Feiras e Eventos

Feira entra na onda da economia circular – Prévia K 2019

Marcelo Furtado
14 de outubro de 2019
    -(reset)+

    ARBURG

    A fabricante austríaca de injetoras, bem ao gosto da organização da K, vai ter como focos centrais a economia circular e a digitalização. No primeiro caso, o conceito ganhou um programa na empresa, chamado arburgGREENworld, que é dividido em quatro pilares: Green Machine, Green Production e Green Services, todos os três voltados para seus clientes. E o quarto tem foco interno, com ações sustentáveis dentro da empresa, chamado Green Environment. Para demonstrar o conceito de economia circular de forma prática, porém, a Arburg vai demostrar na K 2019 duas aplicações. A primeira demonstrará, em cooperação com a empresa Erema, a produção de copos de polipropileno com 30% de PP reciclado, fornecido pela parceira. Em um ciclo de quatro segundos, a injetora híbrida Allrounder 1020 H, com força de fechamento de 6.000 kN, vai processar oito copos. A segunda aplicação, com uma injetora elétrica dois-componentes Allrounder 630, vai processar um material PCR (reciclado pós-consumo), derivado de lixo doméstico, com o qual produzirá peça técnica, em processo agregado com sistema de formação de espuma Profoam, com TPE. Ao total, haverá oito injetoras Allrounder e uma Freeformer na estande da Arburg.

    ARLANXEO

    Especializada em soluções com elastômeros de alto desempenho, a Arlanxeo, em sua segunda participação na K, coloca como tema central de sua exposição soluções para a mobilidade do futuro, como carros elétricos e autônomos. Mostra soluções com elastômeros sintéticos que podem cooperar com as demandas desses mercados por peças leves, de alta resistência térmica, baixo ruído, performance otimizada antivibração e consumo reduzido de energia. Dividiu seus desenvolvimentos em três tópicos. O primeiro contempla soluções em pneus, que incluem suas pesquisas em novas arquiteturas poliméricas para melhorar os compostos e assim atingir melhor resistência à abrasão e reduzido rolamento ao mesmo tempo em que mantém os aspectos de segurança. O foco aí seria diminuir o consumo de combustível/energia dos veículos. O segundo campo de soluções é para armazenagem de energia em carros elétricos com uso de grades de elastômeros nas baterias de lítio, com alta resistência térmica. Por fim, a terceira linha visa a utilização de novas borrachas para diminuir o peso dos veículos. Um exemplo seriam cabos retardantes à chama para carregamento de baterias, perfis e sistemas antivibração, além de palhetas dos limpadores de para-brisa que atendam às necessidades de câmeras de veículos autônomos.

    BASF

    A Basf destaca dois novos grades da linha de PBT (politereftalato de butileno) Ultradur, que podem ser empregados em extrusão. O Ultradur B6560 M2 FC TF, segundo a empresa, é o primeiro PBT termoformável do mundo, e o B6551 LNI tem aplicação em extrusão. As duas novas classes combinam as características da família, como elevado ponto de fusão, baixa absorção de umidade, alta estabilidade dimensional e boas propriedades de barreira. No entanto, até então a resistência do fundido do PBT não era suficiente para fazer com que ele fosse adequado para extrusão. De acordo com a Basf, ao conectar e ramificar as cadeias do polímero por meio de aditivos feitos sob medida, foi possível obter resistência do fundido mais elevada. Dessa forma, o B6551 LNI se torna compatível para produção de tubos, perfis e mandris, enquanto o B6560 M2 FC TF serve para extrusão de filmes e termoformagem de embalagens ou peças técnicas.

    BAUSANO

    A Bausano do Brasil aproveitará a K 2019 para apresentar novas tecnologias e equipamentos de primeira qualidade. As novidades desde ano são as extrusoras dupla rosca MD-92-30 Plus, MD-130-30 Plus e MD-30-19 Plus. O estande da empresa fica no hall 16/B70.

    BRASKEM
    A petroquímica nacional tornará oficial no evento a parceria com a alemã Kautex Maschinenbau, para quem passará a fornecer o polietileno de alta densidade feito à base de cana-de-açúcar e resina pós-consumo (PCR) para a produção inédita de garrafas de três camadas, sendo uma de espuma. O resultado é a diminuição da pegada de carbono do produto final quando comparado ao feito com base convencional, afirma a companhia. As garrafas estarão no estande, fabricadas durante a feira em máquinas da Kautex, e não serão entregues aos visitantes, mas sim recolhidas e destinadas à reciclagem por meio de uma parceria com a Erema, fabricante de máquinas para reciclagem de plásticos. A iniciativa visa chamar a atenção para o compromisso das três empresas com a economia circular.

    CROMEX

    Em operação há mais de 40 anos e detentora da maior fábrica de masterbatches da América Latina, a Cromex apresentará na K 2019 sua linha de produtos, isenta de metais pesados, exportada para quase 60 países. No caso dos masters pretos, oferece produtos premium, standard e econômicos, adequados às expectativas dos clientes. A empresa oferece a possibilidade de incluir aditivos para conferir funcionalidades aos masters. Entre eles, está o que melhora a reciclabilidade das resinas, outros são extensores de cadeia para PET, auxiliares de fluxo, dessecantes, branqueadores ópticos, blue-toners, compostos de purga, além de um aditivo oxibiodegradável.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *