Fabricantes – Resinas – Vitrine

PEPASA

Peças e componentes produzidos com os compostos termoplásticos de engenharia fabricados pela companhia prometem ser a grande atração. Sob o aspecto estrutural, baseiam-se em resinas termoplásticas – poliamidas, ABS, SAN, poliestireno, polipropileno, polietileno, policarbonato, PBT, poliftalamidas etc –, reforçadas com fibras de vidro, fibras de carbono, fibras aramida e/ou cargas diversas (micro-esferas, wolastonita, talco, carbonato de cálcio, “nano-clays” etc), podendo representar excelentes alternativas para ligas metálicas, como Zamak e alumínio. Os auto-extinguíveis possuem retardantes à chama halogenados ou não. Os lubrificados apresentam baixo coeficiente de atrito e alta resistência ao desgaste por abrasão, sendo aditivados com PTFE, silicone, bissulfeto de molibdênio e grafite, com ou sem reforços e cargas. Os dissipadores de eletricidade estática apresentam baixa resistividade superficial e volumétrica, graças à incorporação de cargas e/ou reforços condutores de eletricidade. Resistentes ao impacto, incorporam elastômeros e/ou outros modificadores de impacto.

POLIETILENOS UNIÃO

O público conhecerá, em primeira mão, o portfólio de produtos da nova unidade industrial da companhia que entrará em operação a partir de 2008. Em fase de montagem, em Santo André – SP, essa unidade terá capacidade nominal de 200 mil toneladas ano e demandará investimento de cerca de R$ 491 milhões. Licenciados pela Chevron Phillips Chemical Co. – CPChem, líder mundial na produção de polietileno de alta densidade, os produtos carregam avanços de uma tecnologia que se faz presente em mais de 15 países da Ásia, Europa e América do Norte, e irão integrar a produção da primeira fábrica a ser instalada no hemisfério Sul. Além de PEBD e dos copolímeros de etileno-acetato de vinila (EVA), produzidos atualmente, a companhia passará a ofertar, a partir da nova fábrica, completa gama de polietilenos, abrangendo desde o de alta densidade e alto peso molecular, para extrusão de filmes, até resinas de polietileno linear de baixa densidade e alta claridade, passando por resinas de alta densidade para moldagens por sopro, extrusão de tubos (PE-80 e PE-100), polietilenos de média densidade para rotomoldagem, entre outros.

RIOPOL

Ao completar o primeiro ano de operações à plena carga, a petroquímica fortalece e consolida sua posição no mercado, apresentando especialmente para o visitante da feira nova resina de PE, considerada inovadora no País. No estande haverá demonstração da nova resina em processamento e de sua aplicação final.

SOLVAY

Três grandes empresas do grupo – Solvay Indupa, Solvay Solexis e Solvay Química – receberão convidados e demais interessados em conhecer as inovações mais recentes em produtos e expansões de capacidade. No âmbito da Solvay Indupa, serão destacados os investimentos em prol da expansão para atender ao Mercosul. Também será reiterada a forte determinação da empresa em buscar o crescimento do mercado do PVC, atendido há 50 anos com a resina de PVC SolVin, fabricada em Santo André, na grande São Paulo. A Solvay Solexis evidenciará portfólio de produtos e serviços na área de polímeros fluorados especiais, facilmente processáveis por extrusão e injeção. A Solvay Química também se apresenta com muitas novidades na área de polímeros especiais. Um delas é o novo látex para preparar tintas anticorrosão. Os desenvolvimentos da Solvay Engineered Polymers poderão ser conferidos nos compostos especiais de TPO (Thermoplastics Olefins), pertencentes às famílias Sequel e Indure, direcionadas à indústria automotiva, para fabricar componentes internos, como painéis e laterais de portas, e peças de uso externo, como pára-choques, frisos e molduras. O visitante ainda está convidado a conferir as recentes inovações concebidas pela Solvay Advanced Polymers, no tocante à família de ultra-polímeros SolvaSpire.

TICONA

Plástico Moderno, Fabricantes - Resinas - Vitrine
UD suporta altas temperaturas

O fabricante pretende focar novas aplicações aos polímeros de alta performance que compõem seu portfólio, como o polímero de cristal líquido (Vectra) indicado para uso em utilidades domésticas que requerem elevada resistência térmica e bom acabamento superficial.

A expositora também reforçará as possibilidades de emprego do polissulfeto de fenileno, (Fortron), do polibutileno tereftalato (Celanex) e outros polímeros, na confecção de não-tecidos, fibras e monofilamentos.
Aplicações estruturais para os segmentos automotivo e industrial com indicação dos polímeros reforçados com fibra de vidro longa, de altíssima resistência mecânica, completam a exposição.

Página anterior 1 2 3 4 5 6Próxima página

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios