Feiplastic 2013 – Vitrine Feiplastic 2013

Da representada SML, os destaques são as linhas de extrusão de chapas de alto desempenho, resultado do desenvolvimento contínuo das tecnologias de extrusão e calandragem para linhas de produção de chapas para termoformagem tanto de PP – existem máquinas no mercado processando chapas de PP em larguras de 750 mm a 850 mm, em velocidades de produção de 1.300 a 1.800 kg/h, por exemplo – como de PS. Segundo a empresa, estas linhas oferecem alto grau de eficiência, ou seja, oferecem razão de investimento/desempenho favorável; baixo consumo de energia (Wh/kg); utilização econômica de matérias-primas; baixas variações de espessura (Smart Parallel Gap); tamanho reduzido; baixos níveis de sobras; e trocas rápidas de cor e de material nas HSE (High Speed Extruders ou extrusoras de alta velocidade). Também compõem a amostra roscas de diversos diâmetros e comprimentos, assim como diferentes conceitos de acionamento da SML. Além disso, a empresa enfatiza que o termo “alta velocidade” é aplicável não somente à rosca da extrusora, mas também à unidade de calandragem e ao bobinador. Outro destaque fica por conta do desenvolvimento dos thin shell rolls e a disposição destes cilindros especiais de refrigeração na calandra, além dos rolos de pós-refrigeração, que permitem altos níveis de produção específicos, em termos das larguras do material; e o emprego destes cilindros de alta tecnologia, o que também permite a obtenção de chapas de qualidade. Já os cilindros “SPG” (Smart Parallel Gap), outro item da empresa que merece ênfase especial, constituem uma das principais características da calandra da SML. Em conjunto com o rolo de refrigeração principal, eles permitem polimento com alto paralelismo, o que resulta na produção de chapas finas com tolerâncias de espessura adequadas. A SML emprega suas próprias bobinadeiras Jumbo e, assim, minimiza os tempos de parada durante as trocas de bobinas nas máquinas de termoformagem. A empresa utiliza bobinas com dois metros de diâmetro, oferecendo quatro vezes mais tempo de produção, quando comparadas com bobinas com um metro de diâmetro. Toda a linha, da extrusora ao bobinador, é monitorada pelo sistema de controle Smile, que, além de amigável ao operador, oferece gerenciamentos ideais das receitas, manutenção remota e diferentes possibilidades de registro de dados. No que diz respeito a estes últimos, todos os parâmetros de energia, como o de consumo específico (Wh/kg), por exemplo, podem ser mostrados em tempo real e as tendências devidamente registradas. Isso proporciona melhores opções de ajuste e otimização da produção.

ENERCON/FLEXOWASH/ROTOBRAS

Representadas pela Converprint, as três expositoras compartilham o mesmo estande, onde apresentam: uma rebobinadeira Rotobras para o mercado de acabamento, considerada inovadora pela empresa em razão de seus sistemas de controles de tensão e outras tecnologias aplicadas; um equipamento de lavagem de cilindros anilox Flexowash; e um aplicativo da Enercon, que simula as mais variadas formas de tratamentos de superfície. A participação conjunta no estande é estratégica e tem o propósito de lançar a ideia de que três empresas similares dos segmentos podem dividir um mesmo espaço sem uma interferir na outra, pois o comercial de todas é interligado.
Além da rebobinadeira, o visitante também confere novidades da Enercon e da Flexowash. Da primeira, tecnologia de tratamento de superfícies via plasma da Enercon, considerada inovadora e ecológica. Da última, novas máquinas de lavagem de camisas, clichês e tambores.

Página anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52Próxima página

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios