Feiplastic 2013 – Vitrine Feiplastic 2013

Confira os destaques da Feira*

ACMA SERVICE DO BRASIL

Na edição deste ano, a empresa coloca à mostra seus sistemas automáticos para manuseio e alimentação de matérias-primas, ou seja, seus misturadores/resfriadores e linhas de extrusão para a produção de materiais termoplásticos. Seus equipamentos são voltados, principalmente, aos setores de compostos de PVC, tubos e perfis de PVC, compostos de PE/PP, tubos e perfis de PE/PP e masterbatches. O know-how da Acma e os profissionais de seu departamento de engenharia ficam à disposição dos visitantes para projetar em conjunto a melhor planta/solução, em conformidade com as especificações técnicas do cliente, a reologia dos produtos a serem processados e os espaços disponíveis.

AÇOESPECIAL

A expositora mostra toda a sua linha de aços para moldes, destinados aos mais variados segmentos da indústria de plástico. A empresa oferece placas esquadrejadas de aço especial para a montagem de porta-moldes, com garantia de agilidade no prazo de entrega e preços atrativos. A Açoespecial assegura ótimo prazo de entrega até mesmo no caso de placas para porta-moldes especiais, fora de padrão. A empresa destaca as placas usinadas com sua família de aços exclusivos Superplast, que são mais fáceis de usinar em relação aos opcionais substitutos, sinônimo de menor custo. Segundo informa a expositora, o aço SP300 já esquadrejado tem melhor custo em relação ao aço p20, pois o SP300 usina 30% mais rápido que o outro.

ADVANCED POLYMERS

A distribuidora aproveita o espaço para lançar linhas de poliacetal (POM), policarbonato (PC), poliuretano (TPU), poliamida (PA) e polibutileno tereftalato (PBT). Trata-se de plásticos de engenharia fornecidos ao mercado em cores, contendo cargas, fibras e outros aditivos, por meio de parcerias com empresas conceituadas internacionalmente.

Afa - Ecohose ©QD Foto: DivulgaçãoAFA

Uma das maiores produtoras de mangueiras flexíveis de PVC, acima de 12 milhões de metros mensais, a empresa oferece mais de 4.000 tipos, para usos diversos, desde as linhas industriais até a área da saúde. Sua atuação inclui mercados como linha branca, automobilístico, agrícola, construção civil e doméstico. A expositora destaca a Ecohose, desenvolvida com matéria-prima de fonte renovável. Segundo a fabricante, essa mangueira contém sete vezes mais produtos de base biológica do que as tradicionais. Além disso, é totalmente reciclável.

Altec - Linha de alinhadores ©QD Foto: DivulgaçãoALTEC

Diversos equipamentos para solucionar problemas de controle de processo e garantia da qualidade nas indústrias de conversão, filmes e embalagens, entre outros, podem ser conferidos no estande desta fabricante. Entre as novidades, exibe linha de alinhadores, que agora dispõe de alimentação 24 V, digital, com display de LCD e sensor de linha; e o novo estrobo a LED, agora com quatro opções de tamanho: 100, 300, 600 e 900. A exposição ainda inclui vídeo scan digital HD com pré-registro, leitores de códigos e inspetores de embalagens. A empresa aproveita para divulgar também outros produtos, tais como freio a pó, projetado com dois rotores (interno e externo); freio pneumático de segurança, desenvolvido para proporcionar frenagem rápida, porém suave, durante emergências; controlador de tensão com display digital por sensor ultrassônico ou célula de carga; células de carga com tamanho compacto, disponíveis para aplicações até 200 Kgf; embreagens desenvolvidas para aplicações que necessitam de precisão e suavidade no acionamento das máquinas; e montadora de clichês computadorizada, modelo Zeus, para banda larga, que permite a montagem do clichê de forma rápida e precisa.

Altmann - Câmara para teste de QUV e xênon da Q-Lab ©QD Foto: Divulgação
Altmann – Câmara para teste de QUV e xênon da Q-Lab

ALTMANN

Destaca a família Plasti-Corder de reômetro de torque da Brabender, empresa com a qual fechou acordo exclusivo relativo às linhas farma e às de polímeros. A família Plasti-Corder apresenta vários misturadores/cabeças de medição, extrusoras monorrosca, dupla rosca paralela, dupla cônica e dupla segmentada. Ainda expõe outros equipamentos da Brabender para determinação de absorção de óleo e negro de fumo, determinação automática de densidade, determinação de teor de água e solvente, assim como uma prensa aquecedora, entre outros. Além desta linha de equipamentos, a Altmann apresenta os granulômetros a laser e os zetâmetros da Malvern, os espectrofotômetros colorimétricos da X-Rite, os moinhos para laboratórios da Retsch; e a câmara para teste de QUV e xênon da Q-Lab.

APEX LATIN AMERICA

Principal atração neste estande, os cilindros de medição (anilox) GTT, tecnologia de transferência genética (GTT), resultam de anos de pesquisa, desenvolvida para transferência de tinta ao clichê de forma mais efetiva, no entender da expositora. Este propósito foi alcançado graças à forma geométrica de canais em “S” e cerâmica superdura ReleaseAll, composta de 80% de CrO2 e 20% de dióxido de titânio. Segundo a empresa, a tecnologia GTT permite aos convertedores imprimir com mais qualidade, menor gasto de tinta, em tempos de secagem mais curtos, com menor desgaste de lâminas e redução no estoque de cilindros.

O fabricante explica que células fechadas de gravação convencional retêm a tinta, criando turbulência dentro da sua estrutura; e, além disso, a área de parede da célula reduz a sua superfície de transferência. Informa, ainda, que os canais GTT são 40% a 60% mais rasos; e as paredes reduzidas em 66%, gerando uma melhor transferência, além de permitir que a tinta flua ao longo dos canais de gravação nos cilindros/camisas.

A Apex garante que um cilindro ou camisa GTT pode realizar o trabalho de dois, três – ou até mais – anilox convencionais. Há apenas cinco tamanhos GTT: XL para alta opacidade e chapados; L para chapados e combinações; M ou S para linhas, combinações, imagens e processos; e XS para trabalhos de cromia superfinos como o HD. Isto é possível, segundo a dona da tecnologia, porque um cilindro GTT cobre um range bem maior de lineaturas, comparado com cilindros de gravação convencional.

Por conta de um GTT realizar a tarefa de gravação de dois ou três anilox convencionais, não são necessárias tantas trocas. Além disso, o GTT exige uma limpeza profunda com menor frequência, portanto, pode permanecer na impressora por mais tempo. Também exige menos troca em máquina, sinônimo de maior vida útil. Outra vantagem reside no tempo de configuração em máquina: mais curto. Menos estações também significam registros mais rápidos, ou seja, set up mais curto.

As propriedades de fluxo de tinta exclusivas do GTT reduzem o acúmulo de tinta em cilindros/camisas e clichês, facilitando a limpeza, que também permanece por mais tempo. O expositor afirma que trabalhos de banda larga com GTT rivalizam em nitidez, tonalidade e densidade com offset ou rotogravura. No quesito qualidade de impressão, sejam chapados, combinações ou linhas, o GTT reduz ou elimina manchas, sombras e pontos, oferecendo chapados mais fortes e mais densos, letras e linhas mais nítidas e finas, com uma gama maior de cores.

Arburg - Allrounder 520 E ©QD Foto: DivulgaçãoARBURG

A fabricante alemã de injetoras selecionou duas máquinas para exibir na feira: uma híbrida (Allrounder Hidrive H) e uma elétrica (Allrounder Edrive). Com elas, a empresa acredita atender às solicitações do mercado brasileiro e sul-americano. Os dois equipamentos expostos são paradigma de uma produção eficiente, foco da empresa em sua atuação global.

A expositora detecta nos transformadores da América do Sul interesse em aumentar a automação no processo de injeção e na aquisição de máquinas elétricas com uma boa relação custo/benefício. Nesse contexto, a Edrive se destaca como uma solução econômica de automação. Essa tendência é observada não só nas empresas internacionais e de grande porte da região, mas também nos fabricantes locais, que buscam cada vez mais máquinas com essa tecnologia. O setor de embalagens tem apostado muito nesse tipo de equipamento, motivo pelo qual a Arburg montou seu programa na feira em resposta a essas demandas.

A série de injetoras Edrive se caracteriza pela precisão, reprodutibilidade, eficiência energética e emissões minimizadas. Por causa da excelente relação custo/desempenho, essas máquinas são uma alternativa interessante às injetoras hidráulicas.

Na exposição, o modelo Allrounder 520 E, de 1.500 kN de força de fechamento e uma unidade de injeção de tamanho 400, demonstra a produção de bandejas empilháveis de CD em molde de uma só cavidade. As peças são removidas pelo sistema robótico Multilift Select, que possui uma configuração adaptada ao tamanho da máquina. Essa célula produtiva, com todo equipamento periférico integrado no sistema de controle Selogica, representa um modelo econômico de produção automatizada de peças injetadas com a tecnologia de máquinas elétricas.

A Arburg também apresenta o módulo Selogica Assistente de Configuração (Set-up Assistant), da instalação do molde à sequência final, de manuseio simples, rápido e confiável. O assistente auxilia o usuário a reduzir tempos de inatividade e elevar a eficiência na produção.

O outro modelo de máquina exposto, o Allrounder 570 H, pertence à série de tecnologia híbrida, caracterizada por sua alta produtividade, tempos de ciclos curtos e alta eficiência energética, projetada para aplicações em embalagens.

A velocidade e a precisão associadas com a tecnologia elétrica são combinadas com a força hidráulica e dinâmica para um desempenho de alta produção. Todas as injetoras Allrounder H ostentam o rótulo de eficiência energética e2, uma indicação de funcionamento otimizado de energia.

O modelo híbrido da exposição, com força de fechamento de 2.000 kN e unidade de injeção tamanho 800, demonstra a moldagem de peças (tampas) de 6,1 g também com sistema de rotulagem no molde, em tempos de ciclo de cinco segundos. O molde de seis cavidades é da RK Ferramentaria, e o sistema robótico para alimentação dos rótulos e remoção das peças moldadas é da OK! Automation – ambas brasileiras.

ASACLEAN

A Sun Plastech Inc. produz e distribui o composto de purga Asaclean, tradicional em mais de 60 países no mundo, atendendo moldadores por injeção e extrusão de termoplástico na América do Norte e América do Sul. O produto em destaque limpa máquinas injetoras e extrusoras. Sua ação permite rápida mudança de material e/ou cor, remoção de materiais degradados e limpeza de câmara quente. Previne o aparecimento de materiais degradados, quando usado como um selante durante as paradas longas. A variedade de tipos do composto de purga permite tanto a limpeza de resinas commodities quanto de engenharia, na faixa de temperatura de 160°C a 420°C. É formulado de tal forma que 100% dos grânulos atuam como agentes de limpeza. A Sun Plastech recebe suporte tecnológico e recursos de sua coligada, a Asahi Kasei Chemicals Corp. As empresas são representadas no país pela Star Plásticos Ltda.

ASPÓ LAVAGEM AMERICANA

A fabricante de aspiradores industriais de alto vácuo apresenta aos visitantes da feira o modelo CR-16, dotado de descarga automática em tambor com sistema de autolimpeza do filtro, e de bomba de vácuo de fabricação própria. O equipamento, utilizado para aspiração de pó, água, óleo, pedras etc., opera com dois motores trifásicos Weg de alto rendimento (possuem 7,5 HP e atuam em 220/380/440 Volts – 50/60 Hz), e conta com painel elétrico, cabo elétrico de sete metros, mangueira de 2” ou 2 ½” x 10 metros e acessórios. Funciona com vazão de ar de 12 m3/min e pressão de 3.200 mmCA, montado sobre uma plataforma móvel, e comporta caçamba basculante com 200 litros de capacidade. A Aspó fabrica e desenvolve equipamentos sob encomenda, feitos de aço inox e à prova de explosão, voltados a indústrias diversas.

AURIQUÍMICA

Em sua estreia na feira, a empresa, especializada em distribuição e comercialização de matéria-prima para vários segmentos da indústria química, principalmente para as de borracha, plástico, adesivos, solados e látex, destaca o seu amplo portfólio de produtos, provenientes de grandes marcas, tais como Arkema, Bayer, Buschle & Lepper, Dow, Dow Corning, DuPont Performance Elastomers, Lanxess, Rhein Chemie, Xiameter e Zeon. A Auriquímica mostra também sua linha de elastômeros para modificação de impacto, seus produtos feitos de TPO/TPV e o veículo para masterbatches oferecido ao mercado, entre outros produtos. Além disso, apresenta seu portfólio de plastificantes livres de ftalato, bem como os peróxidos para modificação de fluidez de PP.

Automaq - Esteiras transportadoras ©QD Foto: DivulgaçãoAUTOMAQ

Esteiras transportadoras, utilizadas para retirada de peças para o transporte de rebarbas para moinhos, e sistemas de enchimento para caixas, por peso ou ciclo, constituem os produtos em destaque neste estande. O evento também servirá de palco para exibir a nova linha de esteiras reunidoras de frascos, que permitem a retirada precisa e funcional de produtos de sopradoras, bem como seu encaminhamento para processos de embalamento, enchimento, inspeção e outros. A exposição se completa com itens da sua tradicional linha de acessórios e equipamentos auxiliares para automação e otimização nos processos de injeção, extrusão e sopro: alimentadores, dosadores volumétricos e gravimétricos, secadores e desumidificadores.

AUTOMATA

A empresa reserva várias atrações para os visitantes. O Optinject, um sistema de comando all in one (tudo em um), desenvolvido especialmente para aplicações de automação industrial em máquinas injetoras, sopradoras e extrusoras, dos mais diversos modelos e tamanhos, permite gerenciar todas as funções por meio de operações muito versáteis. A expositora também destaca conjuntos e subconjuntos de plastificação com blindagem bimetálica, com propriedades antiabrasão, anticorrosão e antiadesão. Os interessados em reduzir o consumo de energia elétrica em máquinas injetoras podem conferir o Eco-Drive, sistema que permite sincronizar e emitir sinais de comando na medida certa, com economia energética de até 60%. A empresa também presta consultoria e implanta mecanismos em acordo com a NR 12, executa serviços de retrofit em injetoras com diversas combinações em automação, e ainda disponibiliza peças de reposição mecânicas, hidráulicas, eletroeletrônicas, vedações e outras, para injetoras.

AVT - Sistema AVT de inspeção ©QD Foto: DivulgaçãoAVT – ADVANCED VISION TECHNOLOGY

Renomada fabricante mundial de sistemas de detecção automática de defeitos para embalagens e rótulos impressos, a empresa leva para a feira soluções de última geração, como o sistema AVT de inspeção 100%, que será demonstrado ao vivo no seu estande. Segundo informa a expositora, os sistemas PV/Apollo II, para inspeção 100% para aplicações em sistemas de embalagens impressas em banda larga, e PV/Helios II, para inspeção 100% de rótulos e impressos em banda estreita, são projetados para trabalhar em máquinas de impressão ou quaisquer tipos de máquinas de acabamento, sobre quaisquer substratos e aplicações de impressão.

A AVT destaca o alto nível de capacidade de inspeção e a facilidade de utilização operacional, além de características adicionais, demonstradas em paralelo à inspeção. Entre elas, controle da cor que permite que os operadores monitorem suas cores durante toda a produção por valor colorimétrico, medindo as áreas sólidas de cores específicas, bem como em áreas sobre a imagem; verificação de trabalho (utiliza o arquivo original em PDF para verificar automaticamente o conteúdo do trabalho durante o preparo, para assegurar que o trabalho e os elementos de impressão que serão utilizados estejam corretos para a produção); e RLT –Repeat Length Trend (monitora o comprimento de repetição de eventuais desvios acima dos limites preestabelecidos para o material, assegurando o bom funcionamento do processo de envase e empacotamento do cliente final).

A empresa ainda leva soluções e recursos adicionais que proporcionam relatórios detalhados e arquivamento das imagens dos defeitos, conectividade com sistemas ERP/MIS, e soluções de fluxo de trabalho completo entre a impressora e a rebobinadora.

AX Plásticos - Extrusora AX16DR ©QD Foto: DivulgaçãoAX PLÁSTICOS

A empresa aproveita o evento para reafirmar o seu compromisso de ocupar o posto de “solução ideal para o laboratório do plástico”, seja para a área industrial, no desenvolvimento de cores e produtos, seja na área acadêmica, contribuindo para as pesquisas de novas resinas, compósitos e blendas, entre outras. Sua exposição contempla a máquina extrusora modelo AX16DR, para laboratórios de polímeros termoplásticos, dotada de dupla rosca corrotante e com grande gama de opcionais, como “side-feeder” único ou duplo, com opções de mudança de posição; alimentador principal para materiais em diversos estados – pó, grânulo, líquido; sistema de degasagem; sistema de CLP; e medidor de pressão de massa. Expõe também a extrusora de bancada “AX20” para filme tubular, que opera com o consumo mínimo de 200 gramas de matéria-prima para testes, e a extrusora de pequeno porte para filme tubular modelo “AX10 Nano”, com rosca de 10 mm de diâmetro e peso de apenas 27 kg.

BAERLOCHER

A expositora compartilha com os visitantes da feira a comemoração de seus 40 anos de atividades no país. Tradicional produtora de aditivos para plásticos, especialmente PVC, a empresa mostra sua linha completa de produtos para esse mercado, tais como estabilizantes, lubrificantes, auxiliares de fluxo, modificadores de impacto, antiestáticos, estearatos metálicos, entre outros. O estande reserva algumas novidades na linha de estabilizantes one pack para processamento de PVC na extrusão de tubos, perfis e telhas. Os novos desenvolvimentos, compostos dos metais cálcio e zinco, seguem a tendência mundial de eliminação total dos aditivos à base de metais pesados.

BANDERA / CONVERPRINT

Bandera Converprint - Smartflex ©QD Foto: DivulgaçãoAproveitará a oportunidade para lançar e divulgar sua entrada definitiva como produtora no mercado brasileiro, ainda este ano. Terá como destaque também durante o evento a apresentação do Smartflex, equipamento voltado ao segmento de coextrudados em filmes flexíveis. Será colocada em evidência a parte quente do equipamento, o qual é composto de três camadas e oferece a possibilidade de produzir até 520 kg/h, na configuração a ser apresentada, e com variação de espessura em torno de 2,3%, em 20 micras, ou em torno de 1,2%, em 100 micras. A máquina completa tem consumo energético de 0,32 kW por kg de produto produzido, considerando-se do gravimétrico até a bobinadeira, com o sistema de resfriamento incluso neste cálculo. Também irá demonstrar ao mercado suas chapas e lâminas de PET/PP e PS, e seu mais inovador mostruário de produtos finais de PET expandido, os quais podem proporcionar produtos com até 30% de redução no peso específico, com a mesma rigidez física, quando utilizados os equipamentos Agility Line e ECO-Line da empresa.

Basf - Calçados Pure ©QD Foto: DivulgaçãoBASF

Exibe produtos inovadores para diferentes segmentos. Para a construção, a Basf expõe as soluções aprimoradas Neopor e Basotect. Esta última é uma espuma de melamina usada para aplicações de conforto acústico. Suas principais vantagens são: alto poder de absorção acústica em baixas e altas frequências, baixíssima densidade, estabilidade química e sua elevada segurança ao fogo (não propaga chamas nem gera fumaça tóxica em caso de incêndio). O setor automotivo é contemplado pelas seguintes linhas e produtos: Ultradur, Ultramid, Elastollan, Neopolen P (EPP). Dentre estes, a linha de poliamida Ultramid merece destaque por suas excelentes propriedades mecânicas – resistência ao impacto e rigidez, propriedades térmicas, elevada resistência química e a altas temperaturas de trabalho, além de sua fácil processabilidade. No segmento de embalagens, a apresentação conta com as conhecidas soluções Styropor, Ecoflex, Ecovio e Ultramid, além do mais recente desenvolvimento Ecovio FS Paper. Este último material é feito parcialmente de Ecoflex FS e PLA (ácido poliláctico), o qual é obtido do amido de milho. Para a agricultura, as soluções são o Tinuvin XT 200 e o plástico biodegradável Ecovio F Mulch, uma blenda de Ecoflex e ácido poliláctico utilizada para a produção de filme agrícola. Para a indústria de moda e design, as contribuições são o TPU Elastollan e o PU Elastopan, poliuretanos utilizados na produção dos calçados conceituais Pure 1.0, Pure 1 e Pure 1.2, produtos mais duráveis, funcionais, confortáveis e leves do que os desenvolvidos com outros materiais. Na área de mineração e óleo e gás, o foco é a linha de produtos Elastollan, que viabiliza soluções de TPU para diferentes aplicações, como em cabos de energia e cabos de comando (umbilicais) para a exploração de petróleo. A indústria de eletroeletrônicos e linha branca é contemplada pela nova linha de plásticos de engenharia antichama Ultramid FRee e Ultradur Free, livre de halogênios e que satisfaz os padrões de segurança mais rigorosos, mesmo com paredes finas, apresentando cores mais claras. A linha completa de pigmentos e aditivos é voltada para os setores de construção, automotivo, agricultura e embalagens, e tem como destaques: Tinuvin XT 200, Irgastab RM 68, Sicopal Orange K 2430, CGX UVA 006, Uvinul, Flamestab NOR 116, Irgastab FS 533, e Cromophtal Yellow 4GV. A gama Uvinul é composta por estabilizadores e absorvedores de luz que protegem os polímeros contra a degradação proporcionada pelos raios UV.

BEKUM

A tradicional fabricante de sopradoras expõe o novo Fiat 500, cujo tanque combustível é feito numa sopradora BA220. A intenção é mostrar a extensa gama de aplicações do sopro, além das embalagens. Além disso, a expositora convida clientes e outros interessados a conhecer suas novas instalações. A nova fábrica da empresa ocupa atualmente 5.000 m2, com ampliação de modelos de máquinas produzidas localmente. São 15 modelos de equipamentos, desde as pequenas e flexíveis sopradoras da linha “H” até as sopradoras da linha BM e BA, com capacidade de soprar artigos até 160 litros.

BGM - Ensacadeira SC600 ©QD Foto: Divulgação
BGM – Ensacadeira SC600

BGM

A fabricante de periféricos para linhas de extrusão lança a ensacadeira SC600P, construída para embalar termoplásticos micronizados em sacos valvulados de até 30 kg, totalmente construída com aço inoxidável e semiautomática. A máquina atua com o peso controlado automaticamente por um sistema de pesagem acoplado a ela. A BGM apresenta também a Linha POP de granuladores para extrusão de fios, que tem como diferencial a facilidade na limpeza e o set up, que, em conjunto com o secador de fios e a peneira, gera alta eficiência e produtividade. Tudo isso aliado ao baixo custo. A empresa divulga, ainda, equipamentos como granuladores, ensacadeiras automáticas, semiautomáticas e sistemas de ensaque, silos homogeneizadores, peneiras, secadores de fios, banheiras de resfriamento com trocador de calor, misturadores horizontais para até 800 kg, extrusoras dupla rosca e elementos para rosca de extrusoras.

BOREALIS

Essa tradicional produtora de compostos de polipropileno apresenta sua linha de produtos e exibe algumas de suas aplicações na indústria automobilística e na de linha branca. A empresa destaca a nova geração de formulações da série Borcom para reduzir peso e custos, com desempenho único e excelente processabilidade, na concepção da fabricante; o concentrado de polipropileno modificado com fibras de vidro longas Nepol, para peças com alta demanda de desempenho; e os compostos de polipropileno modificados com fibras de vidro curtas de alto desempenho da família Xmod. Entre os exemplos de aplicação expostos, a Borealis menciona coletor de admissão de ar e estrutura de banco traseiro, ambos fabricados com produtos da família Xmod.

Bosch Rexroth - Bomba Servoacionada Sytronix ©QD Foto: DivulgaçãoBOSCH REXROTH

Expõe o compacto CLP de Segurança SafeLogic Compact, solução adequada para o processamento lógico seguro em máquinas de pequeno e médio porte, em acordo com as normas ISO 13849 PL e/Cat. 4 e IEC 62061 SIL3, proporcionando tempos mínimos de reação para proteger a segurança do homem e da máquina. O comando pode ser expandido à medida que a quantidade de periféricos aumenta. Blocos funcionais previamente definidos e programação gráfica simplificam sua configuração e aceleram o processo de comissionamento. O SafeLogic possibilita que os usuários escolham as tecnologias de sensores e atuadores que atendem às suas necessidades em particular. Propicia processamento de sinal rápido e confiável nos subsistemas elétricos, hidráulicos ou pneumáticos. Possui configuração flexível e amplas bibliotecas modulares, podendo ser utilizado em diversas aplicações, como máquinas operatrizes, de impressão, processamento e embalagem, prensas e sistemas de montagem e manuseio. Também pode ser vista no estande da empresa a bomba servoacionada Sytronix, que combina o potencial de todas as tecnologias de acionamento e comando em prol da eficiência energética, pois conta com o sistema Sytronix, que integra servomotores e bombas hidráulicas. Seu funcionamento viabiliza a diminuição do consumo de energia em até 70%, por meio do controle da rotação do motor, fornecendo ao sistema apenas a vazão de óleo necessária para cada movimento. Em muitos casos, é possível dispensar a refrigeração da unidade hidráulica, pois, em razão da redução no consumo de energia, o fluido hidráulico não se aquece excessivamente, o que permite a utilização de um design mais compacto e menos complexo. Além disso, o baixo consumo de energia reduz as emissões de CO2, tão prejudiciais ao meio ambiente.

BOY SERVICE

Mostra em primeira mão a sua nova linha de máquinas G4, composta por equipamentos para fabricação de sacos de lixo, sacolas e embalagens plásticas flexíveis em geral. Automatizadas, compactas, controladas por CLP e servomotor, as máquinas foram projetadas para produção em alta escala, com baixa manutenção e fácil manuseio. Disponíveis nos modelos G4-850, G4-950, G4-1100 e G4-1300, todas as máquinas possuem opcionais para aprimorar a produção, tais como cabeçotes tipo solda fundo, beira lateral ou solda lateral; conjunto alinhador de impressão por fotocélula; desbobinador duplo, tipo freio lona; desbobinador tipo freio motor periférico, com alinhador automático; desbobinador triângulo duplo, com freio motor periférico; conjunto sanfonador com slit-sealer; conjunto gofrador total ou faixa; mesa empilhadora automática; e mesa empilhadora com prensa.

Brasfixo - Prateleira para armazenagem de moldes com gaveta automatizada ©QD Foto: DivulgaçãoBRASFIXO

Exibe um tombador de moldes, estampos, ferramentas e bobinas de pequeno, médio e grande porte, projetado sob encomenda. Dotado de sistema de movimentação especial para permitir seu deslocamento, pode ser fornecido em tamanhos específicos para até 60 toneladas. Leva para o Anhembi também o Fixomolde, prendedor para troca rápida de moldes, próprio para uso em injetoras de alumínio e plástico com até 8 mil toneladas de força de fechamento e dotadas de placa com rosca ou canal tipo “t”. O equipamento possibilita a redução de set up e o aumento de produtividade, além de eliminar o uso de chaves, prolongadores, porca sextavada, arruela e esforço físico do operador, podendo fixar qualquer altura de molde com abas ou rasgo lateral. Fornecido em conjunto completo, que inclui placa de centragem automática de moldes, é próprio para montagem no local, não requer padronização e propicia agilidade de processo e facilidade de limpeza, podendo fixar moldes de até 100 toneladas, sem pressão. Coloca à mostra, ainda, a prateleira para armazenagem de moldes com gaveta automatizada, sistema que valoriza o espaço e aumenta a eficiência, pois seu uso resulta na redução do tempo de set up pelo aumento da praticidade. Facilita o deslocamento de peças pesadas, graças ao uso de ponte rolante ou guindastes e elimina a necessidade de empilhadeiras, quando empregada com ponte rolante; e ainda facilita e otimiza a estocagem, aumentando a durabilidade dos porta-moldes e ferramentas, além de melhorar a organização. Viabiliza a criação de lay-out funcional, pois reduz o espaço ocupado com paletes no chão, e tem estrutura modular, que permite regular a altura das gavetas. Pode ser fabricada com altura, largura e profundidade de acordo com a necessidade do cliente. Aloja estante deslizante para porta-moldes e ferramentas com capacidade de 5 t a 25 t, e conta com sistema automatizado de movimentação das gavetas dotado de painel de comando lateral.

BRASIA

Os visitantes da feira podem conhecer no estande da empresa três dos equipamentos que compõem a sua linha de fabricação: máquina de corte e solda para sacos plásticos, resmadeira para papel e plástico, e máquina de alça para sacolas TNT.

Brasil Plastic System (BPS) / Tederic - Modelo D600 ©QD Foto: DivulgaçãoBRASIL PLASTIC SYSTEM/TEDERIC

A série D (Dream) de injetoras, representada na edição de 2011 da feira por um modelo de 250 toneladas de força de fechamento, comparece agora na condição de lançamento oficial, como linha D – Série Dream, na exibição do modelo D600, com 600 toneladas de força de fechamento. A fabricante destaca as linhas modernas da máquina, o maior tamanho em relação aos modelos anteriores, o uso de servomotor de última geração –  responsável por proporcionar economia de energia e melhora da resposta hidráulica em termos de vazão e velocidade. O design arrojado ainda insere a substituição das portas de acrílico por vidro temperado, conjunto de injeção com guias lineares e acessos especiais em virtude do tamanho, para periféricos, moldes e assistência técnica.

BRINDEC

Faz a divulgação de sua linha de produtos, que abrange: Cristal Label – etiquetas confeccionadas com resina poliuretânica, ideais para logotipos, imagens e informações a serem valorizadas, com efeito lenticular, fidelidade de cores e muita resistência; 3D Real Shape – tecnologia que permite produzir emblemas e logotipos tridimensionais em diversos formatos sem limitação de ângulos ou cores, com acabamentos variados, podendo ser autoadesivos ou termotransferíveis, o que possibilita aplicação também em tecidos; Batentes – feitos de pequenas gotas de resina poliuretânica, são antiderrapantes e aderem a diversas superfícies, sendo próprios para uso como distanciadores, e absorvendo vibrações e ruídos; Tapa Furos –simples e práticos, são autoadesivos e de fácil aplicação, pois precisam apenas ser pressionados contra os locais onde serão aplicados, proporcionando ótimo acabamento e camuflando facilmente os rebaixes dos parafusos; Dive – fabricado com tecnologia inovadora de difícil reprodução, pode ser utilizado como selo de qualidade e segurança, e oferece efeito tridimensional, podendo ser autoadesivo ou termotransferível; Painéis – desenvolvidos de modo personalizado para cada tipo de aplicação, garantindo o melhor custo/benefício, propiciam versatilidade na identificação técnica ou promocional de produtos, com cores, efeitos, texturas e formas, e podem ser utilizados em processos de comunicação visual de placas de identificação, membranas e painéis retroiluminados; Tex Refini – sistema que permite criação e aplicação de emblemas e logotipos de alta qualidade e resolução de detalhes muito precisos, bem como a possibilidade de obter diversos acabamentos, em materiais, cores, formas e texturas, e com garantia de lavagem industrial, o que viabiliza sua aplicação pelas principais indústrias do segmento têxtil.

BRÜCKNER

Com a intenção de atender à demanda em rápido crescimento por uma ampla variedade de filmes BOPET para embalagens de espessuras finas (de 6 até 75 µm), a empresa apresenta suas tecnologias mais recentes disponíveis aos produtores de filmes plásticos. O destaque tecnológico é o estiramento único de intervalos múltiplos para altas velocidades e potências e para propriedades aprimoradas dos filmes. A exposição contempla uma nova geração de conceitos de linha considerados, pela fabricante, altamente eficientes e também em uma largura incomparável de 10,4m, com um rendimento anual de até 57.000 toneladas.

Os diversos desenvolvimentos da Brückner atendem ampla variedade de filmes de camadas múltiplas e tecnologia de estiramento de filme. Películas retráteis para rótulos modernos, rótulos full-sleeve ou embalagens com lacre de segurança oferecem um enorme potencial para esses equipamentos. Muitos materiais podem ser processados com as linhas: PVC, PET-G, ou PLA ecológico, entre outros.

A Brückner divulga no estande sua tecnologia de estiramento simultâneo motorizado e linear, denominada Lisim. Alguns dos benefícios incluem qualidade otimizada para produtos de valor agregado, velocidades de até 300 m/min e economias drásticas de energia em razão dos desenvolvimentos mais recentes de motor/acionamento.

Para produção de aplicações técnicas, a empresa oferece conceitos novos para a fabricação de diversos filmes industriais e ópticos, por exemplo, filmes para módulos fotovoltaicos de até 400 µm, filmes de alta temperatura, filmes de separador de bateria e filmes de capacitor ultrafinos com menos de 3 µm para aplicações eletrônicas especiais.

O estande também abriga equipamentos da Kiefel do Brasil, com soluções para os setores de embalagens, automóveis, médico e de eletrodomésticos. No campo das embalagens, destaque para as máquinas automáticas de moldagem por pressão Speedformer KMD para bandejas e recipientes, embalagens articuladas, embalagens blister, tampas e elementos selecionados; além de máquinas de moldagem de copos da série Thermorunner KTR Speed.

Para a área médica, oferece soluções para fabricação de bolsas de infusão, que atendem a elevadas especificações de desempenho; e linhas inovadoras para produção de bolsas de administração intravenosa com enchimento integrado. Para a indústria automotiva, disponibiliza equipamentos para produção de componentes como acabamento interior, tais como painéis de instrumentos, painéis das portas, consoles e elementos de revestimento, bolsos, revestimentos dos pilares e visores de proteção contra a luz solar; e para peças que compõem a linha branca, tecnologias para a produção de revestimentos da parte interna e das portas de refrigeradores.

A Brückner ainda divulga em seu estande equipamentos da PackSys Global, destinados à área de embalagens, como o modelo LT 250 de alta velocidade, que conta com movimento inovador patenteado e sistema de carregamento nas estações de moldagem por compressão, permitindo que a linha produza tubos em velocidades de até 250 tubos por minuto. Destaque também para a nova máquina LSH, caracterizada pela rápida troca de peças (em apenas 10 minutos) e um conceito de início de produção logo após a conexão (Plug and Produce). A máquina de corte/dobragem MSM oferece eficiência mais alta, ocupando menos espaço e reduzindo os custos de investimento.

BY ENGENHARIA

Um amplo espaço acolhe os visitantes e o staff das suas oito empresas representadas, onde os interessados podem esclarecer dúvidas a respeito da operação dos equipamentos divulgados: linhas completas de extrusão para filmes, chapas, perfis, fios e cabos, entre outros, da Davis-Standard; matrizes planas e feedblocks (manual e automática), da EDI Nordson; roscas, camisas bimetálicas, bombas de engrenagens, troca-telas manual, hidráulico e contínuo, da Xaloy Nordson; sistemas de medição de diâmetro, dosagem gravimétrica para tubos, calibradores para tubos, entre outros, da Inoex; e embolsadeiras para tubos, puxadores, cortadores, sistema de embalagem e outros maquinários, da Sica. Alguns equipamentos podem ser conferidos no local. São eles: sistemas de granulação imersa em água, da Gala; sistemas de medição em linha para webs planos, da Thermofisher; e misturadores turbo para masterbatches, PVC, WPC, e tinta em pó, da Plasmec.

Carbomil - Jazidas próprias ©QD Foto: Divulgação
Carbomil – Jazidas próprias

CARBOMIL

A empresa aproveita a ocasião para divulgar a sua diversificada linha de produtos, composta por carbonatos de cálcio ultrafinos de alta pureza, de origem natural e cristalina (calcítico e dolomítico), e óxido de cálcio micronizado. A expositora, com mais de 50 anos de experiência e detentora de jazidas próprias (estimadas em 700 milhões de toneladas de matéria-prima), produz diversos grades e tipos de carbonatos: carbonato de cálcio natural cretáceo, carbonato de cálcio cristalino, além do óxido de cálcio (utilizado como dissecante na indústria de reciclados e de borrachas) e a cal hidratada. Por sua origem mineral e tipo de partícula, o carbonato cretáceo é amplamente utilizado na redução da formulação. A produtora considera um dos seus diferenciais a sua preocupação permanente com o padrão de qualidade, motivo pelo qual assegura investir em tecnologias modernas de mineração e automação, a fim de garantir a pureza e a excelência da diversidade de seus produtos. As matérias-primas contam com controle de alvura e composição química desde a exploração até o produto final. A Carbomil destaca a sua ligação especial com a indústria de plásticos, como uma das principais fornecedoras de aditivos que agregam aos produtos de seus clientes características de resistência ao impacto e propriedades mecânicas.w

CARNEVALLI

Além de, como faz em todas as feiras, levar uma grande novidade para apresentação e divulgação somente no próprio evento, essa tradicional fabricante expõe seus desenvolvimentos mais recentes em extrusão e coextrusão, com exemplares de máquinas de pequeno, médio e grande porte. Última tecnologia em coextrusão, o modelo Polaris Plus, para três camadas (2.500 mm), conta com roscas de geometria inovadora de alta produção, cabeçote de baixa pressão e anel de ar automático com regulagem de altura. Segundo a fabricante, esse anel tem a função de calibrar a espessura automaticamente, permitindo um considerável aumento da produção e qualidade óptica do filme. A máquina, com produção de até 700 kg/h, possui controles gravimétricos, IBC e guia filme de última geração.

Representante dessa mesma família, a coextrusora Polaris Plus, igualmente para três camadas (1.600 mm), é ressaltada pela expositora como um equipamento de excelente relação custo/benefício para fabricação de filmes para laminação, termocontráteis, filmes técnicos e sacaria em geral, com destaque para o baixo custo de operação da máquina e otimização das larguras a serem produzidas. Também conta com IBC e gravimétricos.

Considerada pela fabricante como a máquina extrusora mais versátil do mercado, a Polaris Plus 65 – 1800 também marca presença no estande para demonstrar suas possibilidades de aplicações para PEAD, PEBD e PEBDL, com garantia de altíssima produtividade. Entre seus atributos, destaque para geometria de rosca avançada e de baixo desgaste, versatilidade nas trocas de materiais com baixas perdas, plataforma para tratador gravimétrico e construção robusta. Possui capacidade para produzir até 250 kg/h.

A exposição se completa com a pequena extrusora E 40 – 800 mm, projetada para a produção de filmes estreitos ou do tipo fundo estrela, bem como filmes tubulares ou em folhas. O equipamento opera com baixo consumo de energia e oferece boa capacidade produtiva. Conta com exclusivo sistema de regulagem da torre com fuso e guias lineares, o que possibilita fácil mudança do material de PEAD para PEBD ou vice-versa.

Carton Access - Máquina lavadora ©QD Foto: DivulgaçãoCARTON ACCESS

A empresa apresenta sua máquina lavadora de anilox para impressoras de banda larga e banda estreita, construída para operar com produto químico aquecido “ biodegradável para descarte, após ser neutralizado”, e com limpeza realizada por jato pressurizado, em um processo de 25 minutos de duração. Na mesma linha de lavadoras, a Carton Access, empresa com 14 anos de experiência na fabricação de acessórios para flexografia, como bombas de tinta, doctor blades, engrenagens, grupos impressores, filtros magnéticos, mancais de troca rápida e outros produtos utilizados neste tipo de sistema de impressão, mostra em primeira mão aos visitantes da feira uma lavadora de peças que utiliza solvente para facilitar a limpeza dos componentes do grupo impressor, e que, através de bicos multidirecionados e em movimento, atinge todas as partes das peças, para proporcionar melhor aproveitamento do sistema. Bombas peristálticas, produzidas para operar com baixa vazão, sem aquecer menos a tinta e para propiciar economia de até 25% de solvente, podem ser observadas em operação no estande. As bombas funcionam com pressão de tinta mais adequada no sistema de impressão, reduzindo vazamentos na câmara doctor blade e proporcionando economia de lâminas e menor desgaste no cilindro anilox. Dotadas de chave reversa, após a conclusão dos trabalhos, as bombas peristálticas têm a capacidade de retirar o excesso de tinta da câmara doctor blade, diminuindo o desperdício de tinta e deixando as bandejas mais limpas.

Celmar - Removedor de machos ©QD Foto: DivulgaçãoCELMAR

Entre os vários produtos expostos, o visitante pode conferir os destaques: removedor de machos quebrados, politriz elétrica, chanfradeira elétrica, rosqueadeiras automáticas, e lixadeira para remoção de cordão de soldas. O primeiro, leve, portátil e compacto, caracteriza-se pela alta velocidade de remoção, elevada performance e baixo custo de operação. Segundo a expositora, o equipamento remove machos quebrados com extrema facilidade, sem danificar as roscas. Utiliza água comum como líquido dielétrico, quaisquer barras de latão como eletrodo e se adapta a peças grandes e pequenas. Possui funções completas: avanço automático, limitador de profundidade, limitador de tempo de operação, retração automática, cabeçote inclinável, alarme (limite de profundidade, em operação, superaquecimento). Ainda possibilita o início de furos para eletroerosão, corte de metal duro ou quaisquer outros metais endurecidos. Indicada para polimento de peças planas de aço, aço inox e alumínio, a politriz opera com velocidade ajustável de 1.000 a 2.400 r.p.m. O modelo exposto de chanfradeira é o GTW-1500WF-DF. Indicado para remoção da camada de aço inox de peças cladeadas (planas ou raiadas), o equipamento ainda remove o cordão de solda da borda de chapas e peças raiadas. Possui fresa com três insertos intercambiáveis (insertos tipo SPGT100408), ajuste simplificado (passo mínimo 0,1 mm), capacidade de remoção máxima de 40 mm x 6 mm (largura x altura) e ângulo de corte fixo de 90°. A linha de rosqueadeiras automáticas Manrod dispõe de dois modelos, indicados para uso em produção. As máquinas são construídas com sistema de embreagem de segurança, que evita a quebra das ferramentas, e os avanços de descida e retorno são feitos por meio de engrenagens. Precisas, robustas e silenciosas, podem operar de forma automática ou intermitente. Acompanha jogo de engrenagens para avanço automático dos passos: 0,50 / 0,70 / 0,80 / 1,00 e 1,25 mm. A lixadeira, tipo enceradeira, é apropriada para lixar grandes superfícies, além de cordões de soldas. Com regulagem de altura da lixa em relação à chapa que será trabalhada, a operação fica muito confortável para o operador. O equipamento atinge uma área de contato de 200 mm x 75 mm (a lixa possui dimensões de 2.000 mm x 75 mm) e opera à velocidade de 34 m/seg.

CHEMSON

Divulga em seu estande a nova linha de estabilizantes para PVC à base de cálcio-zinco e orgânicos, aditivos destinados aos segmentos de tubos e conexões, perfis, fios e cabos, que apresentam vantagens técnicas nos quesitos qualidade e produtividade dos produtos acabados. A Chemson também fabrica estabilizantes orgânicos, cálcio-zinco e à base de chumbo; além de sais de chumbo, estearatos de cálcio e zinco, lubrificantes e blendas para poliolefinas. A empresa oferece, ainda, a seus clientes, serviço técnico, propondo soluções ambientalmente corretas.

Chen Hsong - Injetora Jetmaster ©QD Foto: DivulgaçãoCHEN HSONG

Participa da feira por intermédio da sua filial Chen Hsong South America, montada recentemente no Brasil com o objetivo de atender todo o mercado sul-americano, e aproveita a oportunidade para demonstrar a nova linha de injetoras Jetmaster, amplamente remodelada. Os novos equipamentos apresentam maior velocidade e precisão, bem como menor nível de ruído e de consumo de energia elétrica, podendo ser ainda equipados com o sistema Servo System, que chega a proporcionar redução de até 80% no consumo de energia, em comparação aos sistemas tradicionais de bomba fixa. A empresa também lança as injetoras com tecnologia Two Platen Advanced, que permite curso de abertura maior, com melhor distribuição de força, sendo ideal para a produção de peças de maior dimensão, tais como grandes eletrodomésticos, componentes automotivos ou reservatórios de líquidos. A empresa, que possui matriz em Hong Kong, além de fábricas na China e em Taiwan, está presente no mercado brasileiro por meio de seus dois distribuidores, a Alfainjet e a Furnax, e agora passa a contar com uma unidade própria, a Chen Hsong South America, cujo principal objetivo é oferecer aos seus atuais parceiros estoque local de máquinas e peças de reposição, bem como serviços de assistência técnica.

Colorfix - Clearfix Colorants ©QD Foto: DivulgaçãoCOLORFIX

O destaque da empresa é a sua linha de produtos sustentáveis, com foco no concentrado de cor Greenfix, formulado com resina de polietileno verde da Braskem e com pigmentação e aditivação diferenciada para tal aplicação. A Colorfix também divulga seus lançamentos recentes. A linha Clearfix Colorants tem entre os principais benefícios a alta transparência com polipropileno clarificado, cores vivas e limpas, alta resistência à migração e à nucleação. A série Bactfix FDA confere proteção antimicrobiana aprovada para contato com alimentos, segundo regulamentação FDA, impedindo o ataque e a proliferação de fungos e bactérias às resinas poliméricas. Essa linha evita a formação de bolores, mau cheiro em peças plásticas e a perda de resistência mecânica por ataque de micro-organismos. A expositora demonstra a linha de aditivo Processfix HP (high performance), aprovada para contato com alimentos. Quando adicionado ao polietileno ou ao polipropileno, o produto afeta o comportamento de cristalização, resultando em grande melhoria de propriedades óticas, equilíbrio entre rigidez e impacto, e tempo de ciclo, otimizando todo o processo. A linha sustentável compreende as séries Bactfix (a incorporação deste aditivo ao polímero impede que bactérias se fixem ao substrato e se proliferem); Biofix (confere biodegradabilidade); Coolerfix (possui uma característica especial de refletância solar total aumentada em relação aos pigmentos convencionais); Processfix (seu princípio ativo adere às partes metálicas internas da máquina durante o processamento, aumentando a produtividade e facilitando a limpeza da máquina, consequentemente, reduzindo o uso de resina na limpeza do equipamento); Process Plus (auxiliar de processo, lubrificante e agente compatibilizante); Purgfix (limpeza de máquina substituindo o uso de resina natural); Selofix (utilizado durante a parada de máquina na vedação de rosca, agiliza o reinício da produção e diminui perdas por contaminação de carbonização e amarelecimento de resina); Whitefix (proporciona maior “limpeza” de cor no material plástico, indicado para manter a aparência da peça final, em misturas com material recuperado).

COLORMIX

A expositora divulga uma linha completa de soluções em cores de diversas empresas representadas, como pigmentos orgânicos HPPs da Jeco, pigmentos azuis e verdes da Choksi, pigmentos inorgânicos da Yipin, pigmentos metálicos de alumínios, bronzes e pérolas da alemã Eckart, além dos corantes solventes e dispersões. A principal estrela consiste no pigmento de alumínio da linha Silvershine desta última, que confere efeito metálico em peças plásticas, com tingimento direto na massa, sendo uma alternativa à pintura. Ainda entre os destaques da Eckart, oferece a linha Luxan, pérolas sintéticas de vidro que conferem um efeito perolizado sem interferir na cor final do produto; a série Symic, também de pérolas sintéticas indicadas para conferir cores mais puras; a linha de alumínios peletizados Matersafe Micropellet, que evita a formação de poeira e é isenta de solventes; a família Ferricon, que assegura um efeito 3D em superfícies planas; e ainda a série Lasersafe de alumínio, específica para sistemas de marcação a laser; e uma linha completa de bronzes e pó, em pasta e em pellet.

A Jeco se destaca pelos pigmentos orgânicos HPPs como Violeta 23, Vermelho 122 e Vermelho 254, e Amarelo 83 entre outros. A Choksi apresenta pigmentos ftalocianinas azuis e verdes da linha Deepra com baixa pressão de dispersão. A Yipin oferece pigmentos a base de óxidos de ferro sintéticos e azuis ultramar. A expositora enfatiza seu laboratório bem equipado e equipe técnica especializada, que lhe confere um suporte técnico diferenciado para atender às demandas em cores de seus clientes.

Comase - Placas magnéticas para fixação de moldes ©QD Foto: DivulgaçãoCOMASE

A empresa, que completou oito anos como Centro Técnico de Vendas e Serviços da Tecnomagnete no Brasil, divulgará com ênfase na feira sua nova estrutura de atendimento aos clientes, com o objetivo de melhorar a consultoria técnica e de pós-venda dos produtos de sua representada. Este projeto leva o nome de “Bom Serviço Local”, e oferece serviço especializado e personalizado aos clientes Comase/Tecnomagnete em sua própria região. Com esta nova iniciativa, foi ampliado o quadro de técnicos autorizados, com a criação de mais quatro novas autorizadas em todo o Brasil, com estrutura técnica treinada e estoque estratégico de peças, para atendimento imediato de assistência técnica, instalações e treinamento operacional. Colocará em destaque, também, suas placas magnéticas para fixação de moldes em injetoras modelo Press Tec, da nova patente da italiana Tecnomagnete SpA., cujo conceito tecnológico inclui superfície toda metálica, mais leve e mais fina – ocupando menor curso de fechamento da máquina injetora –, hermeticamente vedada e livre de resinas ou materiais de vedação; novo controle eletrônico e interface de segurança com as injetoras de qualquer marca e modelo. As placas atendem a todas as exigências de setup rápido, seguro e com fixação adequada de moldes de qualquer geometria ou dimensão.

Comexi - RG Excel ©QD Foto: DivulgaçãoCOMEXI

Tradicional fabricante de impressoras, a expositora comparece ao evento com o propósito de fortalecer seu negócio como especialista em máquinas para indústrias de conversão de embalagens flexíveis, com foco especial na linha de impressão em rotogravura Acom. A Comexi dispõe dos modelos RG Excel e RG Platinum para este tipo de impressão, caracterizados por uma flexibilidade que possibilita atender às necessidades de diferentes setores. Ambos os equipamentos incorporam dispositivos que aceleram o setup, facilitando o manuseio dos carros de impressão. As múltiplas opções de personalização de que dispõe ajudam a racionalizar os ciclos de produção.

O modelo RG Excel opera a uma velocidade mecânica de até 400 mpm e incorpora um sistema exclusivo para manipulação do carro interior. A RG Platinum se destaca por sua estrutura resistente, capaz de suportar linhas de até 600 mpm, com uma tensão superior a 800N e largura de passo de material de até 1.800 mm.

O evento também conta com a presença do Centro Tecnológico Manel Xifra Boada, com o objetivo de contribuir com sua experiência no setor de embalagens flexíveis e com apresentações das necessidades, inovações e tendências do setor desse segmento de mercado. A entidade realiza a sua primeira exposição em território sul-americano com a finalidade de aumentar sua presença como referência acadêmica no setor.

COMM5

Em sua primeira participação na Feiplastic, a empresa, focada em atender às necessidades do mercado de softwares e periféricos, destaca a solução Visão, um combo de hardware e software que atua no apontamento automático de produção, fazendo o acompanhamento, em tempo real, de todo o processo produtivo. O produto funciona de modo que um coletor com sensores da empresa seja instalado nas máquinas; então os dados coletados (produção, refugos, motivos de paradas) são enviados ao software para a geração de relatórios, e estes mesmos dados também alimentam o Enterprise Resource Planning (ERP), software multimodular que auxilia o gestor da empresa nas fases do seu negócio, permitindo monitoramento ainda mais amplo dos processos. De acordo com a empresa, as principais vantagens do Visão são a variedade de relatórios produtivos em tempo real, mínima intervenção humana no processo de apontamento, e ganho em produtividade.

CONTROLPLAST

Experiente em dosagens gravimétricas, a empresa leva cinco lançamentos para a feira. O primeiro consiste em um misturador gravimétrico por perda de peso de fabricação nacional. A expositora considera esse sistema de dosagem muito mais preciso do que o sistema de mistura por batch, permitindo dosagens abaixo de 0,3%, com três casas de resolução. Outra novidade fica por conta do medidor de espessura capacitivo portátil e com comunicação bluetooth, permitindo o escaneamento completo de qualquer matriz, apontando todos os pontos em gráficos polar. Terceiro lançamento, o sistema de medição e controle de viscosímetro para tintas, com capacidade para até 16 cores, e que controla automaticamente a dosagem de solvente conforme a sua evaporação. A empresa considera o Infofactory, quarta novidade programada para a exposição, um software revolucionário de gerenciamento da fábrica, via internet com integração do ERP do cliente, permitindo o envio e o controle on-line de todos os pedidos, receitas, relatórios de paradas, produção e consumo de energia por máquina ou por fábrica. A última novidade é o Infowatt, um gerenciamento de energia da máquina que emite relatórios de consumo por pedido por dia e consumo de kW por kg produzido. A empresa também aproveita a feira para destacar dosador gravimétrico de 1 até 6 produtos por batch, com possibilidade de adicionar três produtos com o sistema de perda de peso (até um total de nove produtos), com capacidade até 100, 300, 800, 1.000 e 2.000Kg/h, centrais de alimentação entre outras soluções para a transformação de plástico.

Corona Brasil - Conversores ©QD Foto: DivulgaçãoCORONA BRASIL

Expõe seus equipamentos para tratamento corona, tanto os utilizados nos processos de fabricação de embalagens rígidas e flexíveis, como as versões dotadas de eletrodos de alumínio, destinadas ao tratamento de materiais plásticos em extrusoras, impressoras e laminadoras. Também apresenta os modelos com eletrodos cerâmicos, usados para tratamento de materiais metalizados, os quais são aplicados principalmente na fabricação de filmes laminados. Exibe, ainda, a linha de conversores para tratamento corona, equipamentos dotados de monitoramento de potência integral na aplicação da descarga elétrica sobre o filme e do dispositivo ckeck control, que facilita a identificação de falhas. O equipamento Plasma Tech, destinado ao tratamento de peças tridimensionais, como frascos e garrafas PET, no processo de impressão serigráfica, também consta da exibição no estande da empresa.

Correias Schneider - Linha de correias em "V" ©QD Foto: DivulgaçãoCORREIAS SCHNEIDER

Leva ao seu estande a linha de correias em “V”, produzida com elos desmontáveis, que possibilitam a montagem em comprimentos de acordo com as necessidades de uso. Este tipo de correia pode ser acoplado às polias em “V” comuns (que já podem estar sendo utilizadas), ou seja, requer que apenas as correias sejam trocadas para funcionar. Feita de poliuretano com trama de poliéster, a correia resiste a óleos solúveis e lubrificantes, graxa, produtos químicos e abrasivos entre outros, estando disponível em metros lineares. Oferece fácil montagem na máquina, sem necessidade de desmontar os mancais e os eixos. A empresa apresenta também a correia Nut-Link, com pino de alumínio, disponível nos canais Z/10, A/13, B/17, C/22 e D/32, utilizada principalmente em transmissões de cargas elevadas e de difícil acesso; e ainda a correia Power Twist, sem pino, disponível nos canais Z/10, A/13, B/17 e C/22, podendo ser usada também para transporte.

Cristal Master - Antimicrobiano inorgânico atóxico ©QD Foto: DivulgaçãoCRISTAL MASTER

Levará dois lançamentos para a edição deste ano da feira: um antimicrobiano inorgânico atóxico e um agente interfacial. O antimicrobiano, desenvolvido em parceria com a Kher Chemical and Research, emprega no seu processo nanotecnologia nacional e pode ser incorporado em vários tipos de matrizes poliméricas. Conforme as investigações científicas, as nanopartículas do princípio ativo atóxico do composto Kher, incorporadas no composto antimicrobiano da Cristal Master, atuam diretamente na destruição da membrana celular de bactérias e de fungos, causando a sua destruição e proporcionando, assim, os efeitos bactericidas e fungicidas. O agente interfacial ou aditivo compatibilizante é uma alternativa para usar resinas recicladas, reduzindo a utilização de espessuras de filmes, por exemplo, sem perder a característica de resistência (propriedades mecânicas). Segundo a Cristal Master, alguns de seus clientes conseguiram reduzir em até 40% a espessura do filme, sem causar danos à qualidade do produto final.

Crizaf - Esteiras com correia de PP ©QD Foto: DivulgaçãoCRIZAF

Terá como destaque no estande a série de esteiras com correia de PP, equipamento que, além do baixo custo de manutenção, permite transportar peças plásticas injetadas ou sopradas de maior temperatura. A empresa, criada em 1954 na Itália e que conta com unidade produtiva no Brasil desde o ano 2000, divulgará também sua ampla variedade de transportadores, separadores de peças e galhos, e equipamentos para automação, projetados sob medida para cada aplicação em indústrias de plásticos, alimentos e farmacêuticos.

CRODA

Os interessados em aditivos para polímeros com aplicações no mercado automotivo e no de embalagens conferem no estande dessa tradicional fabricante inglesa de especialidades químicas o novo IncroMax 300, um aditivo líquido desenhado para melhorar o processamento de policarbonato. O produto reduz o atrito em peças moldadas com essa resina, mantendo a sua cor original e sem interferir na transparência do transformado plástico. Além disso, o IncroMax 300 proporciona redução da fricção de superfície como um lubrificante interno, assim como melhora as propriedades de liberação de molde. Outro destaque fica por conta do Incroslip G, que proporciona aos fabricantes de autopeças uma combinação de alto deslizamento e alta estabilidade. De acordo com a expositora, os aditivos de deslizamento convencionais usados nessas aplicações estão propensos à degradação, o que pode resultar em problemas de amarelamento ou falta de deslizamento no produto acabado. A Croda credita ao seu Incroslip G estabilidade superior aos aditivos tradicionais, nessas condições, sem prejuízo para o desempenho do deslizamento. Para o mercado de embalagens, a empresa destaca o IncroMax 100, formulado para reduzir riscos e arranhões, com aprovação para o contato com alimentos, o aditivo migra rapidamente para a superfície do polímero, proporcionando deslizamento instantâneo e efeito de longa duração. Ainda para o segmento de embalagens, oferece o Atmer antifog, com ação redutora de embaçamento em filmes plásticos. Esses aditivos migram para a superfície, elevando a energia superficial do polímero e reduzindo a energia superficial das gotículas de água. Dessa maneira, as gotículas se espalham formando uma camada transparente contínua e uniforme no filme. No Brasil, a Croda possui uma planta em Campinas e utiliza muitas matérias-primas provenientes de fontes naturais e renováveis.

CROMEX

A conhecida produtora de concentrados de cores e aditivos apresenta em seu estande as linhas de masterbatches brancos, pretos e coloridos, especialidades, soluções voltadas para plásticos de engenharia, BOPP, e a sua linha sustentável. Com o slogan “A gente faz e entrega”, a expositora reforça seu escopo de trabalho que foi recentemente ampliado para o segmento de distribuição, área para a qual conta com três Centros de Distribuição (CDs): em São José dos Pinhais-PR, Caxias do Sul-RS e São Paulo. Com atuação nacional, supre o mercado com PP, PE, PS, especialidades, masterbatches e dióxido de titânio. Dentre seus produtos, a Cromex destaca na feira as formulações de alto desempenho, para aplicações em plásticos de engenharia, e sua linha de concentrados de alta performance técnica (brancos, aditivos e cargas minerais) para BOPP. Também o quesito sustentabilidade ganha força na feira, com a apresentação de cores e aditivos voltados para os biopolímeros de fontes renováveis (PE verde) e biodegradáveis (PLA). Outro destaque fica por conta dos masterbatches livres de metais pesados.

DAL MASCHIO

Os interessados em robótica conferem duas novidades no estande desta expositora, que comemora no evento 40 anos como fabricante de robôs para automação de injeção de peças. O novo robô CNC cartesiano, com três eixos servocontrolados, modelo DMG2, é um equipamento adequado para injetoras de 400 t a 600 t de força de fechamento, livremente programável, de fácil uso e pode ter cabeçote com até mais três eixos rotacionais servocontrolados, num total de seis eixos. Este modelo é destinado em especial a aplicações como montagem de insertos nos moldes, decorações no processo In Mold Label, extração e empilhamento de alta precisão e em altas velocidades etc. O outro lançamento, robô Snap SK, de entrada lateral, destina-se à extração e ao empilhamento de peças em ciclo ultrarrápido. Este equipamento agora é também produzido no Brasil e financiável pelo Finame/BNDES. Um modelo Snap Tank de entrada lateral e com alta velocidade de movimentação ainda equipa uma célula produtiva no estande da Haitian, executando a montagem de rótulos In Mold na moldagem de potes de sorvete decorados neste processo. A Dal Maschio considera o Snap Tank o mais robusto do mercado em sua categoria, destacando-se por sua alta capacidade de manipulação de pesos, operação em alta velocidade com moldes com muitas cavidades, decoração In Mold para baldes de 20 litros etc. Este robô também já está sendo produzido no Brasil. A exposição se completa com um robô modelo PL2 no estande da Alfainjet, operando com a extração e o empilhamento de peças.

DIGITROL

A principal atração da expositora é o novo transmissor de pressão Vertex, fabricado pela sua representada Dynisco. Segundo a expositora, o aparelho é muito mais robusto, rápido e amigável ao meio ambiente do que outros sensores, isso porque, com as modificações introduzidas por esses sensores, pela primeira vez a pressão é medida diretamente, sem o uso de estruturas mecânicas complicadas ou fluidos de enchimento, sinônimo de resposta mais rápida e melhor controle para os sistemas de extrusão. A tecnologia inovadora reside na ponta do sensor, onde a pressão da massa é registrada diretamente por meio de um diafragma simples e mais robusto. A medição direta elimina os erros, passíveis nos transmissores convencionais. Outro diferencial fica por conta do diafragma do Vertex, muito mais espesso do que os diafragmas de outros sensores, e fabricado com Inconel 718, que proporciona uma maior resistência à corrosão que o aço inox. Para proteção adicional contra abrasão e corrosão, a ponta recebe um revestimento diamantado DyMax. Também a estrutura da parede do diafragma foi alterada para maior resistência aos estresses laterais. Confiante na alta durabilidade do produto, a Dynisco oferece garantia sem precedentes, de quatro anos.

A fabricante considera o sensor Vertex muitas vezes mais rápido que um transdutor convencional e ressalta sua precisão de ±0.25% do fim de escala, e disponibilidade em faixas de 0-1500 psi (0-100 bar) até 0-10.000 psi (0-700 bar), com saídas de 3.33mV/V ou 4-20mA e sensores de temperatura conjugados. Além disso, destaca tratar-se de produto mais amigável ao meio ambiente, por conta de não possuir nenhum tipo de enchimento. Assim, não há nada a vazar para o processo e nenhuma preocupação com o seu descarte. O Vertex segue as diretivas europeias European RoHS Directive. A Dynisco é reconhecida por ser fabricante de soluções de controle precisas, robustas e confiáveis para o processamento de plásticos nos quais as variáveis de pressão e temperatura são críticas. A Digitrol oferece ampla linha de soluções para controle de processos, principalmente de instrumentação de campo. Além de linha própria de produtos, representa empresas com as tecnologias para vazão, pressão, nível, turbidez, pH, condutividade e oxigênio dissolvido, que podem ser conferidas na feira.

Dinateste (Tinius Olsen) - MP1200 ©QD Foto: DivulgaçãoDINATESTE (TINIUS OLSEN)

A exposição tem como foco principal a evolução da série de Plastômetros, o MP1200, disponível em dois modelos, um deles dotado de sistema manual para a aplicação de pesos e o outro com um dispositivo motorizado de subida/descida dos pesos. O MP1200 integra muitas características novas em seu design, que melhoraram significativamente seu desempenho. Passou a utilizar uma resistência com três zonas de aquecimento, o que aumenta a estabilidade da temperatura da máquina. Usa três sensores RTD de platina, para que a temperatura do forno seja mantida dentro de 0,1°C e permite variação máxima de temperatura de 0,1°C ao longo do forno. Aloja, agora, a tela sensível ao toque (touch screen), que proporciona sequência simples e rápida de configuração. Opera de modo que, uma vez configurados, os parâmetros de teste podem ser armazenados na memória para rápida recuperação. O MP1200 também mantém uma média dos 25 últimos testes realizados, mas, se for necessário um controle estatístico de processo (CEP), pode ser ligado via porta USB a um PC executando o software Horizon, que controla e coleta seus resultados, permitindo produzir análises de CEP e emitir relatórios e gráficos de controle, conforme necessário. Outras inovações incluídas no MP1200 abrangem um sistema de liberação da matriz, que viabiliza sua remoção simples e segura pela parte inferior do forno para facilitar a limpeza; um sistema cônico de entrada das amostras, para que sejam inseridas no forno de forma fácil e segura; cortadores opcionais do material extrudado, podendo ser um cortador manual ou um cortador elétrico; e um espelho embutido que possibilita ao operador ver o material extrudado saindo pela matriz.

Dow - PEs lineares ©QD Foto: DivulgaçãoDOW

Diversas soluções para mercados variados serão o foco da empresa, além da apresentação de vários produtos. Entre as soluções está uma nova plataforma de resinas de polietileno linear, desenvolvida na América Latina, que confere, segundo a fabricante, pelo menos 50% mais “resistência de fundido”, se comparada com os PEs lineares convencionais, característica considerada uma das grandes novidades da empresa, que possibilita, por exemplo, maior estabilidade de balão, resultando em aumento de produtividade com menor variação de espessura. Também viabiliza a redução do nível de PE de baixa densidade em blendas com PE linear, aumentando assim a resistência mecânica. Entre as aplicações que podem agregar benefícios com esta tecnologia estão filmes agrícolas, silo-bolsas e sacaria industrial. Esta plataforma inovadora permite ainda expandir o uso de PEs lineares em outras aplicações, tais como filmes termoencolhíveis de alto desempenho e filmes termoformados para embalagens de alimentos. Outra solução que a Dow lançará na feira está voltada ao mercado de embalagens flexíveis. Trata-se da nova resina de PEBDL com coeficiente de fricção CoF controlado e propriedades óticas diferenciadas, propiciando maior produtividade no processo de empacotamento e melhor visibilidade das embalagens. Entre outras soluções inovadoras que a companhia divulga para o mercado de plásticos está o filme Diamanto, tecnologia que combina rigidez, brilho e transparência, e se configura como uma nova alternativa para substituir filmes de CPP e BOPP. Para termoformagem flexível também há estruturas 100% polietileno, que possibilitam o crescimento de aplicações deste tipo de embalagem em diversos mercados. Ao setor de embalagens flexíveis para líquidos, utilizadas nos mercados de food service e industrial, a Dow mostra uma novidade com ganhos significativos em relação ao aproveitamento do produto embalado. A companhia divulga, também, parcerias inéditas para oferta de soluções completas, que incluem resina, fabricação e sistemas de enchimento. Além do mercado de alimentos, tais soluções poderão ser utilizadas em ampla gama de aplicações, como no mercado de tintas, lubrificantes e logística, entre outros. Mais um destaque no espaço da empresa é o stand-up pouch 100% PE, uma embalagem patenteada pela Dow, confeccionada com uma estrutura feita totalmente de filme de polietileno em substituição aos filmes de multimaterial, cuja principal vantagem é a reciclabilidade. E, para proporcionar a produção de embalagens ainda mais leves, a Dow destaca a tecnologia de Microfoaming (microespumado), que proporciona a fabricação de filmes com menor peso, gerando mínimos impactos nas propriedades mecânicas. Na área de higiene e medicina, dará ênfase à resina de fibra Aspun, material à base de polietileno, utilizado na produção de fibras para não tecidos aplicados em artigos higiênicos e médicos descartáveis. Essas resinas conferem ao não tecido um toque ultramacio e suave, o que se traduz em conforto ao usuário, além de excelente processabilidade. Especialmente para a América Latina, a Dow apresenta as novas resinas Aspun para aplicação em fibra monocomponente. O desafio é atender, com um único material, aos requerimentos técnicos específicos da aplicação (capacidade de fiação, resistência à abrasão, processamento limpo etc.), somados à característica de alta suavidade. Reciclabilidade e potencial redução de espessura do produto final também são consideradas na nova solução apresentada. Para o segmento de unitização da indústria logística, a empresa promove o Stretch Hood, tecnologia para paletização que tem sido utilizada principalmente em produtos para a construção civil (sacos de cimento), linha branca e ensacados (sacaria de produtos químicos e petroquímicos). Já para o mercado de construção, a Dow destaca novas soluções para substituir embalagens de papel em determinadas aplicações, sobretudo para o mercado logístico. Em relação ao setor de adesivos de colagem rápida e de materiais funcionais, o foco fica por conta do More-Free 980/CR-85, produto sem solventes, de médio desempenho, que propicia aos usuários reduzir o tempo de espera entre os cortes das estruturas em até 40%. O produto oferece resistência química e ao calor mais alta que as versões padrão, e funciona muito bem em estruturas que incluem filmes de alumínio, PET e filmes metalizados, sendo ideal para usuários que desejam reduzir o tempo de entrega de estruturas complexas de stand-up pouches, utilizadas, muitas vezes, em embalagens de substâncias agressivas. Ao mercado de rótulos de vinho, a Dow propõe atenção especial ao adesivo Robond PS-68AR, sensível à pressão e que combina melhor “maquinabilidade”, boa resistência à água gelada e equilíbrio peel/shear adequado, permitindo que o cliente final posicione fácil e corretamente o rótulo na garrafa, sem risco de ele cair.

Dsm - Ecopaxx de poliamida 4.10 de alta performance ©QD Foto: DivulgaçãoDSM

Expõe algumas novidades, com destaque para a linha EcoPaxx de poliamida 4.10 de alta performance, proveniente de fonte renovável – possui 70% da sua composição obtida do óleo de mamona. O produto possui cadeia polimérica longa, baixa absorção da umidade e alto ponto de fusão, em razão da alta taxa de cristalização. Suas principais características incluem elevada resistência térmica e química, alta resistência mecânica e ótimo acabamento externo, com foco em aplicações elétricas, substituição metálica em peças automotivas próximas ao motor e sistemas de segurança, além de aplicações em materiais esportivos. A DSM apresenta também sua linha de poliamidas 4.6 de alto desempenho (marca Stanyl), que suporta temperaturas de 230ºC e se mostra ideal para aplicações nas quais hoje se utiliza PPA, PA66, PPS e LCP, podendo, até mesmo, substituir peças metálicas, graças à sua grande durabilidade e alta resistência térmica e à fricção. O Stanyl é de fácil processamento, graças à sua propriedade de fluxo, e proporciona também liberdade de design para indústrias que fabricam componentes para computadores e telefones. O grade Stanyl ForTii tem desempenho otimizado para componentes de computadores. A DSM apresenta também sua linha de produtos Arnitel, copoliésteres elastoméricos de dureza Shore D, que trabalham em faixa ampla de temperatura, com foco na substituição de borrachas. O Arnitel mantém as propriedades mecânicas em temperaturas altas e baixas, a partir de -45ºC até 150ºC, garantindo flexibilidade, elasticidade, permeabilidade ao vapor de água e resistências química e térmica, sendo uma opção para diversas indústrias, tais como automotiva, de acessórios médicos, de computadores, de cabos, têxteis e de embalagens, entre outras. Dentro da linha Arnitel, a DSM enfatiza os produtos de origem renovável Arnitel Eco, que possuem em torno de 40% de material de fontes renováveis, oriundo do óleo de canola, em sua constituição, bem como oferecem alta resistência à radiação ultravioleta e resistência térmica. As linhas Akulon (PA6) e Novamid (copolímero de PA 6/66) de alta viscosidade, para embalagens econômicas, que evitam o desperdício e melhoram a barreira ao oxigênio, garantindo melhor conservação dos alimentos, também integram o portfólio de produtos que a empresa apresenta em seu espaço. A exposição ainda contempla outros itens da empresa, tais como EcoPaxx, Stanyl e Arnitel, produtos de alta performance e durabilidade, com diversas aplicações na indústria automotiva, eletroeletrônica, de embalagem e bens de consumo. A Royal DSM, companhia global baseada na ciência, também tem participação no estande. A empresa atua nas áreas de saúde, nutrição e materiais, oferecendo soluções inovadoras que nutrem, protegem e melhoram o desempenho de produtos de interesse global, como suplementos alimentares, cuidados pessoais, rações, farmacêuticos, aparelhos médicos, automotivos, tintas, equipamentos elétricos e eletrônicos, “energias biobaseadas”, entre outros.

DUPONT

A expositora inova a sua participação ao levar para a feira o conceito do seu Centro de Inovação, um espaço especialmente criado para estimular atividades de colaboração entre a DuPont, clientes, acadêmicos e representantes de organizações civis e governamentais, localizado em Paulínia-SP. A proposta é conduzir as atividades do centro de pesquisa instalado no estande entre os participantes, convidando-os para discussões sobre inovações específicas para o mercado de plástico. Ainda faz parte da programação da DuPont, a condução de palestras técnicas sobre o setor.

Também alguns produtos consolidados no mercado marcam presença na feira, como os da unidade de negócio de Embalagens e Polímeros Industriais (DuPont Packaging & Industrial Polymers), que produz uma extensa variedade de adesivos de coextrusão, resinas de alta transparência e resinas selantes; os de Polímeros de Performance (DuPont Performance Polymers), que englobam os polímeros de engenharia, resinas de fontes renováveis e elastômeros; os do negócio Tecnologias com Titânio (DuPont Titanium Technologies), que traz aplicações do dióxido de titânio DuPont Ti Pure no mercado de plásticos, além das chapas de alta performance DuPont Cyrel DSP e DFP, o mais recente lançamento da DuPont na área de impressão flexográfica (DuPont Packaging & Graphics).

Os produtos DuPont Surlyn, resina ionomérica com diversas aplicações na indústria de alimentos, cosméticos, e produtos farmacêuticos; DuPont Fusabond, resina compatibilizante da linha dos modificadores de polímeros que promove alta capacidade de dispersão de polímeros e minerais de diferentes naturezas; DuPont Zytel Plus, resina de náilon de alto desempenho que resiste a longas exposições ao calor e a produtos químicos; o DuPont Sonora, polímero de fonte renovável que apresenta alto desempenho para utilização em peças e componentes automotivos, além dos elastômeros DuPont Viton e o DuPont Vamac, materiais utilizados em juntas, vedações e mangueiras por promover excelente resistência a diferentes fluidos, completam a exposição.

EASTMAN

A empresa de especialidades químicas reforça as vantagens de três de suas principais linhas de produtos: plásticos especiais; plastificantes e TPUs; e filmes de desempenho. Os copoliésteres Tritan, Eastar CN015 e as demais famílias de copoliésteres e celulósicos para diversas aplicações compõem os destaques dos plásticos especiais. O Tritan é indicado para aplicações livres de Bisfenol A e que requerem resistência química, à temperatura e ao impacto, bem como transparência. Capaz de criar embalagens de paredes grossas, transparentes e resistentes à química e a impactos e livres também de Bisfenol A, o Eastar CN015 é bem apropriado ao setor de cosméticos. A Eastman também aproveita o evento para expor as suas linhas de copoliésteres tradicionais, como a Eastar, a Durastar, a Aspira e a Provista, que atendem às legislações para aplicação em contato com alimentos e possuem boas propriedades de resistência química, de facilidade em processamento e de tato agradável. A propósito dessas famílias de resinas, a expositora apresenta a Entec-Ravago como o seu novo distribuidor para a linha de copoliésteres no Brasil.

A Eastman leva para a feira toda a linha de plastificantes, com foco nos não ftalatos, para diversos mercados e aplicações, ressaltando os produtos brasileiros fabricados pela sua subsidiária Scandiflex. A linha de TPUs permite desenvolver várias soluções para os mais diversos setores. Da área de filmes de desempenho, o visitante confere as diversas utilizações, contando com quatro aplicações das películas de poliéster: controle solar, controle solar para para-brisas, segurança e proteção de pintura. As primeiras proporcionam um melhor controle de temperatura interno, gerando assim uma redução de energia elétrica gasta em climatização e também uma economia de combustível quando utilizada em veículos. A película de controle solar para para-brisas (LLumar Airblue) reduz 44% da energia solar transmitida para dentro do veículo. Sua transmissão luminosa de 78% não compromete a visibilidade do motorista e atende os limites da legislação em vigor. Já a película de segurança protege no caso de quebras acidentais dos vidros, em eventos como tempestades, chuvas de granizo ou choques de objetos, mantendo os cacos de vidros aderidos à película, minimizando o risco de acidentes. Nos vidros das janelas dos veículos, protegem contra cortes no caso de colisões laterais e ajudam a dificultar atos de vandalismo. As películas de proteção de pintura à base de poliuretano podem ser aplicadas em veículos de qualquer cor e formam uma barreira que mantém a pintura dos automóveis e diminui as marcas de pedras, produtos químicos, riscos e arranhões.

EBTRON

A expositora comparece à feira com participação institucional, ocasião em que divulga seus produtos por meio da apresentação de vídeos. O Tube Scan, strobo eletrônico para visualização de ausência de etiquetas por pista e total da produção, é indicado para máquinas revisoras de banda estreita, entre 330 mm e 430 mm de largura. Na função “estrobo”, cada repetição é exibida por meio de transmissão de imagens em tempo real, visíveis com materiais reflexivos. Uma imagem constante é sincronizada na faixa de velocidade da máquina. A função falta de rótulos detecta a ausência destes, dispõe de contador de defeitos por pista e total e princípio para materiais altamente refletivos ou aplicações transparentes.

Outro equipamento divulgado é o Regi Star 20, que consiste em sistema de controle de registro para até vinte cores para uso em impressoras de rotogravura. Segundo a empresa, oferece detecção segura da marca de registro, mesmo com muito baixo contraste, visualização da marca de registro na cor real, e dispõe de certificado para ambientes perigosos à explosão (ATEX). Entre os principais benefícios, destaca rápido retorno do investimento, redução dos desperdícios durante a partida da máquina e em produção, e fácil carregamento do trabalho e aumento da produtividade.

O Ttwin Check, sistema de videoinspeção para impressoras de rotogravura, flexografia e off-set, assegura, segundo a expositora, inspeção de 100% do material, incluindo sua visualização; e 100% combinado com o fluxo de trabalho de cada unidade de impressão. O equipamento elimina erros de impressão e permite reduzir desperdícios, com melhorias no processo.

ECOMASTER

A empresa divulga a ECOlogica, sua mais nova linha de aditivos e compostos que proporcionam a diminuição do impacto ambiental causado pelo descarte de produtos plásticos no meio ambiente, com foco nos produtos Econ e Ecolex, Eco Drier, Nanox Clean, Ecomate e o Aditivo 1145. Econ e Ecolex são compostos de carga mineral natural que reduzem em até 20% a utilização de resinas novas, baixando o custo final do produto acabado e contribuindo na diminuição de material plástico exposto no meio ambiente, caso venha a ser descartado de forma incorreta. O Eco Drier, aditivo absorvedor de umidade e gás, é adequado para transformadores que usam resinas pós-consumo (recicladas) ou aparas de sua própria produção, pois retira a umidade e o gás do material sem a necessidade de aquecimento em estufa, aglutinação ou extrusão, excluindo etapas que elevam o custo de produção, além de contribuir para que haja maior utilização de resinas recicladas, o que reduz o consumo de matéria-prima de fonte não renovável. O Nanox Clean, aditivo antimicrobiano desenvolvido com base na nanotecnologia, tem como princípio ativo a prata, podendo deixar qualquer superfície plástica livre da contaminação e da proliferação de fungos e bactérias, possui como principal característica conferir aumento de shelf life às embalagens destinadas a alimentos, principalmente em produtos com tempo de prateleira reduzido, e está em conformidade com a legislação sanitária e com as normas de não migração e toxicidade dos materiais. O Ecomate, aditivo oxibiodegradável que acelera a degradação de materiais plásticos descartados na natureza de forma incorreta, é atóxico e dotado de componentes aprovados para uso em alimentos pelo FDA. O produto contém agentes pró-degradantes que levam o plástico a se fragmentar, atingindo peso molecular adequado para o consumo de micro-organismos, o que resulta na sua conversão em dióxido de carbono, água e biomassa, sendo, assim, assimilado no ambiente. O fabricante informa que o Ecomate utiliza um ingrediente aditivo que atende aos requisitos de oxidegradação, biodegradação e ecotoxicidade da norma ASTM D-6954-04, bem como SP Sweden/s A+B Degradável e AIB Vinçotte Belgium OK, biodegradável no solo, em conformidade com a exigência mínima de 90% de biodegradação em 24 meses. O aditivo antiodor ECO 1145, absorvedor de odor para plástico ecologicamente correto, pois contribui com o aumento do uso de resinas recicladas provenientes de pós-consumo, é empregado como masterbatch e foi desenvolvido para transformadores de matérias-primas industriais ou recicladas que liberam odores característicos.

Eletro Forming - Termoformadora modelo TC-C ©QD Foto: DivulgaçãoELETRO FORMING

Os visitantes podem conhecer no estande da empresa a termoformadora modelo TC-C, utilizada para moldar embalagens de PET ou PP, destinadas ao uso em tortas e outros alimentos de padaria, assim como em frutas, pratos de festa ou, ainda, em ovos, entre outros produtos. O equipamento, disponível em versões movidas pneumaticamente ou com servomotores, possui como características principais força de fechamento de 30 toneladas, área de moldagem máxima de 650 x 520 mm e velocidade máxima de 35 ciclos/minuto (na versão dotada de servomotor).

ELETROTHERMO

Conceituada fabricante de resistências elétricas, fornos e estufas, a expositora anuncia o lançamento de resistência coleira por radiação infravermelha em quartzo, para aquecimento de canhão de extrusora; capa térmica com isolamento de fibra cerâmica, também para extrusoras de plásticos; forno desumidificador; e cristalizador por infravermelho.

Ematec - Extrusora HSE ©QD Foto: Divulgação
Ematec – Extrusora HSE

EMATEC

A empresa reúne e divulga algumas de suas representadas, como a Gabler e seu sistema robótico especial para termoformar peças com in mold labelling (IML), que desenvolveu em conjunto com a Marbach Mould & Automation. A automação inclui o cartucho com rótulos, alimentação e transferência dos rótulos, além da manipulação das peças formadas, possibilitando a transferência de rótulos e a colocação de etiquetas sem impor limites à tecnologia de termoformagem. Com este novo desenvolvimento, a empresa oferece aos usuários a capacidade de produzir grandes volumes de embalagens termoformadas com IML nas laterais e etiquetas no fundo. A utilização deste sistema robótico propicia vantagens, tais como a tecnologia de transferência dos rótulos, que não limitará as possibilidades de design e decoração das embalagens, espessuras mais finas de parede, grande número de cavidades, emprego de chapas-barreira e a possibilidade de adaptação do T-IML em máquinas existentes. A Gabler apresenta também o empilhador reverso M-line Reverse Stacker, que pega as embalagens, por meio de cones de vácuo, de dentro do molde, faz com que elas virem 180° e as transfere para uma mesa, que permite um processo de empilhamento simples e seguro, sem o emprego de elementos que prendem as embalagens, assegurando, assim, mais qualidade aos produtos. A Gabler ressalta como vantagens do novo empilhador reverso um número mínimo de elementos que prendem as embalagens; menor pressão sobre produtos sensíveis, evitando assim danos às bordas e ovalização; manipulação de produtos rasos ou de difícil empilhamento; e custos de manutenção reduzidos. A linha de termoformadoras ‘M’, também da Gabler, disponibiliza os modelos M92, com novo sistema de acionamento: o M92-X, com área de formação maior; o M92-L, com forno mais longo para máxima ciclagem; e a combinação de ambos no modelo M92-XL. E, com base na tecnologia da M92, a Gabler também oferece o modelo M93. A nova termoformadora compacta modelo M60, máquina destinada a tiragens médias, e a topo de linha M98 completam o portfólio de exposição da Gabler.

Da representada SML, os destaques são as linhas de extrusão de chapas de alto desempenho, resultado do desenvolvimento contínuo das tecnologias de extrusão e calandragem para linhas de produção de chapas para termoformagem tanto de PP – existem máquinas no mercado processando chapas de PP em larguras de 750 mm a 850 mm, em velocidades de produção de 1.300 a 1.800 kg/h, por exemplo – como de PS. Segundo a empresa, estas linhas oferecem alto grau de eficiência, ou seja, oferecem razão de investimento/desempenho favorável; baixo consumo de energia (Wh/kg); utilização econômica de matérias-primas; baixas variações de espessura (Smart Parallel Gap); tamanho reduzido; baixos níveis de sobras; e trocas rápidas de cor e de material nas HSE (High Speed Extruders ou extrusoras de alta velocidade). Também compõem a amostra roscas de diversos diâmetros e comprimentos, assim como diferentes conceitos de acionamento da SML. Além disso, a empresa enfatiza que o termo “alta velocidade” é aplicável não somente à rosca da extrusora, mas também à unidade de calandragem e ao bobinador. Outro destaque fica por conta do desenvolvimento dos thin shell rolls e a disposição destes cilindros especiais de refrigeração na calandra, além dos rolos de pós-refrigeração, que permitem altos níveis de produção específicos, em termos das larguras do material; e o emprego destes cilindros de alta tecnologia, o que também permite a obtenção de chapas de qualidade. Já os cilindros “SPG” (Smart Parallel Gap), outro item da empresa que merece ênfase especial, constituem uma das principais características da calandra da SML. Em conjunto com o rolo de refrigeração principal, eles permitem polimento com alto paralelismo, o que resulta na produção de chapas finas com tolerâncias de espessura adequadas. A SML emprega suas próprias bobinadeiras Jumbo e, assim, minimiza os tempos de parada durante as trocas de bobinas nas máquinas de termoformagem. A empresa utiliza bobinas com dois metros de diâmetro, oferecendo quatro vezes mais tempo de produção, quando comparadas com bobinas com um metro de diâmetro. Toda a linha, da extrusora ao bobinador, é monitorada pelo sistema de controle Smile, que, além de amigável ao operador, oferece gerenciamentos ideais das receitas, manutenção remota e diferentes possibilidades de registro de dados. No que diz respeito a estes últimos, todos os parâmetros de energia, como o de consumo específico (Wh/kg), por exemplo, podem ser mostrados em tempo real e as tendências devidamente registradas. Isso proporciona melhores opções de ajuste e otimização da produção.

ENERCON/FLEXOWASH/ROTOBRAS

Representadas pela Converprint, as três expositoras compartilham o mesmo estande, onde apresentam: uma rebobinadeira Rotobras para o mercado de acabamento, considerada inovadora pela empresa em razão de seus sistemas de controles de tensão e outras tecnologias aplicadas; um equipamento de lavagem de cilindros anilox Flexowash; e um aplicativo da Enercon, que simula as mais variadas formas de tratamentos de superfície. A participação conjunta no estande é estratégica e tem o propósito de lançar a ideia de que três empresas similares dos segmentos podem dividir um mesmo espaço sem uma interferir na outra, pois o comercial de todas é interligado.
Além da rebobinadeira, o visitante também confere novidades da Enercon e da Flexowash. Da primeira, tecnologia de tratamento de superfícies via plasma da Enercon, considerada inovadora e ecológica. Da última, novas máquinas de lavagem de camisas, clichês e tambores.

Engel - Injetoras e-motion ©QD Foto: DivulgaçãoENGEL

Eficiência energética é o tema principal abordado no estande desta tradicional fabricante de injetoras, que considera esse quesito na produção um fator decisivo de competitividade no Brasil. Não à toa, a empresa exibe pela primeira vez na América do Sul sua série totalmente elétrica e-mac. Além da novidade, outros três equipamentos contemplam a exposição. Cada um dos quatro embute um diferente conceito de produção, com o objetivo de demonstrar para o transformador como aumentar a sua produtividade e baixar os custos por peça, com soluções de sistemas sob medida.

O cardápio da empresa cobre todo o espectro de injetoras, desde modelos hidráulicos e híbridos até os totalmente elétricos, com opcionais específicos da área. A empresa assegura, assim, conseguir o máximo em eficiência e uma excelente relação custo/benefício para cada aplicação. Duas injetoras totalmente elétricas e duas hidráulicas de baixo consumo energético mostram e atestam esse fato no estande.

O modelo 310/110 representa a nova família de injetoras e-mac, projetadas para atender às mais altas exigências de precisão na produção de peças técnicas e componentes eletrônicos. Com uma aceleração acima de 20 m/s², esses equipamentos, segundo acredita a fabricante, possuem o eixo de injeção mais rápido em comparação com os da concorrência. Além disso, os movimentos paralelos dos eixos de acionamento reduzem os tempos de ciclo. Da injeção e dosagem até os movimentos dos moldes e do ejetor, todos os seus acionamentos são operados por servomotores, garantia de alta precisão e estabilidade de processo, como também uma excelente eficiência para a máquina como um todo. Os acionamentos são operados em uma solução moderna de grupos de eixos com circuito intermediário estabilizado, em que a energia de frenagem é recuperada e retornada à rede para obter uma eficiência energética excepcionalmente alta.

Graças à sua forma construtiva bastante compacta, as máquinas da série e-mac exigem área muito menor nos galpões industriais – o que para diversas empresas se torna mais um fator de eficiência de extrema relevância. Equipada com o consagrado comando CC 200, a e-mac oferece total modularidade e capacidade de integração com a tecnologia de automação.

As injetoras e-motion firmaram seu nome principalmente na área de tecnologia médica e em aplicações de alto desempenho na indústria de embalagens. Especialmente adaptada às exigências de alto desempenho e aplicações de alta velocidade, essa série agora une velocidades de injeção acima de 500 mm por segundo e alta capacidade com o mínimo de consumo de energia. Uma e-motion 940/280 T atesta seus atributos no evento, produzindo copos em um molde de quatro cavidades da Glaroform (Näfels/Suíça). Graças ao in mould labeling integrado, embalagens decoradas e prontas para o uso são produzidas em apenas uma etapa de trabalho com um tempo de ciclo de 6 segundos. Os parceiros de projeto para o in mould labeling são a empresa Beck Automation (Oberengstringen/Suíça) e o fabricante de etiquetas Verstraete de Maldegem na Bélgica. No entender da expositora, a combinação de diferentes etapas de trabalho em uma célula de produção automatizada e bem integrada acelera não apenas a produção, mas também melhora expressivamente o desempenho energético de todo o processo produtivo.

A fim de provar que não só injetoras totalmente elétricas têm valores baixíssimos de consumo de energia, a empresa inclui em sua apresentação a injetora hidráulica victory 200/80 tech, equipada com o opcional ecodrive de economia de energia. Graças a esse dispositivo servohidráulico, as injetoras hidráulicas, dependendo do tipo de máquina e aplicação, conseguem reduzir em até 70% o desperdício de energia em razão da menor perda, valores de consumo equivalentes àqueles obtidos em máquinas totalmente elétricas. Em determinadas aplicações, como no uso de machos hidráulicos, esses modelos equipados com ecodrive chegam, em muitos casos, a ser até mais econômicos no balanço geral.

Outra vantagem da série Victory ressaltada pela fabricante fica por conta do efeito positivo sobre o balanço da eficiência graças à unidade de fechamento sem colunas. Como as placas de fixação dos moldes permitem o aproveitamento total da área disponível da placa, moldes de grandes proporções podem ser usados em injetoras relativamente pequenas. Isso reduz os custos de investimento e operacionais, por exemplo, em aplicações com moldes complexos para produzir vários componentes, mas normalmente com uma exigência menor em força de fechamento. Em muitos casos, torna-se possível empregar uma injetora muito menor do que a habitual para o tamanho do molde.

A moldagem direta de peças de plástico em cabos, insertos metálicos ou componentes feitos de outros materiais é outro elemento da integração de processo. Injetoras com unidade de fechamento vertical podem oferecer vantagens tanto na alimentação manual dos moldes, por conta da melhor condição ergonômica, como na automação, por meio da fácil acessibilidade da área do molde. Como essas vantagens podem ser utilizadas na prática operacional, a Engel demonstra com o modelo 200/90 da família insert, equipado com ecodrive. A fabricante ainda destaca outro fator de eficiência dessas máquinas: a cortina de luz, que elimina os longos tempos de espera para abrir e fechar a convencional grade de proteção.

A Engel pretende demonstrar em sua exposição a sua capacidade de cobrir o espectro inteiro de moldagem por injeção no mundo todo, com a oferta de produtos desde a injetora, passando pela automação, tecnologia de processos e projeção de moldes até o treinamento e assistência técnica. Assegura soluções de sistemas prontos para operação, assumindo também a responsabilidade geral, inclusive pelos componentes desenvolvidos em parceria com terceiros.

EUROHEATERS BRASIL

Um novo controlador multizona touch screen, desenhado para monitorar até 240 zonas de aquecimento no molde de injeção, é a principal atração desse expositor de origem europeia, especialista em sistemas de câmaras quentes. Mas o visitante também confere nova linha em aquecedores para câmara quente, que embute aprimoramentos no isolamento elétrico e maior facilidade de moldagem, sinônimo de mais agilidade na troca de peça para manutenção. A empresa também destaca produtos de suas linhas de controladores clássicos, microtubulares, resistências tubulares flexíveis, resistências elétricas, resistência infravermelha, cartuchos de alta carga, transdutores de pressão e pirômetros, entre outros. A empresa ainda promete descontos especiais para os negócios efetuados durante a feira.

Evonik - Acrylite Automotive Glazing ©QD Foto: DivulgaçãoEVONIK

Os visitantes do estande da empresa, que atua no setor de especialidades químicas, encontram novidades e tendências em polímeros, silanos e aditivos, voltados a diversos segmentos industriais, desenvolvidas especialmente para proporcionar desempenho superior no processo produtivo e ao produto final. A apresentação envolve várias áreas de negócios relacionadas ao setor de plásticos, com produtos e lançamentos para diversificados segmentos industriais. É o caso da linha de silanos oligômeros Dynasylan, indicada para a fabricação de itens como tubulações e cabos, com ótimos resultados como agentes de acoplagem e cross-linkers para compostos High Filled Flame Retardant (HFFR), que possuem alto teor de sólidos para alta resistência à chama. A combinação do Dynasylan Silfin 13 com o Dynasylan Silfin 25, aplicada na produção destes tipos de compostos, proporciona vantagens significativas no processo de produção. Graças às características alcançadas com a composição dos dois produtos, observa-se a menor deposição de resíduos, exigindo menor necessidade de limpeza e, por consequência, maior produtividade. Outro destaque da Evonik é a linha de polímeros acrílicos, dentre eles, o PMMA Acrylite, para injeção e extrusão de peças para a indústria automotiva, de iluminação residencial e pública, e de embalagens para cosméticos, entre outros segmentos. Nesta linha, a empresa apresenta ao mercado o Acrylite Hi-Gloss, produzido na cor Black Piano com altíssimo brilho e caracterizado pela elevada resistência a intempéries. Esta linha de produtos foi especialmente desenvolvida para uso em aplicações automotivas não transparentes, como revestimento das colunas A, B e C externas, retrovisores, molduras de rádio e peças do painel. Ainda nesta linha, a empresa exibe materiais de alta resistência térmica, dentre eles o Acrylite hW55, com ponto de amolecimento Vicat de 120°C; e o polimetilmetacrilimida Acrymid, com produtos que chegam a 170°C de ponto de amolecimento Vicat. Alinhada à forte tendência da indústria automotiva para redução de peso nos veículos, a Evonik destaca a linha Acrylite Automotive Glazing, que permite a substituição de vidros nos automóveis. Este produto pode reduzir o peso das janelas em até 50%, se comparado ao vidro, além de ter propriedades acústicas, elevada transparência e resistência às intempéries. Outra novidade é a linha Cyrolite, composta de produtos de elevada resistência química, especialmente desenvolvida para injeção de produtos para aplicações médicas, como conectores, válvulas e filtros, entre outros que serão submetidos à esterilização por Eto e raios gama.

Extrusao Brasil - extrusora dupla rosca paralela ©QD Foto: Divulgação
Extrusao Brasil – extrusora dupla rosca paralela

EXTRUSÃO BRASIL

A expositora promove o seu carro-chefe de vendas: a extrusora dupla rosca paralela modelo EB-DR 67:22, própria para perfis, tubos e compostos de PVC rígido, com roscas de 67 mm de diâmetro e L/D 22, construídas com aço 8550 retificadas e nitretadas a gás; degasagem por bomba de vácuo de anel líquido, com motor de 3 CV e filtro separador de materiais sólidos e líquidos; pré-alimentador dotado de rosca sem fim, com motorredutor de 1 CV; redutor de velocidades; acionamento dado através de motor e inversor de frequência de 25 CV; e CLP (Controlador Lógico Programável).

A linha inclui mesa de calibração a vácuo, puxador Caterpillar, serra automática e calha retentora. A mesa possui deslocamento transversal, de altura e longitudinal; porta-calibradores feitos de alumínio; largura de 600 mm e comprimento de 3.000 mm; indicador de vácuo; e bomba de vácuo com motor de 7,5 CV. O puxador, com 200 mm de largura e abertura de 150 mm, opera com acionamento individual para cada esteira por meio de motorredutor de velocidades e inversor de frequência de 1 CV, e dispõe de área de arraste útil de 1.600 mm. A serra, com disco de corte com 350 mm de diâmetro, promove avanço e retorno da mesa de corte através de pistões pneumáticos e possui comando para acionamento automático através de encoder. A calha mede 200 mm de largura por 6.000 mm de comprimento. Seu acionamento é feito por pistões pneumáticos comandados por encoder.

FCC

A linha de elastômeros termoplásticos Fortiprene é a principal atração dessa expositora, que lança o grade TPE 7140, desenhado em especial para aplicações em bens de consumo. O produto apresenta uma combinação de propriedades técnicas aliadas à versatilidade de processamento. Entre os atributos, a empresa destaca flexibilidade, reciclabilidade, excelente aparência para o produto final e conforto ao toque. O novo grade de TPE deriva de uma combinação inédita de elastômeros estirênicos com poliolefinas especiais.w

Flexo Tech - Access Premium oito cores ©QD Foto: Divulgação
Flexo Tech – Access Premium oito cores

FLEXO TECH

Mostra a impressora flexográfica modelo Access Premium oito cores, dotada de sistema de acionamento dos cilindros, realizado por servomotores de última geração, e posicionamento das unidades de impressão por Comando Numérico Computadorizado (CNC). Este modelo se destaca por possuir características técnicas como alta velocidade de produção, até 400 m/min; alojar sistemas de trocas automáticas de bobinas na entrada e na saída; incorporar alinhadores eletrônicos, viscosímetros e sistemas automáticos de lavagem; bem como por possuir sistemas de gerenciamento automático de impressão e oferecer assistência técnica via modem, tudo isso vinculado ao software desenvolvido pela empresa, que permite a fácil interação do operador com a máquina. O equipamento processa larguras de impressão na faixa de 800 a 1.400 mm, oferece larguras de passagem de filme de 850 a 1.450 mm e trabalha com comprimentos mínimos e máximos de impressão de 300 a 800 mm (máquina de 800 mm), de 350 a 800 mm (máquina de 1.000 mm), de 380 a 800 mm (máquina de 1.200 mm) e de 400 a 800 mm (máquina de 1.400 mm). Funciona com sistema de secagem elétrico ou a gás e tem potência elétrica instalada aproximada de 320 kW. O software de gerenciamento do equipamento coloca à disposição do usuário sistema de pré-posicionamento de formatos, sistema de pré-registro, aviso de manutenção preventiva, relatório de dados de produção e busca rápida de velocidades.

FORTYMIL

Tradicional distribuidora de resinas e produtora de compostos de polietileno e de polipropileno, a expositora anuncia a divisão de negócios e a criação de uma nova empresa, a Plastimil, que surge com o propósito de intensificar o foco nos compostos mencionados, baseados em resinas virgens e recicladas. Com um investimento próximo a R$ 6 milhões, a Plastimil absorve a produção dos compostos, adicionada de um aprimoramento tecnológico em equipamentos.

A Fortymil continuará com suas atividades exclusivamente focadas no negócio de distribuição de resinas. Distribuidora oficial da Braskem e da Innova, a Fortymil apresenta na feira as últimas novidades nos portfólios dessas suas representadas, como o polietileno verde e a linha Maxio de polipropilenos especiais da Braskem.

Gefran Brasil - ONPP-A ©QD Foto: DivulgaçãoGEFRAN BRASIL

Aproveita o evento para lançar o modelo de transdutor “magnetoestritivo”, concebido especificamente para a montagem direta em cilindros pneumáticos. Oferece capacidade de detectar a posição do ímã standard incorporado ao cilindro de todos os principais fabricantes. O modelo ONPP-A possui um sistema desenvolvido pela própria empresa que permite este reconhecimento de maneira completamente automática, eliminando assim quaisquer erros na leitura da posição. O novo transdutor apresenta, ainda, outras vantagens, como redução do tamanho do sensor; montagem diretamente no perfil do cilindro, sem grampos; cursos de 50 até 900 mm; resolução infinita; e erro de linearidade de ± 0,2%. A empresa coloca à disposição dos visitantes, também, os demais produtos de sua linha de fabricação nas áreas de sensores de temperatura, pressão, posição e força; componentes de grupos estáticos; reguladores e indicadores eletrônicos; automação de unidades centrais de controle; interfaces homem-máquina; sistemas de entrada/saída e controladores lógicos programáveis; CLPs industriais; motion control, que engloba acionamentos eletrônicos e inversores industriais para todas as necessidades de automação industrial.

GF Agiecharmilles - HPM 450U ©QD Foto: DivulgaçãoGF Agiecharmilles

Fornecedora de máquinas, soluções de automação e serviços para a indústria de moldes e a fabricação de componentes de precisão, sua gama de produtos abrange máquinas de eletroerosão a fio e por penetração, centros de usinagem de alta velocidade e alta performance, sistemas de fixação e pallets, máquinas para texturização a laser em 3D, além de serviços, peças, consumíveis e soluções de automação.

A sua exposição contempla máquinas de eletroerosão a fio e por penetração e centros de usinagem vertical de alta velocidade, integrados com soluções de automação. A empresa exibe o modelo HPM 450U de centro de usinagem vertical de cinco eixos, de produção universal ou automatizada, combinando versatilidade com excelente dinâmica e grande rigidez. Destaca-se por ser compacta, com excelente ergonomia e acessibilidade à área de trabalho. Possibilita desde simples furações até a usinagem de peças complexas, em cinco eixos simultâneos, e está disponível em dois modelos de spindle de alto desempenho, com uma grande gama de possibilidades no trocador de ferramentas e no trocador de pallets. Utiliza comando numérico de última geração da HeidenhainiTNC 530, proporcionando versatilidade e operações amigáveis com excelente performance e precisão.

GGD METALS

Distribuidora de aços e metais sob medida, a empresa comparece ao evento com o propósito de reforçar sua imagem no segmento de aços para moldes. Com o objetivo de interagir com os players e clientes, a GGD projetou um estande inovador, onde divulga seus produtos direcionados à indústria do plástico, com destaque para os aços P20, GGD 1045 e alumínio Cast 7000. O P20 se destina a uma ampla variedade de moldes de injeção. A empresa considera que o seu aço 1045 desempenha papel especial nos moldes plásticos, principalmente na função de porta-moldes. O produto conta com inspeção diferenciada de ultrassom, garantindo total isenção de porosidades. O Cast 7000 tem entre suas aplicações a fabricação de moldes e matrizes para repuxo profundo, entre outras.

Gneuss - viscosímetro VIS ©QD Foto: DivulgaçãoGNEUSS

Aproveita o evento para exibir a extrusora MRS para degasagem de polímeros fundidos, o viscosímetro VIS on-line, a linha de sistemas de filtração rotativa, e também os sensores ecológicos de temperatura e transdutores de pressão de massa. As extrusoras MRS possuem superfície ampla, usam sistema simples de bomba de vácuo de anel líquido e utilizam o sistema multirrotacional da empresa, podendo processar PET sem pré-secagem ou cristalização, para fabricar produtos voltados a diferentes aplicações do material, incluindo chapas, fibras e peletização. Com base em uma extrusora monorrosca convencional, a seção de rotação múltipla (MRS) é um tambor contendo oito monorroscas satélite, acionadas por uma engrenagem (coroa) e transmissão por pinhões. Os “barris” cortados no tambor ficam aproximadamente 30% abertos e oferecem ótima exposição do fundido ao vácuo. Segundo o fabricante, esse design assegura performance da degasagem 50 vezes maior que a de uma extrusora monorrosca convencional, empregando um vácuo de apenas 25 a 40 mbar. Ao evitar a necessidade de um sistema de alto vácuo, assim como o da pré-secagem, a MRS é uma alternativa eficiente e econômica às tecnologias convencionais. Outros argumentos que a Gneuss aponta a favor do seu equipamento são o projeto simples e robusto, a pequena área ocupada e a flexibilidade oferecida. Além da performance de degasagem, a MRS também oferece eficiência de descontaminação, pois não apenas extrai água com eficiência, mas também descontamina o material, de modo que 100% dos flocos de garrafas PET podem ser processados para embalagens de alimentos. Estas características técnicas levaram a Food and Drug Administration (FDA) dos EUA a emitir um total de 4 LNOs (cartas de não objeção) para a máquina, em relação ao processamento de materiais para a indústria alimentícia.

Já o viscosímetro on-line VIS, outro equipamento enfatizado no estande, embute acionamento aprimorado e apresenta controle de velocidade sem codificador, efetuando medições precisas da viscosidade da massa. Além disso, graças ao seu design muito compacto, pode ser acoplado em quase todas as linhas de extrusão. A divisão de tecnologia de filtração da Gneuss apresenta seus sistemas de filtração rotativos RSFgenius e SFXmagnus, com otimizações de projeto. Ambos são destinados ao uso na fabricação de chapas, fibras, espumas, tubos e muitas aplicações de reciclagem; e agora carregam vários novos recursos de segurança, bem como a opção de ejetor automático para material de purga no tipo RSFgenius. Os sistemas permitem operação ininterrupta, até mesmo durante a troca dos elementos filtrantes, e atuam no modo automático, com autolimpeza integrada de telas. Outro destaque no estande da empresa serão os transdutores ecológicos sem mercúrio, o novo modelo para processamento de alimentos que a Gneuss está colocando no mercado. Os transdutores de pressão sem mercúrio NTXTM oferecem intercambialidade com outras marcas, apresentando incomparável performance. Um novo design do sensor está sendo oferecido especificamente para aplicações no processamento de alimentos, e a carcaça estanque do dispositivo resiste a típicos tratamentos sanitários com lavadores de alta pressão usados para essas aplicações. Este tipo de sensor também é usado em aplicações médicas.

Haitian JUII Júpiter ©QD Foto: DivulgaçãoHAITIAN

Ao completar dez anos de atividades no Brasil, a empresa escolheu a feira para apresentar ao mercado nacional sua segunda geração de máquinas, denominada Second Generation, em lançamento mundial. A nova linha é composta pelos modelos SaII (Saturno), MaII (Marte), VEII (Vênus) e JUII (Júpiter), que oferecem avanço tecnológico em toda a estrutura mecânica, operando com ciclos mais rápidos. As máquinas vêm equipadas com controlador Keba de última geração; sistema integrado de economia energética; operam com baixo nível de ruído e oferecem baixo consumo de água. A empresa expõe também sua linha de robôs, alguns deles acoplados às máquinas.

HDB Representacoes - Exacta IBM 450 ©QD Foto: DivulgaçãoHDB REPRESENTAÇÕES

O principal foco da expositora é a sopradora modelo Exacta IBM 450, em célula completa de produção de frascos conta-gotas de 10 ml. Equipada com novo painel de comando em tela touch screen de 14 polegadas, da Omron, para proporcionar melhor integração homem/máquina, funciona com software operacional desenvolvido no Brasil e utiliza CLP de última geração, também da Omron. A máquina possui dois blocos de segurança hidráulicos Rexroth, bem como sensores magnéticos em todas as portas e proteção térmica no cilindro de plastificação. Todo o controle de segurança geral da máquina é realizado por um CLP, propiciando assim maior confiabilidade ao operador e se enquadrando nos requisitos da norma regulamentadora n°12 (NR12). O molde para frascos de 10 ml, com 12 cavidades e ciclo estimado de 12 segundos, utiliza os periféricos representados pela HDB: novos bicos homogeneizadores da empresa suíça Promix (antiga Sulzer); desumidificadores de resinas da austríaca Farragtech, com novo painel colorido e novas resinas no banco de dados; termorreguladores para moldes da suíça HB-Therm, apresentando a nova linha Thermo 5, agora, com todos os tamanhos de bombas e acoplamentos magnéticos de linha;    chillers e sistemas centralizados de água, que oferecem menor consumo de energia e alta eficiência, da empresa alemã GWK; novo dosador gravimétrico de pigmentos MC-Balance, da empresa holandesa Movacolor, com novos modelos de rosca para maior precisão de dosagem; lançamento de uma linha de esteiras modelo Supergrip e separadores de pó/grânulos Dustep, fornecidos pela empresa italiana Dega. Além destes lançamentos, a expositora anuncia a introdução no mercado nacional de um novo modelo de máquina de alta produção para injeção, estiramento e sopro de PET em um estágio. Construída pela empresa austríaca e tradicional fabricante de moldes Haidlmair, por meio da recém-criada Mould&Matic, a linha Blowliner foi desenvolvida durante cinco anos e hoje representa solução adequada para a produção de frascos de 10 ml, com até 48 cavidades, e produção de 10 mil peças/h, até galões de cinco litros com gargalos máximos de 250 mm. Da italiana Uniloy, a HDB divulga sua linha completa de sopradoras, que abrange desde o sopro de frascos de consumo diário, como máquinas shuttle e reciprocantes, até o sopro técnico e automotivo, como máquinas por acumulação e suction parison. O destaque ficará por conta das sopradoras elétricas da série UMS EZ “Energia Zero”, que já está consolidada há mais de cinco anos no mercado mundial como solução para ciclos mais rápidos e com menor consumo de energia. A série UMS EZ disponibiliza uma linha de sopradoras elétricas de 14 a 23 t de força de fechamento, dotadas de um ou dois carros, ideal para duas a 12 cavidades com sopro por cima. Todas as máquinas desta linha possuem sistema para recuperação de energia dos movimentos, o que permite atingir ciclos secos de 2,9 segundos.

Himaco - Atis Eco 3000-1080 LHT ©QD Foto: DivulgaçãoHIMACO

O estande dessa tradicional fabricante de injetoras gaúcha reserva o lançamento da Atis Eco 3000-1080 LHT, com 300 t de força de fechamento, sistema de fechamento mecânico-hidráulico, com excelente distância entre colunas (720 mm x 720 mm). Possui comando hidráulico proporcional de vazão e pressão, comandado por servomotor com versão disponível para bomba variável, proporcionando menor consumo de energia elétrica. Com dimensões excelentes para empresas que possuem pouco espaço físico, a máquina possui capacidade de injeção de até 1,2 Kg de PS, altura automática de molde e frontal disponível com sistema touch screen, para programação e acionamento dos movimentos. A empresa ainda destaca outras injetoras, como a Apta Eco 140, máquina com 140 t de força de fechamento, com três opções de capacidade de injeção: 370 g, 448 g e 533 g (de poliestireno). A injetora possui comando hidráulico proporcional de vazão e pressão, comandada por servomotor, o que proporciona menor consumo de energia elétrica. Também dispõe de comando CLP, com possibilidade de controle de injeção em sete estágios independentes de fluxo e pressão e regulagem automática de altura do molde; temperatura microprocessada e capacidade de 145 arquivos de molde. O visitante ainda confere a Atis Eco 1600-740 LHT, com 160 t de força de fechamento e cinco opções de capacidade de injeção: 345 g, 426 g, 516 g, 614 g e 721 g (de poliestireno), máquina igualmente equipada com comando hidráulico proporcional de vazão e pressão, comandada por servomotor. O equipamento é controlado por CLP, com opcional de entrada USB, com mais de 2.000 arquivos de molde. Oferece versatilidade para montagem com cabeçote de injeção menor, com capacidades de 178 g a 280 g de injeção de PS, permitindo excelente resposta de velocidade e pressão de injeção. A Atis 2000-740 LHT, de 200 t de força de fechamento, cinco opções de capacidade de injeção: 345 g, 426 g, 516 g, 614 g e 721 g (de poliestireno), comando hidráulico proporcional de vazão e pressão, comandada por servomotor, completa a exposição. Também esse modelo possui CLP com opcional de entrada USB e mais de 2.000 arquivos de molde. Essa máquina possibilita montagem com cabeçote de injeção maior, com capacidades de 693 g a 944 g de injeção de PS. Ainda possui extrator de macho hidráulico duplo e saída para três pontos de extração pneumáticos já incorporados ao sistema da máquina.

ICIS

Considerada a maior provedora de informação do mercado petroquímico no mundo, a expositora tem por meta proporcionar vantagem competitiva para empresas do mercado global de commodities, oferecendo dados confiáveis, notícias relevantes, análises e consultoria independente. A feira será foco de divulgação de novos serviços. O ICIS dashboard, uma plataforma de acesso às informações de preços, notícias e análises em um único lugar, acessado do computador do cliente, permite a seleção, construção e visualização de informações de mercado. O serviço de análise da ICIS oferece pesquisas profundas, trazendo detalhes por trás dos preços e a capacidade de criar uma visão para o futuro. A empresa destaca seu time global de especialistas e a entrega das informações e dados sobre tendências de curto a longo prazo; e como a perspectiva do mercado é afetada. A oferta se estende a relatórios globais aprofundados no mercado, com dados totalmente compatíveis com a demanda e a oferta, cobrindo mais de 100 produtos, bem como relatórios com previsões de preços. A consultoria conta com um time de especialistas na indústria, que conduz uma investigação detalhada para proporcionar uma visão clara dos preços atuais e futuros de mercado, margens e tendências de oferta e demanda que podem afetar o negócio e as oportunidades do cliente.

IMPLASTIC

Anuncia dois grandes lançamentos da sua representada Process Technology International (PTI), fabricante americana de linhas de extrusão para chapas, focando na economia de energia e na redução de custo sem prejuízo da qualidade. As novidades estarão disponíveis no mercado no segundo semestre deste ano. A PTI mostra tradicionalmente na feira aplicações de seus equipamentos, que se destacam pela alta produção. Trata-se de extrusoras projetadas para elevadas escalas produtivas, dotadas de alta tecnologia em barreira, e de operação com baixo consumo de energia específica (kw/kg).

INBRA

Essa empresa brasileira com mais de 70 anos de mercado destaca sua linha Plastabil de estabilizantes térmicos sólidos à base de cálcio e zinco, desenvolvidos para aplicações em formulações de injeção de conexões e extrusão de tubos e perfis rígidos de PVC. Apresenta, também, as linhas Drapex e Inbraflex de plastificantes epoxidados à base de óleo de soja, destinados a formulações de compostos de PVC flexíveis e usados na produção de fios e cabos, mangueiras, calçados, brinquedos, laminados e filmes em geral. A empresa também divulga na mostra as linhas Plastabil e Markstab de estabilizantes térmicos sólidos e líquidos à base de cálcio e zinco, utilizados em formulações de compostos de PVC e aplicados na produção de tubos e conexões, forros e perfis, fios e cabos, mangueiras, calçados, brinquedos, laminados e filmes em geral. Os estearatos metálicos voltados aos segmentos de plásticos e borrachas também estarão em exposição. Os agentes expansores Planagen, empregados em formulações de compostos de PVC, usados na produção de laminados espalmados, compostos de EVA e injeção de poliolefinas, complementam a linha de produtos apresentados durante a feira.

INDUSTRIAL FRIGO

A filial, representada pela Industrial Frigo do Brasil, aproveita a oportunidade para apresentar novas tecnologias relacionadas ao segmento de aquecimento e refrigeração industrial, com foco nos termorrefrigeradores modelo GTW, com atuação em faixa de -5°C a 90°C, com variação de 0,5°C, utilizados para o controle preciso de duas temperaturas diferentes no molde. Também chama a atenção para suas baterias de resfriamento modelo BRW (Dry Cooler), que substituem o uso de circuito aberto (torre de resfriamento) por um sistema 100% fechado, isento de reservatório.

Ineal - dosador gravimétrico DPG ©QD Foto: DivulgaçãoINEAL

Os visitantes podem conferir novidades em equipamentos para dosagem de materiais moídos e em pó, resultantes da parceria já bem-sucedida com a Syncro Itália, empresa do segmento de soluções de extrusão de filmes que, recentemente, uniu-se à Definitive Innovation, companhia com know-how de 30 anos em soluções para dosagem, mistura, armazenamento e transporte de matéria-prima. Também poderão ser conferidos no espaço da Ineal novos desenvolvimentos relacionados a tecnologias em aplicações para automação de transporte de materiais, dosagem e aprimoramento nos processos de secagem e desumidificação. Os interessados podem apreciar também os equipamentos da linha SDI de desumidificadores, indicados para secagem contínua de matérias-primas higroscópicas; os moinhos de baixa rotação, destinados à recuperação de peças defeituosas, refugos do processo e canais de injeção; o sistema de alimentação e dosagem, que permite a eliminação de 100% do desperdício de matéria-prima e pigmento; o dosador gravimétrico DPG, os dosadores para pó de rosca dupla e simples; e o dosador vibratório.

Intermáquinas / Unic Brasil - PT 80, da L. K. Machinery ©QD Foto: Divulgação
Intermáquinas / Unic Brasil – PT 80, da L. K. Machinery

INTERMÁQUINAS /UNIC BRASIL

Leva à exposição dois modelos de injetoras empregados na fabricação de produtos automobilísticos, utensílios domésticos e peças técnicas, entre outros. A PT 80, máquina da L. K. Machinery, atua com rosca de 30 mm de diâmetro e relação L/D 22; processa peso e volume de injeção de 103 g e 113 cm3, respectivamente, sob pressão de 239 Mpa e força de fechamento de 80 t; possui capacidade de plastificação de 28,5 kg/h; comporta moldes de altura mínima de 150 mm e máxima de 350 mm; desenvolve curso de abertura de 280 mm; apresenta espaço entre colunas de 357 x 357 mm; e trabalha com motor da bomba de 7,5 kW. O outro modelo de injetora do mesmo fabricante, o PT 320, funciona com força de fechamento de 320 t; aloja rosca de 65 mm de diâmetro, a qual tem relação L/D 20; tem capacidade de injeção de 996 g, podendo processar volume de 1.094 cm3, sob pressão de 190 Mpa; oferece capacidade de plastificação de 237 kg/h; pode acoplar moldes com alturas de 220 mm a 680 mm; opera com curso de abertura de 640 mm; e possui espaço entre colunas 660 x 660 mm, atuando com motor da bomba 30 kW. A empresa exibe, ainda, uma extrusora tipo cascata com corte na cabeça – para aplicação em reciclagem de plástico granulado –, a qual pode incorporar, na primeira extrusão, rosca de 140 mm de diâmetro e 4.200 mm de comprimento (podendo ter como opcional o inversor de frequência), funcionando com degasagem em duas vias (bomba a vácuo opcional). Nesta fase, a máquina aloja motor de 110 kW de potência, conta com sistema hidráulico de troca da tela de 250 x 250 mm e tem consumo de 17 kW das resistências. Na segunda extrusão, o equipamento trabalha com rosca de 140 mm de diâmetro, 1.800 mm de comprimento e relação L/D de 12:1; apresenta degasagem realizada em uma via (bomba a vácuo opcional); consome 12 kW nas resistências e conta com cinco zonas de aquecimento; possui sistema hidráulico de troca de tela de 250 x 250 mm; e incorpora unidade de corte com cabeçote e conjunto de facas, podendo incluir acessórios como peneira vibratória, unidade separadora de água e secadora, e silo de 250 kg sem balança, atingindo produtividade de 400 a 500 kg/h de peças moídas e de 350 kg/h a 400 kg/h de filme moído.

INTERMARKETING BRASIL

Marca presença com o lançamento de novas tecnologias globais em resinas termoplásticas e equipamentos provenientes de suas representadas de diversos países. Terá como atrações no estande as últimas novidades em resinas de barreira, bem como todos os equipamentos necessários para a produção de filmes e frascos multicamadas. A Intermarketing Brasil representa amplo grupo de empresas dos Estados Unidos, composto por Custom Resins, ESI, Gloucester, Grupo Westlake, Grupo Kuraray, Irwin, Wilmington e Welex. Além destas, também representa no Brasil outras empresas, como Bellaform (Alemanha), Elecster (Finlândia), Erema (Áustria), GN (Canadá), Grupo Ecopetrol (Colômbia), com suas divisões Propilco e Comai; Grupo Kafrit (Israel), com suas divisões Kafrit e Constab; Eval, Septon, Hybrar, Poval, Vectran, Polyol e Monosol (Japão), Macro (Canadá) e Silon (República Tcheca).

JCV

Uma retífica afiadora de facas de 1.000 mm – construída com 2.350 mm de comprimento, 550 mm de largura e 920 mm de altura do barramento – é o destaque da empresa. A máquina possui placa de 1.000 x 185 x 110 mm, reservatório de água embutido e utiliza um rebolo de 8” x 101 x 1”, que opera acionado por motor de 5,0 hp. Opera com motor de bomba de 0,75 hp, motor de avanço de 1,0 hp e fixação da faca na mesa realizada por sistema eletromagnético, contando com sistema de desmagnetização.

JJN REPRESENTAÇÕES

A empresa divulga a alemã C.A.Picard GmbH, fabricante de peças para extrusoras de dupla rosca corrotantes, com foco em segmentos de roscas que necessitam de grande resistência ao desgaste e/ou resistência à corrosão. A novidade da empresa fica por conta do sistema FD para desmontagem flexível de roscas, com foco na redução de custos e no aumento de confiabilidade. Ainda oferece desenvolvimentos em materiais obtidos pela metalurgia do metal em pó, PM-HIP, tecnologia de bimaterial (soft-core), combinando em uma só peça resistência à corrosão e à abrasão do material PM-HIP, com resistência ao choque e elevada durabilidade do aço. A também alemã BBEngineering GmbH, joint venture entre a Brückner e a Oerlikon Barmag, desenvolve sistemas de extrusão, sistemas de filtragem de massa polimérica e linha compacta de fiação. Divulga suas extrusoras monorrosca de 30 a 360 mm e dupla rosca corrotantes de 45 a 120 mm; filtros de polímeros NSF (Non-Stop Filters), LLF (Long-Life Filters), CVF (Continouus Vertical Filters), e HCF (Horizontal Continouus Filters). Complementa sua divulgação com sistemas de bombas de polímeros e linhas completas de extrusão; além da linha de fiação compacta Variofil, para produção de filamentos sintéticos, de PET, PA, PP e outros polímeros usuais em fiação. Outra representada sua, a brasileira QHB Automation Ltda., licenciada Oerlikon Barmag-Chemnitz, apresenta linhas de extrusão de ráfia e laminadora por extrusão. Essa empresa deriva da união de colaboradores da antiga subsidiária no país da Barmag, fornecendo equipamentos de extrusão completos desde 2008, quando obteve o licenciamento. Atualmente oferece sete diferentes tipos de equipamentos cadastrados no Finame. Em conjunto com a IS Interamericana, ainda abriga as empresas Oerlikon Barmag – Chemnitz/Alemanha, que desenvolve equipamentos para a fabricação de monofilamentos técnicos e de grama artificial, retorcedeiras e bobinadeiras de fitas e multifilamentos, e a S+S Separation and Sorting Technology GmbH, da Alemanha, fornecedora de máquinas de triagem, separação e classificação de diferentes tipos de fluxo de materiais como plásticos, metais e vidros. Soluções de muito sucesso no processo de reciclagem de garrafas PET.

KARINA

Aproveita a ocasião para demonstrar aos visitantes do evento sua ampla linha de produtos, formada por compostos de PVC, especialidades poliolefínicas e uma infinidade de cores de masterbatches, produzidos de acordo com rigorosas normas e legislações nacionais e internacionais. Os produtos podem ser aplicados nos mais diversos segmentos, tais como fios e cabos elétricos, calçados, embalagens flexíveis e rígidas, vedantes, tubos e conexões, mangueiras, perfis para construção civil, automobilístico, sacolas e materiais descartáveis, entre outros.

KENT DO BRASIL

Expõe em primeira mão máquinas tampográficas da linha ecológica (Green Pad Print), com estrutura de granito, que, em sua produção, reduzem a emissão de poluentes indiretamente, pois requerem menos uso de recursos naturais e menos energia, diminuindo assim a emissão de CO2. O clichê de aço lâmina da linha Aquaflex, outro lançamento do mercado tampográfico, é composto de químicos biodegradáveis à base de água, e pode ser revelado em cerca de 15 minutos pelo próprio cliente. Já o tinteiro ecológico, outra novidade da companhia, reduz o tempo de setup e possibilita menor contato do operador com produtos químicos. Deste modo, ao final do turno, basta trocar o “cartucho” em vez de limpar o tinteiro com solvente. A empresa destaca também as suas tintas UV para tampografia, as quais possuem 75% menos solvente que o composto atual das tintas convencionais, sendo assim menos agressivas ao meio ambiente e aos operadores. De acordo com testes realizados pela empresa, o solvente usado nas tintas evapora rapidamente – cerca de ½ litro de solvente se dissipa em uma hora. Também participam da exposição as máquinas convencionais pneumáticas de uma a quatro cores, máquinas manuais e elétricas, além dos insumos e reveladoras de clichê. Todas as máquinas em funcionamento no estande operam com tampões antiestáticos, que possuem como característica qualidade de impressão, redução ou eliminação da estática, resistência mecânica e alta durabilidade. Dois modelos da linha de hot-stamping completam a lista de equipamentos exibidos.

KIE

Dedicada à fabricação de equipamentos para reciclagem mecânica, tais como esteiras, moinhos, lavadoras, secadoras, tanques de decantação e separação, transportes pneumáticos e de rosca, silos, extrusoras, granuladores, aglutinadores, separadores de rótulos e pré-lavadoras, a Kie escolheu para expor em seu estande linhas de lavagem/secagem e extrusão para diversos tipos de plásticos.

Konica - CM-700d ©QD Foto: DivulgaçãoKONICA

A empresa, com tradição mundial na medição industrial de luz, cor e forma 3D, comparece pela primeira vez à mostra, onde apresenta seus equipamentos e software ao mercado brasileiro. Em seu estande, a expositora exibe uma linha completa de instrumentos de medição de cores altamente precisos, entre os quais o espectrofotômetro de bancada modelo CM-3600A, projetado para ser versátil e funcional; e o popular espectrofotômetro portátil CM-700d. Os dois instrumentos removem a subjetividade entre os usuários quando é preciso discernir cores, resultando em um melhor processo de controle de qualidade e menor taxa de rejeição por conta de lotes de cores fora de especificação. A exibição ainda inclui o software de formulação de cores Colibri, que possibilita a criação de um banco de dados de pigmentos para ser utilizado com várias resinas, além da formulação de receitas para amostras translúcidas com controle de opacidade. A Konica destaca oferecer aos clientes solução conveniente de gerenciamento de cores, que pode ser customizada para aplicações específicas e crescer à medida que as necessidades mudam. Os interessados podem fazer uma demonstração gratuita dos produtos e do software.

Korper - Refrigeração ©QD Foto: DivulgaçãoKÖRPER

Uma nova linha de refrigeração, composta por unidades de água gelada, chillers, termochillers e termorreguladores, com várias inovações tecnológicas e design mais moderno e compacto, é a principal atração desse estande. Seguindo tendência mundial, os novos equipamentos já saem de fábrica com o fluido refrigerante R-410 A, evitando futuros retrofits ou problemas para reposição de carga do R-22. O condensador de microcanal trabalha com maior eficiência e baixo nível de ruído; e, além de ser mais resistente à corrosão e às intempéries, exige menor carga de fluido refrigerante (até 70% menos), característica que o deixa mais compacto e leve. O evaporador a placas proporciona resultados adequados nas aplicações de circuito fechado. Feito de aço inoxidável, ele é mais resistente à corrosão e também exige menor carga de gás, resultando em maior eficiência térmica e menor consumo de energia. Algumas linhas já contam com as válvulas de expansão eletrônica como item de série, as quais são responsáveis pelo controle preciso e constante do superaquecimento do fluido refrigerante, impactando diretamente na maior vida útil do equipamento e no seu desempenho (COP – Coeficiente de Performance). Na linha de termorreguladores, a utilização do trocador a placas possibilita que o sistema de resfriamento seja indireto, impactando positivamente na capacidade de resfriamento do fluido do processo. Este equipamento também aloja bomba de processo de aço inoxidável e materiais livres de oxidação, bem como incorpora resistência elétrica de aquecimento com baixa carga superficial, feita de aço inoxidável e muito compacta, o que garante vida útil prolongada. O equipamento inclui CLP com programação de horário de funcionamento, diagnóstico de falhas e guia digital rápido de soluções de falhas. Além disso, todas as séries já possuem comando padronizado de 24 Vcc, observando os principais pontos das normas NBR5410, NR10 e NR12. Na linha de resfriamento, a inovação está na nova série FCQ de resfriadores de circuito fechado, composta por equipamentos muito compactos, com serpentina de aço inoxidável e formato quadrado, para capacidades até 322 m/h e permitindo expansões futuras por meio de módulos montados lado a lado.

KRAIBURG TPE

Estreante na feira, a expositora aposta no crescimento do mercado brasileiro e apresenta suas famílias de borrachas termoplásticas: Thermolast K, processáveis por injeção, extrusão ou sopro; Thermolast W, compostos que mantêm seu coeficiente de atrito quando molhados, ao contrário das TPEs típicas; Termolast M, aprovado para diversos usos médicos e farmacêuticos; e ainda os novos produtos Copec e For-Tec E, que se caracterizam pela elevada resistência química a óleos de mão e excelente compatibilidade com o náilon (For-Tec E). São indicados na produção de eletrônicos e produtos para manuseio frequente com as mãos. A Kraiburg também divulga a Dax Resinas como sua nova distribuidora no país.

Kraton Polymers - Filmes para bolsas de soro ©QD Foto: DivulgaçãoKRATON POLYMERS

A produtora de  elastômeros termoplásticos sintéticos comparece ao evento com seus principais polímeros, utilizados em grande variedade de aplicações, incluindo itens de consumo e higiene pessoal, adesivos e revestimentos, eletrônicos, suprimentos médicos, componentes automotivos, materiais de pavimentação e cobertura. Destaque para os polímeros Nexar, que oferecem novo conjunto de características e benefícios para separação, filtração e transporte de água. Os visitantes do estande da empresa conferem as últimas novidades em algumas aplicações específicas, entre as quais soluções em compostos feitos com polímeros Kraton, utilizados em produtos finais, como ferramentas, componentes da área automotiva, produtos de consumo, utensílios domésticos, produtos para cuidados pessoais, produtos esportivos, brinquedos, fios e cabos. Estes compostos têm como principais características e benefícios: elevada resistência e elasticidade, durabilidade, transparência e suavidade ao toque; pegada firme em superfícies secas e molhadas; ampla resistência às variações térmicas, boas propriedades elétricas, esterilização por vapor, óxido de etileno, radiações Beta e Gama, e resistência ao oxigênio, ao ozônio e à degradação UV (Polímeros Kraton G). Na área de cuidados pessoais, com a utilização do Kraton G (SEBS), do Kraton D (SIS) e do Cariflex (IR), a empresa inova em diversas frentes ligadas à higiene, à saúde e ao bem-estar, pois seus polímeros apresentam as mais diversas inovações e aplicabilidades, como na produção de borrachas macias e confortáveis para o manuseio de escovas de dente e aparelhos de barbear; no desenvolvimento de materiais resistentes, porém confortáveis, e que facilitam a respiração da pele para a produção de fraldas infantis, geriátricas e absorventes femininos; e na produção de preservativos, por proporcionar maior elasticidade, durabilidade, menor odor e maior transparência. Em relação à área médica, a empresa coloca à disposição do mercado o Kraton G1645, um polímero que cria novas oportunidades para a substituição de PVC no segmento, incluindo filmes para bolsas de soro e tubos cirúrgicos, draping cirúrgico, dispositivos de compressão, equipamentos de diagnóstico (flexíveis e rígidos), luvas, filmes médicos e outras aplicações. Estes polímeros são livres de ftalato, têm alto desempenho e são atóxicos. Já a borracha de poli-isopreno sintético Cariflex IR (alternativa da borracha natural em aplicações avançadas) pode ser formulada para substituir a borracha natural (NR) em muitas aplicações, como luvas cirúrgicas, preservativos, componentes médicos, adesivos de vedação a frio e em aplicações na indústria eletrônica. Pode substituir o látex de NR, particularmente em aplicações médicas que exigem elevada pureza. Estes produtos têm elevada elasticidade e propriedades mecânicas, além de proporcionar conforto no contato com a pele, uma vez que são hipoalergênicos. Nas aplicações do mercado de fios e cabos (alternativa ao PVC), os polímeros Kraton propiciam uma variedade de benefícios importantes, pois possuem propriedades elétricas adequadas para aplicações de isolamento e são versáteis o bastante para permitir o uso em encamisamento e peças moldadas. Para a área de filmes de proteção de superfície, a empresa disponibiliza a tecnologia de coextrusão, proporcionando a formulação de um composto adesivo que cobre ampla extensão de processamento e propriedades adesivas, e cujas propriedades podem ser fornecidas ao cliente sob medida, para atingir requisitos personalizados de desempenho para aplicações específicas. Os tecidos revestidos com Kraton são uma alternativa à utilização do PVC em tecidos revestidos e estofamentos, com variadas opções de cores, decoração e revestimentos, oferecendo os mesmos benefícios de tecidos revestidos com PVC, porém mais leves, recicláveis e de maior durabilidade.

Kreyenborg - Sistema de peletização ©QD Foto: DivulgaçãoKREYENBORG

Filtragem e transporte de plástico fundido, bem como tecnologia inovadora de válvula e secadores de infravermelhos são as especialidades da empresa, que destaca sistemas particularmente eficientes. Além disso, apresenta componentes para sistemas de peletização subaquática da KDG Bruckmann & Kreyenborg Granuliertechnik GmbH. A expositora ressalta a tendência crescente em substituir os filtros de grande área em linhas de polímero por trocadores de tela, que oferecem uma série de vantagens, tal como a rápida mudança dos meios de filtro ou o tempo curto de permanência do material no permutador de tela. No total, a rentabilidade da linha do complexo é consideravelmente aumentada por trocadores de tela. A empresa disponibiliza filtros especiais do tipo Poly para débitos de até 45.000 kg/h, dependendo do material e da viscosidade. O fabricante assegura que o trocador de tela da Kreyenborg V-type com tecnologia de retrolavagem efetua uma filtração especialmente rentável. Integra-se em aplicações de extrusão muito sensíveis, permitindo produção de alta qualidade obtida de material de entrada muito poluído. Seu sistema de retrolavagem garante uma vida útil elevada da tela e mínimas perdas backflush. Outro produto, o Infrared Tambor IRD, é de especial interesse para a reciclagem de PET. O equipamento efetua por meio de radiação infravermelha uma secagem extremamente eficiente e cristalização do PET, num processo contínuo. Além disso, é também adequado para o tratamento térmico de quase todos os materiais a granel que fluem livres (pó químico, EVA, adesivos termofusíveis etc.). Os sistemas de peletização subaquáticos BKG são fornecidos com a secagem, sistema de água e controle pronto para utilização e são adequados para todos os materiais termoplásticos, até mesmo para a produção de micropeletes. Para o processamento particularmente econômico de PET, a BKG desenvolveu o sistema de cristalização em linha CrystallCut. Com este sistema, peletização e cristalização são efetuadas em uma etapa do processo, sem o fornecimento de energia adicional. O visitante confere no estande o modelo de peletizador Labline 100, várias bombas de fusão, um secador infravermelho e uma tela tipo trocador K-SWE-4K-75/RS.

KRÜTH DO BRASIL

Cinco lançamentos compõem os destaques deste estande. Um deles é o Processo Top Layer de texturização de protótipos em qualquer material, com a textura especificada pelo cliente. Apresenta em primeira mão, também, o serviço de texturização por deposição para moldes de rotomoldagem e de vacuum forming, bem como o serviço Coating K de aplicação de revestimento antiaderente à base de PTFE em moldes de injeção de plástico, para facilitar a desmoldagem e melhorar o acabamento superficial da peça a ser produzida. A aplicação do revestimento à base de níquel, fósforo e PTFE Coating Ni-On K em moldes de injeção de plástico, que melhora significativamente a extração e a qualidade da peça produzida, e o processo de gravação de logos, datadores, números etc. completam a linha de novidades. Além disso, a Krüth do Brasil divulga os outros serviços que oferece: texturização em moldes para injeção de plásticos, sopro, vidro etc.; gravação química de logos, datadores, números etc.; Porcerax II, aço poroso para saída de gases em moldes; e o processo de polimento que vai desde a fase simples até o espelhamento.

Kuraray - Genestar ©QD Foto: DivulgaçãoKURARAY

A poliamida PA9T Genestar, resina de engenharia desenvolvida pela empresa com o monômero exclusivo C9 é a estrela desse estande. O material possui alta resistência ao calor, baixa absorção de água, alta resistência química e elevadas propriedades de barreira de combustível, e possui ampla aplicação no mercado automotivo, de engrenagens, reservatórios intercoolers para turbocompressores, compartimentos do termostato em partes relacionadas com o combustível (tais como linhas de combustível e conectores de engates rápidos), como também em componentes elétricos para celulares e computadores, e refletores LED. Outro destaque no estande da Kuraray é o álcool polivinílico PVA Poval, uma resina funcional, industrializada pela empresa como matéria-prima para a fibra de PVA, que se apresenta como um polímero solúvel em água PVA, dotado de alta propriedade adesiva, bem como de formação de filme, de emulsão, de resistência a óleos e químicos. O produto serve a uma ampla gama de aplicações, tais como fibra e filmes de PVA, aditivo para processamento de papel, dimensionamento de urdimento, adesivos e como estabilizador polimérico para resinas vinílicas, entre outros usos. A empresa apresenta, ainda, o sistema de tratamento de águas residuais que utiliza géis de PVA, assim como o MMB (3-Metóxi-3-Metil-1-Butano), voltado ao uso em materiais de limpeza e produtos para o lar. A empresa oferece ao mercado ampla linha de produtos à base de PVA, incluindo PVA de alta funcionalidade, Exceval TM (resistente à água) e Tusvis TM (alta viscosidade), assim como a série CP, para o processo de fusão, e a série Mowiflex, entre outros. A Kuraray aproveita a exposição para divulgar seus planos de abrir uma nova unidade fabril nos Estados Unidos a partir de 2015, complementando seu complexo que já integra três fábricas existentes no Japão, na Alemanha e em Cingapura.

Lanxess - Front-end do Audi A8 ©QD Foto: DivulgaçãoLANXESS

Comparece ao evento por meio de sua unidade de negócios HPM (High Performance Materials – materiais de alta performance), com foco na inauguração, até o final do ano, de uma fábrica de plásticos de engenharia em Porto Feliz-SP. A empresa aposta na feira como disseminadora de novas tecnologias, a exemplo das suas soluções ofertadas para os mercados automotivo e eletroeletrônico: os plásticos de engenharia Durethan (poliamida 6, 6.6) e Pocan (PBTs).

Dentre todas as aplicações reservadas para a exposição, destaca o front-end do Audi A8. Nesta grade frontal são empregadas diferentes tecnologias híbridas. Na parte superior da grade é utilizado um mix de metal com Durethan BKV30H2.0 EF (PA6 GF30%); já na parte inferior é utilizado o Tepex (chapas de compósitos Poliamida 6), uma evolução da tecnologia híbrida e que atualmente já é empregada na Europa.

A expositora pretende ser reconhecida não apenas como uma fornecedora de poliamidas e PBTs, mas também como uma parceira para o desenvolvimento de novas aplicações.

LUBRIZOL/MERQUINSA

As expositoras divulgam seu amplo portfólio integrado de soluções em polímeros de engenharia, com destaque para novos grades de poliuretano termoplástico da Merquinsa, inovações destinadas em especial para a produção de juntas e gaxetas baseadas em tecnologia PCL-H. Trata-se dos produtos Pearlthane D11H92S, D11H95S e 11H94. A fabricante também indica o produto para aplicações em tubulação industrial, como tubulação pneumática. A empresa Lubrizol destaca os elastômeros termoplásticos da família Estane, considerados altamente versáteis para extrusão de filmes ou chapas, sopro, injeção e outros processos. Tecnologias em produtos alifáticos, de base biológica, policaprolactona (PCL), elastômero, copoliéster elastomérico, TPU para adesivos livres de solventes e grades de TPU para calçados da Merquinsa permitem à Lubrizol, que tem foco em tecnologias de polímeros de engenharia (resinas especiais e aditivos) e pesquisa e desenvolvimento de produtos, fornecer soluções diferenciadas para vários segmentos de mercado. A abertura recente de um novo escritório em São Paulo reforça o apoio técnico e a comercialização de soluções altamente tecnológicas para as indústrias.

MACROPLAST

Essa tradicional empresa do ramo de pigmentação para termoplásticos, masterbatches, aditivos e compostos marca presença com o lançamento de produtos da linha de masterbatches, aditivos especiais para agricultura (como infravermelho, difusor de luz, antineblina e estabilizadores de luz) para as mais diferentes culturas, inclusive para o cultivo de uva. O estande ainda contempla a divulgação das linhas de aditivação dedicadas aos grupos estirênicos e resinas de polipropileno com alta performance.
Na linha de compostos, a empresa enfatiza produtos para os segmentos de construção civil, linha branca e automotiva. No caso da primeira, os compostos de PS e ABS aditivados com antichama e estabilizadores de luz comparecem ao estande na condição de carro-chefe, com orientação para uso em espelhos de tomadas e interruptores, nas cores branca, bege e cinza. No segmento de linha branca, a empresa destaca os compostos de PP, com requisito mecânico e aditivação antichama e estabilizadores de luz, empregados em geral na produção de peças para lavadoras e tanquinhos. Acrílicos nas cores âmbar e rubi, desenvolvidos para atender a indústria automotiva em sua demanda por lanternas, complementam a exposição.

MAIS POLÍMEROS

Relacionada entre as mais tradicionais distribuidoras de resinas termoplásticas, a empresa participa com estande institucional, onde ressalta sua crença na importância de manter uma parceria sólida com os maiores fabricantes de resinas do país, e isso aliado a muito mais serviços: atendimento integral, entrega programada, entrega expressa e suporte técnico; além da oferta de resinas de alta qualidade e desempenho. A expositora é distribuidora oficial das resinas da Braskem e da Unigel e parceira da mundialmente conhecida Lyondell Basell. As resinas distribuídas são: PP, PEAD, PEBD, PELBD, EVA E PS.

Máquinas Premiata - Secadores ©QD Foto: DivulgaçãoMÁQUINAS PREMIATA

Especializada na fabricação de misturadores e secadores com capacidade de 25 kg a 5.000 kg, a empresa expõe o misturador secador vertical modelo PRM1000VS, versão 2013, dotado de capacidade de secagem de 1.000 kg. Graças à sua forma construtiva e principalmente pelo fato de movimentar o material durante a secagem, este equipamento garante eficiência de aquecimento e desumidificação de materiais granulados e moídos diversos, tais como PE, PP, PVC, PA, PS, ABS, PET. A máquina oferece baixo custo e rendimento elevado, podendo realizar trabalhos com materiais virgens, recuperados, granulados e moídos. O modelo PRM1000VS vem equipado com bateria de resistências elétricas e pode ser fornecido com queimadores a gás GLP como opcional, além de possuir quadro de comando com controladores digitais de temperatura. Tem proteções mecânicas em todas as partes de contato com o eixo principal, o que aumenta a segurança do operador e exclui a necessidade de componentes elétricos, embora estes também possam ser instalados opcionalmente, até para atendimento à NR12. A máquina apresenta outros diferenciais, como o sistema de fixação do motor e a regulagem de correias – o que aumenta consideravelmente sua vida útil –, e o sistema de mancal inferior isolado e dotado de retentores de proteção ao rolamento. Além de misturadores e secadores de diversos modelos e capacidades, a empresa fabrica também aglutinadores, afiadoras de facas para moinhos, silos, tanques de decantação, lavadoras e secadoras centrífugas, bem como linhas de reciclagem de plásticos completas, roscas transportadoras, ventiladores centrífugos de transporte e acessórios para verticalização para a indústria em geral, como racks de empilhamento e porta big-bags.

MASTER POLYMERS

Distribuidora autorizada dos produtos da suíça EMS-Chemie, a empresa divulga plásticos de engenharia destinados à substituição de metais em peças técnicas para a indústria automotiva e aplicações industriais. Os produtos da linha EMS-Grivory, que incluem poliftalamidas (Grivory HT) e poliamidas parcialmente aromáticas (Grivory GV), substituem alumínio, zamac e latão, reduzindo significativamente os custos de fabricação e o peso final da peça. Com baixa absorção de umidade, alta estabilidade dimensional, elevada resistência química e tolerância a picos de temperaturas de até 310ºC, os produtos são ideais para aplicações no compartimento do motor. Dentro da mesma linha, a EMS apresenta o Grivory GVX, dotado de até 70% de fibras de vidro especiais, que proporcionam maior isotropia no produto final e reduzem o empenamento, melhorando ainda mais as propriedades mecânicas da aplicação. A linha EMS-Grilamid inclui as já tradicionais poliamidas 12 e suas alternativas (6.10, 6.12 e 10.10), além da poliamida transparente (Grilamid TR), que apresenta alta resistência química. No portfólio de poliamidas antichama figuram o Grilon TS, material V0 para espessuras de 0,4 mm e com índice de flamabilidade Glow Wire de 960°C, além do mais novo Grivory HT2V 3X V0, material indicado para os processos de soldagem SMT sem chumbo, muito utilizado em aplicações de LED. E tudo isso com aprovações internacionais, tais como UL, WEEE, RoHS e IEC 60335, requeridas nas aplicações mais exigentes. A empresa inclui ainda em seu portfólio polissulfonas, PVDF, PEEK, POM, além de compostos de PP e as commodities PE e PP, também divulgadas em seu estande.

M. CASSAB

A expositora aproveita o evento para anunciar o acordo de distribuição exclusiva da Momentive para produtos baseados em borracha de silicone e aditivos, como estabilizadores térmicos e retardantes à chama. A linha de produtos conta com borrachas base de silicone de diversas durezas e características para atender às especificações de peças produzidas por extrusão, injeção e compressão. As principais características deste tipo de borracha são a estabilidade a altas temperaturas, resistência ao intemperismo, flexibilidade sob baixas temperaturas, inertes, e muito boa propriedade dielétrica, entre outras.

A expositora também apresenta sua linha de revenda de óleos de processo para a indústria de borracha, masterbatches e compostos. Estes produtos são utilizados nas formulações com o objetivo de proporcionar algumas características como auxiliar de processamento, extensor de cadeia, além outras propriedades específicas tanto no composto de borracha cru como também no produto vulcanizado final. Para a revenda na indústria de plásticos e borracha, a linha de óleos de processo tem foco nos óleos parafínicos, naftênicos e aromáticos.

O visitante também pode conferir a linha de elastômeros termoplásticos (TPE), compostos com propriedades da borracha, mas processáveis em todas as máquinas para termoplásticos. Embora não precisem ser vulcanizados, os TPEs são produtos tão fortes quanto a borracha vulcanizada, possuem densidade baixa, amplo intervalo de dureza, resistência às condições de ambiente externo e ao calor, além de características funcionais, tais como possibilidade de reciclagem e uma boa e duradoura resistência à deformação. Com estas propriedades e uma alta eficiência de processamento, proporcionam baixo custo de produção e de investimento para os usuários. A exposição se completa com compostos termoplásticos vulcanizáveis (TPV) e compostos poliolefínicos (TPO).

MCI ULTRASÔNICA

O modelo MCI Servo Controle MSC1500W de máquina para soldagem de termoplásticos representa a principal atração dessa empresa. A máquina foi desenvolvida especialmente para aplicações que requerem alta precisão e repetibilidade e atende a todas as normas técnicas e de segurança ABNT. O equipamento apresenta conjunto acústico, formado por transdutor + transformador acústico (booster) + sonotrodo, montado sobre um atuador mecânico com servomotor e fuso de esferas, o que lhe confere velocidade, força e precisão. Propicia algumas vantagens sobre o atuador pneumático convencional, tais como gerador ultrassônico com sistema IGBT e sintonia automática, que lhe permite trabalhar em três modos: tempo, energia e contínuo. Opera com o disparo ultrassônico feito por posição (mm), pressão (bar) ou ambos simultaneamente, sem necessidade de sensores ou limitador mecânico. Possibilita controlar a velocidade/aceleração do sonotrodo sobre a peça durante a soldagem, admitindo a aplicação de duas pressões durante o processo – na primeira pressão, o sonotrodo encosta na peça para derreter o friso; e, após o derretimento, aplica-se a pressão maior visando à estanqueidade. Todos os comandos do equipamento são microprocessados, e na Interface Homem-Máquina (IHM) touch screen é possível colocar senha, receitas e acompanhar os parâmetros das cinco últimas soldas efetuadas. A máquina também é fornecida com a opção de isolamento acústico.

Mecalor - DryCooler Modular ©QD Foto: DivulgaçãoMECALOR

A empresa marca presença na feira com o lançamento da nova geração de DryCooler Modular, dotada de capacidade de resfriamento de 130 kW por módulo, totalizando 1.300 kW em um único equipamento – um aumento de 30% na capacidade em relação à versão anterior –, propiciando otimização do sistema de umidificação, com eficiência de 80%. Além deste acréscimo de capacidade e de eficiência, o espaço ocupado em planta foi mantido. Apenas a altura do equipamento foi ampliada, facilitando sua instalação na fábrica. À nova linha também foi incorporado um CLP com painel touch screen, chamado painel supervisório avançado, que controla o consumo de água de umidificação, a umidade relativa do ar, a temperatura ambiente, a temperatura e a pressão da água, dentre outras variáveis. A questão da modularidade foi mantida, ou seja, o usuário pode adquirir módulos e ir aumentando sua estrutura, à medida que houver expansão da fábrica. Também foram incorporados nesta versão os ventiladores com controle automático de rotação de procedência. A empresa aproveita o evento para lançar, ainda, a nova versão do Termochiller Duo, equipamento com duas temperaturas independentes para controle de moldes de injeção, destinado a otimizar a performance em peças de ciclo rápido, peças automotivas e tampas, por exemplo. Várias melhorias foram incorporadas neste equipamento, desde que foi lançado em 2009, sendo destaque o circuito hidráulico de aço inoxidável, o condensador tipo casco e o tubo que permite acesso para limpeza e facilidade de manutenção e operação. Na linha de chillers standard, destaque para a nova geração RLA, dotada de condensação a ar e capacidade de 75 a 600 Mcal/h, que atua com refrigerante ecológico R-410A e aloja evaporadores a placas de aço inoxidável e condensadores alumínio-alumínio do tipo micro-channel, que suportam temperatura ambiente de 40°C. O equipamento traz nova pintura, mais resistente à corrosão, permitindo operação em ambientes abertos.

Mecanofar - Afiadora de facas ©QD Foto: DivulgaçãoMECANOFAR

Esse tradicional fabricante de equipamentos periféricos lança uma afiadora de facas com capacidade para processar peças de até 1.000 mm de comprimento e regulagem de ângulos. Além dessa novidade, a empresa enfatiza também as seguintes linhas: moinhos de baixa rotação, de 3 cv até 10 cv, utilizados para pequenas quantidades e baixa produção, com novo design e mais robustez e segurança; moinhos de alta rotação, de 3 cv até 150 cv, empregados para processos de alta produção; silos coletores e ciclones; e ventiladores de 2 cv, 3 cv, 5 cv e 10 cv. Apresenta, ainda, sua tradicional família de moinhos granuladores, silos e exaustores e divulga a comercialização de peças de reposição como facas, peneiras (padrão e especiais), e demais itens necessários para o bom funcionamento dos moinhos. A Mecanofar assegura como seu diferencial a customização das máquinas de acordo com a necessidade do processo do cliente, bem como garantia de qualidade e possibilidade de entrega técnica.

Mecasonic - MCA ©QD Foto: DivulgaçãoMECASONIC

A soldagem de termoplásticos é o foco dessa empresa, com know-how das técnicas específicas associadas às diferentes tecnologias. Especialista em soldagem por ultrassom, com know-how adquirido em quase 50 anos de atuação na área, exibe sua linha Gama Omega III, que combina sofisticação com facilidade de utilização. São equipamentos caracterizados por grande polivalência e resistência ao ambiente industrial, podendo funcionar como unidades semiautomáticas ou integradas em linhas de produção totalmente automatizadas. Estão disponíveis nas versões MCA, MCS e MCX, com potências de 500 até 4.000 watts e frequências de 20, 30 ou 40 kHz. Outras tecnologias ofertadas pela empresa são soldagem por rotação e soldagem por placa quente.

Meggaplástico (Grupo Megga) - Borchê BS 260 ©QD Foto: DivulgaçãoMEGGAPLÁSTICO (GRUPO MEGGA)

A máquina extrusora Liansu LSE-45 dupla cônica para PVC com quatro saídas estreia na feira. A máquina possui motor Weg, sistema de controle de aquecimento (relés de estado sólido) da Celduc francesa e componentes elétricos Siemens e ABB. Seu sistema corrugador é refrigerado a água e inclui dispositivo de segurança apoiado com guias lineares, apresentando controle e sincronismo entre corrugador e extrusora. A unidade de corte do tubo é do tipo faca, tem medição por encoder, e o sistema se completa com o bobinador duplo semiautomático com servomotor, sendo capaz de bobinar 25 m/min. As características técnicas do modelo LSE-45 são: capacidade máxima de extrusão de 120 kg/h, altura do centro de 1.000 mm (à prova de trepidações), diâmetro da rosca cônica dupla nitretada, feita de 38CrMoAl, de 45/97 mm, e que atua com velocidade de rotação aproximada de 2 a 43 rpm. O conjunto da extrusora utiliza inversor de frequência para o controle da rotação do motor elétrico, permitindo assim economia de energia. Incorpora unidade de refrigeração e controle de temperatura para as zonas de alimentação e plastificação, traz canhão integrado, que possui proteção contra sobrepressão, isolamento térmico da parte aquecida de plastificação, realizada por fitas de alumínio fundido e ventiladores. A empresa apresentará, também, a injetora para termoplástico Borchê BS 260, equipada com servomotor, que proporciona até 80% de economia no consumo de energia. O equipamento atua de forma simplificada, por meio do comando colorido Keba, com tela de 10,4 polegadas, de fácil visualização dos diferentes status de sua operação. Sua rosca de plastificação é de alto desempenho e oferece grande gama de aplicações. Entre suas principais características técnicas, destacam-se: a força de fechamento de 260 t, o curso do extrator de 180 mm do fechamento e de 300 mm de curso de injeção. A máquina processa volume máximo de 1.154 cm³, e, por meio das réguas potenciométricas, admite controlar as posições da mesa móvel, a injeção e o extrator hidráulico central.

A potência do motor da bomba alcança 22 + 7,5 kW e a pressão máxima de injeção é de (A) 2.320 kg/cm², (B) 1.610 kg/cm², (C) 1.180 kg/cm². A máquina, que opera com potência de aquecimento de 16.1 kW, desenvolve curso máximo de abertura de 520 mm e atua com 77.3 kN de força no extrator. Na unidade de injeção, a velocidade é de 270 mm/s. Outro equipamento em foco, a injetora hidráulica para termoplástico Sinitron Sya 150 possui velocidades de injeção escalonadas, permitindo precisão na regulagem com vários estágios, e apresenta sistema de caída de peças dotado de fotocélula, garantindo ao operador segurança em relação ao molde, pois evita o fechamento da máquina, caso a peça não seja extraída. O equipamento funciona com contrapressão proporcional, para facilitar a regulagem do operador de forma precisa, estável e garantindo qualidade nas peças injetadas. Utiliza o sistema de sapatas na placa móvel, que suporta o peso dos moldes, viabilizando a realização de movimentos rápidos e suavizados. Na unidade de injeção, o sistema utilizado é de dois bicos paralelos e protetor de bico com uma chave de segurança, o que impede os movimentos de injeção, conforme a nova NR12. O sistema hidráulico proporciona precisão nos movimentos e baixo nível de ruído, reduzindo o consumo de energia através do sistema de bomba de vazão variável Yuken, do Japão. Possui comando IHM para possibilitar a obtenção do monitoramento de tempos com paradas de produção por ciclos ou alarmes. Destacam-se entre as principais características técnicas da máquina: força de fechamento de 1.500 kN; curso do extrator central de 150 mm e curso de abertura de 395 mm; dimensões das placas de 625 x 625 mm, e a passagem entre colunas de 430 x 430 mm. Essa injetora opera com pressão hidráulica de trabalho de 160 bar, velocidade de injeção de (A) 116 cm³/s, (B) 147 cm³/s e (C) 181 cm³/s; potência total instalada de 23,05 kW e pressão máxima de injeção de (A) 1.800 bar, (B) 1.420 bar e (C)1.150 bar.

MH Equipamentos - Extrusoras corrotantes ©QD Foto: DivulgaçãoMH EQUIPAMENTOS

Em parceria com a empresa Useon Extrusion, divulga a disponibilização ao mercado de extrusoras corrotantes com capacidade de produção de 50 a 6.000 kg/h, para os segmentos de masterbatches, compostos poliméricos, WPC e blendas, bem como para aplicação nas indústrias alimentícia, química e afins. A empresa, presente no mercado há 52 anos, destaca também as suas extrusoras contrarrotantes e monorroscas, para produção e laboratório.

MICROJETT (GRB – GRUPO RECICLA BRASIL)

Destaque nesse estande, o micronizador M 550, por meio do processo de moagem, torna polímeros em pó. O fabricante o destaca dos demais equipamentos por seu sistema de regulagem de abertura entre facas (discos), efetuada de forma contínua e de modo muito mais simples por meio de volante, substituindo tecnologicamente o tradicional método de parafusos, porcas e contraporcas, otimizando o processo e melhorando o desempenho e a produtividade. A alimentação da matéria-prima é automática: do silo por rosca dosadora e peneira vibratória, com retorno automático para o moinho. O equipamento é composto de conjunto de facas (dois discos) de 450 mm diâmetro, 12 segmentos/disco, microfundidas, tratadas termicamente e retificadas. Possui painel elétrico automático completo: soft-starter com comando e proteção de todos os motores e inversor de frequência para comando da rosca de alimentação.

MILACRON

A conhecida fabricante de injetoras leva duas linhas para seu estande: um equipamento totalmente elétrico e outro modelo híbrido. O primeiro consiste em um modelo Roboshot série Alpha iA, que possui algumas novidades em comparação à série anterior, tais como sistema de fechamento com placa móvel dupla, a qual proporciona a flexibilidade de aumento da distância entre placas da máquina, entre outros benefícios como inteligência artificial. A outra injetora representa a série Omega Servo, equipada com servomotor para acionamento da bomba, descrito pela fabricante como altamente eficiente, capaz de proporcionar redução de consumo de energia na faixa de 40% em relação a máquinas convencionais hidráulicas. A expositora assegura um custo muito atrativo para o transformador.

MIOTTO

Um conjunto de extrusão para laboratório é a principal atração dessa reconhecida fabricante do setor. A novidade consiste de unidade compacta para ensaios de laboratório ou pequenas produções. A linha pode processar PVC flexível e rígido, polietilenos, polipropileno, poliestireno e poliamida. Sua capacidade varia desde um até 10 kg/h (considerando PVC flexível), e processa granulados, tubetes e fitas (16 mm x 1 mm) – para tanto dispõe de cabeçote universal com três jogos de ferramentas. A linha completa consta ainda de um conjunto de resfriamento com reservatório e bomba de circulação, puxador e granulador – basta trocar as ferramentas para efetuar as três operações. O conjunto, operado via touch screen, possui potência total instalada de 5 kW.

MOLTEC

A fabricante de moldes de sopro e injeção de plásticos apresenta aos visitantes da exposição seu portfólio de soluções para o segmento de embalagens plásticas. Durante o evento, os interessados podem conhecer a ampla gama de projetos desenvolvidos pela empresa, tais como moldes com o sistema in mold closing, que proporciona o fechamento da tampa já dentro do molde; mecanismos de extração sincronizados por dispositivos hidráulicos; ferramentas com 96 cavidades e matrizes com fechamento irregular, propiciando a injeção de tampas diferenciadas. O destaque fica por conta dos moldes para pré-formas, desenvolvidos pela empresa com o propósito de gerar embalagens de alta performance. Em moldes de sopro para frascos, os focos principais são blocos que chegam a 1.200 mm e comportam até 18 cavidades; bem como os complexos sistemas de refrigeração obtidos por meio de equipamentos especiais de furação profunda, além de moldes de PET com um ou dois estágios. Embalagens desenvolvidas e cases de sucesso premiados compõem as vitrines do estande da empresa, cujo trabalho vai além da simples fabricação de moldes, pois sua proposta considera todas as etapas relacionadas ao “sistema embalagem”, abrangendo desde a criação e o desenvolvimento do produto, a construção dos moldes, os processos de fabricação etc. até a logística de armazenagem e o transporte do produto final.

Moretto - Gravix DGM ©QD Foto: DivulgaçãoMORETTO

Com mais de 15 anos de atuação como fornecedora de equipamentos periféricos para o mercado de plástico no Brasil, a empresa italiana se transferiu para nova sede em Valinhos-SP e pretende ampliar suas áreas de atuação no território nacional também para os setores de extrusão e sopro. Durante a feira, a sua equipe de atendimento técnico-comercial recebe os visitantes, nos 230 m² do estande, para expor sua linha completa de equipamentos, dentre eles, dosadores volumétricos e gravimétricos, como o Gravix DGM, desumidificadores Linha OTX, centrais de alimentação automáticas, entre as quais os modelos DLF e KK, geladeiras e termorreguladores série Teko. Além disso, a empresa promete o lançamento de novas linhas de produção no evento, mas não revela detalhes.

Muckmaq - Sistema de engate rápido para refirgeração de moldes ©QD Foto: Divulgação
Muckmaq – Sistema de engate rápido para refirgeração de moldes

MUCKMAQ

O visitante encontra neste estande soluções para refrigeração e fixação de moldes para injeção de plásticos, com destaque para o sistema de engate rápido para refrigeração de moldes (totalmente fabricado com latão), que dispensa o uso de braçadeiras e cortes em mangueiras em grande parte da linha de produção, permitindo reduzir desperdícios, e custos, além de assegurar maior durabilidade. A expositora ainda leva para o evento engates de alta vazão, linha de engates rápidos para refrigeração, linha de fixação para ferramentas no segmento plástico e estamparia, linha de manifolds de alta vazão, linha de manifolds para refrigeração, e seca moldes.

MULTIPACK PLAS

A fabricante exibe a Ecoblow, primeira máquina nacional totalmente elétrica desenvolvida pela própria empresa e parceiros alemães. Segundo a expositora, em comparação com os sistemas hidráulicos de uso generalizado no país, a sopradora elétrica propicia economia entre 30% e 40% no consumo de energia, em relação aos sistemas convencionais, associada a outras vantagens, como ciclos mais rápidos, baixo nível de ruído e total ausência de óleo hidráulico. O equipamento possui nove servomotores. De acordo com a fabricante, a ausência de inércia nos equipamentos elétricos propicia ciclos mais rápidos. A Ecoblow ainda possui um sistema exclusivo que converte a energia da frenagem, quando a máquina para de operar, em energia para alimentar o motor da extrusora. Durante o evento, o visitante confere o modelo Ecoblow 600, com curso de 700 mm e 20 toneladas de força de fechamento para sopro de frascos com múltiplas cavidades, em operação, fabricando frascos de 2 litros com alça de PEAD verde da Braskem.

NZ Cooperpolymer - Philpolymer ©QD Foto: DivulgaçãoNZ COOPERPOLYMER

A empresa coloca à disposição dos interessados amostras de seus diversos produtos, tais como poliamida 6 / 6.6 / 11 / 12, poliacetais copolímero e homopolímero (POM), polietileno, policarbonato, PBT, ASA e ABS. A NZ aproveita para divulgar todas as suas linhas de produção, processadas em extrusoras mono e dupla rosca de laboratório, bem como em injetoras vertical e horizontal 86T, dotadas de detectores de metais, grades magnéticas, sistema de seleção de grãos por peneira vibratória, ensacador pneumático e selagem (automatizados), além de silos homogeneizadores. Os visitantes do estande poderão conhecer, ainda, os produtos para incorporações/aditivações, tais como fibra de vidro, microesferas de vidro, carbonato de cálcio e talco, bissulfeto de molibdênio, grafite, PTFE, pigmentos em geral, estabilizantes térmicos e absorventes de raio UV.

NZ PHILPOLYMER

Aproveita o espaço da feira para lançar a extrusora monorrosca tipo cascata modelo LDD 80-70, que funciona com dupla degasagem, bomba de vácuo e motorização de maquinário controlada por inversores de frequência. O equipamento incorpora duplo cabeçote no 1º estágio, sendo específico para processar materiais plásticos aglutinados e moídos, tais como PA, ABS, PS, PP, PE, entre outros, sob consulta. Mostra, também, em primeira mão, o granulador horizontal FPB 200, adequado para processar PA, PP, PE, PET, PVC, ABS/PC, ABS, PBT, POM, PC e PS, entre outros tipos de plásticos. A máquina é dotada de comando de velocidade, fácil operação, produção estável e longa vida útil. Suas peças de reposição, como rotor de facas e rolo de borrachas, também são comercializadas pela empresa. Outro lançamento fica por conta de uma injetora vertical para controle de qualidade, que oferece versatilidade, agilidade e ocupa pouco espaço físico. A máquina possui molde para até três plaquetas, ou seja, para testes de colorimetria, para ensaio de impacto e tração, e para ensaio de deflexão. Completa a série de novidades da empresa o equipamento eletrônico para ensaios de impacto Izod e Charpy, que realiza análises mostrando também o ângulo do martelo após o rompimento do corpo de prova, e que comporta dimensões de 40 mm, 60 mm, 70 mm e 95 mm, podendo operar com ângulo máximo de queda de pêndulo de 160°. O equipamento proporciona elevada precisão, estabilidade, larga escala de medição e indicação digital da força aplicada no rompimento de corpo de prova.

Omya - Produtora mundial de minerais ©QD Foto: DivulgaçãoOMYA

Produtora mundial de minerais industriais, principalmente aditivos e pigmentos derivados de carbonato de cálcio e dolomita, e ainda distribuidora global de especialidades químicas, a empresa comparece à feira com o lançamento da Omyafiber, uma nova geração de aditivos minerais superficialmente tratados, desenvolvimento dedicado ao mercado de polipropileno de não tecidos (Spunbonding). Essa linha de aditivos contribui para incrementar as propriedades dos produtos e também reduzir os custos finais dos mesmos. A Omya aposta na Omyafiber como nova estrela para aplicações em fibras de polipropileno.

Para a indústria de PVC, especialmente as produtoras de tubos e conexões, a Omya, em parceria com fabricantes de equipamentos, desenvolveu um novo processo para adição direta do carbonato de cálcio às extrusoras, evitando desta forma, o processo de mistura quente/frio.

Os transformadores de filmes poliolefínicos podem conferir a linha Omyafilm de aditivos, que, segundo a expositora, estão se tornando reconhecidos como produtos de referência no mercado mundial de filmes por conferir reduzido Top Cut e baixo teor de impurezas. A empresa também comemora o início de novas operações em várias localidades ao redor do mundo, com o objetivo de proporcionar qualidade e serviços tanto aos atuais clientes, considerando que também se expandem globalmente, como aos novos clientes em mercados emergentes.

ORION

O visitante confere neste estande três tipos de pigmentos de negro de fumo, ideais para uso em peças pretas injetadas, chapas ou filmes de PVC, e outros termoplásticos em geral. Os três grades destacados – PBR G, PBR 60 e PBR 300 – são fabricados no site da empresa em Paulínia-SP e se caracterizam pela alta pureza e excelente dispersão. Os produtos oferecem força na tonalidade e outros benefícios a diversas aplicações, como ajustes reológicos e de propriedades mecânicas dos polímeros, a exemplo de proteção ultravioleta. Estes três grades fazem parte da família de negros de fumo para polímeros da Orion, que oferece sua experiência de desenvolvimento por meio de seu centro técnico para as Américas.

Pallmann - Linha PKM ©QD Foto: DivulgaçãoPALLMANN

A exposita apresenta a sua nova linha de micronizadores, lançada como substituta da atual linha PKM. O novo sistema oferece vantagens tais como micronizado com excepcionais características de formato dos grãos e ótima fluidez; elevada capacidade de produção; carcaça isenta de cantos vivos internos, possibilitando rápida e fácil limpeza, principalmente em operações com material colorido; e peneira com sistema autolimpante. A empresa conta em seu estande com um espaço Service Center, destinado à recepção de clientes pela equipe de técnicos, para orientação sobre manutenções, instalações, start-up de equipamentos/sistemas e sobre peças de reposição; e ainda uma área para a divisão de beneficiamento, com atendimento com técnicos especializados nas áreas de aglomeração, micronização e moagem, e amplo conhecimento de resinas.

PANIMEX

Marca presença na feira fazendo a divulgação de suas linhas de produção e comercialização de plastificantes, anidrido ftálico e ácido fumárico, produtos voltados à fabricação de insumos para as indústrias de plásticos e químicos em geral. A Panimex é uma empresa com mais de 30 anos, estrategicamente localizada e orientada para abastecer a América do Sul, com instalações de produção e comercialização em Santiago do Chile e centros de distribuição e comercialização no Brasil, na cidade de Itajaí-SC. Dotada de ampla infraestrutura de produção, investigação e desenvolvimento, a companhia tem utilizado cada vez mais produtos renováveis nas suas matérias-primas, comercializando-os nos mercados de plástico, tintas e vernizes, entre outros.

Pavan Zanetti - BMT 10.0D/H ©QD Foto: DivulgaçãoPAVAN ZANETTI

A renomada fabricante leva para o seu estande diversos equipamentos da sua linha de produção e comercialização, com destaque para o lançamento de uma sopradora de pré-formas de PET com estiramento e sopro da série Petmatic, o modelo PET4C/2L, com quatro cavidades. O visitante confere a máquina em operação na feira, soprando frascos de 500 ml, com peso de 18 gramas e uma produção estimada entre 4.800 frascos e 5.000 frascos por hora. Trata-se de processo totalmente automático, com estiramento da pré-forma efetuado por servomotor, garantindo performance, economia de energia e repetibilidade de ciclo. Além da novidade, a empresa exibe a sopradora da série Bimatic modelo BMT 10.0D/H, de dupla estação de sopro e extrusão contínua de 90 mm. Totalmente automatizada, com esteiras reunidoras e esteiras para recuperação de aparas geradas pelo processo produtivo, a sopradora é equipada com cabeçote 4 X 140 mm e entre centros, preparada para fabricar frascos de óleo lubrificante de 1.000 ml, com faixa visora. Também expõe a Bimatic BMT5.6S/H, de simples estação de sopro e extrusão contínua de 70 mm, dotada de cabeçote 3 X 150 mm e entre centros, preparada para fabricar embalagens com alça soprada de 2.000 ml e rebarbação automática. A Pavan ainda coloca em operação na feira uma injetora automática de grande porte, o modelo HXF 780V da série HXF, com fechamento de cinco pontos e comando Gefram italiano; e o conjunto de moldagem por injeção e sopro integrados, modelo ISI 45C, com moldes de 12 cavidades para frascos de 20 ml, totalmente automático, produzindo sem aparas e rebarbas de processo. A expositora destaca o excelente acabamento de bocal e aponta o equipamento como ideal para produtos farmacêuticos e cosméticos.

Pintarelli - Starmaq ©QD Foto: DivulgaçãoPINTARELLI

Reserva para os visitantes a nova linha de sopradoras modelo Starmaq em célula automatizada, equipada com os periféricos fabricados e fornecidos pela Blufer Tecnoplast, sua parceira. O equipamento foi totalmente reestilizado e desenvolvido em acordo com a norma NR-12. A máquina foi projetada para ter maior força de fechamento e robustez em sua estrutura, comportando maior número de cavidades em sua mesa de sopro. Está preparada para receber total automatização, desde o sopro até a embalagem final, e sua estrutura possui fácil acesso, agilizando o tempo de setup do operador na troca dos moldes. Apresenta sistema hidráulico que possibilita desempenho adequado em termos de velocidade de trabalho, pois atua com controle proporcional de menor geração de ruído. Possui IHM gráfica de 10 polegadas touch screen, permitindo acesso rápido a todos os parâmetros operacionais. Tem como diferencial a utilização do Motor W-Magnet, que aumenta a capacidade produtiva, reduzindo significativamente o consumo de energia. A empresa disponibiliza também ao mercado as linhas Soprática e Versátile, fornecidas com mesas simples ou duplas, as quais têm capacidade de sopro de peças de até 20 litros, processadas em cabeçotes desde simples até oito cavidades, para os mais variados tipos de embalagens.

Piovan - Modelo Ring de sistema gravimétrico ©QD Foto: Divulgação
Piovan – Modelo Ring de sistema gravimétrico

PIOVAN

Um dispositivo universal para monitoramento do consumo de material na máquina transformadora consiste na principal atração na área de alimentação e transporte de resinas do estande dessa tradicional fabricante de periféricos. O modelo Ryng é um sistema gravimétrico que atua por perda de peso e monitora em tempo real a quantidade de material que passa pela entrada da rosca de plastificação. O sistema utiliza um software próprio de alta precisão que monitora todo o consumo de material, fornecendo estatísticas. Pode ser conectado ao software de gerenciamento e controle WinFactory da Piovan, sendo imune às inevitáveis vibrações do sistema de alimentação e da máquina transformadora. Instalado na base do alimentador, o dispositivo é muito compacto e universal, permitindo sua instalação em alimentadores de qualquer fabricante.

PIRAMIDAL

Há 28 anos no mercado e uma das principais distribuidoras nacionais de resinas, com presença em todo o país, a expositora oferece resinas termoplásticas daqueles que considera os melhores fornecedores, além de assegurar aos clientes agilidade nas compras. Segundo informa a Piramidal, o cliente conta com uma equipe altamente capacitada de representantes comerciais, vendedores internos e analistas de relacionamento no Contact Center. Entre os principais produtos ofertados, constam resinas commodities – PEBD, PEBDL, PEAD, EVA, PP homo e copolímero, PP random, PS cristal e de alto impacto, entre outras resinas, além de masterbatches e aditivos. A carteira de produtos também disponibiliza compostos de polipropileno e plásticos de engenharia (ABS, SAN, ASA, policarbonato, náilons 6 e 6.6, poliacetal, PBT, entre outros), além de blendas.

PLASCONY

Entre as novidades de seu portfólio, a expositora apresenta as chapas de PP na espessura de 0,50 mm, transparentes, nas texturas liso/liso e camurça/liso; e na espessura de 0,30 mm, cor transparente, na textura liso/fosco. Também destaca a chapa de 0,40 mm, na textura camurça/fosco em várias cores, como amarelo, azul-marinho, azul royal, preto, verde-escuro e vermelho, além das cores tradicionais. Graças à grande facilidade de processamento e manuseio, menor densidade, elevada resistência por flexão e fadiga, o PP oferece condições adequadas para se adaptar e atender a diversos tipos de projetos. Dentre as suas principais propriedades estão baixo custo, baixa densidade, elevada resistência química e a solventes, fácil moldagem, fácil coloração, alta resistência à fratura por flexão ou fadiga, boa estabilidade térmica e atóxica, e maior sensibilidade à luz UV e a agentes de oxidação, sofrendo degradação com maior facilidade. Algumas aplicações das chapas de PP incluem a fabricação de recipientes para alimentos e produtos farmacêuticos, revestimentos de automóveis, embalagens, pastas em geral, material para escritório, capas de encadernação, sacolas, banners, wobblers, fita strip, precificador, separadores de gôndola, stopper, réguas de gôndola, displays nas versões expositor, de balcão, de mesa e take-one; luminárias, brindes promocionais, peças técnicas, jogo americano e brinquedos, entre outros produtos.

PLASTENG

Divulga a sua linha tradicional de poliamidas da EMS Grivory da Suíça, que compreende a linha Grilon, composta pelas PA6; as PA6 já blendadas com poliamida amorfa; a série de copoliamidas 6/12, plastificadas ou não; a série de multipoliamidas, copolímeros contendo PA6, PA66, PA9, PA610, entre outros; e a poliamida com o grupo MXD6. Além desta série, voltada especificamente para embalagens flexíveis, apresenta outra linha para embalagens rígidas, com poliamida de alto impacto e alta barreira sob altos níveis de umidade. Para embalagens em geral, a Plasteng divulga seus aditivos, que compreendem nanoargilas, absorvedores de oxigênio, íons de prata bactericida, titânio microcristalino, silanos e silicones, repelente de insetos e aditivos degradantes. A empresa pretende relançar sua linha de bioplástico, com novo fornecedor, em razão de avanços tecnológicos. A exposição ainda contempla linha de granalhas em poliamida e, para o setor de máquinas, moderno sistema de controle de energia desenvolvido para injetoras.
Para completar sua participação na feira, a empresa exibe sua linha Grilamid TR de poliamidas 12 transparentes, referência no mercado óptico, com novos tipos para alto impacto, e mais o tipo ecológico, obtido de fontes renováveis.

PLASTMAQ

A CS800 BLOC, uma blocadora para fabricação de sacos para fardo, dotada de opcionais para fazer sacolas tipo camisa, constitui a novidade da empresa, que também exibe uma máquina de corte e solda para sacos plásticos de polietileno com solda lateral e opcionais para solda de fundo e bainha (beira lateral). Empresa nacional, especializada na fabricação de máquinas automáticas para produção de sacos, sacolas tipo butique, sacos para lixo, sacos para fundo redondo, sacos para café, sacos valvulados, corte e solda de ráfia, a Plastmaq também produz uma ampla linha de acessórios e periféricos para diversos tipos de embalagens, como matriz de corte aquecido de alça boca reta e triste, aplicador de fita dupla face, alinhador com triângulo dobrador, sanfonador de fundo e balão, e rebobinadeira, entre outros.

POLICOM

Estreando na feira, essa distribuidora de resinas participa com estande institucional, onde pretende divulgar sua marca e amplo portfólio de grades com foco em polietileno e polipropileno. A empresa atua com diversas petroquímicas internacionais.

Polimate - MF30 ©QD Foto: DivulgaçãoPOLIMATE

A empresa divulga as novidades e equipamentos de última geração para análise de polímeros de suas representadas exclusivas. A francesa Metravib lança uma nova série de DMA+ com três modelos: DMA+300 (força de 300 N), DMA+1000 (força de 1000 N) e DMA+2000 (força de 2000 N). O produto apresenta desenho inovador com estrutura em peça única. Segundo a expositora, o instrumento oferece um domínio de análise incomparável em termos de deformação, força, rigidez e frequência. Possui faixa de temperatura de -150°C a 600°C e faixa de frequência de 0,00001 a 200 Hz. Cada DMA+ pode ser configurado para testes dinâmicos ou de fadiga, ou ainda ambos no mesmo instrumento. Adicionalmente, acessórios especiais permitem a realização de testes de crescimento de fenda e medição de Heat Build Up.

Tradicional empresa alemã fabricante de durômetros Shore e IRHD desde 1954, a Bareiss lança o durômetro automático Digi Test II, um produto que permite a medição em todas as escalas Shore e IRHD e possui como principal inovação o dispositivo Barofix II de posicionamento automático do corpo de prova. Aplicável em plásticos, borrachas e todos os materiais elásticos, é um sistema ótico que possibilita a posição em dois pontos e também a medição da espessura.

A Ceast exibe sua nova linha de medidores de fluidez, composta pelos modelos MF10, MF20, MF30 e MF50; e também o novo equipamento de impacto por queda de dardo, o Ceast 9340. Em destaque, o medidor de fluidez MF30 é ideal para a realização de testes conforme normas ISO 1133 e ASTM D1238 Procedimentos A, B e C, conforme a nova norma ISO 1133-2, que exige maior precisão e estabilidade da temperatura. Inclui um encoder digital, levantador motorizado de pesos e uma célula de carga integrada para compactação e purga controlada. Pode ainda ser equipado com um seletor manual de pesos com kit de 2,3 kg a 21,6 kg. Opera por meio de console próprio ou software. O aparelho de impacto Ceast 9340 é apropriado para testes de matérias-primas ou componentes sob grandes taxas de deformação, conforme diferentes normas. Opera com faixa de energia de teste até 405 J e velocidade de impacto até 4,65 m/s e altura de queda máxima de 1,10 m. Com o novo sistema de aquisição de dados DAS64 K, permite a coleta de dados de dardos ou martelos instrumentados, com uma taxa de aquisição até 2 MHz, com até 64 K de pontos de dados adquiridos por teste em cada canal.

Da empresa alemã Lauda, a exposição contempla o viscosímetro iVisc para medição e avaliação automática da viscosidade cinemática. O instrumento ainda permite calcular dados poliméricos, tais como viscosidade intrínseca (IV), valor K, e viscosidade inerente. Opera com detecção NIR do menisco com alta sensibilidade.

A inglesa Lloyd aproveita para lançar a nova série de Máquina Universal de ensaios de coluna única LS, com a disposição de três diferentes modelos: LS1, LS2.5 e LS5, com capacidades máximas de 1 kN, 2,5 kN e 5 kN, nessa ordem. Também apresenta nova série de células de carga com precisão de +/-0,5% até 1% do valor da célula, fornecendo grande faixa dinâmica, portanto, reduzindo o número de células de carga necessário para cobrir toda a faixa de força. Aplica-se a análises de tração e compressão, fricção, rasgo, delaminação, inserção/extração, fluência/relaxação e muitos outros testes em produção, controle de qualidade, desenvolvimento de produto e pesquisa. Segundo informa a expositora, o produto oferece grande versatilidade por sua extensa variedade de garras e gabaritos de colocação das amostras, extensometros; e possibilidade de operação via console ou PC.

A exposição se completa com a Thermo Fisher Scientific. Sua divisão de caracterização de materiais fornece reômetro de torque, extrusoras de rosca dupla de laboratório, miniextrusora e microinjetora. A novidade fica por conta da nova extrusora de rosca dupla Process 11. Extrusora de rosca dupla paralela, corrotante, com 11 mm de diâmetro, permite processar de 20 g a 2,5 kg de material por hora e alimentação em diferentes pontos. Possui acessório de pós-extrusão para produção de pellets. A configuração da rosca com diferentes segmentos propicia a adaptação para diferentes condições de processamento.

POLIMOLD

A tradicional fabricante de porta-moldes e sistemas de câmara quente apresenta na feira seu novo slogan “A única que você confia”, com a proposta de fortalecer ainda mais a parceria com clientes e amigos. Em termos de produto, o destaque fica com o novo controlador de temperatura Polimoldmini Smart, uma evolução do já conhecido controlador Polimold. A versão recente embute novos recursos e vantagens. Entre elas, o primeiro módulo pode enviar informação aos demais módulos (temperatura, booster, stand by e comando off); e toda a configuração de setup é realizada no próprio painel – tudo isso em um gabinete com tamanho até 60% menor que o anterior. O estande ainda abriga os últimos desenvolvimentos tecnológicos em sistemas de câmara quente valvulados e convencionais, como o sistema de 96 vias, para moldes de múltiplas cavidades; sistema stack mold, utilizado para dobrar a capacidade de uma ferramenta; e sistema valvulado facility, muito utilizado na indústria automobilística, por sua versatilidade de aplicação.
Além de serem fabricados no Brasil, esses sistemas são exportados praticamente para todo o mundo.

O fabricante também pretende enfatizar a enorme gama de montagens e vantagens do seu porta-molde padronizado, que reúne quase um milhão de combinações, facilitando o projeto e a concepção da ferramenta.

POLYFAST

A tradicional distribuidora da ampla família de polímeros de engenharia da DuPont (náilons, poliacetais, PBT, PET grau injeção, termoplásticos elastoméricos e outros) comparece à feira com dois novos parceiros: a DSM (poliamida 6 e 4.6, PBT, PET, blendas e copoliéster) e a Invista (poliamida 6.6).

Premix Brasil Resinas - Filmes de polipropileno biorientado (BOPP) ©QD Foto: DivulgaçãoPREMIX BRASIL RESINAS

Distribuidora oficial de poliestirenos da marca Videolar e revendedora de polipropilenos para injeção e sopro, bem como polietilenos e resinas PET de fabricação e origem internacional, aproveita o evento para divulgar a parceria firmada com a Papion Filmes Flexíveis, para dar início à distribuição de filmes de polipropileno biorientado (BOPP) da Videolar, nas versões pérola opaco, metalizado e transparente para as mais diversas aplicações.

PREVISÃO

A extensa linha de produtos desse expositor inclui presilhas para prensas e injetoras, presilha ferramenteiro, vibra-fix, calço regulável, acessórios, porcas e arruelas, porca t, prisioneiros e parafusos de cabeça quadrada, sextavada e retangular. A empresa também aproveita a ocasião para divulgar colas anaeróbicas, molas para matriz, limas e pastas diamantadas, pinças e grades magnéticas, bem como esquadros, levantadores magnéticos, extratores, punção e perfuradores. Alargador cônico, pino guia, bucha extratora, posicionadores, engates rápidos e plugues, prolongador e tubo distribuidor, conexões rápidas e mangueiras também compõem as linhas de produtos oferecidas pela Previsão. O estande ainda reserva amostras de outros produtos da empresa, como óleo protetivo OP, lubrificantes OL, desmoldantes DP, DPS, fluidos e óleos solúveis semissintéticos, gancho olhal, lingas, cinta de elevação e morsas, bem como presilhas rápidas de alavanca Kit Kdin.

Primotecnica - Triturador tipo Schredder ©QD Foto: DivulgaçãoPRIMOTÉCNICA

Instalada em um estande de 150 m2, essa fabricante de periféricos expõe sua linha de moinhos, com aplicações em todos os tipos de recicladores de plásticos, entre os quais calçados, peças automotivas, linha moveleira, filmes de embalagem, borrachas, e outros. Carro-chefe da empresa e destaque no evento, o triturador tipo Schredder para reciclagem de pneus (de caminhões, carros e tratores) é ofertado em dois modelos, um com 28 facas intercaladas, motor de 200 CV, para produções da ordem de 5 ton/h, e o outro equipado com dois motores de 200 CV e 56 facas intercaladas, produzindo cerca de 12 toneladas por hora.

A Primotécnica ainda reserva outra boa surpresa aos visitantes: o lançamento do PGSR, granulador de espaguete com capacidade para até 1.800 Kg/hora, dotado de rotor com 30 facas rotativas, pistões de pressão constante sobre o rolo puxador, design altamente moderno, e abertura manual para uma fácil limpeza.

Da linha convencional, o visitante pode conferir moinhos de baixa rotação, desenhados para atuar ao lado de injetoras e sopradoras; moinhos com rotores fechados, especiais para borras plásticas e cobre; além de linha para peças e aparas em geral, em tamanhos diversos de boca, desde 230 mm até 1.600 mm; e produção variável entre 80 Kg por hora até mais de 6.000 Kg por hora.

Além da linha de periféricos, a expositora possui em seu parque industrial extrusoras dupla rosca corrotantes para produção de compostos de poliamida com cargas especiais (fibra de vidro, grafite, microesfera, molibdênio, entre outros). Denominada Primid, essa família completa a exposição da empresa, que informa ainda possuir laboratório equipado com modernos instrumentos para os mais diversos testes e análises, assegurando laudo técnico a todo material comercializado. Esses produtos seguem acondicionados em embalagem estanque de 25 Kg, prontos para o uso, dispensando a necessidade de secagem prévia.

PRO-COLOR

Com uma bagagem de 26 anos na fabricação de concentrados de cores, a empresa lança no evento compostos para PE ou PP. Trata-se de uma combinação entre polímeros e cargas minerais especiais, indicado para melhorar a característica mecânica do produto que será transformado. Além da novidade, divulga em seu estande todo o seu portfólio, composto por concentrados de cores para resinas termoplásticas brancas, pretas, e coloridas; especialidades para náilon, PET, poliacetal, ABS, PU, EVA e outros; aditivos; e pigmentos e corantes pré-dispersos (dry-blend) para os mais variados polímeros.

Pronatec - RTSP-500 ©QD Foto: DivulgaçãoPRONATEC

Essa tradicional fabricante de máquinas e equipamentos para a indústria de embalagens flexíveis usa seu espaço na feira para lançar a máquina rebobinadeira para filmes de PE e PVC stretch RTSP-500, empregada na produção de bobinas para paletização, possibilitando o envolvimento de alimentos. O equipamento opera com velocidade de 400 a 500 metros/minuto, possuindo alimentação, corte e troca automáticos, o que proporciona aumento significativo da produtividade em comparação aos modelos com troca manual. A empresa também destaca a linha de máquinas para embalagens de proteção, como o equipamento dois em um, que reúne laminadora de bolhas e laminadora a quente em uma única máquina. Além de produzir plástico bolha, o equipamento pode laminar outros materiais, como o polietileno expandido com poliéster metalizado, utilizado para isolamento térmico em telhados. Esta linha de máquinas, projetada para a produção de embalagens protetoras e contra impactos, tem como principais clientes as indústrias de móveis, eletroeletrônicos, automobilística, cosméticos, metalúrgicas, construção civil, vidros e transportadoras. Também exibe a rebobinadeira Magiflex 300 para PVC, bem como extrusoras para filme de PVC e para polietileno expandido – esta última para a produção de chapas de 0,5 até 28 mm de espessura. Mostra ainda as laminadoras dubladoras para produção de chapas de polietileno expandido de até 100 mm de espessura, além da laminadora Coating, para processar polietileno expandido com poliéster metalizado e outros produtos. A Pronatec ainda expõe eixos pneumáticos, rolos curvos, castanhas pneumáticas e mancais de troca rápida, todos fornecidos para indústrias que operam com bobinas.

QUÍMICOS E PLÁSTICOS /HT POLÍMEROS

As empresas enfatizam três produtos no estande. Um deles é o PGA Kuredux Polyglicol Acid (PGA), que permite o desenvolvimento de novas tecnologias voltadas a produtos biodegradáveis para o segmento médico e de embalagens, oferecendo alta barreira a C02 e O2, bem como excelentes propriedades mecânicas e hidrólise controlada. O outro produto é o COC Topas, já reconhecido no mercado por sua alta transparência e excelente barreira à umidade, agora disponível em novos grades para injeção, os quais proporcionam grau de pureza, excelente processabilidade e HDT de 130ºC, com aplicações nos mercados médico/farmacêutico, alimentício, óptico etc. Esta nova linha de produtos já chega ao mercado com todas as validações no FDA e ISO 10993 para biocompatibilidade. A fibra de carbono Kreka completa a série de produtos de destaque na exposição, mas a empresa ainda divulga a linha Nanox Clean de aditivos antimicrobianos, desenvolvida em parceria com a empresa Nanox, para conter a ofensiva microbiana, inibindo a proliferação e o processo de mutação de micro-organismos; e a linha de blendas HT Blend, compatível com poliolefinas, especialmente desenvolvida para aplicações que exigem boa qualidade de superfície e boa estruturação do produto final, podendo ser combinada com masterbatches e outros aditivos, de acordo com a necessidade do projeto. Entre as principais aplicações da HT Blend estão filmes, chapas e peças estruturais. Outro produto divulgado é o HT Slip, deslizante de alto desempenho de caráter não migratório, que tem por objetivo melhorar as propriedades de processamento e o fluxo dos termoplásticos, reduzindo o cisalhamento rosca/canhão. O aditivo confere melhor qualidade de superfície, reduz o coeficiente de fricção e deixa a superfície mais resistente à abrasão. A participação da empresa no evento se completa com a apresentação do seu portfólio de diversos polímeros de engenharia.

RADICI

A filial brasileira do grupo italiano fabricante de plásticos de engenharia divulga seus mais recentes desenvolvimentos, particularmente algumas especialidades, como novos grades de PA6, PA6.6 e PBT retardantes à chama para injeção e extrusão, comercializados sob as marcas Radiflam S, Radiflam A e Radiflam B, desenhados para atender às exigências dos setores elétrico e automotivo. Essa gama de produtos inclui grades isentos de halogênio e fósforo, com excelentes propriedades elétricas e mecânicas. Outra novidade fica por conta de polímeros especiais projetados para substituir metal e resinas termofixas, tais como PA6 altamente reforçada e com elevada fluidez (Radilon S URV); PA6.6 com fibra de vidro com características mecânicas até 20% melhores que os produtos standards formulados com a mesma porcentagem de reforço (Radilon A RV500RW 339 NER). As novas PA6 e PA6.6 reforçadas com fibras longas são apontadas como ideais para substituir metal em aplicações críticas, com exigências de alta resistência ao impacto e à fadiga, além de fluência. A nova PA6.6 Radilon A HHR, de alta resistência ao calor e com elevada resistência ao envelhecimento no ar, suporta aplicações que exigem operação contínua sob temperaturas de até 210°C. A PA6.10 (Radilon D) para injeção e extrusão, parcialmente formulada com matéria-prima obtida de fontes renováveis, também tem destaque especial no estande.

RAPOSO PLÁSTICOS

A empresa exerce atividades no mercado de reciclagem de plásticos há 25 anos e coloca à mostra alguns produtos da sua linha de fabricação, tais como polipropileno, polipropileno composto, polietileno, poliestireno de alto impacto, entre outras resinas recicladas.

Raumak - Empacotadora para gendes pesos Big Line ©QD Foto: DivulgaçãoRAUMAK

Estreante na feira, essa empresa catarinense, especializada no acondicionamento e movimentação de produtos, leva para seu estande soluções para elevar a produtividade. O destaque fica por conta da empacotadora para grandes pesos Big Line, um equipamento automático com dosagens de 0,5 kg até 25 kg, que dinamiza a logística de produção para o setor de embalagens plásticas. Com aplicações para produtos granulados e em pó, o equipamento atende às normas de segurança da NR12 e possui diversos recursos de adaptabilidade para se adequar às necessidades do cliente.

A Big Line possui estrutura fabricada com aço carbono SAE 1020, com tratamento especial e anticorrosivo, pintada com tinta eletrostática epóxi em pó. Equipada com controlador lógico programável, a empacotadora possibilita adaptação a todos os dosadores. Possui sistema abre-fecha com buchas autolubrificadas a seco, tubo formador de pacotes, proteção frontal de acrílico, sistema de tracionador de embalagem e desbobinador automático, entre outras características.

A expositora também divulga seus serviços de paletização robótica com a marca Raumak Robotics, uma solução adicional para aperfeiçoar o transporte das caixas e sacarias, numa movimentação realizada com a precisão, agilidade e segurança de um robô. A empresa informa oferecer a possibilidade de montagem de uma linha completa aos seus clientes, desde a coleta do produto a granel até a sua paletização.

A Raumak também ressalta a recente aquisição da RN, empresa brasileira de robótica, compra estratégica para o gerenciamento e o suporte técnico aos clientes, proporcionando a customização e o planejamento sistemático de todas as etapas evolutivas da produção.

RECYCLEAN/DRYPOL

Tradicional no mercado de resinas recicladas, a empresa acrescenta nesta exposição suas pré-formas de PET, com o objetivo de oferecer ao setor de produtos de limpeza um material de alta qualidade e com tecnologia de ponta. Tradicionalmente conhecida como prestadora de serviços, principalmente para a indústria de frascos soprados, a Recyclean ainda aproveita a ocasião para divulgar sistema de reciclagem para PE/PP/PET. Para o PP/PE, a empresa oferece os serviços de remoção de serigrafia e granulação para frascos e peças moídos, provenientes das perdas de serigrafia. Com a remoção da tinta gravada, permite-se que a resina seja reaproveitada na cor de origem.

Refrisat - Termorregulador TMTI ©QD Foto: DivulgaçãoREFRISAT

A expositora especializada em refrigeração industrial demonstra em seu estande diversos equipamentos que passaram por aprimoramentos tecnológicos. No segmento de água gelada o destaque é a linha SAT-AR Touch (condensação a ar), com modelo tipo AR (SAT-030 e SAT- 045), dotado de serpentina interna e ventiladores para gerar a condensação do fluido refrigerante. O aparelho possui um duplo circuito de refrigeração e dois compressores que possibilitam o uso parcial em caso de falhas; e pode ser aplicado em processos de injeção, sopro, extrusão, laminação e flexografia. A fabricante destaca na linha SAT-AR Touch a interatividade proporcionada pelo controlador lógico programável. A tela touch screen reproduz slides e permite visualização dos componentes internos em atividade, indicando as temperaturas e oferecendo opções de atalhos para as principais funções, além de indicar possíveis falhas.

A linha de chillers Touch possui diversos modelos com condensação a ar ou a água, fornecidos com compressores scroll ou parafuso. Igualmente gerenciado por CLP, atende os processos de injeção, sopro, extrusão, laminação e flexografia. O equipamento, segundo destaca a fabricante, proporciona redução do consumo de energia.

O público ainda pode conferir o termorregulador TMTI, projetado para controlar a temperatura de processos industriais que utilizam água ou óleo como fluido. Para água, existem opções de temperatura para operação de 10°C ou até 140°C com água pressurizada. No caso do óleo térmico, os equipamentos são fabricados para as mesmas temperaturas, mas há alternativas de até 250°C, sob consulta. O TMTI possui circuitos independentes que podem ser fornecidos com dois, três ou mais circuitos em um único gabinete. O controle de cada circuito é independente e dispõe de conexões individuais para cada linha do processo a ser atendido. Cada sistema conta com controle único de temperatura do fluido, dosando o aquecimento e o arrefecimento de forma precisa e estável. Entre as principais características, a empresa ressalta controlador com indicador de operação e falha, incluindo alarme sonoro e visual; painel elétrico em acordo com as exigências da Norma Internacional IEC para montagem, disposição e identificação dos componentes, sendo isolado da unidade hidráulica; controle de nível para proteção das resistências; reservatório e resistências de aço inoxidável e resistências com baixa potência por cm².

O trocador de calor TC W/AR, por condensação a ar ou água, com funcionalidade da temperatura de ar frio controlada para extrusoras e coextrusoras completa a exposição. O equipamento foi desenhado para resfriar o ar através da passagem por serpentina com circulação de água gelada. O equipamento dispõe de filtro de ar com gaveta removível, bandeja de condensador com dreno e capacidade de 22.000 a 150.000 kcal/h.

REVERTÉ

A produtora de ampla gama de carbonatos de cálcio, que detém as marcas registradas Microcarb, Calfort, Micral, Calcipore, Granifort, Litocarb e Insofix, divulga seus produtos, bem como seus modernos processos de produção para micronização, ultramicronização e tratamento do carbonato de cálcio, tanto por via seca como por via úmida. Mediante o desenvolvimento de tecnologia própria para o processo de hidrofobização e tratamento de partículas, a empresa contribui para aperfeiçoar os processos de transformação de seus clientes, proporcionando melhoria nas propriedades de seus produtos. Para utilização na indústria de plásticos, a companhia fornece carbonatos com qualidades diferenciadas, segundo a aplicação, destacando-se entre eles compostos e masterbatches de poliolefinas, PVC rígido e flexível, poliamidas e poliésteres termoestáveis (SMC, BMC) entre outros.

RLM Máquinas - RLM 1100 ©QD Foto: DivulgaçãoRLM MÁQUINAS

No intuito de oferecer maior flexibilidade no atendimento de suas demandas, a RLM aprovou recentemente dois novos projetos que constituem o foco na feira. Uma das novidades, a RLM 750, foi desenvolvida para as empresas que produzem embalagens de médio e pequeno porte. Modificação de um modelo anterior produzido pela companhia, a máquina garante, de acordo com a empresa, larga escala de produção. O segundo lançamento, a RLM Smart, é o modelo adequado para aqueles que procuram versatilidade. Elaborado para fabricação de pequenas embalagens, o equipamento é compacto e oferece rapidez de produção. Os visitantes podem conhecer também no estande da empresa as máquinas de corte e solda desenvolvidas principalmente para a produção de sacos plásticos de distintos tipos de materiais, inclusive impressos. Os equipamentos possuem design simples, oferecem facilidade de operação e incorporam cabeçotes para solda fundo, lateral e beira lateral, além de contar com o sistema de corte frio, denominado pela empresa de cold system. Para a fabricação de embalagens de maior porte, os interessados conferem em funcionamento no espaço da empresa o modelo RLM 1100, o exemplar de maior largura útil da fabricante, muito utilizado para corte de matéria recuperada.

ROMI

Essa tradicional fabricante de máquinas-ferramenta e equipamentos para plásticos, além de importante produtora de fundidos e usinados, destaca a sopradora automática Romi PET 230, para produções de até 2.500 frascos por hora, com até 3 litros de capacidade volumétrica. O diferencial dessa máquina, destinada, principalmente, à fabricação de garrafas PET para as indústrias de alimentos, bebidas e produtos de higiene e limpeza, fica por conta da alimentação e da extração automáticas. Trata-se de máquina totalmente automática, desenhada para alta produção, equipada com silo alimentador e carregador automático de pré-formas, troca simples e rápida de moldes, e comando Controlmaster 10 (B&R). Compacto e de baixo consumo energético, com baixo nível de ruído, elevada produtividade e qualidade de sopro, o equipamento possui sistema de aquecimento com ajustes individuais e sistemas de segurança de acordo com a norma NR-12. A Romi também aproveita a oportunidade para apresentar os lançamentos do ano, que prefere não antecipar.

Rone - Moinhos da linha C ©QD Foto: Divulgação
Rone – Moinhos da linha C

RONE

Essa tradicional fabricante de moinhos dá enfoque especial para as linhas “W” e “C”, modelos convencionais que vão desde 2 até 150 CV, para produções de 10 a 3.000 kg/hora. Os modelos da linha “C” possuem cabine atenuadora de ruídos para todo o moinho, fabricada com paredes duplas e dotadas de revestimento interno feito com material de alta absorção. Funcionam com transporte pneumático para retirada do material moído de seu interior e alojam ventilador ciclone e filtro manga, para retirar o pó do ambiente, gerado no processo produtivo. No sistema de segurança, trazem relés instalados para não permitir o seu funcionamento quando o bocal de alimentação ou qualquer outra porta de acesso estiver aberta. Os modelos da linha “W” são fabricados com o bocal de alimentação de paredes duplas, preenchidas internamente por material de alta absorção acústica e pintados externamente com pintura emborrachada, o que assegura baixo nível de ruído para os mais diversos tipos de materiais processados, estando dentro das normas atuais vigentes. As duas opções de motores de baixa rotação disponíveis (200 e 400 rpm) também colaboram para reduzir o nível de ruído e para que ocorra pouca geração de pó no processo, além de baixar o consumo de energia. Os equipamentos utilizam, normalmente, três lâminas rotativas e uma fixa, viabilizando que as operações de limpeza, manutenção e substituição da peneira sejam efetuadas em poucos minutos, pois não é necessária a remoção de um único parafuso para esta operação. Incluem sistema de segurança, que atua por meio de relés, e podem utilizar dois tipos de rotores: triangular e helicoidal. Além dos já mencionados, também podem ser conferidos outros modelos da tradicional linha “T”, com bocal alongado, dotados de volante de inércia, com três lâminas rotativas e uma fixa, para possibilitar operações de limpeza, manutenção, e/ou substituição da peneira em poucos minutos, pois igualmente não necessitam de remoção de um único parafuso para a operação. A linha “T” possui moinhos adequados à moagem de tubos e perfis de qualquer comprimento – sem requerer corte prévio –, para processamento de peças desde 10 mm até 500 mm de diâmetro, independentemente da espessura de sua parede. Oferece aplicação também para quaisquer tipos de peças de formato alongado, como, por exemplo, bombonas de 200 litros, para-choques, painéis e portas de automóveis, cadeiras e mesas, entre outros, já que pode moê-las inteiras, sem precisar de corte prévio. A exposição ainda engloba as linhas F e N, compostas por modelos convencionais que vão desde 2 até 150 CV, para produções de 10 a 3.000 kg/hora. Todos os moinhos da empresa estão devidamente adequados à norma de segurança NR.12.

RULLI STANDARD

Reconhecida fabricante de extrusoras, a empresa apresenta duas linhas – uma para o segmento flexível e outra do segmento rígido –, que oferecem versatilidade, alto rendimento, baixo consumo energético, além de serem produzidas de forma que o manuseio seja facilitado. w

Sagec - Secador de espaguete com batedor de fios ©QD Foto: DivulgaçãoSAGEC

A empresa, que atende os mercados interno e externo com periféricos para extrusão de termoplásticos, participa da feira com a apresentação de um novo conceito em projetos e construção de máquinas. Da sua linha de periféricos para extrusão de termoplásticos, expõe um secador de espaguete com batedor de fios, uma peneira vibratória, um granulador e uma ensacadeira semiautomática, equipamentos destinados às empresas de reciclagem, tingimento, masterbatches e materiais técnicos (plásticos de engenharia). Como grande parte dos clientes da empresa são recicladores, a Sagec fornece máquinas que possibilitam redução no consumo de energia, pois operam com baixa potência. Esta característica proporciona, também, melhorias na produção (custo/benefício) e na qualidade de peças e componentes, além de resultar em maior durabilidade do equipamento.

SCHMUZIGER

A representante apresenta na feira os equipamentos de seus parceiros diversos. Da Burckhardt, divulga as máquinas e ferramentas para microperfuração e fibrilação mecânica. A Impianti OMS tem como foco injetoras de alta e baixa pressão para processamento de poliuretano; linhas completas para refrigeração industrial e doméstica, bem como para produção de painéis de isolamento térmico com aplicação de espumas de PU, em sistemas contínuos e descontínuos; e as plantas para fabricação de filtros de ar automotivos, entre outros. Da Maillefer, a Schmuziger destaca as linhas de extrusão para produção de tubos plásticos mono e multicamadas, para mangueiras de combustíveis automotivos; tubulação de água quente e fria; gás; uso medicinal; tubos flexíveis e umbilicais para explorações petrolíferas (off-shore); tubulação subterrânea para distribuição de combustíveis; tubos de irrigação por gotejamento; microdutos para passagem de fibras óticas etc. Representa a NGR com máquinas de reciclagem para materiais termoplásticos em geral (filmes, fios e fibras mono/multifilamentos, fibras cortadas, tecidos, não tecidos, fitas, ráfia, cordas, carpetes, moldes, tubos plásticos, EPS etc.), exceto plásticos contendo cloro em sua composição (tipo PVC). A Oma S.R.L. comparece na exposição com seus equipamentos para a produção de trançados têxteis ou metálicos, ou seja, trançadeiras, bobinadeiras automáticas e semiautomáticas, enroladores e desenroladores, máquinas para aplicação de bandas de borracha e revestimentos de filmes de polietileno e poliéster (Mylar), enfaixatrizes e desenfaixatrizes, espiraladeiras, máquinas especiais para a produção de mangueiras termoplásticas, borracha e silicone e cabos. Já a Georg Sahm participa com suas bobinadeiras e rebobinadeiras, desenvolvidas para monofilamentos, multifilamentos, fibra de carbono, fios revestidos e retorcidos, assim como para fios técnicos de alta performance.

Seibt - MGHS 700 GF ©QD Foto: DivulgaçãoSEIBT

Os tradicionais produtos da empresa se aliam a novidades, melhorias e tendências para o mercado do plástico. O fabricante de periféricos apresenta diversos equipamentos para a reciclagem de plásticos pós-consumo e também pós-industrial, já conhecidos do mercado, além dos tradicionais modelos de moinhos convencionais para aplicações especiais e de baixa rotação. A linha de trituradores Seibt, para moagens pesadas, também pode ser conferida pelos visitantes, ao lado da linha de produtos para reciclagem de plásticos, que engloba tanque de decantação, lavadora, pré-secadora e moinhos, como parte integrante dos sistemas para reciclagem. O tanque de decantação com agitador para PE/PP é construído com aço inoxidável, tem capacidade produtiva para 1.000 kg/h e possui dimensões de 1.300 x 2.000 x 6.000 mm, sendo adequado para a separação de impurezas por gravidade e para auxiliar na limpeza do material. A lavadora Seibt apresenta corpo cilíndrico de aço inoxidável de 640 mm de diâmetro e 1.500 mm de comprimento. Já a pré-secadora PSS-850, construída com aço inoxidável e dimensões de 850 mm de diâmetro e 2.000 mm de comprimento, atua com geração de pouco resíduo (pó) por causa da sua forma construtiva, pois o atrito do flake com a parede perfurada é significativamente menor em relação aos tradicionais modelos de secadoras. A linha convencional de moinhos GF, composta pelos modelos MGHS 700 GF, 900 GF e 1100 GF, foi desenvolvida para atender às necessidades do mercado de reciclagem pós-consumo; para a moagem de garrafas e filmes, e também de reciclagem pós-industrial, oferecendo facilidade de manutenção para acesso às facas e à peneira, sem a necessidade de utilização de ferramentas. Tem bocal de articulação pneumática, o que garante segurança e nenhum esforço ao operador. Além das características dos tradicionais moinhos Seibt, a linha GF utiliza moderno sistema de moagem de filmes por rotor. Os moinhos para aplicações especiais MGHS 30/550 B são indicados para a moagem de bombonas e peças volumosas, apresentando-se como equipamentos de alta produtividade, robustos e seguros. Os moinhos de baixa rotação MGHS 200 LR, 420 LR, 320 LRX são indicados para a moagem de sobras e perdas do processo de injeção e sopro, e trabalham em circuito fechado, ao “pé de máquina”, com rotores de diâmetros a partir de 200 mm até 350 mm e largura entre 205 mm e 425 mm, podendo realizar corte tipo tesoura em X. Estes modelos, que oferecem a opção de descarga manual ou automatizada e isolamento acústico, além de evitar a contaminação e misturas de material, que podem ocorrer em processos de moagem não contínuos, são indicados para quem busca qualidade, segurança, facilidade de limpeza e alto rendimento. O modelo MGHS 420 TP, indicado para a moagem de tubos e perfis, proporciona facilidade de limpeza e manutenção, bem como segurança ao operador e alto rendimento. Projetada para a fragmentação de peças de grande volume e resistentes, a linha de trituradores TS 600 opera com dois eixos dentados, independentes, em baixa rotação, produzindo material final de qualidade. Todos os equipamentos da empresa proporcionam baixo consumo de energia.

SEPRO DO BRASIL

A empresa sediada na França, que atua há 12 anos no Brasil, exibe aos visitantes diversas novidades para automação do processo de transformação por injeção, apresentando desde os robôs de 5 e de 6 eixos, controlados por comando inteligente, até os robôs para depósito simples (simple pick-and-place). As duas novas linhas de robôs multieixos – o 5X e 6X Visual –, de 5 e 6 eixos, respectivamente, foram desenvolvidas pela Sepro Robotique em colaboração com a Stäubli Robotics, especificamente, para aplicações de moldagem por injeção. Representando a 5X Line na feira, o modelo 5X-25, robô de médio porte para máquinas injetoras de 120 a 450 T, projetado para aplicações universais e complexas, é baseado no robô Cartesiano Sepro 3 eixos, para alta precisão e alta velocidade. O equipamento funciona com rotação nos dois eixos Stäubli e tem cabeçote compacto com servorrotações (R1 = 0 – 180° e R2 = 0 – 270°), tornando-se de fácil adaptação para aplicações difíceis, como colocação de inserto, trajetórias complexas de extração no molde, acompanhamento de trajetórias para tratamento de chama ou rebarba e semelhantes. Dois modelos adicionais estão disponíveis – o 5X-15 (o menor) e o 5X-35 (o maior), permitindo que a gama atenda máquinas injetoras desde as menores, de 30 toneladas, até as maiores, de 800 toneladas. Um robô 6X-90L é um exemplo da linha de robôs 6X Visual. Este modelo combina um robô poliarticulado de seis eixos Stäubli com o controle Sepro Visual 3, propiciando solução de automação de uso geral com cinco tamanhos, sendo voltado ao uso em máquinas injetoras de 20 a 4.000 toneladas. O 6X-90L, versão com braço estendido, de alcance máximo de 1.200 mm e carga útil máxima de 15 kg, foi desenvolvido para injetoras de 80 a 200 toneladas. Uma plataforma de controle universal Your Free Choice in Robots estende-se ao controle dos robôs e também marca presença no evento. Desde os mais avançados robôs de 5 e 6 eixos até os robôs de 3 eixos e sprue-pickers, os equipamentos Sepro são monitorados por uma família unificada de controles desenvolvidos pela própria empresa. O controle do robô Visual 3, o mais novo, rápido e poderoso controle da Sepro, é um equipamento de série nos robôs 5X Line e 6X Visual, e é opcional nos robôs 3-eixos S5 Line de alto desempenho. Sua arquitetura com dupla CPU dedica um processador para as funções de interface homem/máquina do monitor, e traz outro processador para o controle em tempo real do posicionamento e dos movimentos do robô, e do controle dos equipamentos periféricos. Como os controles Visual 2, standard nos robôs S5, e Touch 2, na gama generalista Success, o Visual 3 possui uma interface com tela larga de LCD touch screen de 10”, fácil de ler e navegar, tornando as operações simples e intuitivas. Um joystick permite que os operadores realizem ajustes finos. Não importa o modelo de robô escolhido, a plataforma de controle será muito familiar para o utilizador. Os novos robôs Success, generalistas, servocontrolados, estreiam no mercado sul-americano durante a feira. Os equipamentos funcionam com cursos e cargas úteis maiores, e foram especificamente projetados para proporcionar velocidades e precisão para os transformadores que possuem aplicações de depósito simples (simple pick-and-place) e automações periféricas simples. Três, dos quatro modelos standards, podem ser conferidos no estande da Romi. O Success 11, adequado para máquinas com até 180 t de força de fechamento, estará operando numa Romi 75 T, e tem curso horizontal de 1.500 a 3.500 mm, curso vertical de 1.000 mm ou 1.200 mm, realizado com braço telescópico, curso de extração de 500 mm e capacidade de carga útil máxima de 5 kg. O modelo Success 22 será exposto numa Romi 380 T e pode automatizar máquinas entre 150 e 400 t de força de fechamento, operando com curso horizontal variável entre 1.500 e 6.000 mm, curso vertical de 1.400 mm ou 1.600 mm, efetuado com braço telescópico, curso de extração de 700 mm e capacidade de carga útil máxima de 10 kg. Já o modelo Success 33 é grande o suficiente para atender às necessidades de aplicação em máquinas injetoras entre 300 e 700 t de força de fechamento, e será demonstrado em uma Romi 450 T. O equipamento opera com curso horizontal variável de 2.000 a 6.000 mm, curso vertical de 1.600 mm ou 1.800 mm, feito com braço telescópico, curso de extração de 900 mm e capacidade de carga útil máxima de 15 kg. Todos os modelos oferecem velocidades máximas instantâneas de 3 m/s no eixo vertical e 2 m/s no eixo horizontal. O controle Touch 2 é de série, enquanto o mais avançado controle Visual 2 está disponível como opcional.

SEHI

A empresa, atuante no setor de lubrificação de máquinas há mais de 30 anos, marca presença no evento deste ano fazendo a divulgação da variedade de equipamentos que oferece ao mercado, o que inclui bombas manuais, de engrenagens, de pistão, pneumáticas, trochoids e reversíveis, fornecidas com reservatórios de acordo com a necessidade de uso. Apresenta, também, toda a linha de distribuidores, composta pelos tipos progressivos, simples, proporcionais ou reguláveis, utilizados para reduzir o problema de desgastes de guias, mancais, fusos, trolleys, correntes e/ou outras necessidades da área produtiva. Os equipamentos fabricados pela Sehi estão disponíveis para atuar com sistemas a óleo, graxa ou óleo/ar, atendendo a diversas viscosidades de lubrificantes.

SENAI

Divulga seu portfólio de serviços e conta com um espaço para minipalestras, no qual oferece gratuitamente palestras sobre o setor de ferramentaria, desenvolvimento de polímeros, programas de incentivo do governo como o Inovar-Auto, entre outros assuntos. Além disso, destaca a implantação da Rede de Institutos Senai de Inovação e Tecnologia, um dos maiores investimentos já realizados no âmbito do Programa Senai de Apoio à Competitividade da Indústria Brasileira, que tem como meta estimular a inovação e o desenvolvimento tecnológico da indústria. Esta rede deve englobar 23 Institutos Senai de Inovação, com foco na prestação de serviço à empresa, por meio de projetos de inovação e de pesquisa aplicada, e por 63 Institutos Senai de Tecnologia, com oferta às empresas de serviços tecnológicos como consultorias, ensaios, calibrações e testes laboratoriais, operando de forma articulada com os Institutos Senai de Inovação. A implantação dos Institutos está orçada em R$ 1,9 bilhão, financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), pelo Departamento Nacional do Senai e pelos Departamentos Regionais. Nesse desafio para a implantação dos Institutos Senai de Inovação, a instituição conta com dois parceiros estratégicos: o Instituto Fraunhofer (Instituts für Produktionsanlagen und Konstruktionstechnik – IPK), da Alemanha, e o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (Massachusetts Institute of Technology – MIT), dos Estados Unidos. Outro foco do estande do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial é a Rede Senai de Ferramentaria, composta pelos estados do RS, SC, PR, SP, MG, BA, CE e AM. Em conjunto com representantes de indústrias, academia e associações setoriais, a Rede trabalha para identificar demandas, definir novos segmentos de mercado, dimensionar a infraestrutura e o perfil dos recursos humanos, além de induzir e treinar profissionais em novas tecnologias, disseminando conhecimento e agregando valor a produtos e serviços nacionais. Dentre os serviços técnicos e tecnológicos oferecidos pela Rede Senai de Ferramentaria, destacam-se: consultoria em processos de usinagem e de transformação, desenvolvimento de equipamentos e dispositivos, serviços metrológicos, manutenção preventiva, preditiva e corretiva, prototipagem rápida, engenharia reversa, modelamento CAD, desenvolvimento de moldes protótipos e try out de moldes.

Sew Eurodrive - Redutor Compact MC ©QD Foto: DivulgaçãoSEW EURODRIVE

Ocupado por uma das maiores fornecedoras mundiais de soluções em acionamentos como motorredutores, conversores de frequência e redutores industriais, esse estande reserva diversos lançamentos, o principal deles é o Redutor Compact MC para extrusoras. Entre as atrações, a expositora menciona suas linhas de motorredutores e de eletrônicos – equipamentos com diversas utilizações em extrusoras, bobinadores, máquinas de embalagem, transportadores, entre outras. Os redutores industriais dessa série se encontram disponíveis em oito opções de tamanhos, com eixos paralelos ou ortogonais, carcaça monobloco e posições de montagem universais. Os produtos apresentam redução nominal mínima de 7 e torque máximo de até 65 kNm. Segundo informa o fabricante, a série Compact MC ainda pode ser adaptada a necessidades mais específicas e, por se tratar de um produto modular, possibilita melhor relação custo/benefício. Por seu tamanho compacto, esse equipamento é utilizado com bastante aproveitamento em extrusoras. A expositora menciona maior rendimento mecânico, maior capacidade de absorção de esforços e maior potência térmica como as principais vantagens desta linha de redutores.

Outra novidade reservada pela Sew para o evento consiste na ampliação da linha de servomotores CMP, agora com os novos tamanhos 71, 80 e 100. Em carcaça compacta, com faixa de torque estático de 6,4 a 47 Nm, nas classes de rotação de 2.000, 3.000, 4.500 e 6.000 r.p.m. e sobrecarga de até 475%, a linha CMP promete novidades e mais benefícios ao cliente. Um exemplo é o freio com dois tipos de aplicação, um para freio de retenção, apenas para manter a máquina parada; e outro como freio de serviço, projetado para atuar em plena rotação. A inovação no rotor, com possibilidade de aumento da massa de inércia, permite melhorar o controle nas aplicações com massa de inércia elevada (em mesas giratórias, desbobinadores etc.).

Para a expositora, a linha de servomotores CMP se destaca no mercado de acionamentos porque dispõe de tecnologia de ponta na bobinagem e nos ímãs permanentes e ainda opera silenciosamente e com baixa vibração. O lançamento é voltado às máquinas de embalagem, dosadores, mesas giratórias etc.

Outra novidade reservada para o evento, o sistema descentralizado Movifit Basic chega ao mercado em duas versões: uma com motor starter (até 4kW) e a outra com conversor de frequência (até 1,5kW). Entre as principais vantagens, a Sew Eurodrive destaca operação e instalação rápida e fácil, conexões seguras (plugues), redução de cabos, eliminação de painéis elétricos e diagnóstico local dos acionamentos. O lançamento é voltado para aplicações de transportadores em geral.

O servoconversor Movitrac LTX complementa o portfólio de soluções com servomotores: permite combinação otimizada com a série CMP de servomotores de alta dinâmica. Concebido para ter instalação e parametrização fácil e rápida, é considerado ideal para máquinas de embalagens, manipulação de cargas e posicionamento. Trata-se de um servoacionamento compacto para sistemas 1x220V e 3x220V,  potência 0,75 a 5,5 kW e suporta sobrecargas de até 250%.

Outro destaque, o Movigear, é um acionamento mecatrônico composto de motor, redutor e controle eletrônico integrado. “Inteligente” e com conceito compacto, reduz o tempo de entrada em operação e facilita as tarefas de monitoração e manutenção. De acordo com o fabricante, o equipamento também oferece maior eficiência energética, graças ao seu elevado rendimento; e a integração e a coordenação de todos os componentes do acionamento lhe proporcionam alta durabilidade. Possui ainda outros atributos como conexão PowerLan (um único cabo para transmissão da energia elétrica e comunicação com o acionamento), superfícies com mínima rugosidade e ausência de ventilador, o que o torna adequado para utilização em ambientes que exigem limpeza e baixo nível de ruído. Pode ser encontrado nos tamanhos MGF2 para torque de até 200 Nm e MGF4 para torque de até 400 Nm.

Otimização de custo e tempo de desenvolvimento, além de operação rápida e fácil, são algumas das características descritas pela expositora para o servoconversor de múltiplos eixos Moviaxis. O equipamento, projetado para máquinas e sistemas de automação de plantas industriais, apresenta ampla faixa de corrente nominal de 2A a 100A em seis tamanhos de módulos de eixo e três tamanhos de módulo de potência, e ainda oferece ao usuário excelente desempenho e flexibilidade para as mais diversas aplicações, permitindo o controle, desde motores trifásicos assíncronos até servomotores síncronos.

A ampliação da família de conversores Movidrive B engrossa as novidades no estande. O equipamento, antes disponível nas potências de 0,55 kW até 132 kW, conta agora com três novas potências: 160 kW, 200 kW e 250 kW. O novo Movidrive tamanho 7 padrão é fornecido com a função tecnológica para utilização dos módulos aplicativos da Sew e está disponível em duas versões diferentes: de dois quadrantes sem chopper de frenagem; e de quatro quadrantes com chopper de frenagem. Esses equipamentos ainda inovam no conceito de dissipação de calor: possuem ventiladores instalados em um duto de ar na parte traseira que, combinados com o opcional DLK11B, eliminam a necessidade de ventilação forçada no painel de comando para o conversor.  Os ventiladores são controlados e ligados somente caso haja necessidade, aumentando a sua vida útil, reduzindo o nível de ruído emitido e o consumo de energia elétrica.

Soléflex - Fitas adesivas de alumínio ©QD Foto: Divulgação
Soléflex – Fitas adesivas de alumínio

SOLÉFLEX

O visitante encontra vários lançamentos nesse estande, como a nova linha de fitas adesivas dupla face, acolchoadas, desenvolvidas para máquinas impressoras de alta velocidade. A linha de fitas acolchoadas Exafit HP (High Performance) se diferencia por suas espumas de maior resiliência/memória; adesivos acrílicos com características de adesão suficiente para manter a montagem sem variações durante o processo de impressão e fácil desmontagem ao final da tiragem; e liner de proteção do adesivo com um novo sistema de repulsão de ar. Os produtos são disponibilizados nas densidades baixa, média-baixa, média e média-alta; e apresentam também opções diferenciadas em força de adesão e larguras personalizadas.

Na linha de fitas adesivas para flexografia, a Soléflex oferece também novos produtos de alumínio para fixação e vedação de bordas de clichês. Possui dorso 100% alumínio com adesivo de alta adesão para que se conforme exatamente às bordas do clichê e à superfície do cilindro. Mesmo em clichês com pouca margem de borda sobrando, o adesivo mantém a fita fixada e o alumínio garante vedação perfeita, prevenindo a contaminação do adesivo da fita dupla face com tintas ou resíduos de solvente de limpeza.

Ainda para aplicação em flexografia, a empresa oficializa na feira o lançamento das lâminas raspadoras para câmaras doctor blade Flexotip, com rebaixo específico para flexografia. O design do rebaixo permite o uso da lâmina em qualquer um dos lados, com a garantia do fabricante de uma raspagem e contenção da tinta sem precedentes.

Outro lançamento são as fitas adesivas para troca rápida de bobinas em máquinas de alimentação rotativa (impressoras flexográficas, de rotogravura, laminadoras etc.). De fácil e rápida aplicação na bobina, quando feita de forma horizontal, diminui as sobras de emendas e a quantidade de fita necessária na aplicação.  Disponível nas cores preta e azul, o produto dispensa o uso de indicadores de emenda.

Além dessas novidades, outras soluções em fixação de clichês, raspagem de tinta, limpeza e manutenção de cilindros e clichês, instrumentos técnicos, chapas de fotopolímeros, lâmpadas de fotoprocessamento e filmes de poliéster completam a exposição da Soléflex.

SONGWON/NEXO

A Songwon se considera líder no mercado latino-americano de estabilizantes para polímeros e marca presença na feira em parceria com a sua distribuidora para a América Latina Nexo International. A fabricante apresenta em seu estande uma linha de produtos HALS (Hindered Amine Light Stabilizers) proveniente da sua aliança com a italiana Sabo SpA. Trata-se de pacotes inovadores de estabilização à luz com alto desempenho para aplicações de polímeros sensíveis aos raios UV. A empresa também divulga a linha Songnox One Pack System (OPS), produtos que combinam uma gama de aditivos em um grão livre de pó, com benefícios significativos para os produtores e transformadores de termoplásticos. Essa família de aditivos agora pode ser fornecida pela unidade recentemente inaugurada nos EUA, com uma capacidade anual de 7.000 toneladas, estrategicamente situada para atender à demanda do mercado latino-americano. A expositora aproveita para anunciar aumento de capacidade previsto para 2014 da produção de OPS. Com esses investimentos, a Songwon planeja se tornar a principal produtora mundial de OPS.

Starlinger - TwinTape 200LX ©QD Foto: DivulgaçãoSTARLINGER

A empresa destaca máquinas para bobinamento de ráfia, laminação e acabamento de sacos valvulados. A nova bobinadeira de precisão para ráfia modelo twinTape 200LX, dupla e automática, desenvolve velocidades de até 600 m/min e possui sistema de movimentação transversal, que permite variação de curso, possibilitando novas formas de bobinas. A lamiTEC LX e a lamiTEC CX (com coextrusão), novidades para a área de laminação de tecidos de ráfia, dispõem de sistema modular, capacidades de até 420 kg/h e velocidades de até 220 m/min, assegurando alta produtividade. Contam com novo recurso de troca de bobinas sem a redução de velocidade, o que evita os problemas de variação de neck-in. A máquina de acabamento para sacos valvulados ad*starKON SX, para a produção do saco patenteado Ad*Star, combina alta velocidade (até 85 sacos/min) com fechamento dos fundos e troca rápida de formato. A Starlinger Recycling Technology divulga linhas completas para a recuperação de aparas pós-consumo e pós-industrial de diversos polímeros e suas misturas. O visitante ainda confere no estande o secador e descontaminador de flakes de PET deCON, com foco nos produtores de filmes e chapas para embalagens de alimentos. Essa tecnologia, aprovada pela americana FDA e pela agência europeia EFSA, promete uma produção de melhor qualidade e maior eficiência energética. A principal vantagem do equipamento é a redução da umidade residual para menos de 50ppm, sinônimo de melhorias consideráveis no processo de extrusão, permitindo excelentes valores de viscosidade do material. Segundo a empresa, o tratamento térmico suave de alta eficiência, sob vácuo, não gera calor em excesso no produto, o que resulta em filmes e chapas de PET de melhor qualidade. A redução no consumo de energia de um deCON em comparação a sistemas convencionais de secagem é muito grande, na avaliação da expositora: um sistema composto por secador de ar quente + cristalizador utiliza em torno de 0,1 KWh/kg a mais de energia, sem reduzir a umidade final para o mesmo valor de um deCON, que trabalha sob vácuo (<50 ppm). Considerando uma capacidade de 600 kg/h e 6.000 h de produção, é possível economizar com um deCON aproximadamente R$ 100 mil por ano na conta de luz, além de ainda melhorar de forma expressiva a qualidade do produto final. Também divulga a linha de extrusão para chapas e filmes viscoSHEET, capacitada a processar 100% de PET reciclado. A empresa destaca o baixo consumo de energia e a alta produtividade e garante que a combinação do viscoSHEET com o deCON oferece máxima flexibilidade e 100% de segurança do consumidor para produtos de alimentos. O uso de duas roscas cônicas assegura uma mistura perfeita, que resulta em filmes e chapas de qualidade premium e com propriedades óticas e mecânicas excelentes.

SUMITOMO

A subsidiária brasileira da fabricante de máquinas japonesa-alemã Sumitomo-Demag exibe em operação em seu estande uma célula produtiva, com injetora de alta velocidade, totalmente elétrica, da série SE-HSZ. O equipamento, modelo SE 280 HSZ, com força de fechamento de 2.800 kN, pode ser conferido produzindo uma embalagem de 1,5 litro com rótulos IML, em molde de duas cavidades de um fabricante nacional. As embalagens, de polipropileno, com espessura de parede de 0,75 mm, pesam 41 g e rodam com um de ciclo de 5,8 segundos. Entre as principais características da série SE-HSZ, a empresa destaca velocidades de injeção de 350 mm/seg. e pressões de injeção até 39,825 psi; moldagem tipo Z (sistema MCM com sensor de força mínima necessária no toque do molde, que ajuda na prevenção de rebarbas e pontos de queima, reduzindo o desgaste do molde, o tempo de ciclo e o consumo de energia); encosto rápido de bico com de 6,61 toneladas com alta força de contato (comparável a uma máquina hidráulica); rosca SM (padrão), que possibilita uma plastificação com baixa degradação e boa homogeneização a baixas temperaturas; e sistema de correção da força de fechamento, que mantém o molde travado sem necessidade de uma força de fechamento superior ao exigido para a fabricação do produto. A SE-HSZ está disponível com três tamanhos de fechamento de 2.200 kN até 3.500 kN.

SUPER FINISHING

A empresa, cujas atividades são voltadas ao setor de tratamentos de superfícies para proteção contra corrosão e abrasão, divulga sua linha de produtos empregados em indústrias plásticas, automobilísticas, de petróleo e gás, e papeleira. No mercado de plástico, o carro-chefe é o níquel duro químico, revestimento que se deposita de maneira uniforme em qualquer tipo de geometria da peça, sem microfissuras e dispensando usinagem e polimento posterior. Além de proteger a ferramenta da corrosão e da abrasão, o níquel duro químico facilita o escoamento e a fluidez do plástico durante o processo de injeção, evitando, na maioria das vezes, o uso de lubrificantes. Outra vantagem deste produto é a sua alta dureza, pois pode atingir 1.000 Vickers ou 79 Rockwell. A Super Finishing oferece cinco tipos de níquel duro químico – alto, médio ou baixo fósforo; Niflon, níquel de alta lubricidade, com partículas de PTFE; e o níquel-Lub antifricção, com partículas de dissulfeto de tungstênio. A companhia divulga, ainda, do seu portfólio de aplicações e revestimentos, tais como pinturas de PTFE e bissulfeto de molibdênio, reparos localizados a frio e in-loco, recuperação e lapidação de cilindros e prata técnica.

Suprasonic - SSF 250 ©QD Foto: DivulgaçãoSUPRASONIC

A linha de injetoras Suprasonic é a principal atração desse estande, com enfoque no novo modelo SSF 250, dotado de capacidade de 25 toneladas, construído para atuar com ciclo de injeção rápido, aumentando o desempenho de produção. O equipamento possui painel de comando diferenciado, com relé de estado sólido regulando automaticamente a temperatura. O sistema hidráulico é produzido com componentes Northman, para garantir alta qualidade no funcionamento. O novo equipamento aloja válvula proporcional dupla, válvula direcional, bombas de aletas de alta tecnologia, controlador Techmotion e dois sensores de posição. Com design moderno, inclui painel de controle com tela LCD colorida, sensível ao toque, e entrada USB. A injetora Suprasonic funciona com descarga rápida do funil, proteção e segurança ajustável segundo NR12 ABNT NBR 13.536. A facilidade de operação é sua principal característica, gerando significativa redução no tempo de programação e ampliando a gama de controles possíveis de serem aplicados no processo. O estande ainda abriga outros destaques. A máquina de eletroerosão CNC corte a fio (molibdênio), modelo RW3200, opera com tecnologia especial para corte em aço, alumínio, grafite, cobre e outros materiais condutivos. O equipamento garante alta velocidade de usinagem e excelente acabamento de superfície, e, para assegurar precisão de ângulos, utiliza tecnologia exclusiva para cantos vivos. A máquina de eletroerosão por penetração modelo SS50 propicia alta performance para usinagem em metal duro, menor desgaste do eletrodo e maior rendimento de produção. A fresadora ferramenteira modelo 5VHLI se destaca pelo baixo índice de vibração na mesa, resultando em maior precisão e rendimento na produção, e segue acompanhada de mangote com 105 mm de diâmetro, o que garante maior precisão.

Technoservice - FlexWall ©QD Foto: DivulgaçãoTECHNOSERVICE

Os visitantes conferem no estande da empresa o dosador gravimétrico FlexWall-plus Brabender, dotado de design trapezoidal, supercompacto e indicado para dosagem contínua ou por bateladas, em processos industriais que necessitam de precisão e confiabilidade. Trata-se de balanças dosadoras para materiais sólidos com as mais diversas características de fluidez, tais como cargas minerais, negros de fumo, pigmentos, ceras, grânulos, fibras, flakes etc., que satisfazem requisitos de precisão de dosagem e constância, tanto em aplicações em processos contínuos como em bateladas. A capacidade de dosagem dos modelos abrange desde 50 g/h, nos aparelhos de laboratório, até 10 t/h, nos dosadores de grande porte para aplicações industriais. Versáteis, os dosadores possuem design trapezoidal supercompacto e proporcionam economia de espaço, bem como desmontagem rápida e fácil. Embutem a tecnologia FlexWall (moega com paredes flexíveis), o que garante o escoamento de materiais de difícil fluidez e propicia facilidade e rapidez na limpeza de resíduos para troca dos materiais a serem dosados. Os equipamentos foram projetados para utilização em ambientes industriais, apresentam construção robusta e componentes de alta tecnologia, tais como células de carga DigiMass-2 – Digital Mass Acquisition Sensor System (2 wires) e o controlador microprocessado de dosagem de ISC-CM Plus integrado, proporcionando maior precisão e confiabilidade na dosagem. Oferecem, ainda, fácil operação e sincronismo de múltiplos equipamentos, possibilitado por meio de um painel de operação e manutenção central, de microprocessadores de última geração e de tela sensível ao toque com linguagem gráfica intuitiva, para facilitar o dia a dia dos operadores das linhas de extrusão ou dos misturadores de bateladas. O dosador FlexWall é construído com acabamento sanitário e pode ser utilizado também na indústria de alimentos, pois tem aprovação da FDA.

Teck Tril - Conjunto para extrusão de laminados ©QD Foto: DivulgaçãoTECK TRIL

Fabricante de linhas de extrusão para laminados, perfis, granulação e tinta em pó, a expositora escolheu para demonstrar no evento um conjunto para extrusão de laminados de polipropileno composto por uma extrusora modelo EMT 130 L/D=35, equipada com cabeçote troca-telas hidráulico TTH 130, bomba de engrenagem MSD-300/300, cabeçote plano (flat-die) de 1.200 mm, calandra hidráulica Ø 500 x 1.200 mm, unidade de aquecimento e resfriamento dos cilindros, esteira de resfriamento, puxador pneumático Ø200 x 1.200 mm, bobinadeira hidráulica tripla e painel elétrico.

Tecnoserv - Hot half ©QD Foto: DivulgaçãoTECNOSERV

Lança o controlador de temperatura para sistemas de câmara quente da série 5, além da nova linha de acessórios para moldes. Outra novidade reservada para o evento são as placas padronizadas de porta-moldes, para entrega imediata ao cliente. A empresa exibe também seus produtos para fabricação de moldes de injeção de plásticos, alumínio e zamack, bem como seus porta-moldes, tanto da linha de padronizados como os especiais. Apresenta sua ampla linha de itens de acessórios para moldes e estamparia do mercado nacional, pois, além dos itens fabricados internamente, representa toda a linha de produtos da Strack Normalien, da Alemanha. A empresa também trabalha junto com a Mastip, tradicional fabricante neozelandês de câmaras quentes, oferecendo soluções completas para sistemas de injeção. Os sistemas de câmara quente, com soluções para multimateriais, stack mould, valvulados, abertos, integram o portfólio de produtos a serem expostos no estande da empresa durante a feira. A Tecnoserv possui em seu estoque bicos e peças de reposição para pronto atendimento, além de hot half fabricado no Brasil. Também oferece ao mercado completa linha de resistências e termopares para reposição em qualquer sistema de câmara quente.

TERMOCOLOR

Aditivos biodegradáveis, antiUV e uma linha completa de masterbatches são os atrativos desse estande. A empresa pretende divulgar sua linha completa de aditivos, compostos, resinas tingidas e de beneficiamento, com ênfase nos masterbatches biodegradáveis, lançados recentemente. Esses produtos contêm aditivo orgânico e podem ser utilizados em polietilenos (baixa, alta e média densidade), poliestireno e polipropileno. O aditivo é o responsável por atrair fungos e bactérias atuantes na decomposição dos produtos e sua transformação em húmus e biogás. A expositora considera o fato de ser um produto 100% orgânico a sua maior vantagem, indicando-o para uso em embalagens alimentícias, assegurado por atendimento às exigências da FDA e das listas positivas da Anvisa. Segundo informa a Termocolor, os masterbatches biodegradáveis ainda podem ser utilizados em produtos reciclados sem provocar alterações nas suas características. Produtos já consagrados no mercado, como os aditivos antiUV, os masterbatches aditivados com ação antimicrobiana e os masterbatches perolizados de alta performance também constam da exposição.

THE MACHINES

Em sua primeira participação na feira, a empresa divulga seu portfólio de linhas de produção de tubos de irrigação por gotejamento. Um de seus principais destaques é a linha LIR 106 de extrusão de alta velocidade para tubos de parede fina com gotejadores planos, projetada para produzir a uma velocidade de 250 m/min e uma frequência de inserção de até 2.000 gotejadores por minuto. Para atingir esse desempenho, foram desenvolvidas soluções que combinam características mecânicas e eletrônicas, que exigem um bom conhecimento técnico, tanto na manutenção como na operação. Estas linhas se destinam a produtores de tubos com volume de produção muito alto. A empresa possui mais de 20 patentes registradas.

TICONA

A produtora de polímeros de alto desempenho lança uma nova linha de poliacetal copolímero, a série Hostaform S LP, desenhada para atender a uma ampla gama de tanques de combustível e outras aplicações que utilizem pequenos tanques, como equipamento para corte de grama, motorizados para esporte e lazer e uma variedade de ferramentas elétricas. Trata-se de um copolímero de baixa permeação, que proporciona equilíbrio de permeabilidade e resistência ao impacto, considerado sem precedentes, pela fabricante. Desenvolvido especificamente para a moldagem de pequenos tanques com requisitos de baixa permeabilidade, a resina oferece desempenho aprimorado para atender às exigências de permeação e de impacto e é fácil de processar, já que uma única camada fornece propriedades de barreira inerentes que não degradam ou se desgastam com o tempo. A rigidez e propriedades de impacto proporcionam à peça excelente durabilidade, mesmo sob temperaturas baixas. Estão disponíveis grades para moldagem por injeção e sopro, que proporcionam resistência a combustíveis, inclusive etanol. A empresa também divulga sua nova estrutura organizacional para atendimento na América do Sul: Guert Ruecker, diretor comercial; Marcelo Delvaux, gerente de vendas; e Simone Orosco, gerente de desenvolvimento e marketing.

TRADECONNEX

A distribuidora de resinas plásticas aproveita para apresentar ao mercado sua nova marca Tradepol, com ampla gama de produtos. São resinas de polietileno lineares, de alta e baixa densidade, todas oriundas dos Estados Unidos, e empacotadas e supervisionadas pela Tradeconnex USA. Também compõe o portfólio da empresa o polipropileno, distribuído em todo o Brasil com as marcas Ineos e Natpet. A empresa oferece suporte técnico completo, pronto atendimento e entrega a partir do seu centro de distribuição, localizado na cidade de Itajaí, em Santa Catarina.

Transcalor - Chiller ©QD Foto: DivulgaçãoTRANSCALOR

Um dos principais objetivos da expositora nesse evento é fortalecer a marca e o vínculo com os seus clientes, além de apresentar os produtos de fabricação própria aos participantes do evento. Entre os produtos exibidos, destaque para o chiller, o carro-chefe da empresa, utilizado para auxiliar no aumento de produtividade dos processadores de plástico, diminuindo o tempo de ciclo de injeção, extrusão, sopro etc.

UBE

A empresa anuncia ao mercado seu projeto de elevação da capacidade produtiva, até 2014, na Espanha, para 30 mil toneladas anuais de náilon. Este empreendimento posicionará a empresa, segundo suas considerações, como a principal competidora global no segmento. A planta também produzirá o terpolímero náilon 6/6, 6/12, comercializado sob a marca Terpalex. A propósito, este produto comparece como destaque no estande, no formato de novas aplicações para o processo de termoformagem: bandejas para alimentos. A expositora também lança os novos grades FDX de náilon para embalagens flexíveis de alimentos (carnes e queijos); e nova tecnologia de processamento de náilon 12 para extrusão multicamada (até cinco) de tubos automotivos. A exibição se completa com a divulgação dos terpolímeros ABS, ASA e compostos.

Ultralub Química - Silispray com silicone ©QD Foto: DivulgaçãoULTRALUB QUÍMICA

Nesse estande os visitantes conferem a linha de desmoldantes Silispray, com amostra do Silispray com silicone, próprio para utilização em injetoras para termoplásticos. Segundo o fabricante, sua composição mais concentrada proporciona maior lubrificação e permite secar maior número de peças com a mesma aplicação. O produto pode ser utilizado também na indústria, para proteger e lubrificar peças e equipamentos de metal, plásticos e borrachas. Outro produto em foco, o Silispray pintável, desenvolvido especialmente para uso em processos de injeção, sopro e fundição de termoplásticos, é indicado para desmoldagem em processos nos quais a presença de silicone não é permitida, pois não dificulta a adesão de colas, tintas e outros materiais a serem aplicados posteriormente nas peças. Sua composição especial sem silicone elimina a contaminação causada pelos desmoldantes tradicionais, que afetam a qualidade das pinturas e a adesão de outros materiais. No segmento de consumo geral enfatiza uma linha de produtos diversificada, própria tanto para uso doméstico como profissional. Dentre eles, o protetor anticorrosivo, indicado para proteção de superfícies metálicas, protegendo contra ferrugem e corrosão. Na indústria pode ser utilizado como protetivo de moldes e peças mecânicas sujeitas a processos corrosivos. Outro produto de uso geral é o desengripante Ultralub, que lubrifica fechaduras, parafusos, polias, engrenagens e dobradiças, máquinas, esteiras, ferramentas, polias, eixos e conexões, oferecendo centenas de outros usos. O desengraxante, eficaz para limpeza pesada, usado também como desengordurante geral, para lavagem e desengraxe de pisos, máquinas e solados de poliuretano contaminados com silicone, completa a linha que será apresentada na feira.

WEG Cestari - Helimax ©QD Foto: DivulgaçãoWEG-CESTARI

A empresa anuncia o lançamento da opção de montagem e fixação da sua já tradicional linha de redutores Helimax para extrusoras. Nesta nova configuração, os redutores são montados na posição vertical (caixa em pé), com sistema de refrigeração incorporado, de pequenas dimensões, o que torna o equipamento bem mais compacto, com apresentação visual interessante. Além disso, são fornecidos já acoplados diretamente ao motor, aumentando a flexibilidade do conjunto, pois possibilitam o uso das soluções Weg de motores especiais e automação do sistema. Destinado, principalmente, aos fabricantes e usuários de máquinas mais compactas, onde o espaço ocupado seja um diferencial, o produto se apresenta como resposta a uma solicitação feita há algum tempo pelos clientes da empresa deste setor. Disponíveis nos tamanhos 12 a 25, com reduções de 6,3 a 18 e capacidades entre 2.800 e 30.000 Nm, podem ser fornecidos com e sem sistema de refrigeração forçada, além de outros opcionais, de acordo com a necessidade do cliente. Além deste lançamento, constam do estande as demais linhas de produtos da empresa, como os já tradicionais modelos de redutores e motorredutores específicos para extrusoras (linhas Helimax, Helicon e Vertimax); a linha de motorredutores para acionamentos de outros equipamentos complementares (linhas Coaxial, Vertimax, Magmax e Conimax); e a linha de coroa e rosca sem-fim (Linhas Magma M e Alumag). Profissionais do setor Service Weg-Cestari, área responsável pela manutenção e reforma de redutores e motorredutores, não apenas da empresa, mas também de outras marcas reconhecidas pelo mercado, prontificam-se a ajudar os visitantes.

Weltech do Brasil - Termofusão ©QD Foto: DivulgaçãoWELTECH DO BRASIL

A empresa anuncia o lançamento da Compacta Mini, especialmente voltada para pequenas aplicações na união de peças plásticas, principalmente na solda de lingerie (costura da alça). Também exibe em primeira mão os equipamentos de ultrassom de 20 e 40 kHz e de 30 e 35 kHz. Além dos lançamentos, a Weltech divulga na feira seus equipamentos convencionais, como ultrassom, termofusão, rotação (solda por giro), teste de estanqueidade e ferramentas em geral, tais como sonotrodos, transdutores (sono conversores) e transformadores acústicos (boosters), entre outros. Destaca, ainda, sua área de fabricação de máquinas, ferramentas e dispositivos para soldagem de peças plásticas, e sua atuação em todos os processos onde há necessidade da união de duas partes de uma peça plástica; assim como também de solda por rebitagem ou remanche de torres ou aletas, fornecendo soluções de soldagem nas áreas automobilística, hospitalar, de autopeças, brinquedos, eletrodomésticos, construção civil, têxteis (TNT) etc.

WIFAG/POLYTYPE

Esse estande reúne diversas marcas em equipamentos. A Polytype South & Central America, filial brasileira da matriz suíça, responsável pelo atendimento à América Latina, divulga linhas de impressoras dry offset, para embalagens plásticas rígidas como copos e potes (redondos ou retangulares), tampas e também bisnagas; máquinas flexográficas; hot & cold stamping; silk screen; e ainda linhas completas para fabricação de tubos aerossol e bisnagas de alumínio. Empresa do grupo Wifag/Polytype, a búlgara Mechatronica apresenta sistemas de fabricação, selagem e acabamento de bisnagas laminadas. Representadas com exclusividade no país pelo grupo expositor também marcam presença no estande, entre elas a alemã Illig, fabricante de termoformadoras, máquinas de embalagem, skin e blister; e a também alemã Battenfeld-Cincinnati, construtora de extrusoras e coextrusoras, com opção high speed (alta velocidade) para chapas e filmes em diversos polímeros. Equipamentos para gravação laser de clichê digital para diversas aplicações (flexo, offset, tampografia, silk screen etc.) constituem as opções da suíça Lüscher. Além de prestar assessoria técnica, a Polytype inclui nos seus serviços planejamento, instalação e auxílio no processo de importação e financiamentos.

Wittmann Battenfeld - EcoPower de 180t ©QD Foto: DivulgaçãoWITTMANN BATTENFELD

Esse importante grupo comparece com novidades tecnológicas para injeção de plásticos, automação e equipamentos periféricos. Na área de injetoras, exibe quatro máquinas da série Power. Um modelo de 15 toneladas de força de fechamento e peso máximo de injeção de 3 g representa a tecnologia de micro-injeção, com a produção in loco de peças de poliacetal para a indústria médica, com peso de 0,003 g, em um molde de quatro cavidades e tempo de ciclo de apenas quatro segundos. Integra a célula produtiva um robô Wittmann, para a remoção das peças, inspecionadas 100% por uma câmera, controlada pelo sistema de qualidade no comando da injetora. Uma EcoPower de 110 t de força de fechamento, injetando ponteiras de dardos de 0,3 g também de poliacetal, em molde de 32 cavidades fabricado pela alemã Hasco, em ciclos de oito segundos; e outra EcoPower de 180 t de força de fechamento, produzindo peças de 0,2 g de polipropileno para aplicador de insulina, em molde de 48 cavidades e tempo de ciclo de seis segundos, demonstram no estande os benefícios das máquinas totalmente elétricas – alta velocidade, precisão e extrema eficiência energética.

Sistema eletromagnético para abertura do canal quente do molde integrado no controle de injeção, no painel da injetora, garante precisão na quantidade de material injetado no modelo de 110 toneladas. O de 180 toneladas conta com sistema de controle de qualidade integrado no comando da injetora, que acusa e refuga qualquer peça fora dos critérios de qualidade, com precisão e repetibilidade.
Voltada para peças de grande porte, a série MacroPower se caracteriza por ser bastante compacta e permitir fácil troca do molde pela grade traseira. Também possui sistema de travamento inovador, o QuickLock, que possibilita tempos de fechamento extremamente curtos. O visitante pode conferir o seu funcionamento no estande, injetando caixas com molde fabricado pela Haidlmair, da Áustria. Um robô Wittmann integrado na injetora se encarrega da remoção e colocação das peças sobre uma esteira transportadora.

Wortex - Challenger Compounder ©QD Foto: DivulgaçãoWORTEX

Aproveita a oportunidade para divulgar a joint venture Amut Wortex, fruto da parceria entre a italiana Amut S.p.A. e a brasileira Wortex. A nova empresa produzirá linhas de extrusão para tubos, perfis e chapas. Os visitantes também podem conferir no estande as linhas Challenger Compounder e Challenger Recycler. A primeira atende indústrias que necessitam compor as próprias blendas, aditivar cargas minerais e peletizar materiais provenientes de sopro, injeção e termoformagem, entre outros, tais como ABS, PS, PP, PE, POM, PC e náilon. Pode ser fornecida com cristalizadores e secadores com peneira molecular, para o processamento de PET pós-consumo e pós-industrial (corte espaguete). Composta por modelos diversos, a Linha Challenger Compounder possui capacidade de produção que varia de 50/70 até 800/900 kg/h (PP e PE), podendo ainda ser fabricada com capacidade de produção acima de 900 kg/h. A Challenger Recycler foi desenvolvida para processar grande variedade de resíduos de filmes lisos, impressos e metalizados, tais como polietilenos, BOPP, PP, PVC, ráfia, não tecidos, náilon, filmes de multicamadas, entre outros. Os equipamentos da Linha Challenger Recycler utilizam sistemas de alimentação forçada, que permitem o processamento do material sem a necessidade de aglutinação. Disponíveis em modelos mono, dupla ou sem degasagem e com capacidade de produção a partir de 50/70 até 800/900 kg/h (PP e PE), os equipamentos podem ainda ser fabricados com capacidade de produção acima de 900 kg/h.

Wutzl - CUP-40 ©QD Foto: DivulgaçãoWUTZL

A fabricante de sistemas de impressão expõe diversas máquinas da linha de termoimpressoras e impressoras tampográficas, com destaque para o sistema tampográfico de alta produção (imprime até 18.000 peças/hora) para tampas de PET. Equipada com pré-tratamento de superfície por efeito corona, a impressora possui sistema de alimentação inovador e muito eficiente, com funcionamento suave em um conjunto compacto. O estande ainda dispõe, em funcionamento, de máquina de heat-transfer, fazendo impressão cilíndrica em frascos PET; e máquina de tampografia, imprimindo em frascos. A mostra se completa com a exibição de toda a sua linha de impressoras tampográficas equipadas com tinteiro selado (modelos CUP-40 / CUP-60 / CUP-90 / CUP-130 / TMW-60/ TMW-100 / TMW-140). A linha de tampográficas e hot stamping da marca soma 80 modelos.

Zara - Redutores para acionamento ©QD Foto: DivulgaçãoZARA

Apresenta redutores e motorredutores nacionais para acionamento de máquinas extrusoras monorrosca, com projeto e produção próprios. Além disso, exibe os redutores para acionamento de extrusoras dupla rosca, projetados e produzidos pela empresa italiana Zambello Riduttori. Desenhados especialmente para aumentar o desempenho das próprias máquinas extrusoras, estes redutores têm como uma de suas principais características o alto torque transmissível em relação ao peso e ao tamanho.

* O texto desta seção foi editado com base nas informações das empresas, em resposta ao convite enviado por Plástico Moderno a todos os expositores da Feiplastic 2013. Fotos de divulgação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios