Feiras e Eventos

Feiplastic 2013 – Vitrine Feiplastic 2013

Plastico Moderno
20 de junho de 2013
    -(reset)+

    APEX LATIN AMERICA

    Principal atração neste estande, os cilindros de medição (anilox) GTT, tecnologia de transferência genética (GTT), resultam de anos de pesquisa, desenvolvida para transferência de tinta ao clichê de forma mais efetiva, no entender da expositora. Este propósito foi alcançado graças à forma geométrica de canais em “S” e cerâmica superdura ReleaseAll, composta de 80% de CrO2 e 20% de dióxido de titânio. Segundo a empresa, a tecnologia GTT permite aos convertedores imprimir com mais qualidade, menor gasto de tinta, em tempos de secagem mais curtos, com menor desgaste de lâminas e redução no estoque de cilindros.

    O fabricante explica que células fechadas de gravação convencional retêm a tinta, criando turbulência dentro da sua estrutura; e, além disso, a área de parede da célula reduz a sua superfície de transferência. Informa, ainda, que os canais GTT são 40% a 60% mais rasos; e as paredes reduzidas em 66%, gerando uma melhor transferência, além de permitir que a tinta flua ao longo dos canais de gravação nos cilindros/camisas.

    A Apex garante que um cilindro ou camisa GTT pode realizar o trabalho de dois, três – ou até mais – anilox convencionais. Há apenas cinco tamanhos GTT: XL para alta opacidade e chapados; L para chapados e combinações; M ou S para linhas, combinações, imagens e processos; e XS para trabalhos de cromia superfinos como o HD. Isto é possível, segundo a dona da tecnologia, porque um cilindro GTT cobre um range bem maior de lineaturas, comparado com cilindros de gravação convencional.

    Por conta de um GTT realizar a tarefa de gravação de dois ou três anilox convencionais, não são necessárias tantas trocas. Além disso, o GTT exige uma limpeza profunda com menor frequência, portanto, pode permanecer na impressora por mais tempo. Também exige menos troca em máquina, sinônimo de maior vida útil. Outra vantagem reside no tempo de configuração em máquina: mais curto. Menos estações também significam registros mais rápidos, ou seja, set up mais curto.

    As propriedades de fluxo de tinta exclusivas do GTT reduzem o acúmulo de tinta em cilindros/camisas e clichês, facilitando a limpeza, que também permanece por mais tempo. O expositor afirma que trabalhos de banda larga com GTT rivalizam em nitidez, tonalidade e densidade com offset ou rotogravura. No quesito qualidade de impressão, sejam chapados, combinações ou linhas, o GTT reduz ou elimina manchas, sombras e pontos, oferecendo chapados mais fortes e mais densos, letras e linhas mais nítidas e finas, com uma gama maior de cores.

    Arburg - Allrounder 520 E ©QD Foto: DivulgaçãoARBURG

    A fabricante alemã de injetoras selecionou duas máquinas para exibir na feira: uma híbrida (Allrounder Hidrive H) e uma elétrica (Allrounder Edrive). Com elas, a empresa acredita atender às solicitações do mercado brasileiro e sul-americano. Os dois equipamentos expostos são paradigma de uma produção eficiente, foco da empresa em sua atuação global.

    A expositora detecta nos transformadores da América do Sul interesse em aumentar a automação no processo de injeção e na aquisição de máquinas elétricas com uma boa relação custo/benefício. Nesse contexto, a Edrive se destaca como uma solução econômica de automação. Essa tendência é observada não só nas empresas internacionais e de grande porte da região, mas também nos fabricantes locais, que buscam cada vez mais máquinas com essa tecnologia. O setor de embalagens tem apostado muito nesse tipo de equipamento, motivo pelo qual a Arburg montou seu programa na feira em resposta a essas demandas.

    A série de injetoras Edrive se caracteriza pela precisão, reprodutibilidade, eficiência energética e emissões minimizadas. Por causa da excelente relação custo/desempenho, essas máquinas são uma alternativa interessante às injetoras hidráulicas.

    Na exposição, o modelo Allrounder 520 E, de 1.500 kN de força de fechamento e uma unidade de injeção de tamanho 400, demonstra a produção de bandejas empilháveis de CD em molde de uma só cavidade. As peças são removidas pelo sistema robótico Multilift Select, que possui uma configuração adaptada ao tamanho da máquina. Essa célula produtiva, com todo equipamento periférico integrado no sistema de controle Selogica, representa um modelo econômico de produção automatizada de peças injetadas com a tecnologia de máquinas elétricas.

    A Arburg também apresenta o módulo Selogica Assistente de Configuração (Set-up Assistant), da instalação do molde à sequência final, de manuseio simples, rápido e confiável. O assistente auxilia o usuário a reduzir tempos de inatividade e elevar a eficiência na produção.

    O outro modelo de máquina exposto, o Allrounder 570 H, pertence à série de tecnologia híbrida, caracterizada por sua alta produtividade, tempos de ciclos curtos e alta eficiência energética, projetada para aplicações em embalagens.

    A velocidade e a precisão associadas com a tecnologia elétrica são combinadas com a força hidráulica e dinâmica para um desempenho de alta produção. Todas as injetoras Allrounder H ostentam o rótulo de eficiência energética e2, uma indicação de funcionamento otimizado de energia.

    O modelo híbrido da exposição, com força de fechamento de 2.000 kN e unidade de injeção tamanho 800, demonstra a moldagem de peças (tampas) de 6,1 g também com sistema de rotulagem no molde, em tempos de ciclo de cinco segundos. O molde de seis cavidades é da RK Ferramentaria, e o sistema robótico para alimentação dos rótulos e remoção das peças moldadas é da OK! Automation – ambas brasileiras.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *