Embalagens

Filmes – Reciclagem mais fácil atrai clientes para monomateriais

Jose Paulo Sant Anna
24 de junho de 2020
    -(reset)+

    Poliamidas, capítulo I – As poliamidas são muito utilizadas em estruturas de filmes multimateriais. Seus fabricantes acreditam que a utilização combinada de resinas ainda é a solução mais indicada para a fabricação de embalagens flexíveis em muitas aplicações. Uma dessas empresas é a Basf, que para esse nicho comercializa a linha de poliamidas Ultramid.

    Para Anderson Silva, coordenador de serviços técnicos, o produto final é que deve definir o melhor sistema de embalagem a ser utilizado. No caso de embutidos, por exemplo, por recomendações médicas, nos últimos tempos têm sido usadas menores quantidades de cloreto de sódio e também de alguns tipos de conservantes. Para compensar, a embalagem precisou ganhar propriedades diferenciadas para que o período de conservação do produto não sofra prejuízo.

    Plástico Moderno - Silva: multicamadas com PA proporcionam shelf life maior

    Silva: multicamadas com PA proporcionam shelf life maior

    O coordenador técnico acredita ser possível a utilização de embalagens monomaterial em substituição às de multimateriais conforme o caso. Mas faz ressalvas. “Algumas vezes elas são substancialmente mais caras e/ou podem representar um efeito negativo na sustentabilidade. É melhor uma embalagem com grau mais complexo de reciclagem do que uma que proporciona menor shelf-life ou até mesmo leve ao descarte do alimento ou produto nela contido”. Outro aspecto destacado: “para atingir o mesmo desempenho de uma embalagem multicamadas, uma monomaterial precisa apresentar espessura significativamente maior”.

    Entre as formulações disponíveis da Basf, se encontram dois lançamentos recentes, o Ultramid C37 LC e o Ultramid Flex F38L. “Os dois desenvolvimentos foram baseados em requerimentos de mercado, que buscavam melhor processabilidade, além de propriedades ópticas e mecânicas diferenciadas”, informa. De acordo com o coordenador, as novidades são duas copoliamidas que criam oportunidades e estabelecem novos padrões de qualidade para filmes.

    “O grade C37 LC é diferenciado por apresentar o mais baixo ponto de fusão entre as poliamidas tradicionais do tipo 6/6.6. A Flex F38 tem cerca de um terço de sua composição derivada de fonte renovável”. A empresa possui um processo conhecido como Mass Balance, pelo qual produz poliamidas desenvolvidas com matéria-prima alocada de fontes renováveis, como o biogás. “Elas apresentam as mesmas propriedades e características das tradicionais”.

    Poliamidas, capítulo II – A multinacional japonesa UBE oferece ao mercado de embalagens flexíveis a linha de poliamidas Terpalex, indicada para produtos cárneos e embutidos como salsichas, presuntos e outros nos quais a cor real do produto é elemento fundamental na decisão de compra. Também se adequa bem ao mercado de queijos.

    “A família Terpalex tem propriedades únicas que garantem a produção de estruturas de embalagens termoformadas com total transparência, alta resistência e maior profundidade, de até 95 mm contra os 70 mm dos homopolímeros tradicionais”, garante Daniel Hernandes, gerente de vendas. Ele acrescenta que a distribuição uniforme do material nos cantos da embalagem é outra vantagem, pois evita o stress e a possível ruptura. “O Terpalex permite trabalhar com temperaturas de termoformagem mais baixas (80°C, contra 110°C), reduzindo o consumo de energia e gerando economia para o convertedor”.

    Hernandes admite existir demanda crescente por embalagens monomateriais, mas acha que a substituição das multimateriais deve levar algum tempo. “Em nossos estudos, a melhor opção e a mais eficiente em termos de utilização de recursos segue sendo as embalagens multicamadas multimateriais. O mais importante é criar proteção eficiente para os alimentos, garantindo maior vida útil com menor utilização possível de recursos em toda a cadeia. Os filmes monomaterial são mais indicados para aplicações com menores exigências”, garante. O gerente lembra que em alguns casos determinadas empresas estão partindo para o movimento contrário. “Aplicações como embalagens para pães estão adotando estruturas multicamada para garantir maior tempo de prateleira”.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *