Feiras e Eventos

FMU 2012 – Mostra se consolida como o grande evento nacional da usinagem e modelação

Rose de Moraes
9 de Abril de 2012
    -(reset)+

    A grande mostra de máquinas para usinagem e modelação do país levou ao público usinagens in-loco nos quatro cantos do Megacentro Wittich Freitag. Assim transcorreu a FMU, 6ª Feira de Ferramentaria, Modelação

    Plástico, FMU 2012 - Mostra se consolida como o grande evento nacional da usinagem e modelação

    Molde para hélice de ventilador produzido por CNC da Romi (esq.) e centro de
    torneamento da Deb’Maq

    e Usinagem, realizada de 20 a 23 de março último, pela Euro Feiras, em Joinville-SC. O êxito do evento mais uma vez se confirmou pela grande participação de expositores e de compradores numa região de alta concentração de negócios e de demandas por máquinas, equipamentos, matérias-primas e serviços observada nos estados sulinos, que contam com forte atuação industrial no setor de transformação plástica.

    Com representação de toda a linha de máquinas-ferramenta da Samsung, a Deb’Maq se apresentou na FMU 2012 disposta a difundir um pouco mais a marca e os produtos gerados nesse setor pela empresa sul-coreana, listada entre as líderes de vendas de televisores, notebooks e celulares no Brasil. “Começamos a representá-los em 2011 e estamos trabalhando fortemente para tornar toda a linha de máquinas-ferramenta da Samsung mais conhecida no mercado brasileiro”, informou Edson P. Marinho, diretor comercial da Deb’Maq, de Camanducaia-MG.

    Alinhada com a estratégia da multinacional sul-coreana de oferecer produtos com

    Plástico, Edson P. Marinho, diretor comercial da Deb’Maq, FMU 2012 - Mostra se consolida como o grande evento nacional da usinagem e modelação

    Marinho representa empresa sul-coreana no país

    valor agregado a preços mais competitivos, a Deb’Maq levou para a exposição um centro de torneamento para peças metálicas, de custo/benefício bastante interessante, e que complementa o cardápio da empresa, composto por tornos, fresadoras, entre outros equipamentos, segundo informa Marinho.

    Atuando com exclusividade de vendas em tornos da centenária Nardini, com máquinas com as mais diversas dimensões e capacidades, abrangendo desde 400 mm até 1.000 mm de diâmetro sobre o barramento e comprimentos entre pontos de 1.000 mm até 10 mil mm, a Deb’Maq também expôs dois desses equipamentos, um deles convencional, com a dimensão de 500 mm (diâmetro) por 1.000 mm (comprimento) e outro CNC com 440 mm (diâmetro) por 1.000 mm (comprimento).

    A competitividade das máquinas asiáticas neste ano também se fez presente no estande da Meggaton. A empresa,

    Plástico, Cleomar Meyer, representante da Meggaton no estado do Paraná, FMU 2012 - Mostra se consolida como o grande evento nacional da usinagem e modelação

    Meyer: centro de usinagem de Taiwan faz sucesso na Região Sul

    pertencente ao grupo Megga, expôs um centro de usinagem CNC de alta precisão, fabricado pela Feeler, de Taiwan. Essa máquina, que produz moldes para o setor plástico, usina qualquer tipo de aço, ferro fundido e alumínio e também titânio, incorpora comando CNC de última geração, da marca Mitsubishi. “O nosso centro de usinagem já está consagrado e temos várias unidades instaladas nas regiões de Joinville e de Curitiba”, informou Cleomar Meyer, representante da Meggaton no estado do Paraná.

    A expositora também destacou o centro de usinagem CNC high speed para a fabricação de eletrodos para moldes de grafite, da Chmer, de Taiwan, além de injetora para termoplásticos ( Sya-130), da marca Sinitron, fabricada pela Sya.

    Igualmente procedente de Taiwan, o centro de usinagem da Hartford, levado para exposição pela Alltech Máquinas, chamava a atenção dos visitantes para o seu comando Mitsubishi e sua grande capacidade de operação, à velocidade de 12 mil r.p.m.

    “Estamos observando grande procura por parte de ferramentarias e também por parte de prestadores de serviços de

    Plástico, FMU 2012 - Mostra se consolida como o grande evento nacional da usinagem e modelação

    Máquina apresenta como diferencial capacidade de usinar qualquer tipo de aço

    usinagem por nosso centro, que conta com removedor de cavacos e magazine que comporta 24 ferramentas em modelos standard”, informou o diretor da Alltech, Ricardo Pinto.

    Além de máquinas-ferramenta, a empresa também exibiu ao público uma injetora com força de fechamento de 160 toneladas, totalmente acionada por servomotores, fabricada na China, pela Orient, bem como divulgou, na qualidade de representante oficial, as injetoras elétricas fabricadas pela Toyo, do Japão, que encontram boa aceitação entre as indústrias dedicadas à área automotiva e à linha branca.

    A italiana Breton, do grupo que concentra cinco divisões, uma delas dedicada desde 1998 à fabricação de centros de usinagem de alta tecnologia, apropriados para usinar compósitos formulados com fibras de carbono, peças estruturais metálicas, bem como moldes para injeção de termoplásticos, mostrou seu interesse em promover novos negócios no mercado brasileiro.

    “Nossos centros de usinagem oferecem nível de acabamento superior que dispensa totalmente trabalhos manuais e agregam componentes padronizados, atendendo a projetos específicos e sob encomenda”, explicou Enrico Bragagnolo,

    Plástico, Enrico Bragagnolo, responsável pela área comercial da Breton, FMU 2012 - Mostra se consolida como o grande evento nacional da usinagem e modelação

    Enrico Bragagnolo: empresa italiana realiza projetos sob encomenda

    responsável pela área comercial da Breton.

    Ao todo, nove modelos, com dimensões diversas, e comprimentos desde 900 mm até 25 metros ou mais, integram a linha oferecida pela empresa, compreendendo centros de usinagem de alto desempenho com seis ou sete eixos, capazes de incorporar ainda um oitavo para torneamento e fresagem horizontal de grandes cilindros, operando com requisitos de usinagem high speed, sob rotações na faixa de 40 mil r.p.m. ou mais, na produção de moldes, protótipos, e também promovendo finalizações em peças.

    Segundo Roberto Bentivoglio Zimbardi, representante da Breton no Brasil, uma das linhas de máquinas de maior interesse entre as empresas brasileiras é a Máxima. Constituída de centros de usinagem high speed, oferece máquinas do tipo portal, com cinco eixos e grandes áreas de usinagem, quase sem limitações quanto ao peso sobre as mesas, com capacidade para suportar até 10 toneladas por metro quadrado.

    Fabricado na Califórnia, o centro de usinagem vertical apresentado pela Haas Factory Outlet, empresa com unidades comerciais e assistência técnica em São Paulo, Curitiba-PR e Caxias do Sul-RS, também foi conferido pelo visitante em seus vários atributos, como operar à velocidade de 18 metros por minuto e contar com mesa em dimensões interessantes para realizar tarefas de usinagem, com comprimento de 1.016 mm, largura de 660 mm, e altura de 635 mm.

    Nacionais com duplo benefício– A Romi, que exporta para mais de 60 países os seus centros de usinagem brasileiros, exibiu com destaque sistema de usinagem vertical com desempenho high speed. Trata-se de equipamento com comando CNC da linha Romi D 1.000, que, durante todo o transcorrer do evento, produziu moldes de aço, como

    Plástico, Guilherme Correa Guedes, gerente de comercialização da filial de Joinville, da Romi, FMU 2012 - Mostra se consolida como o grande evento nacional da usinagem e modelação

    De acordo com Guedes, tecnologia assegura ganhos de produtividade

    para injeção de hélice destinada à fabricação de ventiladores.

    “O centro de usinagem Romi D 1.000 já é fabricado há mais de uma década, mas foi aprimorado recentemente com a incorporação de novo comando CNC (Direct Drive), tornando as operações de usinagem muito mais rápidas, na faixa de 15 mil r.p.m.”, informou Guilherme Correa Guedes, gerente de comercialização da filial de Joinville, da Romi.

    A usinagem de alta performance realizada por esse centro, cujo projeto conseguiu conciliar na mesma máquina desbastes pesados e acabamentos delicados, é alcançada, segundo Guedes, em virtude do motor principal ser acoplado diretamente no cabeçote da máquina, conseguindo-se com esse feito aumentar tanto a velocidade quanto o torque da máquina, enquanto, via de regra, todo aumento de velocidade acaba resultando na diminuição do torque.


    Página 1 de 512345

    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *