceito de sustentabilidade. “Essa tecnologia tem um forte apelo ecológico”, comenta Cardenal. Nesse processo, dois materiais são injetados através de um bico especial, de tal maneira que um material envolve totalmente o outro. O princípio é simples e se baseia na possibilidade de usar um tipo de resina por fora da peça e um outro na parte de dentro. As combinações podem ser as mais diversas: a mais utilizada nos argumentos de venda é a associação de um material mais nobre no exterior e de um mais barato (no caso, reciclado) na parte de dentro. Outra possibilidade relativamente comum se dá com o arranjo de material que oferte resistência mecânica no interior e de outro com efeito soft touch na carcaça.

A coinjeção é um processo executado com moldes comuns, de injeção convencional. Aplicada industrialmente há mais de 20 anos, essa tecnologia está baseada em desenvolvimentos e patentes da ICI e da Battenfeld. Até por conta dessa tradição, na Europa, esse processo tem sido bastante empregado. A Wittmann Battenfeld comercializou cinco modelos de coinjeção para o mercado brasileiro, enquanto que, em território europeu, a companhia vendeu só no ano passado 30 máquinas com essa tecnologia.

Bastante difundido na indústria automotiva, o processo monosandwich, exclusivo da Ferromatik Milacron, é uma variante da coinjeção. As duas modalidades se diferem por conta da adoção pela Ferromatik de uma extrusora e uma injetora, em vez de duas injetoras. “Com isso, tentamos reduzir o custo”, comenta Piazzo. A porcentagem de material do núcleo pode variar de 45% a 75% do peso total do produto, dependendo da aplicação.

Plástico Moderno, Injeção - Mercado de múltiplos componentes esbarra na falta de escala, mas ratifica potencial de crescimento
Modelos da Multinject chegaram ao Brasil em 1998
Plástico Moderno, Injeção - Mercado de múltiplos componentes esbarra na falta de escala, mas ratifica potencial de crescimento
No país, K-Tec tem até 450 t de força de fechamento

A Ferromatik Milacron, no entanto, ainda não conseguiu instalar nenhum desses modelos no país. “Lá fora a indústria de automóveis usa muito, no Brasil, a restrição é o baixo volume. Sem escala, a tecnologia fica cara, por isso, acho que demorará um tempo para chegar aqui”, justifica Piazzo. Por aqui, a indústria prefere a injeção a gás.

Independentemente da modalidade, os fabricantes de máquinas estão desenvolvendo este mercado ainda embrionário da injeção de múltiplos componentes. De qualquer forma, as vendas estão crescendo e a tecnologia tem se tornado cada vez mais popular entre os brasileiros.

Página anterior 1 2 3 4

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios