Ferramentaria Moderna

Ferramentaria moderna – Especialistas em soldas para reparo de moldes batalham pela sobrevivência da atividade

Jose Paulo Sant Anna
26 de outubro de 2012
    -(reset)+

    Plástico, Ferramentaria moderna - Especialistas em soldas para reparo de moldes batalham pela sobrevivência da atividade

    A Armenio também executa o processo de solda a laser

    “O mercado de ferramentaria de plástico é muito importante para nós, atendemos muitas empresas desse segmento”, explica Bruna Regina da Silva, analista de suprimentos. De acordo com Bruna, o fato de oferecer as duas opções de serviços é uma vantagem da empresa. Uma das estratégias é orientar os clientes para fazer o serviço mais adequado caso a caso. “Explicamos a situação e o cliente escolhe o caminho que quer seguir”, diz. Ela reconhece que a solda a laser é mais cara, mas destaca alguns benefícios dessa tecnologia. “Com ela, o material a ser reparado aquece menos e permite acabamento melhor”, analisa.

    Solitário – Antes só do que mal acompanhado. Esse é o lema de Raul Correa, que sozinho administra a Soldas Leste, da capital paulista. Há 27 anos no mercado, ele conta que sua empresa já teve oito soldadores contratados. Agora prefere trabalhar sozinho. Especialista na aplicação de soldas TIG, ele não se queixa da falta de encomendas. “Tenho clientes que confiam em mim”, justifica.

    Apesar da situação particular na qual se encontra, ele reconhece os problemas vividos pelas empresas do setor, sufocadas pelo excesso de prestadores de serviços. “Tem muita gente que cobra muito barato, mas faz trabalhos de péssima qualidade. Infelizmente os clientes preferem economizar alguns reais e com isso põem em risco ferramentas que custam muito caro”, avalia. Ele lembra que o soldador deveria ser comparado a um bom médico. “Quando você quer fazer uma plástica não corre riscos, procura algum nome de nível, como o doutor Ivo Pitanguy. Na hora de consertar uma ferramenta, o cliente também deveria escolher alguém capacitado.”



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *